O Coração da Cidade precisa de amigos... seja amigo do coração...

o seu donativo é muito importante para nós...

MILLENIUM- BCP ... 0033 000000 239551298 05 

Segunda-feira, 6 de Abril de 2015

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

pobreza.bmp

 

Não entendo como foi capaz de acontecer…

Creio que foi muito rápido… de repente dei comigo a recolher algumas moedas que caíam junto de mim…

Eu apenas me tinha sentado no chão desiludido…estiquei as costas e pensando que eu estava a pedir esmola, deixaram que as moedas tilintassem para eu as apanhar… e durante todo o dia foi assim, até que me habituei e fiz daquele lugar o meu espaço permanente…

 

Mas o meu olhar jamais se levantou…

A que situação havia chegado um homem que sempre trabalhou…

nunca faltei, nunca fui indolente, nem malcriado para com ninguém…

Fui sempre um trabalhador aprumado e agora dispensado…desempregado …

Caminhei por todos os subsídios…até que me vi sem nada …sem direito a mais nada, fiquei esperando a reforma, que tardará em chegar…

 

Reparei com o tempo que mais homens como eu viviam estendendo a mão…

eu lamentava mas nunca me imaginei a fazer o mesmo…

E agora ali estava eu.. eu e o meu pedaço de chão, como se ele fosse propriedade minha…

Nunca levantei os olhos do chão…

ao mesmo nível do meu olhar,  passavam as pessoas que iam e vinham, denunciando mais ou menos pressa…

Apenas as crianças olhavam para mim e estendiam na minha mão a moeda que os pais lhes entregavam…

Lembrei muitas vezes dos meus irmão pequenos e franzinos…

Naquele pedaço de chão, lembrei a minha mãe com saudade e o cuidado que ela teve sempre comigo por ser o mais franzino de oito irmãos…

 

A meio do dia , já não precisava de estar ali, ganhava para uma sopita e uma sande de manteiga ou de queijo e assim me deitava, no quarto que já consegui apagar, porque a casa de aluguer já há muito tempo que a tinha deixado…

 

A minha Teresa não ia gostar de me ver assim, ainda bem que Deus a levou primeiro…

Agora só resto eu, mas inda sou novo… que faço eu neste estado de miséria…

Dizem que é da crise. Então depois de tanto trabalhar, só me resta um pedaço de chão ?...

 

Mas há uns dias fiquei aflito… sentei-me como de costume e percebi que no mesmo lugar estava uma mulher com duas crianças… as moedas caíam como de costume e eu ia para as apanhar, mas não conseguia…

a mulher guardava as moedas e eu continuei ali na esperança de que ela vagasse o lugar…

Não estava entendendo nada…mas ouvi alguém a perguntar … então o senhor Paulo não está qui…que lhe aconteceu?...

 

Paulo…Paulo… era comigo, é o meu nome…apeteceu-me gritar…sou eu estou aqui.. mas não consegui que me escutassem porque me esforcei para falar e não saía som da minha voz…que estranho…

 

Sempre gostei do meu nome Paulo Lima…quando me chamavam para receber, era assim que eu ouvia o meu nome …Paulo Lima…e lá ia eu buscar um envelope de notas que me enchiam os olhos e o bolso…

 

Voltei a olhar para a mulher que ocupava o meu pedaço de chão…

Mas a mulher apressada, disse:- coitado já morreu vai para um mês… estava com os pulmões afectados…

 

Dum salto levantei-me e dei por mim mais leve e mais alto que o chão…

Alguém muito perto de mim me segurou… era a Teresa…

Segurou o meu braço e disse: - vem , já não precisas de estar aqui…

Mas este era o meu lugar………. vem , disse ela… este já não é o teu lugar…

Despertei incrédulo, como se estivesse a sonhar… triste, mas ao mesmo tempo feliz…

Ela disse-me:- tu morreste, não te recordas?...

olhei para trás e fiquei com saudade, mas ao mesmo tempo triste e pensativo…

afinal depois de tanto lutar e trabalhar, apenas fiquei com o meu pedaço de chão…

 

 

Lasalete …9 h... 6-4-2015

psic.( Paulo Lima)( crónicas do outro lado da vida)

publicado por lapieta@sapo.pt às 10:54

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015

A ALMA ÀS RISCAS ... OU AS RISCAS DA VIDA...

 

 

imagesBCZ0CJPV.jpg

 

creio, que nem todas as pessoas compreenderam o que aconteceu na alma de quem, de forma brutal, se viu de um momento para o outro proibida de viver...

e obrigada a vestir-se às riscas…

 

não sei se alguma vez, vamos conseguir classificar este acto hediondo...

porque, nem a raça, nem a religião, nem o DNA de alguém, justifica semelhante atrocidade...

resta-me apenas pensar que durante esse tempo, o mundo ficou nas mãos de seres perfeitamente anormais, espíritos perturbados e perturbadores, que tinham com as trevas um pacto infernal...

mesmo como reencarnacionista, me custa a aceitar que fossem exterminados milhões de pessoas e continuadamente, sem que para tanto existisse um grupo de seres sobre a Terra que parassem esse holocausto...

 

o mesmo pergunto hoje, como é possível, que estejamos a ver morrer milhões de pessoas à fome, num extermínio lento, dolorosíssimo e não façamos nada, camuflando esses horrores com cenas agradáveis, momentos aprazíveis e parangonas jornalísticas que parecem orquestradas exactamente para que não se pense a sério, nos horrores, que hoje em dia de forma mais elaborada, se cometem por aí...

 

se há 70 anos atrás as notícias custavam a chegar, hoje estamos assistindo à morte em directo e nada fazemos…

 

medimos o tempo da morte, o som da dor…

hoje traçamos as riscas da vida de forma mais programada, mas disfarçamos…

uns vão rezar, outros viram o rosto…

são muito poucos os que dão as mãos para libertar…

 

só quando do plano terreno, forem afastados, os ditadores, os bizarros governantes que existem por aí, os déspotas da história, que grava a ferro e fogo os sentimentos humanos, aí sim, talvez de verdade, mudemos a cor das riscas da vida…

 

a vida a preto e branco, dói muito…

 

se me perguntassem o que queria neste momento, eu respondo…

TER PERMANECI COM ELES ATÉ AO FIM…

 

Peço perdão, por não viver nesse tempo…cheguei já no fim da guerra…

 

La Salette

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 16:09

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 28 de Dezembro de 2014

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

553666_427308380637853_490837465_n.jpg

 

Acordei esta manhã no meio de um sonho fantástico…

Havia festa na minha rua…

 

Toda a gente bem disposta , muita alegria… e eu perguntei : - mas o que se passa ????....e percebi que era o dia da festa na minha rua…

 

Estava na cidade do Porto, a minha cidade berço…

todos tinham concordado que todas as ruas tinham durante o ano um dia de festa…

 

Gostei do que me contaram e perguntei qual era a razão…

 

Diz-me uma senhora muito simpática, que com os tempos modernos, os vizinhos se afastaram e era necessário voltar a aproximar as pessoas…

Que alguns viviam sós e já nem sabiam uns dos outros…

Que muitos viviam desconfiados, porque perderam o hábito de se encontrarem e formarem as grandes e simpáticas conversas de passeio…

 

Que muitos jovens nem sabiam quantos idosos e quantos jovens existiam na sua rua…

 

Achei interessante a ideia e percebi que esta iniciativa era também uma forma de detectar quem estava em situação de pobreza…

 

Soube também, que generosamente, para esses casos, toda a rua contribuía…

 

Então havia UM GABINETE DE RUA, que providenciava o necessário para essas pessoas…

Que o que tinham era generosamente repartido por quem não tinha tantos recursos…

 

Parecia o paraíso… sabiam assim nessa festa que ninguém estava só…

 

Então na cidade, sendo que existem tantas ruas, todas elas tinham um dia de festa, e como são tantas ruas as festas eram na cidade uma constante…

 

Percebi que eram festas solidárias em todos os sentidos…

 

O Porto, uma cidade fantástica , a cidade dos meus sonhos mais amorosos, mais solidários, mais ternos, que se possam imaginar…

 

Acordei, quase com a certeza de que na realidade, quando queremos, pode haver festa na nossa rua…

 

Vou pensar nisto muito a sério…

 

 

Lasaletepiedade

 

 

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 10:43

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2012

TAKE AWAY SOCIAL

 




O Coração da Cidade ...

como instituição de solidariedade, representa

a alma da sociedade civil,

já que funciona apenas

com apoios dessa mesma sociedade...


a partir do dia 1 de Novembro,

O Coração da Cidade começa a preparar-se

para a maior odisseia social de todos os tempos...


com os novos rostos da pobreza,

O Coração da Cidade apresenta um novo gesto social...


Take away social...

a forma de chegar mais longe e a mais gente...


está na hora de unir esforços e deixarmos de lado

as desavenças e a preguiça...


é muito mais aquilo que nos une, que aquilo que nos separa...


junte-se ao Coração da Cidade...
há muita gente a necessitar de apoio...






neste momento eu estou ...: espectante
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:52

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2012

CORAÇÃO DA CIDADE EM EXPANSÃO

 

O Coração da Cidade, abriu os braços voluntários e expandiu a sua ajuda, á zona do Vale do Sousa...

 

 Na cidade de Paços de Ferreira , onde já laborava uma loja social, com a ajuda dos voluntários desta cidade, abrimos ou Outlet Social, para que fosse mais fácil implementar nessa localidade o apoio alimentar através do Programa VER - vidas em risco...

 

rápidamente mais de 70 famílias aderiram ao programa e surpreenderam pela positiva, pois que a necessidade maior de toda esta gente desempregada, era a possibilidade de se ocuparem...

 

são neste momento uma mais valia da instituição como suporte de voluntariado...

 

são operários da industria de mobiliário e da industria textil, que muito têm ensinado...

 

O Coração da Cidade continua assim a sua peregrinação por terras portuguesas, com a intenção de abrir uma mairo rede de lojas socias, para conseguir detectar novos focos de pobreza...

 

é dando que se recebe e assim vamos conseguindo motivar as populações mais desesperadas para quadros de maior esperança...

 

só peço a Deus que sempre nos abrace a forma insubstituivel de ajudar quem necessita de nós...

 


 lasalete

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 22:50

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 10 de Junho de 2012

JESUS TAMBÉM VAI AO BAIRRO ALTO...

 

o grande problema da actualidade religiosa ou mesmo filosófica, no que concerne à possibilidade para analisar as mensagens cristicas, reside na quase impossibilidade que o ser humano tem em encontrar forma de perdoar-se... 

os explicadores necessitam de maior explicação...
existem evangelizadores, que manipulam as mensagens, com explicações repetitivas, oferecendo sempre os mesmos conselhos de há 100, 200 , 1000 anos atrás e não param para entender, que conforme o tempo passa, nós vamos caminhando com espíritos diferentes, com necessidade de esclarecimento, mas esse esclarecimento tem que ser adaptado ao tempo... 

tudo evolui e os explicadores parecem não evoluir... 

a mentalidade actual é graças a Deus bem diferente, e Jesus, se neste momento reencarnasse, iria por certo ter outro discurso, perfeitamente adaptado á mentalidade actual... 

o sofrimento humano continua, porque os espíritos reencarnando continuam a sua evolução com alguns custos... mas, a grande maioria dos homens ergue uma cruz para si mesmo, parecendo que não nasceu com o direito de ser feliz e de ser acima de tudo dono e senhor do seu destino... 

a lei de causa e efeito, é igual para todos , e não depende da fé , nem da religião a que aderiram...

carecemos de actualização para ajudar os que têm dificuldade em encontrar a paz, que advém na maior parte das vezes da possibilidade de esquecer as ofensas, passar uma borracha sobre o assunto e continuar em frente... 

todo aquele que se mantém preso ao passado, não experimenta as delícias do presente... 

há que mudar com urgência...

a felicidade não está no passado, está um passo à frente...não pare.. continue ... avance...quem sabe não vai surpreender-se...

tudo o que fizer de bom, faz para si mesmo, por isso, o lucro das suas acções é exclusivamente seu...

O AMOR É UMA LEI MATEMÁTICA ...

lasalete

neste momento eu estou ...: em paz, trabalhando
publicado por lapieta@sapo.pt às 11:54

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

dia dos namorados ou dia do amor?...afinal em que ficamos?

 

 

dizem por aí à boca cheia que é dia dos namorados...

 

as montras são sugestivas...

as ementas nos restaurantes são de grande energia alimentar e as camas nos hoteis são feitas com grande cuidado, muito charme e extremamente convidativas para o amor...

dizem que todos viemos a esta vida à procura do amor...

como é triste nem todos os namorados saberem amar...

mas, mais triste é que nem todos sobre a Terra tiveram a sorte de ser amados, e partem deste mundo sem conhecerem o amor de ninguém...

nesta solidão kármica ou programada, escondem-se muitas vezes os medos ancestrais, de amores sofridos, vividos em outras vidas, e que deixaram marcas bem vincadas dentro da alma...
a mente reage fugindo, ou cortando a hipótese de uma aproximação...

é possível descobrir estas almas, fugindo do diálogo, quando se fala de amor, virando para o lado o rosto quando descobrem carinho entre os amigos ou familiares, coram ao menor gesto de ternura , mas sobretudo fogem como podem do amor...

impossível é descobrir se magoaram estas almas ou se foram elas que magoaram aqueles que as amaram...

mas um dia, vão descobrir que amar é bonito, belo demais, mesmo que não seja para a vida toda, como dizemos de todas as vezes que nos apaixonamos...
e sempre que o fazemos nós experimentamos aquele friozinho na barriga que nos diz que a paixão veio para ficar...
seja ela proibida ou não, quando chega, deixa tudo em revolução... e assim surgem os namorados...
olham-se como se fossem duas estrelas de frente uma para a outra, brilham em silêncio...
depois falam como se fossem passarinhos a cantar...
quando se tocam, finalmente parecem vulcões explodindo, e nessa catarse de amor quase todos acreditam que esse momento será eterno...

só há um erro no amor ( todos devíamos casar primeiro) para por fim terminarmos a namorar, e então sim... talvez o amor fosse eterno...

até lá, vamos tentando, dividindo o coração, ouvindo aquela canção que é só nossa, alimentando a ilusão de que somos apenas nós a dançar, a patinar, a nadar, a viver, na mente daquele que um dia nos disse quase a medo, ( EU AMO-TE) ...

lasalete...

neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:50

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Dezembro de 2011

PARTILHAR A PAZ ... a prioridade actual...

 

 

é neste conceito, não muito distante de todos nós, que a vida vai desenvolvendo os seus interesses essenciais...

 

todavia, verificamos que entre o desejo e a realidade existe efectivamente uma grande diferença...

 

acumular de emoções desregradas, o ser se desconcentra do que são na realidade os seus objectivos principais, e então, manifesta o que gradativamente se vai priorizando,” a sua maravilhosa existência" ... ou seja o superficialismo doméstico-social, que não passa do dar cumprimento às coisas básicas da vida...

para além do básico, poucos são os seres que param para pensar na sua essência...

 

como partilhar então a Paz?...

 

? ... o que é isso afinal, de que falam?...

 

mas nós estamos em paz... no nosso país a guerra não existe...

 

será que sabemos , o que é mesmo a paz?...

 

por mais absurdo que pareça, a Paz na globalidade, ainda é estendível como o parar das armas, o baixar os braços combatentes no campo da batalha... o ceder a negociações territoriais...

 

estamos a falar de paz interior, coisa que os governantes de quase todo o mundo desconhecem, por isso governam tão mal...

 

PAZ, não é concebível na mente daqueles presidentes que decretam invasões a outros países...

PAZ, não é situação comum dos ministros e pares de seus reinos, que matam as esperanças dos povos submetidos à sobrevivência, debaixo da bota da sua governabilidade absurda e ditatorial…

a PAZ, não cede a pressões, não se discute na assembleia, a Paz, não se deixa corromper…

o conceito de PAZ, deve ser ensinado, nos bancos da escola, deve ser estudado nas universidades e deve ser chave mestra de doutoramento mundial...

 

a Paz, deve liderar todos os conhecimentos e deve ser usada  paralelamente à HONESTIDADE...

 

PAZ ,VERDADE e HONESTIDADE, deviam ser categoricamente esculpidas na educação...

 

por isso meus amigos, também na base da educação familiar a PAZ, deveria ser oferecida aos filhos como prenda de vida e deveria ser a jóia de cada família, a herança transmissível de geração em geração…

por  incrível que pareça, é exactamente no seio familiar que se iniciam os conflitos, perigosamente gerados por falta de PAZ...

 

então construamos a PAZ INTERIOR, para poder assim partilhar a PAZ MUNDIAL, que seria neste final de ano e no início do ano que está para vir, a melhor prenda, a melhor partilha do planeta...

 

a Paz deveria ser no final e no principio, o método a seguir para finalmente podermos falar de um mundo melhor…habitados por SERES HUMANOS MAIORES…

 

então citaremos o apóstolo..

(NADA TENHO PARA TE DAR, MAS O QUE TENHO EU DOU … DOU-TE A MINHA PAZ )

 

um óptimo Domingo...

 

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 12:22

link do post | comentar | favorito
|

CONHEÇA MELHOR



mais importante que verbalizar doutrinas é humanizar atitudes


 

e-mail gifs

coracaocidade@gmail.com


free html visitor counters
hit counter




<




body

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

A ALMA ÀS RISCAS ... OU A...

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TAKE AWAY SOCIAL

CORAÇÃO DA CIDADE EM EXPA...

JESUS TAMBÉM VAI AO BAIRR...

dia dos namorados ou dia ...

PARTILHAR A PAZ ... a pri...

vem aí o Natal do Coração...

ser positivo é urgente...

FARMÁCIA COMUNITÁRIA

levem meu eco ...

é dando que recebemos...

não se deve violentar as ...

as nossas torres gémeas.....

ajuste o seu horário ao n...

a carta que nunca recebeu...

mil formas de amar o mund...

guerra surda ... para que...

ajudar é como amar... é u...

democracia ... uma senhor...

Páscoa... um encontro mar...

a maior mentira de todas ...

o que inspira a pobreza.....

precisamos de braços para...

todos os caminhos têm flo...

pirataria política...

AVISO URGENTE ...

O Coração da Cidade preci...

P E C ...

flores ... para o pai ...

adopção plena...

construir ... ajudar... s...

O TEU NATAL ... O MEU ABR...

SER SOLIDÁRIO É SER MAIOR...

ainda pelos caminhos da F...

preciso de adormecer ... ...

uma carta para DEUS ...

para que se conste ...

só Deus pode ouvir o meu ...

nacionalizar e ...

está na hora ...

tão simples...

SOLIDÃO...

S. João de toda a gente ....

Criar por criar.....criem...

as loucas e ilusórias pre...

Fome...Fado ... Futebol.....

fome em português...

1 de Maio... onde está o ...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags