Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

é preciso... saber... ver... dar...

 

 

nem tudo o que reluz é ouro... mas nem tudo o que está na nossa frente sem reluzir é tão fraco assim...

 

tenho estado diariamente desde manhã até ao encerramento com os utentes que vão pedir apoio, para as sentir mais perto e com elas poder dialogar, para aferir da realidade que hoje está a desenrolar-se a nossos olhos, com contornos verdadeiramente impressionantes...

 

já que estamos abertos a partir das 10 horas da manhã, para dar a quem tem fome uma refeição quente, de modo que lhes apague a sensação de desconforto a que estiveram entregues desde o dia anterior...

mas,O Coração da Cidade não imaginava que seria deveras tão necessário e dramático o alargamento de 3 para 9 horas diárias de atendimento...

 

sem interrupções, os utentes de forma ordeira, vão-se abastecendo de alimento, de roupas e medicação, conforme as suas necessidades...

 

os voluntários mais atentos têm-se aproximado extraordinariamente deste estado diferente de aproximação à pobreza e de forma fantástica, como sempre, têm ajudado a concretizar com esmero e carinho estas horas exaustivas de apoio social...

 

dentro dos quadros de pobreza que se aproximam de nós, é possível observar, que nem todos são pessoas sem abrigo, mas que na maioria dos casos está escondido um antigo trabalhador, que honestamente ganhou o seu salário, mas que o imprevisto lançou brutalmente no desemprego...

 

enquanto comem, vamos dialogando com eles, para deles conseguir, o maior número de informações que nos permitam avaliar o quadro social de cada um e assim podermos chegar mais perto com o auxílio de que necessitam, porque a maioria dos casos, se não oferecermos algo, eles nada pedem...

 

entre as muitas observações, uma senhora já de uma certa idade, manifestou o desejo de ser voluntária como nós... e de imediato eu a convidei, para no dia seguinte se apresentar para realizar o seu desejo...

logo de seguida, um homem manifestou o mesmo desejo e falando connosco, acabamos por saber que estava desempregado desde Junho e que a dificuldade maior dele era não trabalhar... só queria estar ocupado...

fora ajudante de motorista e sempre trabalhou muito duro... mas, a empresa fechou e todos vieram para a rua... gostava de ser voluntário, eu também posso ajudar...

convidei-o para aparecer no dia imediato, tal qual como à nossa amiga...

 

ela não compareceu, mas ele, logo pela manhãzinha, lá estava para ser voluntário...

 

foi interessante obsservá-lo: confiante, muito educado, com semblante feliz, sempre atento a tudo o que se desenrolava para poder colaborar e muito despachado...

 

estava muito feliz... isto era o que me fazia falta... dizia o nosso homem...

 

é necessário saber fazer excepções, distribuir oportunidades e criar momentos de felicidade, que no caso deste homem, era apenas dar-lhe trabalho...

 

quando muita gente diz que os mais pobres não querem é trabalhar, deveriam parar antes de falar daquilo que na realidade não sabem...

 

este nosso amigo viveu um dia diferente... um dia feliz ...

 

tenho a certeza que logo mais, quando se deitar, vai estar cansado, mas ao mesmo tem muito contente por poder ajudar dentro do espaço onde já foi ajudado...

 

estes seres humanos necessitam de ajuda pessoal e é preciso que se criem oportunidades diárias de acomodação para quem estava habituado a trabalhar, a ser útil e de repente se vê desocupado...

 

como ele confidenciou... estava à beira do desespero... quase que enlouquecia...

 

dar... é ir para além do espaço material e fazer felizes aqueles que podem efectivamente integrar-se em tarefas diárias, necessárias de realizar e que são dirigidas aqueles que nada possuem de seu...

 

mais voluntários são necessários... mais alimentos são necessários...

 

venham até nós... estamos aqui à espera de que nos descubram...

 

um abraço... lasalete

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D