O Coração da Cidade precisa de amigos... seja amigo do coração...

o seu donativo é muito importante para nós...

MILLENIUM- BCP ... 0033 000000 239551298 05 

Segunda-feira, 31 de Março de 2008

passadeira vermelha...

 

 

hoje retomamos o curso normal de vai e vem de alunos e professores...

 

seria bom que os alunos não regressassem às aulas pela passadeira vermelha , mas que se colocassem de uma vez por todas com os olhinhos abertos e os ouvidos à escuta para tudo quanto se vai desenrolar em matéria de ensino e educação...

 

os comentários serão mais que muitos e todos nós sabemos que se dermos largas à imaginação até onde pode ir a violência juvenil...

 

quando noticiaram a falta de educação de uma aluna para com a sua professora, nesse quadro doloroso que todo o mundo observou, também estava explicito de forma verbal e emocional a violência de quem impávido assistia a tudo quando pudemos testemunhar...

 

não foi então difícil lembrar o que aconteceu a um sem abrigo transexual " Gisberta ", que sofreu nas mãos de jovens da mesma idade desta aluna, as sevícias continuadas que levaram à sua morte...

 

a falta de  aprimoramento moral de muitos pais, ou a falta de impotência de muitos em matéria de educação , tende permanentemente a todo o tipo de delinquência que vemos nas escolas , nas ruas e nos próprios lares...

 

em atendimento pessoal, tenho recebido pais, que se queixam da violência física de alguns jovens adolescentes para com eles, mas a violência inicia-se na maior parte das vezes quando o aluno inicia o seu ciclo preparatório de ensino...

 

não sei o que fazem os psicólogos nas escolas, nem sei o que fazem os pais em casa, mas o certo à que se está a assistir a um desarrumar de casa que ninguém quer denunciar...

 

temos assistido através da televisão a uma desinformação constante, no que reporta a séries televisivas, nomeadamente as de língua portuguesa que denunciam a forma verbal , mais incorrecta e violenta , sensibilizando os jovens " e até as crianças", a tomarem certas atitudes com pais e educadores, porque entendem que assim é que está certo e porque é moderno , pondo em prática todas as suas atitudes de acordo com o que vêm nos écrans ...em casa vemos as imitações perfeitas dos idolos televisivos ( gritos e expressões comportamentais) irrealistas, mas que ficam registadas no dia a dia, em dor permanente ...

 

tudo terá que ser modernizado... claro que sim... mas em matéria de educação estamos a voltar para traz ...

 

à semelhança dos caça cigarros, as escolas deveriam criar pólos dinamizadores, levando os alunos a despertar a consciência dos seus colegas para a não violência e a descobrir focos de desestabilização e violência dentro da escola...

 

o policiamento dentro da escola não fica mal a ninguém... e se a tropa tivesse que ir lá para dentro porque não ?...

 

estamos em guerra entre o dever de ser bem educado e o direito de desrespeitar tudo e todos...

 

está na hora de colocar a fazer serviço cívico e voluntário os alunos mal comportados... e já agora como no meu tempo... um período numa casa de reeducação não faz mal a ninguém... mas sem mordomias...

 

a legislação não permite que os jovens trabalhem no mercado normal de emprego, mas no entanto vemos jovens a medir força com pais e professores e com a sociedade em geral , com uma forma física bastante robusta, mas ninguém tem coragem de admitir que se esse jovem não quer estudar, então ingressa no mercado de trabalho...

 

trabalhar não faz mal a ninguém e não vejo onde está o aproveitamento dos jovens que passeiam os livros e tiram aproveitamento quase nulo do tempo escolar...

 

as comissões de pais deveriam estar atentos aos pais que de forma explicita e declarada incitam os filhos a seguir o seu exemplo desferindo nos professores todo o tipo de impropérios inimagináveis de ensinar a um filho...

 

é necessário estar atento e ver efectivamente de onde vêm os rastilhos de violência nas escolas e multar severamente os pais que estão concorrendo para esse tido de acções...

 

vejamos a escola por outro prisma... e quem paga aos prejuízos emocionais das crianças e jovens que vêm para casa aterrorizados por esses mesmos colegas e que diariamente têm que assistir a tudo o que lhes é imposto?... quem os ajuda?... ninguém... mas o estado insiste que não podem faltar e todos sabemos, que existem crianças e jovens a caminharem para as escolas com o coração apertado, porque sabem que para eles a escola não passa de um horário durante o dia que os molesta a todos os níveis...

 

quem por exemplo já tentou estudar a violência sexual nas escolas sobre alunos mais novos?... quem se atreveu a fazer esse exame?...

 

pois é... são situações que não queremos enfrentar e depois , ficamos perante a televisão escutando notícias de aliciamento, pedofilia e crime na pessoa dos mais indefesos...

 

à que mudar a política de ensino... quer estudar ,estuda... não quer, procura outro rumo ... e mais tarde sofrerá as consequências de tudo quanto semeou...

 

todos sabemos que na altura própria estaremos com mais maturidade a procurar habilitações certas...

 

ajudemos a juventude , mas não mostrando à juventude apenas o que é bom e moderno... ajudemos a juventude, mostrando que todos sem excepção colhem o que semeiam e que a educação como diziam nossos avós, cabe em tudo o lugar e é necessária em todos os aspectos de relacionamento...

 

os alunos prevaricadores, não podem regressar às aulas pela passadeira vermelha, como quem em apoteose de desvirtuamento , faz à vista desarmada o papel do regresso do herói...

 

pensemos madurinho e com os pés bem assentes na Terra " serão necessárias mais Gisbertas "? para pararmos com a delinquência juvenil... travando a qualquer preço a violência entre os jovens...

 

foi para isso que elegemos ministros... que deveriam estar mais atentos a este problema, já que ganham o suficiente para o trabalhar e senão estivessem preocupados com os assuntos de ESPIONAGEM POLÍTICA E ECONÓMICA , POR CERTO TERIAM MAIS TEMPO PARA OLHAR A JUVENTUDE DE FRENTE...

 

lasalete

neste momento eu estou ...: trabalhando
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:01

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Março de 2008

a Páscoa está aí...

Fazei isto

em memoria de mim...

esquecemos depressa esta recomendação...

o repartir o pão...

o sentar à mesma mesa...

o sermos mais irmãos...

Páscoa ... espaço no tempo de libertação e luz...

 

 

Não sabemos bem, quanto tempo demorará o homem na Terra a entender o verdadeiro significado desta data, mas sabemos que com muita dificuldade se distancia do sacrifício de Cristo, porque ainda necessita de tornar visível a Páscoa, em quadros de dolorosa apresentação, eternizando a imagem desesperada de quem, naquela época protagonizou este cenário terrível que foi a crucificação, de quem, veio ao mundo apenas para falar de amor...

mas, muitos dos que já despertaram para um mundo mais justo, não necessitam de paramentar os olhos com essas terríveis imagens, mas vai adornando o seu coração e abastecendo a sua alma, com a luz fulgurosa do Cristo ressuscitado, do Mestre do Amor, elevado pela brandura e perfume da sua mensagem...

os que já despertaram não precisam de mais cruzes erguidas, já que aquelas que observa dia a dia nos ombros de quem passa fome e se desespera para tentar viver até ao dia seguinte e faz a sua via-sacra pelas instituições de cariz social, representam bem demais o próprio Cristo...

é urgente que todos despertem para essa luz sublime, que Jesus de Nazaré deixou a todos nós, ao deixar-se sacrificar, porque de olhos fechados não sabemos encontar um caminho e assim, ainda precisamos da Páscoa para d'Ele nos lembrar-mos, quando de forma simples e declaradamente expressa disse... "amai-vos uns aos outros como eu vos amei"...

óh Mestre... quando... quando despertarão os homens ,  quando  descerão dessa passerelle de fascínio e de horror, onde se passeiam as almas fissuradas no consumo, no crime e na violência, no poder e na opulência e que depois tem coragem de ficar especados a olhar a cruz onde serenamente te deixaste eternizar por eles ...

que incrédulos, aqueles que apenas Te descobrem, quando criança na manjedoura e já adulto na cruz...

tristes daqueles que não sabem despertar e verificar que todos os dias podes habitar o seu coração...

que bom Senhor... se todos os homens fossem irmãos e amorosos... apenas mais irmãos...

que este espaço no tempo em vez de ser de paixão, fosse de amor e libertação da inércia em que muitos homens vivem...

 

ai...se os homens experimentassem despertar pelo amor... libertos seriamos então, do egoísmo que ainda nos envolve neste casulo ancestral...

lasalete

neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:27

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Afinal o que é O Coração da Cidade ?...

 

 O Coração da Cidade, é um departamento de apoio social que tem como princípio activo a dinamização da solidariedade, a dignificação da pobreza e a valorização da vida...

 

a promoção do indivíduo enquanto ser humano, é para nós motivo mais que suficiente, para investirmos em todos os aspectos da vida daqueles que nos procuram para receberem apoio...

 

O Coração da Cidade, tem vindo a criar espaços diversos de aplicação prática, onde os conceitos sociais por nós aplicados são sempre de libertação do próprio, no que concerne à subestação de eternos subsidiários...

 

assim, sempre que contactados, os voluntários criam incentivos de convergência prática e ... nomeadamente o conforto doméstico, a saúde e a alimentação, são patamares de imediata realização, mas o trabalho e a valorização pessoal, não é indiferente à nossa intervenção, por isso  o apoio psicológico e a rearmonização de todo o agregado familiar é para nós motivo de estudo e de concreta reposição...

 

as inúmeras formas de exclusão social, têm lançado no despenhadeiro da pobreza milhares de famílias que nada têm a não ser as diversas instituições que operam na cidade...

O Coração da Cidade tem consciência absoluta deste panorama social e assim promove por todos os meios o incentivo à solidariedade...

recebemos sempre com imenso prazer alunos de escolas e universidades, que em nós encontram forma de aproximação às classes sociais mais desfavorecidas...

estes contactos são muito importantes, mostrando em perspectiva futura que a solidariedade não vai ser descurada...

 

a prática solidária, exercida precocemente , deve ser oferecida com alegria e boa vontade, sem fanatismos nem dogmatismos exacerbados, mas mostrada de forma concludente de modo que, atinja na idade certa, postura correcta frente aos problemas sociais moldados em correctíssima ajuda...

 

na instituição que todos conhecem como de ajuda às pessoas sem abrigo desde 1996, o núcleo familiar enquanto célula vital, é também motivação acrescida,de hà uns anos a esta parte ... desde 1999, que O Coração da Cidade alargou o apoio social às familias carenciadas do Distrito do Porto...

 

não é difícil trabalhar nesta instituição,  a não ser que não tenhamos correcção interior e em vez de servirmos a instituição e as suas causas humanitárias queiramos tirar proveito das mesmas...

 

a forma alegre e despreocupada com que servimos por amor ao próximo, sem prerrogativas que nos envergonhem, são a verdade que alimenta a nossa existência...

 

a transparência com que lutamos, é de certeza a nossa mais valia...

 

a certeza com que enfrentamos as dificuldades é na realidade a nossa força...

 

conscientizamos todo o voluntariado de que o mundo precisa de nós e esta alegria de viver contagia quem de nós se aproxima...

 

o número de voluntários responsáveis cresce todos os dias e assim podemos perceber um coração mais saudável a cada dia que passa...

 

nada existe que não façamos com as nossas próprias mãos...

 

todos os dias algo se acrescenta para que O Coração da Cidade possa valorizar mais um pouco os seus serviços e daí resulte um valor real para aqueles a quem servimos...

 

O Coração da Cidade pode ser também a instituição onde você pode servir...

aqui ou aí, se está distante... sempre há forma de servir quando queremos...

 

se quiser saber como, escreva, nós respondemos...

 

o nosso endereço está no  blog...

 

venha até nós ... a vida é o motivo... o amor é o meio.

 

beijinhos...

 

lasalete

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 15:21

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

vamos falar de amor... só mais uma vez...

recebemos em formato pps , inúmeros pensamentos, simpáticos, menos simpáticos, práticos e informativos, oportunos alguns, outros menos próprios , confusos e dogmáticos... enfim há de tudo um pouco... recebemos mensagens sublimes de pensamento bastante equilibrado de ajuda profunda... de tudo isto é necessário querer e saber aproveitar...

 

mas no que respeita ao amor, são realmente inúmeras as mensagens dentro do tema...

a fome de amor, ou a necessidade urgente de nos encontrarmos dentro dele e com ele, leva a que quem tem tempo e jeito para compor de forma mais ou menos bela, nos disponha a prender uns minutos da nossa atenção e ouvir deliciosamente mensagens de amor e de auto ajuda...

 

h`dias uma dessa mensagem que sensibilizava à quebra de rotina, entre todos os conselhos incertos mostrava que tudo se podia e devia mudar, até o nosso amor...

dizia a mensagem, mude isto, isto e aquilo, mude de amor...

 

o problema de todos nós não é mudar as coisas, o que nos cerca... o grande problema é sermos nós a mudar perante o que nos rodeia... o problema somos nós...

 

e no que respeita ao amor, não precisamos de o mudar, mas precisamos de ter uma postura diferente perante o amor, ou se preferirem perante o "nosso " amor...

 

fazer acontecer coisas diferentes, não se prende com o deixar para traz as coisas mas modificar a nossa forma de ser perante elas ... vivenciando as mesmas coisas, convivendo com as mesmas pessoas, passando nos mesmos sítios, mas com outro olhar mental, com outro espírito que não seja aquele que usamos no quotidiano" que chato sempre a mesma coisa" ...

 

este tipo de observação interna leva-nos a que usemos as coisas e as pessoas de forma displicente e não olhemos a vida como ela deva ser olhada com amor...

 

e por falar de amor... não mudem de amor, mas mudem perante o amor...

 

amem mais o amor... o " vosso" amor...

 

para que mais tarde não tenha que ser o amor dos outros...

 

não tenha, muitos " amores" ... mas amem todo o mundo, toda a gente, mostrando inclusive apreço pelas coisas mais pequeninas da vida...

 

demorem-se no sorriso de quem passa, na cara triste de quem se cruza convosco...

 

mas se querem ser mesmo mais positivos, coleccionem sorrisos... saiam para a rua e façam uma proposta simpática a vocês mesmos... " EU HOJE VOU COLECCIONAR SORRISOS" ... se vocês sorrirem dificilmente o sorriso não vem de volta...

 

não mudemos as coisas, mas mudemos perante as coisas, para que essa mudança possa acontecer, porque a vida é que muda aquilo que não é alimentado por nós ... é da lei...

 

construamos diariamente um pensamento positivo, olhando os outros de forma diferente e entendendo as suas dificuldades no campo dos afectos...

 

expressemos afecto, mas não nos deixemos afectar por qualquer coisa, passando de seres simpáticos a vidrinhos de cheiro que se machucam por qualquer coisinha que o A e o B disseram e também por aquilo que ninguém disse mas que pensamos que poderiam dizer...

 

sejamos livres e libertamos ou outros da nossa má conduta...

 

livres ... livres ... sem trela de má disposição...

 

enfim perante o amor ... sejamos Primavera...

 

 

um bom dia para todos... tenho dito...

 

com carinho ... e com amor...

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: mudando
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:46

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

que seja eterno... " poema"

 

 

Que seja eterno ...

que seja eterno... este encontro programado,

que não perdure à margem desta vida,

que seja eterno meu amor, que seja eterno,

mas que não seja eterna esta chama indefinida ...

 

que seja definida mas eterna,

a ternura que o coração quer esconder,

que seja eterna, pura e terna esta aventura,

que a felicidade ainda vai acontecer...

 

que possamos falar de chegada sem partida,

sem ausências, sem amuos, ou queixume,

que sejam rosas meu amor, que sejam rosas,

as faces quase rubras do ciúme ...

 

que sejam enamoradas nossas almas,

como se, de dois sóis viesse a nossa luz,

que sejam mais abertas as entradas,

dessa porta que só o amor traduz...

 

que me doam os ossos mais que a alma,

impenetrável labirinto do meu ser,

que gotejem meus poros, não meus olhos,

quando tua ausência tiver que acontecer...

 

mas se nesta aventura tiver que perdurar,

o meu percurso de solidão de luta e dor...

que goteje em mim este poema a relembrar,

que tudo pode ser eterno... meu amor... 

 

 

lasalete ... 14-02-2008

 

 

neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:05

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

meus versos... poema

             

         meus versos...

 

meus versos minha raiz,

minha vida mar e dor,

minha sede de viver

meu amor... meu amor... meu amor...

 

luas de papel unidas

de fronte p´ra meu olhar

meus poemas minha lida

minha fonte a sedentar ...

troncos de raiz torcida

onde a alma embevecida

bebe sempre sem parar...

 

em lugares onde as ausências

são divinais providências

sonhos que ficam comigo

sem os poder partilhar...

meus versos são água livre

onde me posso banhar...

 

pus sapatos de cetim

e fitas no meu cabelo

cantei meus versos sem fim

gritei versos sem parar

fiz grinaldas de flores

pendurei os meus amores

em fios soltos  de luar...

 

versos meus...

que é de meus versos?

que andam por aí dispersos

só p´ra fazerem sonhar...

se p´ra tanto são criados,

meus versos são como rosas

que se oferecem generosas

em dia de namorados...

 

meus versos são minha alma

meu granito onde eu esqueço

no calor do sol de inverno

esse frio em que adormeço...

 

 

lasalete ... 

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:21

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

máscaras...

 

 

proporcionalmente à capacidade de cada um, o ser humano se oferece mascarado à sociedade conforme a sua necessidade de não exclusão...

 

a falta de insegurança exterior ou o forte desejo de se sobrepor ao meio em que vive e com o qual tem forçosamente que conviver, obrigam a que se usem máscaras pesadas e fantasiosas, que a seu tempo serão difíceis de sustentar...

 

a dificuldade que o ser humano tem em apresentar-se como ele pensa que será mais agradável aos olhos dos outros, a dificuldade que tem em  mostrar-se na sua condição, tem contribuído de maneira assustadora para o insucesso de maior tranquilidade, que deixaria qualquer pessoa mais apta à sua transformação interior...

 

quando a máscara cai o sofrimento é enorme...

 

desacreditados, aqueles que durante muito tempo, com imenso esforço se apresentaram perante os outros de forma quase intocável , passeiam agora, nus de qualquer disfarce  e acima de tudo impossibilitados de enganar mais alguém...

 

mas afinal a quem enganavam? ... a eles próprios somente...

somente a eles convenciam e de forma assustadora viviam na sombra de si próprios...

esqueletizados na sua consciência, rendilhadas de crónicos desregramentos  e terriveis emoçoes, arrastando o cadáver carnavalesco de seus actos, dormindo e acordando dentro dos seus próprios enganos...

 

lamentávelmente, encontramos muitos seres humanos fantasiados de muito boas almas, porém ignóbeis atitudes os definem nas mais simples atitudes do quotidiano ...

outros usam a máscara de durões implacáveis , mas assustados e temerosos nas mais simples decisões do dia a dia...

os pseudo sábios se desmoronam perante as mais pequeninas e simples opções que a vida oferece ao raciocínio...

 

afinal... quem somos nós?...

apenas frágeis embarcações, que o vento das dificuldades arrasa , se não estivermos atentos, se não nos precipitarmos, se não formos simples e humildes, senão formos generosos e bondosos em nossas atitudes no convívio diário com os outros seres humanos...

 

a todos sem excepção a vida pede respostas...

simples respostas que definem o nosso crescimento...

mas, por vezes, queiramos deslumbrados pelo sucesso dos outros, adoptamos a máscara que não cabe em nosso rosto e passeamo-nos com dificuldades imensas... até um dia...

ninguém suporta a mascara por muito tempo...

 

por vezes a máscara não está em nós com o propósito de enganar ninguém, mas apenas porque pensamos que assim é melhor e mais fácil... puro engano... vestir à medida é sempre mais confortável ...

 

aqueles que não são francos nas suas atitudes, mesmos que sejam erradas, não são credíveis aos olhos da vida, que atenta os desmascara , pela urgência que ele próprio tem de se transformar verdadeiramente...

 

a necessidade evolutiva está para o espírito, como o oxigénio para o corpo...

 

retirar a máscara é urgente... é preciso respirar tranquilidade...

o carnaval da vida tem que passar sem que um de nós participe como figurante, mas como figura autêntica e dentro da sua própria autenticidade confira a si próprio a possibilidade de se auto construir e elevar...

 

a vida passa a cada momento, fazendo a chamada de quem foi convidado a viver...

 

numa época tão conturbada como a época em que vivemos, estar atento e sem máscara é fundamental...

 

sejamos puros de coração para que a vida nos utilize no seu serviço de forma simples e correcta, para não sermos chamados à fila dos foliões, loucos e aparentemente divertidos, porém mascarados e sangrando por dentro...

de cara descoberta, sem máscara é muito mais fácil e divertido...

o sol bate no rosto, as lágrimas caem directamente nas mãos, mas os olhos vem mais longe e brilham mais e os beijos chegam mais perto do nosso rosto...

sabemos a quem abraçamos e assim a vida passa com mais prazer e sobretudo com mais consciência...

 

vale a pena viver sem máscara... para que a depressão não tenha tempo nem se atreva a tomar o nosso lugar...

 

como se consegue tudo isto?... muito simples ...

seja igual a si próprio...

 

um bom dia e um enorme abraço...

lasalete ...

neste momento eu estou ...: feliz sem máscara...
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:49

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

simplesmente ... divino...

simplesmente divino...

foi assim que se expressou a maioria das pessoas que estiveram presentes na abertura do espaço da cultura e estudos espíritas... AMA... e daqueles que também ali se deslocaram para ver a livraria que abria ao público com o o objectivo de ajudar jovens sem recursos na sua formação académica...

 

os que apenas se deslocaram para ver a Livraria AMA, inesperadamente  aderiram ao ambiente e ocuparam os mais de duzentos lugares que a todos se ofereciam...

 

a sala iluminada de azul e violeta, emprestava ao ambiente a sublimidade necessária para criar o ambiente propício ao acto que ali se iria realizar..

 

para abertura pudemos escutar ... Ave-maria de Schubert ... cantada pela fadista Irene Vieira, falaram logo após os convidados da Federação Espírita Portuguesa , nomeadamente Presidente Coronel Arnaldo Costeira, Vice Presidente Vítor Féria e Alexandre Ramalho Delegado da FEP para a zona do grande Porto...

 

a reunião sucedeu-se de improviso e assim toda a noite até às 24 horas pudemos ficar na companhia de poetas e escritores do mundo espiritual que ali estavam presentes, mas o fado que ali se deslocou, ofereceu a possibilidade de expor o lado sublime e espiritual desta melodia , deste choro de alma que os fadistas e guitarristas presentes executaram melhor que ninguém...

 

a surpresa da inauguração tocou a todos, pelo insólito da mesma, pois que não é vulgar fazer uma abertura dum espaço espírita com fado... já que a maioria dos conceptualistas  religiosos não entendem que tudo é divino , o necessário é ver com olhos doces e sublimar o efeito...

 

o ambiente era sublime e então cuidadosamente os elementos presentes ofereceram a sua voz aos cantos do povo em honra de Nossa Senhora...

 

cantou-se Florbela Espanca e Amália...

 

o perfume a flores invadiu a sala repleta de gente expectante que bebia cada gesto, cada som...

quando a fadista na sala cantou " a lágrima" de Amália Rodrigues ... nesse  momento um fenómeno visual acontece... a água que corria da fonte instalada no local solta-se da pedra onde escorre lentamente e começa a cair afastada da fonte em gotas que lembram grossas lágrimas, enquanto um enevoado vapor sai da fonte sem que o possamos explicar... quando a fadista termina a fonte volta ao normal e quem presenciou o fenómeno notou visivelmente a diferença...

 

tudo quanto aconteceu deixou no ar um clima de paz e harmonia e foi difícil fazer com que todos os que ali compareceram abandonassem o local...

 

simplesmente divino... obrigada... digo eu neste momento, pela ajuda que homens e mulheres de boa vontade emprestaram a mais uma odisseia de construção, para que este maravilhoso espaço possa estar aberto a todos quantos precisam de encontrar a paz...

 

todo o conjunto de situações transformaram esta reunião espiritual, num momento especial e só entendido  por quem tem sensibilidades maiores...

experimentou-se todo o tempo uma vibração fora do vulgar ...

 

graças a Deus por todos so que ajudaram a criar aquela livraria  transformando-a num espaço igualmente simpático vestido com muita honestidade e beleza...

 

agora é só continuar e esperar atingir os objectivos propostos a evolução moral e intelectual de todos quantos ali pensam encontrar as suas respostas...

 

a Deus, a Jesus e aos bons espíritos ... obrigada...

 

 

lasalete ...

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:59

link do post | comentar | favorito
|

CONHEÇA MELHOR



mais importante que verbalizar doutrinas é humanizar atitudes


 

e-mail gifs

coracaocidade@gmail.com


free html visitor counters
hit counter




<




body

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

passadeira vermelha...

a Páscoa está aí...

Afinal o que é O Coração ...

vamos falar de amor... só...

que seja eterno... " poem...

meus versos... poema

máscaras...

simplesmente ... divino.....

minhas lágrimas poema... ...

tão fragéis... meu Deus.....

quando o telefone toca...

ai, se... OS HOMENS TIVES...

generosidade ...

2008 ... o ano das energi...

2007... autocracia ... os...

o brilho do coração...

as vidraças da alma...

o anjo dos gatos tristes....

solidariedade em acção .....

descançar ...

neste momento estou a cho...

se dessemos as mãos...

surpresa ... surpresa ...

bela ... bela demais ...

uma cidade com coração .....

acordei ... venho de long...

o mundo está nas tuas mão...

efemérides que envergonha...

O SILÊNCIO DOS INDIFERENT...

dia do professor ...

hoje é terça feira ... ??...

arroz malandrinho e carap...

Maria de Ninguém...

meus amigos são raizes......

raízes ...

caridade ...????????????

é quase Segunda Feira ...

pequenas grandes diferenç...

chocante...

sem dependências...

eu gosto muito de pessoas...

a matemática da alma ...

eco libertador... ( poema...

máscaras...

até onde vai a confiança....

o medo de ser pobre... ou...

quem pode ... pode ...

tudo está bem ... diz que...

preto no branco ...

carinho...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags