Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

de braço dado com a vida ... inevitavelmente ...

 

 

 

olá amigos...

 

muita gente anónima e alguns amigos me têm perguntado porque é que eu já não escrevo...

 

faço-o todos os dias mas fora destas linhas...

 

escrever é como o sangue que nos corre nas veias, se parar, deixaríamos certamente de viver...

 

inesgotável a fonte que faz jorrar as palavras, e imparável o sentimento que borda os sentidos das mesmas palavras que a fonte debita...

 

o mundo não parou, porque deixei de visitar o blog.... pelo contrário, moveu-se a uma velocidade vertiginosa e deu, para que muitos se apercebessem de que ele ...( O MUNDO, ESTAVA DE MUDANÇA )...

 

o nosso mundo, o nosso pequeno mundo, está a mudar e estamos a ser empurrados quer queiramos quer não, a essa mudança, que não será por certo fácil de acontecer...

 

estamos nas mãos, com a difícil tarefa de compreender e aceitar o orçamento , onde implícitas, estão drásticas e dramáticas parcelas de uma economia depauperada, mas que de forma rápida a todos vai pedir uma certa contenção no que respeita á nossa economia doméstica...

 

sem percebermos, os nossos hábitos vão mudar, em todos os aspectos, a vida de cada um, vai sofrer mudança na sua forma de ser...

 

os hábitos alimentares vão sofrer alterações, os nosso hábitos de lazer também vão acontecer de forma mais programada e diferente , e os gastos supérfluos vão alterar-se e até reduzir-se significativamente...

 

de uma forma ou de outra, ciclicamente, a vida vai-se alterando e os povos vão evoluindo...

 

num estudo que realizei em 2005 , para poder ensinar ás famílias mais carenciadas, em como poupar no seu orçamento familiar, olhando com pormenor os seus hábitos, comecei por mostrar com alguma certeza que a economia passava pela mudança desses mesmos hábitos do quotidiano e até por realizar alguns ajustes em todos os sectores...

 

a brincar, as famílias perceberam que ao alterar os hábitos alimentares , desde o tempo dos seus avós, introduzindo novos alimentos, que na cadeia alimentar não contribuíam para o enriquecimento da sua saúde, muito pelo contrário, também apareciam como factor de risco e como contribuição financeira de considerável valor, no orçamento familiar ,e por isso mesmo viver era mesmo mais caro...

 

a maneira rápida como adoptamos , dentro da mesma casa diferentes forma de viver , faz com que tudo se orçamente muito por alto...

 

todos querem uma televisão no seu espaço preferido, um carro para cada um, um champô para cada tipo de cabelo, um creme para cada tipo de pele, um batom para cada tom de toilette, medicamentos até dizer... chega... que mais tarde se deitam fora, produtos alimentares para todos os gostos, bebidas para cada ocasião, pequenos almoços diariamente no café da localidade, lanches obedecendo ao mesmo suporte ... e todo um painel de hábitos impensáveis no tempo dos nossos pais...

 

é verdade que a vida em alguns aspectos tem mais qualidade...os afazeres domésticos  e as deslocações , são bem mais fáceis e em todos os sectores da nossa vida as novas tecnologias vieram oferecer um gama de possibilidades de avanço e bem estar... mas não há bela sem senão... e estamos a perceber que em muitos dos sectores de trabalho, onde a postura humana era uma constante, hoje encontramos  máquinas perfeitas e velozes, que gradualmente eliminaram muitos postos de trabalhode outrora ...

 

cabe portanto, ao ser humano, encontrar nova forma de viver e conviver e porque não emprestar á vida mais perfeição e maior empenhamento para conseguir ser o que deveria ser... mais prestável, mais amoroso, mais humano e espiritualmente mais evoluído...

 

mas, o que observamos, é que consome e depois consome-se... consome para consumir e consome-se a seguir porque consumiu...

 

 

encontrar um espaço de lazer mais saudável , encontrar uma forma de viver mais humano que implique maior crescimento interior, vai ser a próxima etapa desta mudança a que inevitavelmente iremos assistir ...

 

as massas moldáveis de gente quase humana, que ainda não entendeu que estamos a ser chamados para mudarmos por dentro, são os que mais vão sofrer...

 

os outros, se já mais atentos, e mais informados, vão ter também que fazer um grande esforço para entender o que dizem saber entender, mas que na realidade não entendem...

 

nada se faz que não implique esforço, muito mais quando o que estamos a fazer, por vezes, em grande parte, depende de terceiros...

 

a calma e a serenidade estão a pedir espaço na nossa vida...

 

por isso , não atrasemos o passo, mas façamos uma viagem mais serena de passo marcado e programado, para não sermos apanhados desprevenidos e para que esta mudança não nos mortifique tanto...

 

já percebemos, que nem os que se dizem mais preparados não estão tão preparados assim, que os que se dizem mais estudados se apresentam numa roupagem de ignorância que a todos confundem...

 

vamos em frente e sejamos mais unidos, atenciosos, e sobretudo mais humanos...

 

um dia entenderemos com mais pormenor o que agora para nós é tão difícil de ler... e, neste manancial de emoções entendamos de uma vez por todas que não somos robots, mas seres humanos a procurar a luz sofregamente ...

 

o erro e o acerto correndo de forma veloz e paralelamente ... isto é evolução...

 

 

um grande abraço...

 

lasalete

 

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D