Sábado, 16 de Agosto de 2008

chuva de Agosto ...

 

 

 

 

dizem que em Agosto não devia chover...
mas por incrível que pareça, a chuva sempre vem beneficiar alguém ou algo quando cai diluída e mansa...
os veraneantes é que não estão muito de acordo  e todos os que de algum modo resolveram eleger o mês de Agosto para férias devem estar um pouco incomodados...
 
 
vinha eu embalada neste pensamento e silenciosamente observava a chuva que me recebeu mal pus os pés fora de portas...
 
ao aproximar-me da cidade grande, penetrei num ambiente de mistério…
olhando de frente todas as janelas, que de certa forma fechadas, denunciavam o final de semana, penso eu que lá dentro ainda deviam estar a descansar…
 
hoje a cidade de granito, se apresentava ainda mais cinzenta, coberta pela pluviosidade que a envolvia, forjando um manto fino e transparente, parecendo até que queria propositadamente parecer mais casta e que se vestiu para noivar … tão branca e fria estava a cidade…
 
olhei o céu e perguntei porque chorava...
 o céu não me respondeu, mas ignorando o silêncio, perguntei a Deus se o pranto que envolve os seres da Terra, subindo gota a gota, seria parecido com o manto fluido que me era dado observar...
 
quis sentir o panorama emocional que abrangia o meu Porto e recuei...
 
eu sabia de cor  o pranto de quem não tem dias de coisa nenhuma, vivendo como se os dias fossem sempre iguais, sem cor, sem brilho, sem perspectivas e sem amor...
eu sei de cor  o pranto que a cada  momento sobe como oração nos leitos dos hospitais de onde apenas se recolhe dor e um abafado gemido... chegada que está a hora, para que, talvez com menos dor lhes seja possível observar a Terra de outro plano...
eu sei de cor  o pranto de quem despertou de olhos molhados, denunciando a solidão...
 
entendi também que com a chuva, os bancos de jardim ficarão abandonados...não poderão receber os namorados e os velhos que já não namoram porque perderam o brilho no olhar…
as pombas voarão em  outro sentido... talvez porque os pardais que as convidam ao desafio, estão também eles abrigados nas copas das árvores que nesta altura do ano se oferecem frondosas e perfumadas...
 
já no ventre da cidade... a mesma imagem de sempre... um jardim que se oferece como cama de vital necessidade a um sem abrigo... que por acaso conheço de longa data...
 
voltei atrás no tempo e lembro-me deste homem quando chegou à cidade e o informaram que no Coração da Cidade podia alimentar-se...
nesse dia entrou calado e observador...
ao entrar parou  de repente diante da imagem de Jesus que tínhamos colocado na entrada do nosso pequeno refeitório e que outros sem abrigo veneravam e olhavam, com respeito...
o homem que hoje dormia no jardim onde é habitual encontrá-lo , olhando Cristo nos olhos endereçou-lhe insulto vigoroso  e deixou no ar angústia e pesar pela forma odienta com que Lhe tentava imputar as culpas da sua situação..." - - sempre te encontro... até aqui me esperas"... 
falei-lhe de modo brando e perguntei-lhe que mal lhe tinha feito o Mestre de Nazaré... e ele de modo irado e decidido culpou o Cristo por não ter feito o suficiente para que não houvesse fome no mundo... e não quis falar mais sobre o assunto... recusou-se  a comer... parecia incomodado e partiu...
 
não mais se separou do Coração da Cidade ao longo destes 12 anos...
 
hoje ao olhá-lo no  jardim, dormindo como se estivesse na melhor cama do mundo, pedi a Jesus por ele... mas sei que ainda dormirá no chão durante muito mais tempo... porém acredito que embora a má disposição de que se reveste constantemente, haverá algures alguém que o amará... quem sabe um anjo condoído da sua sorte...
 
a cidade alheia a este e a outros dramas que se estendem por aí e que nem mesmo a chuva consegue ocultar, pelo contrário quando o céu chora são mais vivos e mais cruéis os dramas de quem não tem tecto... o drama de quem não tem ninguém...
 
se os pássaros ainda se podem abrigar na copa das árvores… ao ser humano nem isso é permitido... por incrível que pareça, a quem nada possui só lhe resta mesmo o chão... ironia do destino...
 
se Deus tivesse dado ao homem asas para voar, pelo menos árvores não faltavam para que os homens  descansassem...
 
o Arquitecto Divino ainda tem muitos espaços erguidos, verdes, frondosos, de várias fragrâncias, espalhados por aí, mas só servem aos passarinhos e mesmo assim, o bicho homem ainda não satisfeito derruba alguns deles para construir espaços de betão para quem pode dormir longe do chão...
 
só Deus mesmo, para suportar tanta impiedade...
 
talvez por isso mesmo chova fora de tempo e o tempo nos comece a ensinar que o homem não domina tudo ... não domina todos... nem durante todo o tempo...
 
mas ao entrar na cidade não pude esquecer aqueles que são meus irmãos de luta e que estão de férias para um merecido descanso e de quem já tenho saudades... eles são a minha energia, a pinha paz, a minha mais predilecta melodia, ao lado dos quais vivencio as mais belas lições de solidariedade ...
 
para eles e para todos... embora a chuva ... boas férias ...
 
lasalete

 

 

 

 

 

neste momento eu estou ...: leve... leve...
publicado por lapieta@sapo.pt às 11:46

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

AMAR COM AMPLITUDE...

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

receber ajuda, sem ter q...

quer um coração novo... ...

3 B ... O BEM O BOM E O ...

o BEM e os BONS ...

NATAL COM ALMA

quando o amor faz a difer...

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

RESSUSCITAR PORTUGAL

O CRISTO ILUMINADO

TODOS OS CRAVOS FALAM DE ...

A CRUZ DA CONVENIÊNCIA .....

O BANQUETE DAS FERAS

SEMPRE QUE O AMOR ME QUIS...

MOMENTOS DE SOLIDÃO/ SUIC...

SER CIDADÃO É ESTAR ATENT...

EXECUTORES DO DESTINO

A ALMA ÀS RISCAS ... OU A...

estou quase nascer...vai...

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TODOS OS NATAIS SÃO SEMEL...

...

O NATAL DOS ANJOS...

O AMOR É A FORÇA DA BOA V...

UMA ROSA PARA QUEM SABE B...

SE O MUNDO TIVESSE A COR ...

À PROCURA DE UM CAMINHO.....

OS BONS TÊM QUE ACORDAR.....

recolha alimentar com gen...

subscrever a vida com amo...

ser mulher ...É SER LIBER...

obrigada...

MIGALHA --- UMA PIRÂMIDE...

MIGALHAS DE AMOR PARA PRE...

2014... só de mãos dadas

ABRACE UMA MESA DE NATAL....

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HU...

ONDE MORA A LIBERDADE ?.....

uma luz na escuridão...

11 ANOS DE AMOR E DOR…

a química da lágrima e a ...

E VOLTAMOS A FALAR DE POB...

O CORAÇÃO DA CIDADE , tem...

ALIMENTAÇÃO...VERSUS...HU...

Oração da Ternura

os artistas de Deus...

AMAR COM AMPLITUDE…

FOME DE PALAVRAS ...

mais comentados

8 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags