O Coração da Cidade precisa de amigos... seja amigo do coração...

o seu donativo é muito importante para nós...

MILLENIUM- BCP ... 0033 000000 239551298 05 

Sábado, 29 de Maio de 2010

criança... versus AMOR

 

 

 

 

sou criança...

sobro na mão da humanidade atordoada,

contribuo em ternura, para  o mundo pobre e dissoluto…

mas vivo das sobras emocionais de quem, ainda em bruto,

tem por lapidar diamantina convivência,

se esquecendo que eu sou, em absoluto a esperança,

da certeza de Deus na humanidade, em sua essência…

 

sou criança,

desejada ou não, nasci, eu sou…

sei de crianças que não lhes foi permitido um só sorriso,

não conseguiram vingar a ideia de que viver, pode ser o paraíso,

que é possível viver acima dos medos, dos temores,

mas que, para além de todos os escrúpulos, existem os amores,

que se fazem fecundar, mas sem juízo…

 

sou criança,

como são as borboletas em toda a  natureza,

como são as flores florindo sem dono e sem espaço,

como são as aves que nidificam sem regaço,

como são o vento e o sol, a chuva e o trovão,

expressão máxima da ciência absoluta,

filhos do amor de Deus … Pai da criação…

 

sou criança,

sou  filha de Deus, expressão do seu amor,

dignificando ordens de absoluto e são desprendimento,

mas de regular e extremada resolução evolutiva,

de elevado poder conscencial em cada sentimento…

 

sou criança,

que vida controversa…

amada e ofendida…indefesa e defendida,

amorosa  e excluída …frágil e escravizada,

simplesmente amortalhada, na volúpia, no prazer

e nesse massacre constante em minha essência,

eu rogo a Deus que abane a consciência,

de quem tudo observa e finge nada ver…

 

sou criança,

vergada ao peso dum referendo para nascer,

abortada sem vontade e sem ordem pr’a viver,

tiritando de frio num amor irrealizável,

e isolada sem amor para crescer,

sou abandonada, sem razão justificável...

 

e tu ?... também já foste criança ?...

tens a certeza?... já foste pequenino ?

porque mutilas então meu corpo em formação,

porque maltratas meu pobre coração,

porque alteras as leis que te dão jeito,

porque escravizas, se tens sobra de pão,

eu só queria ficar junto ao teu peito,

não me abandones, não sei dormir no chão…

 

tu... tal como eu...

somos um teste fiel do amor da humanidade,

da imaturidade real em que se abriga loucamente,

do despótico prazer com sabor a realidade,

em sôfrego padecer, fingindo que vive feito gente,

do vomitar constante de ideias obscenas,

com que o mundo tenta alimentar a minha mente...

 

ninguém me sabe dizer apenas...

és linda... que sejas feliz como Deus quer,

venhas a ser como todos, homem ou mulher,

eu sou  " adulto", vou lutar contigo,

por ti e por todas as crianças,

que vivem sem abrigo... sem grandes esperanças…

vou lutar… pelos filhos de todos os pais,

ensinando aos pais de todos os filhos,

que todos temos o direito de nascer...

de ter pão, saúde e educação,

e sem soberba, avareza ou ironia,

temos que deixar como herança á humanidade

a certeza de cada lar em harmonia,

para que o amor por todas as crianças 

não passe de uma pura fantasia …

 

lasalete...17,00 h ..  29-05-2010

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 16:46

link do post | comentar | favorito (1)
|
Sábado, 27 de Março de 2010

ACORDAR PORTUGAL...

 

 

 

 

 

 

O QUE MAIS PREOCUPA NÃO É O GRITO DOS VIOLENTOS, NEM DOS CORRUPTOS, NEM DOS DESONESTOS, NEM DOS SEM CARACTER, NEM DOS SEM ÉTICA...

 O QUE MAIS PREOCUPA É O SILÊNCIO DOS BONS...

 

MARTIN LUTER KING

 

 

 

 

 

é exactamente isto que eu venho dizendo...

 

a grande preocupação está apontada para uns tantos, quase de propósito, para ocultar a inércia dos outros, a nossa inércia...

nós que nos dizemos melhores que os outros...

mais honestos que os administradores...

mais puros que os violadores...

menos corruptos que os políticos...

 

porém, com bem menos ética moral que os que não crêem em coisa nenhuma...

 

é exactamente o silêncio dos bons que destrói o planeta, que maltrata as crianças e que lhes mancha a memória, que corrompe a juventude e os violenta nos seus ideais, que afasta os velhos de junto de nós e os amortalha num manto de solidão, que impede o trabalho usando todos os meios para atingir qualquer fim ...

 

e agora ... lamentamos...

 

ainda não é o fim... tudo isto que está acontecendo na sociedade, é apenas o doloroso despertar dum tempo promissor...

mas, como sempre, o ser humano tem que bater bem fundo para perceber que acima de si ainda há estrelas no céu, e que ele isoladamente, não é senhor do universo...

todavia, bem longe podemos chegar... não necessitamos de colocar o pescoço no fio da navalha, nem de nos colocarmos na mira dum tiro certeiro... basta que nos levantemos da cadeira e façamos tudo com um único objectivo... COLABORAR COM A VIDA... COM TODOS EM NOSSO REDOR...

 

abraçar os mais fracos é a grande tarefa...

 

muita gente me pergunta, qual é a sua missão sobre a Terra, porque se sente infeliz e inútil... e eu pergunto… é cego ?... ou tapou os olhos de propósito... não vê tanto que fazer em seu redor?...

 

a nossa missão sobre a Terra é exactamente romper os silêncios, derrubar muros , mudar a inoperância de lugar, porque é dentro dela que nos posicionamos constantemente, inventando movimentos que nos entontecem, girândolas de prazer que nos confundem e nos tombam de tanto cansaço…

 

a nossa missão é como a daqueles que neste momento recordamos como grandes heróis... amar sem fronteiras…sem barreiras…sem religiões… amar por amar… 

a diferença entre eles e nó, é que eles acordaram e nós continuamos a dormir inventando que queremos acordar...vendendo sonhos á lua… e porque não lhe podemos chegar, então baixamos os braços…

 

este homem que hoje aqui trago como exemplo, e que faz parte dos meus heróis, também disse. no seu discurso da marcha pelo desemprego e pela liberdade:

 

 

EU TENHO UM SONHO

... Eu digo a você hoje, meus amigos, que embora nós enfrentemos

as dificuldades de hoje e amanhã. Eu ainda tenho um sonho.

 É um sonho profundamente enraizado no sonho americano.

Eu tenho um sonho,

 que um dia esta nação se levantará e viverá o verdadeiro significado de sua crença - nós celebraremos estas verdades e elas serão claras para todos,

que os homens são criados iguais.

Eu tenho um sonho,

 que um dia nas colinas vermelhas da Geórgia os filhos dos descendentes de escravos e os filhos dos desdentes dos donos de escravos poderão se sentar junto à mesa da fraternidade.

Eu tenho um sonho,

 que um dia, até mesmo no estado de Mississippi, um estado que transpira com o calor da injustiça, que transpira com o calor de opressão,

 será transformado em um oásis de liberdade e justiça.

Eu tenho um sonho,

 que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação

onde elas não serão julgadas pela cor da pele,

 mas pelo conteúdo de seu carácter.

 

 Eu tenho um sonho hoje!

Eu tenho um sonho

 que um dia, no Alabama, com seus racistas malignos,

com seu governador que tem os lábios gotejando palavras de intervenção e negação;

nesse justo dia no Alabama, meninos negros e meninas negras

poderão unir as mãos com meninos brancos e meninas brancas como irmãs e irmãos.

 

 Eu tenho um sonho hoje!

Trechos do Discurso de Martin Luther King (28/08/1963)

 

 

este homem, foi nobel da PAZ em 1964... no entanto partiu mais cedo… a sua vida terminou em 4 de Abril de 1968,  porque alguém silenciou a sua voz...

 

Hoje, em vez de levantarmos a voz com fundamentos capazes, estamos mais interessados nas escutas...nas faces ocultas...

 

fica aqui a minha pergunta... porque  não escutarmos a voz daqueles que á luz do dia gritam que precisam de ajuda...

os que  têm o rosto descoberto ?...

 

é mais fácil e dá notoriedade, falar dos grandes conflitos ou pseudo confusões...

 

no fundo, tudo isto é apenas um circo económico... pois que todos sabem de antemão, que saem uns e entram outros, e se a moda pega... quem é que os escuta ?...

 

acordem as consciências ...porque acordar as consciências é a nossa missão...

 

 

lasalete

neste momento eu estou ...: acordada
publicado por lapieta@sapo.pt às 04:49

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

perfumes de madrugada... (poema)

 

 

perfumes da madrugada

são vícios da natureza,

são sonhos de alma lavada

que se abrem sobre a mesa...

que sedentam quem os serve

ao escrever sonhos seus

que reveste quem escreve

os sonhos que são de Deus...

 

cheira lá fora a mar alto

as gaivotas estão dormindo,

o rio corre bailando

p'ra nascente vai subindo...

os pescadores se encorrilham

num casacão bem quentinho

e as faces surgem geladas

na procura de um banquinho...

 

o Porto junto da margem

d'um Douro que lhe quer bem

lembra a criança brincando

no colo de sua mãe...

o Porto como cidade

é das cidades mais belas

tem fados feitos de lua

pelas ruas e vielas...

 

tem garra tem voz que entoa

num sotaque atrapalhado

que deixa todos á toa

quando o querem imitado...

o Porto ainda tem pregões,

junto da margem molhada

e os cheiros que ninguém tem

perfumes de madrugada...

 

 

 

 

dedico este poema a todos os tripeiros... que começam a acordar como eu...

meu coração hoje é todo poesia...

 

um abraço e um bom dia de trabalho...

 

lasalete.. 18-3-2010... 6.00 h

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 06:34

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Março de 2010

solidão... ai solidão...

         

 

dizem uns que a solidão é permanente
outros dizem que a solidão é passageira
eu chamo-a um engano do presente
porque a vida não tinha outra maneira,
de nos atrapalhar e confundir ao mesmo tempo
de nos maltratar pr'a ver se tem razão
e então amortalhando o nosso sentimento
nos envolve e lhe chama  solidão....
 
mas afinal o que é esse percalço ?,
que nos abala o coração atormentado
é o mesmo que andar sempre  descalço
calcando um chão, sem chão, esburacado...
é o mesmo que voltar a ser criança
e desejar um colo onde dormir,
é um querer a cada minuto a esperança
e entre as lágrimas querer então sorrir...
 
é um esperar com olhos de tristeza,
que as surpresas nos digam coisas certas,
é ter as coisas certas sem certeza
e ter na alma  feridas sempre abertas...
é viver sempre despido de alegria
é acreditar não ser feliz como os demais,
é acordar e adormecer ao fim do dia
com o peito cortado sempre aos ais...
 
é ter na mão a Primavera sempre em flor,
o Verão que mata a fome com frutos sumarentos
o Outono encantado com trovas  só de amor
e viver o Inverno gelando os sentimentos...
é saber que Deus existe e nele acreditar,
é ter frio e calor ao mesmo tempo,
é não dar tempo ao tempo pr'a ele trabalhar
dentro de nós um belo sentimento...
 
é apenas resolver chorar a cada instante
por algo, por alguém que não tem nome
é preferir o que não é tão importante
e ter o coração sempre com fome...
é não encontrar os outros que passam junto a nós
e viver em permanente aflição
é querer cantar uma canção e não ter voz
é amar a chorar ... e chamar á vida  SOLIDÂO...
 
 
lasalete... 16-3-2010... 8.32h
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:38

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

vesti-me de mar...(poema)

mareanmz.gif image by soleblu

 

vesti-me de mar meu Deus,

e minha alma chorou

vesti-me de mar talvez

porque a chorar se desfez

um sonho que se sonhou...

 

meus cabelos não são algas

mas meus olhos são de mar

meus anseios são veleiros

que parecem marinheiros

cansados de tanto andar...

 

sonho ir à praia à noitinha

quando a Lua aparecer,

quero-lhe falar de amor

quero sentir seu calor

se o luar acontecer...

 

há gaivotas que esvoaçam

em voos de liberdade,

são meus braços acenando

porque meus olhos chorando

mergulharam em saudade...

 

há ondas que se demoram

e chegam uma após uma

como lágrimas rebentam

se afastam, nada comentam,

não dizem coisa nenhuma...

 

um braço de mar se estende

qual abraço de prazer

pensa que leva um recado

que conservo amortalhado

em minha alma de mulher...

 

ai... se eu me fizesse  mar

e se eu me fizesse imensa,

sem pranto nem solidão,

sem mandar no coração

vivesse uma vida intensa...

 

 

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 17:36

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 12 de Agosto de 2008

amigos... pedaços de mim...

 

 

 

amigos são anjos
que Deus
coloca
na nossa vida ,
para nos ajudarem 
em  diferentes etapas...
 
 
 
 
amigos... são flores que vêm adornar nosso canteiro,
quando ele está por cultivar...
são aqueles com os quais podemos estar mal dispostos, sonolentos, visivelmente contrariados e que sempre nos ajudam...
 
amigos são aqueles que sentem ...
 
que estamos tristes
e nos abraçam com o olhar...
 
que estamos pesarosos...
e nos aquecem com a sua presença...
 
que estamos confusos...
e nos ajudam com a sua coragem...
 
que estamos aborrecidos...
e nos alimentam com o seu sorriso...
 
que estamos infelizes...
e ficam segurando a nossa mão...
 
que perdemos momentaneamente a vontade de prosseguir...
e carregam o nosso fardo...
 
que mesmo diante dos nossos defeitos, ainda têm coragem para evidenciar as nossas virtudes...
 
amigos são os que nos dão uma transfusão de energia e quase desfalecem a seguir...
 
amigos são os têm apenas uma migalha e ainda nos conseguem saciar...
 
amigo é o que beija em silêncio...apenas com o olhar...
amigo é aquele que faz amor connosco, no imediato das nossas emoções sem sombra de pecado...
 
amigo, não faz contrato, oferece sempre o seu carinho...
 
amigo não condena... fala e resolve connosco as questões mais íntimas...
 
amigo não nos abandona... está perto...
amigo não nos exclui da sua vida... convida...
amigo não nos atende o telefone por favor ... diz apenas olá, já atendo...
 
amigo sorri, não complica...
amigo chora connosco... e dá-nos a mão...
amigo visita-nos no cárcere das nossas confusões...
 
amigo não é o que passa férias connosco... mas junta-se a nós para facilitar o trabalho... 
amigo é o que se divide connosco ... não é o que nos subtrai da sua vida...
é o que soma os nossos complicados raciocínios… e multiplica as nossas gargalhadas...
 
amigo é o que acorda connosco no pensamento e liga dizendo... sonho contigo...
amigo só nos classifica no presente... 
para os amigos não há tempo, nem calendário...
há sempre uma saudade que não se consegue calar no peito...
amigo é aquele que junto de nós destrói por completo a solidão...
 
....................
 
eu particularmente sinto assim a amizade...
e as minhas lágrimas tem o perfume de muitos amigos...
guardei-as num frasco em forma de coração...
por vezes em momentos mais difíceis volto lá para rever o aroma...
conservam a fragrância... fazem parte das boas recordações da minha vida...
mas estão tão longe...
…………..
 
 
ontem para uma assembleia dizia que era uma pessoa só... causei admiração...
sou efectivamente uma pessoa só...
seria incorrecto da minha parte se dissesse o contrário...
mas divido-me um pouco por toda a gente...
não sou mulher de ninguém... meu coração é do mundo...
 
daí eu ver a amizade num amplexo difícil de perceber...
a linguagem do meu coração é diferente...
comovo-me com o bem e com o mal...
mas quando os que  estão mais próximo de mim me abandonam, deixam-me a sensação de vazio imenso... um pouco antes de me abandonarem, ainda não sabem que vão partir e eu sinto-os, como se estivessem para fazer uma grande viagem e  aos quais eu vou ser obrigada a dizer adeus...
eu sinto quando a vida me requisita um amigo para ir para outra estação bem diferente da minha...
 
os amigos para mim são um regaço…
quando se afastam de mim, tenho a sensação de que me deixaram cair ao chão…
 
sofro?... muito... até à exaustão... mas não posso mostrar...
na vida nem tudo me é permitido...
 
sou diferente dos outros?...
não, não sou, sou apenas instrumento na vida, de planos diferentes, que nesta existência não passam pelo imediato das sensações mais comuns...
 
é por isso mesmo, que ser meu amigo é muito difícil...
 
mas quem quiser aproveitar de mim...
tem em mim uma pessoa muito simpática e muito chatinha...
muito atenda e muito distraída...
muito orgulhosa e capaz dos actos de humildade mais incríveis...
muito perspicaz e muito ingénua...
com um sentido de humor fora do comum…
com uma capacidade de amor invulgar…
 
muito humana ... e muito amiga… não só do meu amigo… mas de toda a gente...
 
porque para mim a amizade não pode viver em situação de privilégio...
 
para mim a amizade é um abraço infinito que envolve toda a gente, mas que atinge de forma mais terna aqueles que estão mais perto...
 
vou partir deste mundo com um problema... descobrir um verdadeiro amigo...
resta-me a esperança de encontrá-lo um dia…
 
para todos os que passaram na minha vida ... um beijo de saudade...
 
 
para todos os que estão na minha vida... hoje, digam algo que eu possa ouvir...
 
que eu já falei para vocês...
 
lasalete
 
neste momento eu estou ...: amiga de toda a gente
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:51

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 9 de Agosto de 2008

nova oportunidade...

 

 

a cada dia que passa ...
a cada momento que nos abraça...
a vida se desdobra em mil razões para nos ensinar...
 
de novo o fim de semana ?...
 
se durante a semana nos dizemos pressionados por razões de ordem laboral, no fim de semana se não temos a nossa emoção bem arrumadinha, dizemo-nos pressionados pela família... porque não nos entendem, porque nos consomem... porque .... porque ... porque… enfim...
não será, porque nós mesmos, já não estamos verdadeiramente  ligados aos que fazem parte do nosso círculo mais próximo ?...
 
ou então...
porque destruímos a capacidade de nos encantarmos com coisas simples ?...
porque consentimos paulatinamente a destruição da inocência e a pureza de carácter das nossas emoções ?...
porque deixamos que tomem conta de nós, os desejos reprimidos que nos castraram as emoções e os anseios ?...
porque nos permitimos envenenar pelos medos alheios, tecidos no manto de leis de moral social, que Deus não criou ?...
porque esquecemos como é bom gritar " eu quero a liberdade"...
ou porque ignoramos um laboratório fantástico e muito particular que se chama consciência... onde de forma sequencial realizamos e guardamos as fórmulas secretas das nossas experiências?...
 
 
tudo porque, por ignorância... 
arrumamos erradamente na nossa ideia, que temos um plano Kármico que se cumpre com enorme sacrifício... errado...
o plano kármico de cada um de nós é nada mais nada menos que a súmula do passado, do presente e do futuro, apenas a pedir brilho espiritual...
então, o karma é o nosso despropósito e o nosso propósito, daí que estejamos e ser solicitados constantemente para darmos respostas cada vez mais elevadas, por isso mesmo os nossos problemas sobem de grau de dificuldade, ou se apresentam repetidamente, porque a vida nos quer  mostrar que sobre o assunto ainda não demos  a resposta adequada...a mais correcta...
 
a fragilidade do nosso ser, ainda se mede pela falta de compreensão sobre a missão de cada um no seu plano kármico... é afinal é tão simples ... é darmos à vida uma resposta mais consciente... menos egoísta e mais dinâmica...
 
não temos que aguentar nada, nem ninguém, pois que este tipo de raciocínio se constitui num apreciar medíocre da nossa razão de viver e até da bondade divina...
cada um de nós tem uma ferramenta de acção utilíssima que se chama livre arbítrio...
 
entender o que nos é solicitado e entendermos quem somos e ao que viemos, é o grande desafio das geração actual…
todos reencarnamos numa época áurea… viemos à Terra na era de novo conhecimento, onde nada está oculto, onde nada está vedado e onde tudo está à espera dum parecer conclusivo...
 
a nossa escolha é por isso mesmo a batuta kármica que vai permitir a modelação duma obra maravilhosa... da sinfonia de vida que espelhará a nossa elevação
no painel de opções que se desdobra à nossa frente, fazermos a escolha certa, é na realidade um alívio… e pelas escolhas que fizermos podemos aferir do grau de adiantamento que temos...
 
o percurso de cada um de nós dita portanto a cada dia, nova oportunidade...
é só querer saber quem são os que nos rodeiam, observá-los e entendê-los dentro das suas dificuldades e carências afectivas e espirituais...
 
a cada momento a sua oportunidade...
a cada oportunidade a sua resposta...
a cada resposta o seu conhecimento...
a cada espaço de conhecimento a sua aplicação...
a cada aplicação a sua escolha...
a cada escolha a devida protecção...
a cada protecção o seu merecimento...
 
a sementeira é livre... a colheita obrigatória...
 
navegamos num mar de indecisões, apenas porque nos assiste ainda a ausência de esperança e de consciência absoluta de que somos um ser cósmico, a trabalhar para o bem do universo...
 
não nos quedemos porque as nossas resposta ainda são menores de conceito... mas arrisquemos mais, que logo, logo, nos observaremos a dar respostas mais completas e de maior ordem de grandeza espiritual...
 
neste fim de semana... pensemos... será que até têm razão... quem sou eu afinal ?... o que vim cá fazer ?... quais são afinal os meus anseios ?...
 
não acreditemos, que tantos sacrifícios são apenas o ensaio para o grande espectáculo da nossa incompetência, onde os nossos ideais se sintetizam no querer uma casa nova e mais bonita que a dos amigos, ou no desejar a todo o custo o carro de última marca... tudo isto é muito pouco, para quem foi criado por Deus...
 
nós somos grandes… então tenhamos desejos de sabor divino ...
nós somos grandes… então tenhamos atitudes de características universais...
nós somos deuses... assim o disse o Mestre de Nazaré... então coloquemo-nos nos parâmetros de grandeza de que dispomos...
 
todos os dias um pouco de cada vez e estaremos cumprindo o que Deus destinou para nós.. sermos inevitavelmente felizes...
 
avancemos vida fora, com consciência e vontade resolutiva de abraçar-mos as novidades que a vida tem para nos oferecer… acreditemos em nós…
 
acreditemos ou não… quer queiramos ou não… somos vida em movimento e cada um dos nossos gestos mentais influi grandemente na vida do universo…
 
solto de mim  o desejo eterno de que esta mensagem atinja quem a ler no maior manto de felicidade possível...
 
um abraço de paz ...  lasalete

 

neste momento eu estou ...: feliz e muito ocupada
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:55

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 2 de Agosto de 2008

há dois mil anos...

 
 
 
 
Há dois mil anos ... é o livro que neste momento me vai a acompanhar... durante alguns dias para meditação, buscarei nas palavras do espírito Emmanuel a força de que careço...
 
 
 
 
 
Há dois mil anos...
Há dois mil anos, houve Alguém na face da terra que
 amou a humanidade como jamais ninguém amou.
 
Há dois mil anos houve Alguém que conhecia e respeitava as leis da vida, e para aqueles que O chamaram de subversivo Ele respondeu:
 "eu não vim destruir a lei,
mas dar-lhe cumprimento."
 
Há dois mil anos houve Alguém que sabia que a humanidade se debateria em busca de soberania e poder e se precipitaria nos despenhadeiros das guerras cruéis e sangrentas, causando dor e sofrimento.
 Por isso Ele disse:
 "minha paz vos deixo, a minha paz vos dou."
 
Há dois mil anos houve Alguém que adivinhou que você, como indivíduo, deveria caminhar em busca da própria felicidade, e que, embora rodeado de pessoas, haveria momentos em que a solidão o visitaria.
E por isso Ele falou:
 "nunca estareis a sós." "Vinde a mim"
 
Há dois mil anos houve Alguém que sabia que na escalada para Deus, em alguns momentos você se sentiria meio perdido, sem saber ao certo que caminho seguir.
Foi por essa razão que Ele disse:
 "eu sou o caminho."
 
Há dois mil anos houve Alguém que conhecia as fraquezas humanas e entendia que densas nuvens se abateriam sobre as consciências dos seres, fazendo-os perder-se na noite escura dos próprios desatinos.
Por isso Ele falou:
 "eu sou a luz do mundo".
 
Há dois mil anos houve Alguém que conhecia a intimidade das criaturas, adivinhava-lhes as angústias e as incertezas, sabia que muitas seriam as derrotas e que, depois do cansaço das lutas inglórias, buscariam uma rota segura.
Por essa razão Ele disse:
 "eu sou o caminho, a verdade e a vida."
 
Há dois mil anos, houve Alguém que compreendia a fragilidade dos seus tutelados, que facilmente se deixariam levar pelo brilho das riquezas materiais e escorregariam nas armadilhas da desonra e da insensatez.
Por essa razão Ele advertiu:
 "de nada adianta ao homem ganhar a vida e perder-se a si mesmo."
 
Há dois mil anos houve Alguém que conhecia a indocilidade do coração humano, que se tornaria presa fácil da prepotência e se comprometeria negativamente com os preconceitos e a soberba em nome de Deus, criando cadeias para a própria alma.
E com ternura afirmou:
"conhecereis a verdade e
a verdade vos libertará."
 
Há dois mil anos houve Alguém que amou a humanidade como ninguém jamais amou...
E por saber que na intimidade de cada ser humano
 há uma centelha da chama divina,
Ele disse:
 "brilhe a vossa luz."
 
E por conhecer a destinação de todos nós, falou:
 "sede perfeitos."
 
Conhecedor da nossa capacidade de preservar e dar sabor à vida, afirmou:
 "vós sois o sal da Terra."
 
Há dois mil anos houve Alguém que amou tanto a humanidade que voltou, após a morte, para que tivéssemos a certeza de que o túmulo não
aniquila os nossos amores.
 
E esse Alguém não impôs nada a ninguém.
Deixou apenas um convite:
"quem quiser vir após mim,
 tome a sua cruz,
negue-se a si mesmo,
e siga-me."
 
Esse Espírito ficou conhecido na Terra pelo nome de Jesus, o Cristo.
 
Habita mundos sublimes,
 onde a felicidade suprema é uma realidade,
e mesmo assim continua amparando e socorrendo 
seus irmãos, independente de crença, raça, posição social ou cultura, pois como Ele mesmo afirmou: "nenhuma das ovelhas que o Pai
me confiou se perderá."
 
Pense nisso!
 
Os dias passam tão rapidamente
 que nem nos damos conta,
e já é Natal outra vez...
 
 
Por essa razão vale a pena meditar, com seriedade, sobre os ensinos que esse Alguém nos deixou,
há dois mil anos...
 
 
Image hosted by Photobucket.com
  
Equipe de Redacção do Momento Espírita
 
 
 
 
 
retirei este trecho belíssimo do site momento espírita e deixo para todos voçês com votos de muita paz para o fim de semana...
 
beijinhos ... lasalete
neste momento eu estou ...: bem
publicado por lapieta@sapo.pt às 07:37

link do post | comentar | favorito
|

CONHEÇA MELHOR



mais importante que verbalizar doutrinas é humanizar atitudes


 

e-mail gifs

coracaocidade@gmail.com


free html visitor counters
hit counter




<




body

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

criança... versus AMOR

ACORDAR PORTUGAL...

perfumes de madrugada... ...

solidão... ai solidão...

vesti-me de mar...(poema)

amigos... pedaços de mim....

nova oportunidade...

há dois mil anos...

minhas palavras são verso...

se ... ( poema)

meu abraço ... ( poema)

Criar por criar.....criem...

dar a mão...

meu diário de dor e prant...

não ouço cantar o vento.....

quando cruxificaram o amo...

é preciso deixar-se amanh...

a Páscoa está aí...

parabéns mulher...

minhas raízes são alma......

os beijos que nunca dei.....

ser ou não ser ... eis a ...

foi assim...

vamos falar de amor... só...

que seja eterno... " poem...

ecos da solidão...

meus versos... poema

simplesmente ... divino.....

contagem final...

minhas lágrimas poema... ...

tão fragéis... meu Deus.....

generosidade ...

a primeira consoada do an...

desperte... descubra-se.....

2008 ... o ano das energi...

meu presente de Natal... ...

o brilho do coração...

solidão... (poema )

movimentos ... A LUZ QUE ...

OLÁ...OLÁ...OLÁ...

as vidraças da alma...

NATAL 2007...O NATAL DO M...

meus abraços... ( poemas)

passinhos de gente grande...

o anjo dos gatos tristes....

onda solidária...

aproveite o Domingo... pa...

fazer o bem sem olhar a q...

VELHOS SÃO OS TRAPOS...

descançar ...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags