De zélia neno a 28 de Março de 2007 às 17:40

Hoje fiquei muito satisfeita ao ver que este gracioso blog está a ser, dia após dia, mais visitado o que significa que está a ser divulgado e mais importante é que, através dele, o Coração da Cidade está a entrar na casa de cada um de nós e a dar assim a possibilidade de conhecermos a magnifica obra que ele tem alicerçada e da qual todos os portuenses, se não todos portugueses, devem-se orgulhar pois julgo não errar dizendo que é a maior do género em Portugal.

Isto acontece, sem duvida nenhuma, devido ao empenho de quem a dirige e de todos os voluntários que há diversos anos se dedicam de corpo e alma a tentar minimizar o sofrimento de alguns dos muitos carenciados que abundam na cidade e arredores, que em cada dia acorrem em maior número à instituição, na esperança de receber ajuda que possa aliviar um pouco a sua dor, quer física como psicológica. Esta ultima deve ser uma das maiores dores que uma mãe pode sentir quando não pode dar a um filho o minimo essencial para o seu desenvolvimento, quer a nível da alimentação, que é prioritário, como do vestuário e também da escola, já que um ano escolar não consiste só na compra dos livros para a qual as escolas até colaboram com certos subsidios,mas todo o resto necessário para que as crianças se mantenham lá, se instruam e se eduquem, pois elas são o futuro de um país que diz querer melhorar apesar de tal se tornar cada vez mais dificil.

Pelo que vamos tendo conhecimento, o Coração da Cidade tem vindo a colmatar algumas dessas carências, mas para que tal aconteça não basta a boa vontade e a entrega desinteressada de todos que para ele trabalham, porque se assim fosse, todo o sentimento caridoso que aquelas pessoas dispendem seria suficiente para acudir a todos e qualquer um, mas como a vida não é constituída só de valores morais, é necessário muito mais para manter, no seu propósito, a instituição a funcionar.

Como seria gratificante se todos decidissemos sacrificar ao nosso prazer, um dos vários cafés que se tomam por dia ou alguns dos cigarros do ou dos maços que se fumam diariamente e convertêssemos esse valor em 1 pacote de leite? Aquele bocadinho de café que nos apresentam numa chávenazinha custa tanto como 1 litro de leite e 1 maço de tabaco equivale a uns 5 litros. Um café ou uns cigarros a menos decerto só trarão vantagens para a saúde e um pouco mais de leite como seria proveitoso para uma criança em crescimento! Esse pouco mais pode significar a outra metade da caneca que não pode ser cheia,pois a mãe tem que repartir o pouco leite que tem pelos restantes filhos para que não saiam para a escola com o estômago vazio. À mesma hora que isso acontece, estamos nós a ter um pequeno-almoço onde geralmente não falta a meia-de leite, a torradinha, o pão com queijo ou compota ou ainda outra qualquer iguaria.

Ingerimos tudo isto a correr, pois é assim que passamos pela vida, sem sequer nos darmos ao prazer de o saborear de tão banal que é o acto, não agradecemos a Deus por tal dádiva e muito menos nos lembramos daqueles que pouco ou nada têm para "acomodar" no estômago antes de enfrentar mais um novo dia.

Como seria importante que, com a ajuda de todos nós e após estas curtas férias de Páscoa, as crianças que dependem do auxílio que o Coração da Cidade pode dar, pudessem ir para a escola com uma refeição mais substancial nos seus pequeninos estômagos, apesar de não ser só de leite que a criança de hoje se vai tornar num saudável adulto de amanhã.

Tenho Fé num amanhã melhor mas também tenho consciência de que temos de nos empenhar, cada um por si e todos juntos, numa solidariedade mais activa, mais constante, para que o Coração da Cidade continue a pulsar.

Como bloguista assídua, um BEM-HAJA a todos o Voluntários e Benfeitores.
zélia


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres