Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

vitrais do passado... vielas da alma...

 

cá dentro da minha alma estão vivas minhas dores

letras soltas e sinceras do meu  fado

que bem do fundo da alma sem eu querer

lembram horas vazias do passado ...

onde em suspensos caminhos transitei

que não ouso atravessar nem perseguir,

gravei neles os meus medos, duvidei 

e me  privaram de sonhar e decidir...

nas vielas do passado

surgem sons,  sombras vazias,

formando longos vitrais...

vitrais com alma cansada

que se abrem de par em par

e fecham de madrugada

ao deixar-se iluminar...

arrebatando saudades 

os vitrais da minha alma

regressam sem piedade... 

se iluminam ao sonhar...

o tempo fiel da vida,

lança mão de nossos gritos

das solidões abafadas

na mão de sons aflitos...

suspende então sentimentos,

que rouba ao nosso passado

pintando de rubras cores

as almas ao nosso lado...

 

pudesse eu pedir ao tempo,

que longe do meu querer

se fizesse fiel da minha dor,

pintando de branca luz minha alvorada,

gerando outra vida em meu amor...

se atento e fiel, o tempo amigo fosse

e à  minha alma com clemência se abraçasse

pintava então eu  meus vitrais de branco e rosa

regendo com mestria o meu presente

e de forma consciente e amorosa ...

então eu diria sem sombra de ilusão,

que na vida , muito embora já serenas,

os vitrais de minha alma têm penas,

dos sentimentos que usei e estão desfeitos...

ainda  me  ferem com mágoa e sem razão...

com amor os pintei vincadamente

mas quebrei meus vitrais com emoção,

graveios com  fogo ardente em  minh' alma,

quando com loucura recortei o coração...

 

hoje , sou guerreira da luz, sou folha solta ao vento

hoje,  sou amor sem ilusão ,sou sentimento,

sou espaço, sou caminho, sou ternura,

sou vitral do passado, do presente... e sem usura

 

defino com mestria o meu viver...

sou guerreira da luz , que  não para de lutar...

eu avanço na certeza de vencer...

sem sombras que me possam perturbar...

por isso, meus braços se estendem com destreza

e a luz que habita em mim vem deslumbrar

a vida penetrante que  vinca esta certeza:

- eu que vim à vida ... apenas para amar...

 

 

 

lasalete... ( coisas do fundo da alma) ... 26-8-08

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D