De Maria Helena a 5 de Novembro de 2009 às 22:22
Olá!
Desculpe... só gostaria de rectificar uma coisa:
Deus não é a consciência primária de todas as coisas!
Quando alguém mata, rouba ou viola uma criança, Deus não tem nada a ver com a consciência do indivíduo... logo, não é a consciência primária de todas as coisas.
Mas nouto aspecto tem razão, Não há velinhas que possam fazer alguém chegar a Deus! Só a fé em Jesus Cristo Vivo e ressuscitado, que através do Seu sangue nos ofereceu a salvação!
Se cada um de nós fizesse o que Jesus nos ensinou, este mundo seria bem melhor. O problema é que acrediatr num Jesus morto não transforma vidas, nem mentalidades.
Deus ama-nos incondicionalmente, mas o homem, na sua maioria, decidiu que se conseguiria salvar a si mesmo e deixou de pensar e amar o próximo.
Deus a abençoe!
De lapieta@sapo.pt a 11 de Novembro de 2009 às 08:35
minha amiga...
agradeço os seus comentários, mas deve haver algum engano da sua parte...
não fui eu pessoalmente que interpelou o seu modo de pensar...
nunca me atreveria a chamar arrogante a quem não conheço e que apenas se manifestou no blog que estou a moderar...
peço-lhe apenas que leia o que escreve e reveja a quem se direccionam os comentários...
para mim todos os pensamentos têm valor , não me é permitido julgar, respeito todas as religiões e não atribuo á responsabilidade divina os disparates que possam ser expressão humana ...

Deus é infinitamente bom e misericordioso e para mim Jesus está acima de qualquer proposta religiosa...

sou espírita convicta e a minha religião chama-se "humanização"...

não tenho características conventuais, não sou de modo algum sectária e muito menos me isolo em crenças dentro das quais não exista racionalidade...

cabe-me a função de trazer a público os comentários do blog... foi o que fiz, mas nunca estive contra o que disse... é a sua opinião, a sua forma de se expressar e só tenho que respeitar...

um abraço... lasalete
De Maria Helena a 11 de Novembro de 2009 às 19:59
Olá Lapieta!
Qual é o Jesus Cristo que está acima de tudo para si?
O que morreu?
Ou, o que Ressuscitou?
Sim... porque a doutrina Kardecista apenas reconhece o primeiro...
Eu Também só me revejo, sigo e adoro Jesus Cristo. Aquele que desceu do Céu e deu a a Sua vida por mim e por si! Para que através do seu Precioso Sangue os nossos pecados sejam perdoados quando nos arrependemos com sinceridade de coração! E isso... não é uma questão de religião! Nenhuma salva ninguém! É uma questão de fé e de acreditar nas Suas maravilhosas promessas! Fé racional?
A Fé não pode ser raciocinada porque o próprio nome indica que: Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.
Deus a abençoe!
E... desculpe o meu equívoco!
De Eu a 13 de Novembro de 2009 às 15:45
"A fé não pode ser raciocinada"?????
Isso não é fé, é fanatismo, seja lá em que religião for, o fanatismo é mau, não traz luz nem paz, nem sabedoria a ninguém, não foi o sangue de Jesus que nos livrou dos pecados é a sua mensagem-que a ser seguida e transformada em obras, nos traz Vida e "Vida em abundância"...mas temos de seguir as suas directrizes. Jesus foi o Mestre dos Mestres.
Mestre quer dizer professor, aquele que ensina, de que adianta Ele ter dado o Seu sangue, dar a Sua preciosa Vida para nos ensinar a vontade de Deus Pai, para depois nós não cumprirmos o que Ele tão amorosamente nos ensinou???
Deus Vive de cada vez que nos Amamos, que Operamos dentro dos Seus ensinamentos de partilha, justiça, alegria, paz, enfim de AMOR.
D. Helena eu sei que custa largar velhos dogmas e tradições sociais, mas o Amor de Deus por nós vale muito mais. Bem Haja.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres