O Coração da Cidade precisa de amigos... seja amigo do coração...

o seu donativo é muito importante para nós...

MILLENIUM- BCP ... 0033 000000 239551298 05 

Domingo, 28 de Dezembro de 2014

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

553666_427308380637853_490837465_n.jpg

 

Acordei esta manhã no meio de um sonho fantástico…

Havia festa na minha rua…

 

Toda a gente bem disposta , muita alegria… e eu perguntei : - mas o que se passa ????....e percebi que era o dia da festa na minha rua…

 

Estava na cidade do Porto, a minha cidade berço…

todos tinham concordado que todas as ruas tinham durante o ano um dia de festa…

 

Gostei do que me contaram e perguntei qual era a razão…

 

Diz-me uma senhora muito simpática, que com os tempos modernos, os vizinhos se afastaram e era necessário voltar a aproximar as pessoas…

Que alguns viviam sós e já nem sabiam uns dos outros…

Que muitos viviam desconfiados, porque perderam o hábito de se encontrarem e formarem as grandes e simpáticas conversas de passeio…

 

Que muitos jovens nem sabiam quantos idosos e quantos jovens existiam na sua rua…

 

Achei interessante a ideia e percebi que esta iniciativa era também uma forma de detectar quem estava em situação de pobreza…

 

Soube também, que generosamente, para esses casos, toda a rua contribuía…

 

Então havia UM GABINETE DE RUA, que providenciava o necessário para essas pessoas…

Que o que tinham era generosamente repartido por quem não tinha tantos recursos…

 

Parecia o paraíso… sabiam assim nessa festa que ninguém estava só…

 

Então na cidade, sendo que existem tantas ruas, todas elas tinham um dia de festa, e como são tantas ruas as festas eram na cidade uma constante…

 

Percebi que eram festas solidárias em todos os sentidos…

 

O Porto, uma cidade fantástica , a cidade dos meus sonhos mais amorosos, mais solidários, mais ternos, que se possam imaginar…

 

Acordei, quase com a certeza de que na realidade, quando queremos, pode haver festa na nossa rua…

 

Vou pensar nisto muito a sério…

 

 

Lasaletepiedade

 

 

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 10:43

link do post | comentar | favorito
|

TODOS OS NATAIS SÃO SEMELHANTES…

536775_245883862184446_1586413586_n.jpg

 

 

 

Eu queria um Natal diferente…

Um Natal que falasse apenas de amor…

Um Natal que fosse apenas alegria…

Um Natal que soubesse a fraternidade …

 

 

Mas todos os natais são semelhantes…

As ruas enchem-se de gente a correr, com listas de compras que não tem fim…

E o ar é intoxicante de milhares de pessoas que se emocionam à toa, porque não podem ter aquilo que imaginaram…

As estradas repletas de carros, levam ao volante um olhar vazio, cansado, atónito e até irritadiço…

E as casas?... as casas sabem e cheiram a canela, com aromas de limão à mistura e caramelo esquecido num lume que demora para apagar…

As luzes tentam emprestar ao ambiente um pouco de paz e até de serenidade…

Tentam aquecer os olhos, já que a alma, por vezes está tão fria, que nem parece querer aquecer-se, com os brilhos de Natal…

Mas esquecida por completo, num canto bem escondido da mente, a mensagem de Natal permanece, ela está lá, mas parece adormecer os sentidos…

O menino nas palhinhas está inerte, não diz nada…

Tudo parou no tempo, de tão trivial…

E eu continuo a perguntar: - e a mensagem de Natal ?… não aqueceu pelo menos o coração ?…

Lamentamos os que nas ruas estão com frio, mas passados os primeiros minutos do quente agasalho dum lar, tudo se esquece e a mensagem continua esquecida, ausente , muito ausente da lembrança dos homens de boa vontade…

Hossana nas alturas … e paz na Terra aos homens de boa vontade…

Até os sinos teimam em tocar o mesmo som …

 

Todos os natais são semelhantes…

Mas a nossa alma acentua diferenças emersas na banalidade da festa, da celebridade do momento…

 

É urgente demais fazermos um Natal diferente…

Um Natal de verdade …

 

Lasaletepiedade

publicado por lapieta@sapo.pt às 00:18

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

vesti-me de mar...(poema)

mareanmz.gif image by soleblu

 

vesti-me de mar meu Deus,

e minha alma chorou

vesti-me de mar talvez

porque a chorar se desfez

um sonho que se sonhou...

 

meus cabelos não são algas

mas meus olhos são de mar

meus anseios são veleiros

que parecem marinheiros

cansados de tanto andar...

 

sonho ir à praia à noitinha

quando a Lua aparecer,

quero-lhe falar de amor

quero sentir seu calor

se o luar acontecer...

 

há gaivotas que esvoaçam

em voos de liberdade,

são meus braços acenando

porque meus olhos chorando

mergulharam em saudade...

 

há ondas que se demoram

e chegam uma após uma

como lágrimas rebentam

se afastam, nada comentam,

não dizem coisa nenhuma...

 

um braço de mar se estende

qual abraço de prazer

pensa que leva um recado

que conservo amortalhado

em minha alma de mulher...

 

ai... se eu me fizesse  mar

e se eu me fizesse imensa,

sem pranto nem solidão,

sem mandar no coração

vivesse uma vida intensa...

 

 

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 17:36

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 13 de Abril de 2008

dar a mão...

todos os dias sem excepção estamos a receber pedidos de ajuda , por parte de pessoas que nunca suspeitaram vir a precisar de uma instituição para poderem apenas sobreviver...

 

a baixa auto estima não pode acontecer e quando estamos em situação dificil, instala-se de forma subtil e tão rápido que só a detectamos mais tarde ...

 por isso nós pedimos, a quem possa ter conhecimento de pessoas que necessitam de ajuda , que em tempos tiveram uma situação desafogada, para nos contactarem para que mais cedo do que é habitual, essas pessoas possam receber a ajuda de que precisam...

 a este tipo de situação nós chamaos de " pobreza envergonhada"...

 não é fácil receber apoio social quando estamos nesta situação e por vezes nos aproximamos da instituição pedindo ajuda e não conseguimos passar da porta, porque algo mais forte que a própria necessidade, nos devolve ao sítio de onde viemos e ao qual regressamos para viver de novo a solidão, a fome e a dor de nada ter ...

 

o Coração da Cidade tem programas preventivos a nivél social,  para obstaculizar a miséria...

 

em troca só pedimos que quem recebe apoio, seja exigente consigo próprio e não enverede pala preguiça, pelo mau comportamento ao nível das dependências que sempre nos joguem num poço sem fundo...

 

se é mais velho,  não parta do princípio de que só querem gente nova para trabalhar... ainda existem empresas que preferem pessoas com experiência para desempenhar determinados cargos... é sempre possível começar de novo...

 

o importante é que mantenha o optimismo...

 

ajudar quem precisa não é apenas dar de comer, mas junto dessa pessoa devemos insistir para que encontre sempre forma de revitalizar um mau momento de vida...

 

esta instituição está sempre aberta para ajudar quem precisa, faça o mesmo e encaminhe para receber ajuda, quem precisa...

 

lasalete ...

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 22:31

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

meu diário de dor e pranto...

 

ouço-lhe a voz...

 

uma voz cálida e dolorosamente envolvente...( povo que lavas no rio)...

 

cantava ... como ela cantava... chorava como ela chorava...

talvez como ela, ninguém consiga com tanta verdade na voz ,expressar a dor dum povo que diariamente se sente suspenso...

quer ditará a queda deste povo, magoado de tanto sofrer, calado a chorar constantemente, trémulo das indecisões que não lhe pertence...

 

assistindo a um cortejo vergonhoso onde os que mais possuem se passeiam pelas primeiras páginas dos jornais...

 

as empresas encerram todos os dias...

todos os dias centenas de lares sofrem pela inconstância da sua sobrevivência...

 

os portugueses queridos estão a partir um após outro e connosco fica o despotismo e a desfaçatez ...os poucos homens sérios que sobraram também irão... e nós ?... com quem ficaremos...

 

todos os dias somos assaltados por notícias de uma barbaridade execrável ...

 

para onde caminham os jovens...

que exemplos estamos a estender às crianças que já não passeiam indiferentes às notícias que se oferecem abertamente nas bancas de jornais...

 

se as manchetes oferecem nomes sonantes como espectáculos pouco saudáveis duma sociedade decadente... pertencentes ao JET7 do conflito e da promiscuidade... que país meu Deus que nada tem para oferecer a não ser drama e dor em tal proporção que chega a doer por dentro...

 

os centros de saúde estão replectos de almas em solidão ...

as urgências hospitalares não diminuem a sua afluência... pelo contrário têm mais gente aflita, somatizadas que foram as dores íntimas e as amarguras de toda a ordem ...

os tribunais afogam-se em processosl que perfeitamente se evitariam se a felicidade e a prosperidade estivessem ao alcance de todos e não só de um grupo ( impunemente falível ), mas que falha aos olhos de toda a gente...

 

as delegações de polícia estão pejadas de queixas que diariamente espelham a confusão e o desespero em que habita a população portuguesa...

 

quem escreve este diário de dor e pranto ...

 

quem mata a fome a esta gente que de todo o mundo veio procurar em terras lusas a prosperidade que está tão longe do alcance da maioria...

 

acudam a este povo que apenas lhe resta ... talhar com o seu machado as tábuas do seu caixão...

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: trabalhando com amor
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:45

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

não ouço cantar o vento...( poema)

 

 

 

não ouço cantar o vento

nem tão pouco a neve cai...

nem descubro nuvens soltas

nem notas de som revoltas...

não ouço cantar o vento...

não sei dos silêncios vida

não sei das vidas que soltas

vêm sem norte, quais velas

empurrando caravelas

num mar que as deixa mais sós...

sem amarras de outros nós,

sem ajudas divinais... 

por isso não ouço o vento

que traz abraços aos ais,

que traz beijos maresia,

que entrega aos sós as saudades

bordando as praias  vazias

das sereias sem idades...

 

não ouço cantar o vento

que me trazia recados

dos homens em agonia

debruços por seus pecados...

de almas sem fé , vazias...

de almas cheias de amor...

trazidas no som dos dias,

no canto dos trovadores

que não morrem... que não choram,

que apenas cantam amores...

o vento canta e encanta

quem escuta tempestades,

que as almas do mundo entregam

à fogueira das vaidades...

que Deus devolve sorrindo

ao mundo que cria amando

e que de noite ou de dia

devolve ao vento cantando...

 

por isso ao sentir o vento

eu sei que é belo e profundo

e quando o ouço cantando

é Deus abraçando o mundo... 

 

lasalete ... 2 de Abril de 2008 ... 9.00 h

neste momento eu estou ...: orando
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:56

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Março de 2008

quando cruxificaram o amor... ( poema)

 

quando um dia maltrataram o amor

o Sol baixou e a Lua aconteceu

a Terra suspirou e estremeceu,

o Amor a chorar cerrou os olhos

e a alma do mundo emudeceu...

 

todos perguntaram, porquê?...

porque se crucifica o Amor se na verdade

apenas vinha a ajudar a humanidade ?...

longe de saber responder, o Mundo apenas disse:

-nunca imaginei que assim fosse possível ,

mas os homens têm medo de aprender,

que é mais  fácil ver  o Amor tal qual a Vida,

têm medo que ele cresça e ao viver 

do mal tenham que fazer a despedida...

 

a Lua, escutando e lacrimosa,

pergunta em sobressalto e aturdida:

-não sabem então os homens entender

que o amor é bom, que o Amor é Vida?... 

a Verdade , que escutava atentamente,

chegou-se paciente e esclareceu:

- não julguem mal os homens ... nada disso,

o Amor, é apenas compromisso

que os leva pouco a pouco à mão de Deus...

até lá, teremos que esperar

teremos que servir e ensinar,

olhando o progresso com ventura,

está a nosso cargo deixar acontecer

e quando os homens quiserem despertar

 feliz, a Terra  passa a receber

aqueles que em verdade vão amar...

 

Jesus, escutava embevecido ,

ouvindo falar sobre os homens, sobre a Vida...

levantou-se, com ternura e disse assim:

- ninguém semeia campos sem lavrar,

ninguem  enche  as eiras sem suor,

assim, ninguém ensina a trabalhar

senão servir os homens com amor...

ainda  teremos que esperar a hora certa,

para que todos na Terra consigam despertar,

mas até lá em nome do Amor,

vamos orar... vamos orar ... vamos orar...

 

perplexos todos se interrogaram...

-então quanto tempo teremos que esperar?

Jesus calmamente respondeu:

- venham para aqui e fiquem a meu lado,

porque não quero que o Mundo tal qual eu,

termine com dor crucificado ...

a dor duma cruz dói... ai como dói,

tal qual como dói a ingratidão,

mas de tudo o que mais dói, é a certeza

de ninguém entender o coração...

muitos anos vão passar como tormento

e os homens lembrarão com muita dor

o terrível testemunho do momento

quando crucificaram o amor....

 

lasalete ... (poemas do fim do dia) 21-03-08

 

neste momento eu estou ...: orando com amor
publicado por lapieta@sapo.pt às 00:52

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Março de 2008

atenção às práticas de bruxaria ...

a vida não é um filme...
acordemos de uma vez por todas e encaremos a vida com realidade...
PSP deteve "Bruxos" que
convenceram mulher a endividar-se
para lhes pagar 250 mil euros

Dois indivíduos de nacionalidade brasileira foram detidos em Lisboa por agentes da PSP do Porto por fortes suspeitas de terem sido os autores de uma burla de que foi vítima uma mulher do Porto que recorreu a serviços de espiritismo. A vítima chegou a entregar a um dos indivíduos 250 mil euros em dinheiro como "pagamento" pelas supostas práticas de "bruxaria". Parte da verba (50 mil euros) foi recuperada no passado sábado, aquando das buscas e detenções dos suspeitos
( este notícia vem na página 12 do Jornal de Notícias )
è pena que nas  bancas de jornais,  ainda possamos ler noticiadas burlas destas, autênticos casos de polícia, mas que nesta altura da vida ainda sucedem para espanto da maioria...
pena é também, que os jornais e revistas não divulguem e não estudem algo sobre a Doutrina Espírita, para saberem separar o trigo do joio e assim a palavra "espiritismo", não apareceria nesta notícia...
a Doutrina Espírita, nada tem a ver com estas práticas e não tem necessidade de criar prosélitos, pois que todas as informações e ensinamentos, são gratuitos e se envolvem na prática cristã de amor ao próximo...
em qualquer Centro Espírita Kardecista, ninguém deve, nem pode cobrar nada a ninguém... mas quando sabemos de tal prática, estamos na presença de alguém que nada sabe da doutrina ou está a proveitar-se da denominação para negociar... então, devemos de imediato denunciar o caso  às autoridades competentes, porque estamos perante um caso de burla que incorre automaticamente num crime punido pela lei...
O ESPIRITISMO, nada tem a ver com este tipo de notícia e assim os senhores jornalistas deveriam saber escrever de forma a informar correctamente e não a desinformar...
mas, o que mais me espanta, é que são os próprios jornais e revistas, incluindo o JN que dão a estes senhores, peritos nestas burlas, páginas diárias de anúncios, ao invés de informar a opinião pública, alertando para este tipo de coisas, que no mundo do sobrenatural anunciado, nem é das mais alarmantes...
observemos, que sempre que a vida se complica em matérias, como a saúde, o amor e o dinheiro, a maioria das pessoas, que ainda acredita que "DEUS" se vende por um punhado de notas e os espíritos estão aí como empregados domésticos para satisfazer os caprichos dos homens na Terra no imediato de todas as questões, dão qualquer quantia, fazem seja o que for, para que as dificuldades sejam desviadas da sua vida...
vendo bem a questão ( até com o alto se tentam tráfico de influências)...
na generalidade, os que agora são enganados, foram pessoas que em vidas anteriores mentiram à vida , burlando também outros, que incautos foram desesperadamente enredados na sua teia)...
é preciso com urgência visitar uma casa espírita e pedir informações, é necessário adquirir esclarecimento e não ter vergonha de procurar informação no local correcto...
não entrem por aí às escuras... quem assim teima em caminhar, é natural que caia e tropece no primeiro esperto que aparece...
aprendamos com Fé a ter Esperança... mas lembremo-nos que a Caridade ainda não é amada pela maioria dos homens...
a Doutrina Espírita Cristã - Kardecista - é um alerta pormenorizado de tudo quando devemos fazer e evitar...
deixemos de uma vez por todas de visitar, bruxos e adivinhos...
tentemos crescer naturalmente, rogando a Jesus coragem e discernimento para os momentos mais difíceis da nossa vida, quando esta simplesmente nos pede respostas difíceis, frente às inúmeras provas que temos que prestar...
arrumemos a nossa casa mental e deixemo-nos de práticas atávicas que nada trazem de Bem, de Bom e de Belo à nossa existência...
um bom dia para todos e muita luz...
lasalete
neste momento eu estou ...: acordada
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:55

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

CONHEÇA MELHOR



mais importante que verbalizar doutrinas é humanizar atitudes


 

e-mail gifs

coracaocidade@gmail.com


free html visitor counters
hit counter




<




body

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TODOS OS NATAIS SÃO SEMEL...

vesti-me de mar...(poema)

dar a mão...

meu diário de dor e prant...

não ouço cantar o vento.....

quando cruxificaram o amo...

atenção às práticas de br...

a Páscoa está aí...

parabéns mulher...

minhas raízes são alma......

os beijos que nunca dei.....

uma dor + uma dor, faz um...

acorda...acorda...

ser ou não ser ... eis a ...

ei !... preciso de ajuda ...

Afinal o que é O Coração ...

foi assim...

vamos falar de amor... só...

que seja eterno... " poem...

ecos da solidão...

meus versos... poema

Domingo após Domingo...

máscaras...

simplesmente ... divino.....

minhas lágrimas poema... ...

tão fragéis... meu Deus.....

os ecos da boa vontade...

quando o telefone toca...

ai, se... OS HOMENS TIVES...

generosidade ...

a primeira consoada do an...

ano novo... vida nova...

desperte... descubra-se.....

2007... autocracia ... os...

meu presente de Natal... ...

ceia de Natal 2007---

o brilho do coração...

solidão... (poema )

estamos a construir natal...

movimentos ... A LUZ QUE ...

as vidraças da alma...

NATAL 2007...O NATAL DO M...

nós podemos melhorar...

flores no chão...

que dia é hoje ? ... diga...

lágrimas do tamanho do mu...

o anjo dos gatos tristes....

onda solidária...

a melhor oportunidade...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags