Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

responda á vida ...

os olhos já não choram porque choraram

a alma já não ama, porque ama

a vida já não existe porque é vida ...

então porquê isto tudo...

de tudo perguntava o louco... a maioria não o entendia e ele dentro da vida, apesar de ser apelidado de louco, colocava poerguntas mais inteligentes que a mioria...

mas, o louco queria saber porque estava neste mundo ...

quem o tinha mandado para cá...

gritava noite e dia por Deus... mas dizia que ele não o ouvia...

o louco perguntava porque é que todos fazem todos os dias as mesmas coisas, como se fossem máquinas ligadas, cumprindo uma rotina...

porque não sabiam criar algo diferente e só sabiam fazer sempre as mesmas coisas...

porque não trocavam de vez emquando... num dia faziam as coisas que os outros mandavam, no outro dia mandavam eles fazer coisas ...

mas o louco também perguntava ... porque é que eles têm que ser ricos todos os dias, de vez enquando deveriam experimentar a pobreza, porque os pobres de vez enquando deveriam ser obrigados a ser ricos...

um dia o louco perguntou : - e eu? ... porque não tenho respostas ás minhas perguntas tão loucas ?...

alguém escutou e disse: porque não há loucos para responder e só os loucos poderiam dar respostas concrectas ao seu questionário...

a maioria não quer responder a nada, limita-se a comprar da vida tudo feito, tudo já respondido, ou melhor, tudo aquilo que não seja preciso dar resposta...

mas o louco continuava...

-e então só eu é que penso assim?

não, diz o homem, Deus também pensa e então de vez enquando nos coloca á procura de perguntas, ou nos obriga a dar outras respostas...

faz com que possamos nascer novamente, ou para perguntar, que é o seu caso, ou para responder, que é o meu...

mas quem é você? ...

- seu anjo... a sua resposta ... a sua voz interior ... o seu universo ...

o louco olhou e reparou que aquele homem estava realmente envolvido por uma luz difusa, estranhamente bela... e perguntou...

- ouça lá ...então porque é que só agora apareceu para mim, trazendo a resposta...?

-por vezes... diz o anjo ... é preciso quase ficar louco, para se escutar o nosso anjo,

cego para vez a luz, doente para aceitar o remédio, só para querer companhia... assim acontece a quem nasce de novo... vem a novo encontro, traz um novo roteiro para encontrar o caminho...

- então onde está Deus no meio de tudo isto ... ?

- forçando a tua interrogação... activando, programando, preparando tudo até ao despertar perfeito...

- mas todos dizem que eu sou louco ... porque faço muitas perguntas, quero saber tudo e estou sempre a filosofar... é verdade...?

- não, é a tua alma resurgindo, adentrando espaços que outrora fechou por egoísmo, respondendo com perguntas ao que sempre preferiu ignorar... hoje , caminha algemada á necessidade de se encontar e o mundo parece-lhe todo ao contrário...

- mas então eu não estou louco ? ...

- não ... apenas aprendendo a arquivar o passado ... tentando entender ... para responder mais tarde ...

........................................................

nesse dia dia o louco foi dormir mais cedo do que era habitual...

no dia seguinte , logo pela manhã , alguém o procurou , para lhe dar roupas novas e mais limpas do que aquelas que ele usava...

mas... a surpresa foi tamanha... encostado á cabeceira da cama ela sorria, na sua mão segurava um bilhete que dizia...

" parece que encontrei resposta  para as minhas perguntas, vou conferir se estou certo, nascerei de novo para aprender , porque Deus vai-me ajudar a encontrar as minhas respostas, um dia destes voltarei...

o meu anjo assim me disse ... vou arquivar o meu passado, porque o meu presente foi dificil pela ausência de respostas e volto para encntrar o meu futuro, porque aí residem todas as minhas respostas...

peçovos... não façam como eu...

fiquei apenas nas perguntas... o exito da vida está em dar-mos respsta áquilo que a vida pergunta, sem medo de errar... meu anjo diz... quando a vida te pedir uma resposta... responde, sem medo de errar... porque se isso acontecer  , lá está Deus para emendar, compenssando o teu erforço...

Descobri, que meu anjo é muito  sábio,

que Deus é muito bom

que eu sou muito esperto

que tenho ainda muitas dúvidas

e que na vida nada fica sem resposta...

mas acima de tudo que valeu a pena viver ...

a senhora caridosa que o ia ajudar, correu para dar a notícia... juntaram-se alguns populares e leram bem alto o bilhete que o homem havia deixado ... de seguida disseram coitado... era louco...

o homem fora do corpo, olhava para o seu corpo já sem vida e perguntando ao seu anjo que o acompanhava, perguntou...

- porque não acreditam naquilo que escrevi...

e o anjo respondeu :

- apenas porque são loucos ...

dali partiram sorrindo...  ruma á pátria espiritual

lasalete/Auro

paisagem humana ...

 

a porta abriu-se como de costume... 

 

 

a multidão dos aflitos, reconstruiu rápidamente , a paisagem humana a que estamos habituados...

 

sempre se prevê o que vai aconhecer ...

a fome e a dor dos rostos mais próximos vem de longe... de registar com a objectiva do espírito o bulício da cidade...  e inspirados pela necessidade mais básica, porque é

hábito...  então aportam ali...

 

neste mar onde a solidariedade se chama  CORAÇÃO, a vibração é diferente... passamos até, a ideia de que, a guerra entre o amor e o egoísmo continuando na consciência humana, pairando acima da vontade dos homens, estabelece ali o seu quartel general...

 

operar no Coração da Cidade, é o mesmo que entrar numa grande faculdade, onde se aprende hora a hora ciências exactas de amor e paixão...

 

os voluntários chegam inesperadamente, embalados pela consciência do trabalho a realizar, sem mesmo estarem ali, porque a sua equipa pertence aquele dia...

 

chegam, porque sabem que a rotina ali já não mora ... e que o estado de pobreza actual, não se compadece com marcações prévias...

 

o serviço de apoio emergente ,que a espiritualidade foi mostrando ser necessário criar e que dele fizemos conselho, às entidades competentes , rápidamente e sem forcing algum, se institui  no quotidiano da cidade, onde estamos amorosamente trabalhando...

 

 a fraternidade está morando connosco...

 

abriu-se de par em par o coração humano, para que outros corações nele pudessem habitar...

 

outras instituições, já conscientes do facto, ligadas inclusive ás paróquias, mas sem recursos humanos ali vêm pedir auxilio...

 

sem propositar, as parcerias vão-se estabelecendo, porque ali, é sem dúvida, o quartel general da solidariedade...

 

esta semana foi riquíssima, porque não só nos pediam auxílio, mas porque ,ao mesmo tempo, éramos visitados por administradores de grandes superfícies, que no local, se renderam, perante a paisagem humana, que revelava a seus olhos, inesperadamente, a antítese do bem estar que para eles é real, mas que no momento chocava com esta paisagem de dor e sofrimento...

 

se pudéssemos definir as estações da alma eu diria que a fome é sem dúvida o inverno do espírito ...

 

entre uns e outros, que de nós se aproximaram, ontem , a vida no seu transcurso, trazia até nós a vida dentro da vida ... a vida com fome...

 

    uma mulher grávida, conduzida por uma jovem que exerce funções numa outra instituição, vinha pedir auxílio alimentar, porque ali podia abastecer-se no supermercado, que era de graça...

 

informamos da situação , convenientemente, porque a fome não é doença de momento, é moléstia da alma do mundo ... e quisemos saber afinal ... O QUE SE PASSA? ...

 

- estou grávida de nove meses, fiu despedida porque estava grávida ... e não conseguia mexer-me como as outras, dizem que foi por justa causa, mas eu não fiz o que estão a dizer ... fui para tribunal ...  

aguentei sem auxílio até onde pude, hoje, vim pedir de comer porque não aguentamos mais sem comer em casa, tenho outro filho e o meu marido ganha 500,00 euros , pagamos a renda da casa, a água e a luz ...e não conseguimos comerr...

este mês nem pagamos a luz, porque eu precisei de medicação e as viagens para ele ir para Gaia trabalhar levam tudo...

 

olhei o rosto daquela mãe tão jovem  banhado pelo pranto...

a limpidez do seu olhar, estava ali espelhando, sem dúvida ,o quotidiano do país verde e rubro à beira mar plantado...

 mas, se eu pudesse provar o sabor daquelas lágrimas, iria identificá- lo, com o mesmo sabor, de umas lágrimas que saboreei vai para muitos anos...

lágrimas que a gravidez conhecia , bordadas de fome , de dor e de solidão...

mas estas não têm razão de ser ... porque entretanto nasceu a liberdade ...

 

não resisti ...

abraçei-a com firmeza e dei-lhe o abraço que ela precisava , pelo abraço que eu necessitei e não tive, misturei com as dela as minhas lágrimas e percebi que não basta nascer a liberdade se o coração do mundo, não se vestir de amor e conhecimento ...

 

prometemos ajudar sem reticências, até que a vida dessa mulher e do seu lar se estabelize ... ficou mais calma ...

 

continuando a conversar, quis saber afinal onde trabalhava...?

????????????? fiquei perplexa ... pois que a nossa mãe ,ali  presente, com quase nove meses de gestação, trabalhava para um lar da terceira idade, adestrito a uma paróquia , muito perto de nós... onde o Sr Padre.................. e o Cónego ........................., até tinham conhecimento do facto mas acharam por bem que tinha que ir embora...

 

lembrei-me, que tinha ali a fazer voluntariado, nesse dia , alguém que até conhecia a paróquia em causa...

 

chamei o voluntário e percebi de imediato que tudo batia certo  e nem pestanejei, pois que o dito cónego até era o responsavél por aquele despedimento...

 

estamos no mês de Maio...

 

  moldamos Maria a nosso jeito ...

para quando o milagre da vida  por amor ...

óh...  Mãe do Céu ... que vergonha, colocar uma mulher grávida na rua ...

não te parece Mãe do Céu, esta atitude, parecida com o que Te fizeram há mais de dois mil anos atrás, quando pedias para descansar e Te mandaram para o estábulo... imagina Mãezinha o mundo está na mesma... não ... pior... porque são os representantes de Pedro que aplicam mal os ensinamentos d' ELE ... TEU FILHO...

 

voltei a lembrar o referendo sobre o aborto e pensei... santa hipocrisia ...

 

apeteceu-me de roubar todos os sacrários do mundo, deixando apenas aqueles que pudessem ser tocados pelos mãos dos que têm o coração tocado pelo amor, mas

 

  lembrei-me também, da cena da praia ... por certo, que nem todos os que gostavam de atirar  pedras, á mulher pecadora, estavam na praia naquele momento, sendo possivel que alguns ficaram com algumas pedras no bolso para poderem atiram mais tarde, como dardos que ferem sem clemência...

então é isso ... nem todos ouviram a lição do Mestre...

 

aposto, que no dia em que esta mulher foi despedida, o senhor cónego, jantou muito bem e quem sabe, fumou o seu belo charuto ... sim ... porque a ceia dos cardeais não aconteceu por pura invenção...

 

comtinuo a afirmar ... em muitos casos a solidariedade na mão de "religiosos ",

está ,muito mal entregue...

 

dentro da algum tempo, penso estar com o Sr . Bispo do Porto e vou-lhe perguntar se afinal sabe onde pasta o seu rebanho ...

 

sei que estou a ser exaustiva... mas  estou preparando o dia que neste bloco  escreverei minuto a minuto o drama que ao segundo chega até nós...

 

vamos a ver quem tem coragem para o ler de ponta a ponta...

 

abraço a todos do fundo do coração e quando hoje comerem um pedacinho de pão lembrem-se desta mulher... não chorem por ela... mas orem por aqueles que tão mal O representam na Terra...

 

lasalete

    Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos,

                                      se não tiver caridade ...

                         1ª Carta aos Coríntios, Capítulo 13, versículos 1 

 

politicofilia ...

ser apenas mãe   mas...

 

ter á mão um grupo de 4 filhos, dos 8 nos aos 15 meses...

até não parece estranho ... claro que não...

 

mas ...

estar sem marido, com os filhos todos agarrados na barra da saia, estar doente, não ter emprego, viver do subsídio de desemprego, estar desiludida e com muitas contas para pagar, pedir ajuda a todos para que pelo menos as crianças tenham ajuda para se alimentarem... já é dose...

 

mas ...

receber quase tanto de subsídio de desemprego como de renda para pagar... é difícil ...

 

mas...

receber uma carta da Segurança social exigindo que lhes seja entregue uma quantia que equivale mensalmente a metade do subsidio de desemprego, apenas porque em tempos existiu um engano, que a instituição do estado agora cobra para repor as contas em dias, sem a preocupação de ... COMO FICAM AS CRIANÇAS DESTA FAMÍLIA ? ... é no mínimo caricato ...

 

mas ...

pensam vocês ... se calhar até ficam bem ... deve ter a mãe da senhora que até ajuda ...

 

mas ...

que chatice, até não pode ajudar, porque a vida, exímia em pregar partidas, até lhe deu uma mãe  com Alzheimer, nesta altura da vida e ela tem que pagar com a sua canseira mais tempo para ajudar a mãe... como se não lhe bastassem as preocupações da prole que tem a seu cargo ...

 

mas...

então esta senhora quem é ? ... quem foi ?...

foi uma senhora com capacidade de trabalho , chefe de uma linha de montagem a quem a vida contou a canção mais triste de quem tem filhos ... o abandono ...

a seguir a vida acumulando as preocupações emprestou-lhe uma pneumonia para se entreter, porque a alimentação começou a faltar e o corpo não resistiu ... assim não pôde mais trabalhar e depois aconteceu o desemprego porque estava a faltar demais...

 

enfim ... malhas que a vida tece e que o país não está preparado para perceber ...

 

o que me faz mais confusão, é que a assistente social sabe do problema, acompanha o caso e nada pode fazer, porque antes das crianças no nosso país estão  as contas do estado ...

 

neste degelo todo, só restava a esta mulher, alugar um quarto e entregar os filhos á mãe que com a ajuda de irmã com 16 anos iria tomar conta deles... a senhora ficaria com o mais pequenino... e as crianças em risco porque a doença da avó pode coloca-las á mercê de todos os perigos...

 

esta história foi contada pela própri e averiguada pelo nosso apoio social porque o problema ainda  causa expectativas e preocupações em todos os aspectos...

 

até que tudo seja pago, porque não existe mais ninguém que ajude esta mãe... entra O Coração da Cidade, porque a Segurança Social, quando diz ,faz... e logo sacou no primeiro subsídio de desemprego a soma a que se acha com direito...

 

cabe ao Coração da Cidade pagar o que for possível , manter a senhora no espaço a que vai chamando lar e garantir como vem fazendo, vai para mais de um ano,  a alimentação a ela e aos seus quatro filhos ...

 

e esta hein ? ...

como esta situação, é o caso de muitos lares perfeitamente desfeitos, que estão sofrendo acertos de contas de tudo quanto é lado, com o mais perfeito desrespeito pelos jovens e crianças que ninguém aceita como o futuro de Portugal...

 

dói tanto perceber um país á deriva, por muito esforço financeiro que o país esteja a fazer ...

e sem colocar em questão a capacidade governativa, entendo que deveria existir mais capacidade para proteger as crianças ...

 

estamos a viver com inúmeras dificuldades, que por enquanto estão apenas dentro das paredes das instituições como a nossa, mas não sei por quanto tempo...

 

não estou a falar de mulheres que andam por aí fazendo parte do jet /7 ou de meninas loucas que apenas querem boa vida ...

os casos que trago ao vosso conhecimento são claramente o espelho da vida de muitos portugueses honestos, que nada forjaram e que se mantêm presos das promessas eleitorais, vai para 30 anos...

 

na minha opinião, considero que a prisão deveria existir, para as fraudes políticas, porque é falta de honestidade prometer e não cumprir...

quando tratamos de seres humanos é crime...

horroroso, quando os seres humanos mais atinjidos são as crianças ...

 

estamos neste momento para inventar uma nova palavra .. politicofilia ...

 

á falta de um gabinete para apoiar estes casos, deveria existir um órgão de comunicação social que se dedicasse ás fraudes eleitorais que mais tarde deitam para o vale dos suicidas, muitos seres humanos, que de boa fé, até mudam o seu voto ... sempre na esperança da mudança prometida ...

 

não somos um país do terceiro mundo ?...! ...

então respondam-me ... de que mundo somos?

 

para onde nos leva este êxodo no deserto desconhecido...

 

Lasalete  

 

 

 

o problema do ser do destino e da dor ...

 

            enquanto este  abraço  demora

 

fiquemos com as dores do mundo , sem esquecer...

 

 

O DRAMA  ( DRAMÁTICO DOS BAIRROS SOCIAIS )...

 

 ele é ,sem sombra de dúvida, um inferno na Terra...

 

a história que hoje trago até ao vosso conhecimento, é por certo do conhecimento de muita gente...

em traços gerais, conta o drama de uma mulher de 40 anos, com duas filhas de 18 e 16 anos, que neste momento se encontra no hospital, para amputar os dedos dos pés...

 

não acontece todos os dias ? ...  sim,  claro que acontece ... as amputações são mais comuns do que se pode imaginar...

 

esta mulher visitou o Coração da Cidade já há uns anos, ainda as suas filhas estavam a despertar para a a adolescência ... conduzia uma cadeira de rodas, pois que um câncer a tinha visitado aí pelos seus trinta e quatro anos e não mais pôde trabalhar...

 

só, sem o companheiro, ficou com as filhas e com elas se deslocava pedindo auxílio, até que chegou até nós...

 

o drama desta mulher era de tal forma, que atendê-la era para nós muito doloroso... sempre ficávamos com as lágrimas a bailar, denunciando a dor...

 

o tempo escorregou devagarinho e ela disse que iria para casa de uns familiares e ficava melhor, fomos ainda ajudando e sempre que encontrávamos as meninas perguntávamos pela mãe... ela está internada ... era a resposta rápida que podíamos obter...

 

a certeza que tínhamos é que ela fazia diálise dia sim dia não e estava muito fraquinha...

 

há uns dias atrás um homem veio pedir ajuda... ao olhar para a menina fiquei surpresa , mas o senhor não é pai dessa jovem ... disse eu rápidamente ...

- claro que não,  respondeu-me o homem ... vivo com elas e com a mãe desde 2000, conheci a mãe delas no hospital e gostei dela, fomos para casa da minha mãe, deixamos o bairro onde elas moravam para termos mais conforto , mas neste momento a minha mãe não nos quer lá em casa e temos que regressar ao bairro, a minha mulher está internada...

 

- então onde mora? ... perguntei...

- no Bairro ... respondeu... mas quando agora fomos à casa que deixamos, roubaram tudo e vandalizaram a casa... um r/chão... agora nem tem torneiras, nem nada, nem água, nem luz, ... que vamos fazer...

 

no minuto a seguir, já dois voluntários se deslocavam ao Bairro do Regado, para perceber in loco , o que efectivamente tinha acontecido... a resposta foi rápida...

 

a casa estava miseravélmente vandalizada...

ás cinco horas um experiente operário da construção civil, visitou o local e percebeu o que podia fazer... tudo foi rápido...

 

a casa foi pintada, o quarto da jovem já está pronto, o quarto do casal está a ser finalizado, tem água, mas ainda não tem electricidade, porque a segurança social está a estudar um plano de apoio para que a casa possa ter luz... e enquanto se estuda vão ficando a ver as estrelas ...

 

vêm todos os dias buscar alimentação já preparada para não passarem fome ...

o homem da casa é um artista da construção sem emprego e está a fazer os arranjos necessários com os voluntários que foram ajudar...

 

esperamos que a senhora quando sair do hospital, pelo menos encontre um canto para morar.. já que a filha mais velha , encontrou um jovem com quem está a viver, mas não quer ninguém no seu apartamento e apenas permitiu que o marido da mãe e a irmã lá ficassem uma noite...

 

o drama desta família dói , até dizer basta...

 

os dramas sociais da cidade são dolorosíssimos e estamos por vezes parados a pensar que os nossos problemas são grandes...

 

por tudo isto é que eu estou sempre a pedir que se juntem à nossa causa, porque no Coração da Cidade não se pensa... faz-se... realiza-se e avançamos sempre com soluções...

 

precisamos também de trabalho para este homem...

 

ajudem-nos por favor e todos juntos podemos fazer um mundo melhor...

 

em nome do amor...    lasalete

SE MEU LAMENTO FLORISSE ........poema

 

 

                SE MEU LAMENTO FLORISSE ...

se meu lamento florisse

e pudesse dizer-te como dói ...

e eternamente por ti enfim sentisse

amenizada a dor que me destrói...

 

se pudesses sentir como é dorida´,

a sensação de nada, vezes nada...

se eu pudesse mostrar-te a meiguice

de nasceres de mim e muito amada...

 

já perguntei a Deus ... - porquê ? ...

não ouvi a resposta ... mas eu creio

que tem que ser assim e ninguém vê,

esta dor que me força a este anseio...

 

daria meus olhos por ti mais uma vez,

se pudesses sentir a vida com amor...

se pudesses dizer ... por fim ... em que é que crês...

e voltasses a ser criança como a flor...

 

minha filha ... como eu te amo tanto,

que minha dor não sossega nem se acalma ...

e em meu rosto se solta este meu pranto

por seres parte de mim, mas dor  da minh'alma ...

 

se viemos à vida ... porque insistes

em viver à parte dos demais...

se existo pelos outros, existo porque existes,

e tal como os outros, fazes parte de meus ais...

 

se eu pudesse mudar a primavera,

responder a tudo em que não crês,

voltava de certeza de forma mais austera

a parir-te de mim mais uma vez...

 

não se pode medir a dor das mães que choram...

nem se pode prever quando acontece,

são as luas da alma que a Deus assim imploram,

quando os filhos do amor as enlouquecem...

 

vida sobre vida em ti aconteceu...

olha em volta de ti... em teu redor...

diz-me: -  o que sentes por teu filho ?...

e assim podes medir o meu amor...

 

 

lasalete ... ( poemas de  dor e pranto )

 

 

 

 

uma lágrima em flor ...

uma lágrima em flor...

 

por todas as crianças do mundo...

pelas que são raptadas...

pelas que são humilhadas...

pelas que são violentadas...

pelas que são renegadas...

pelas que estão subnutridas ...

pelas que são desprezadas...

pelas que são adoptadas...

pelas que são comercializadas...

pelas que são exploradas...

 

mas uma lágrima de dor, por todos os que são responsáveis com conhecimento do facto, por todo este infanticídio e nada fazem para o deter...

 

não sou a favor da pena de morte ...

 

mas peço a pena mais longa para todos os adultos que favorecem esta calamidade moral...

 

culpados de tudo isto somos todos nós que deixamos que tudo continue desde que não seja connosco e com os que nos estão mais próximos...

 

se todos nós tivéssemos a coragem de sair para a rua e parar o país sempre que existe maldade no mundo que pode atingir as crianças ... tudo seria diferente...

 

a humanidade está ainda no inicio duma calamidade maior a nível moral que só vai parar, quando todos nós conseguirmos coragem para sairmos da toca e enfrentarmos a rua exigindo qua as situações possam mudar...

 

afastando de vez dos escaparates a pornografia ...

retirando dos écrans a pornografia ...

 

e não deixando entrar mais lixo mental nas cabecinhas dos jovens que crescem a pensar que tudo na vida se consegue em cima de um palco e que nada custa...

 

pensemos com mais maturidade passemos a exigir de todos os governos medidas mais drásticas para podermos deixar as nossas crianças viver em paz....

 

lasalete

 

dar de graça o que de graça recebemos...

 

Quando falamos em dar, sempre vem á ideia o mais material dos processos, dinheiro, alimentos , roupa, etc.

Dar, melhor ainda, D O A R ... significa simplesmente, partilhar com os outros o que facilmente está ao nosso alcance.

D eus
O rdem
A mor
R esposta

Junto de qualquer pessoa, ou criação divina, nós podemos ser a resposta á sua necessidade e devemos colaborar nesse processo...

todo aquele que se vê assim na vida, sabe que a qualquer momento, nós somos abrigados a responder, para ajudar quem está precisando, porque também nós estamos com necessidade de exercitar a nossa consciência, pedindo-lhe respostas no campo da caridade e da compaixão, da boa vontade e da solidariedade.

Quando O Coração da Cidade se abriu à cidade, não foi apenas para os que menos têm e que mais de nós precisam, mas acima de tudo, para que nós aprendêssemos a dar, com paciência e com amor... saber dar ainda não é fácil para alguns.

A alma da gente que passa por nós em êxodo permanente nesta vida, vive da boa vontade dos que na actualidade estão mais despertos... mas a disponibilidade ainda não se faz sentir a todos os níveis .

Demoramo-nos, contemplando os grandes marcos da humanidade no campo solidário e aí ficamos, bendizendo o que fizeram... e, imóveis, não conseguimos aderir à causa comum ( o bem estar geral ).

Insistimos em manter a ideia da pobreza dos anos vinte e a pobreza tem contornos diferentes, específicos da vida actual...

A pobreza moral e intelectual... traz até nós seres abrutalhados e espiritualmente avessos a qualquer tipo de moralidade, sem consciência do mal que praticam e rogando o mais básico da vida... quase exigindo e agredindo em seguida... mas não deixam de constituir parte do número daqueles onde temos que ajudar...

A pobreza que esperamos encontrar, ela está aí consciente da sua situação, provocando

lágrimas de dor, em lares que respeitam as regras sociais, com escolaridade por vezes acima da média, tentando dar á sua vida qualidade , mas esbarrando de frente com o egoísmo humano, que no seu todo, personifica também a pobreza moral e espiritual dos mais abastados.

Seja qual for a sua condição económica, a pobreza moral assinala-se perfeitamente ...

mas então o que devemos fazer?... parar ?... continuar?...

Devemos aderir a qualquer causa que esteja voltada para o progresso moral e intelectual da humanidade e logicamente atender ás suas necessidades mais básicas.

O Coração da Cidade é de certeza um porto de abrigo a todo o tipo de carência, económica, moral, intelectual e espiritual.

Quando aqui, ou em outro espaço de intervenção eu chamo á atenção para a obra, estou ao mesmo tempo, criando a possibilidade de quem me escuta, se elevar um pouco acima daqueles que parasitam no universo, pensando que Deus tem o dever de suprir as suas necessidades... não tem não ... elas se superam em automático, conforme a nossa necessidade.

O apelo, portanto, aqui vai... pondere sobre o seu tempo livre... invista em si, faça-se voluntário da causa universal e ajude a criação divina, pois quer seja crente ou não, ainda é Ele que coloca á sua disposição o Sol, a água, a luz e até os que vêm ao seu encontro.Aceite ou não aceite vive as espenssas divinas.

Não se sinta á parte da criação, não precisa de acreditar em Deus, apenas necessita de acreditar em si e sentir-se útil, porque faz parte deste movimento a que chamamos VIDA... e j á agora sabe o que significa vida? ...

V ia
I ncondicional
D
A poio

Pois é ... tudo é doação e ao apoiarmos os outros, estamos a contribuir para o movimento universal, a contribuir para essa energia cósmica de onde não nos é permitido sair... porque todos nós somos energia ... o nosso pensamento... as nossas acções... são capazes de agir em movimento constante, apenas diferenciando na sua qualidade .

Todo aquele que est á ajudando incondicionalmente está gerando vida ...

Todos, se quisermos podemos ajudar , não só dentro duma instituição. mas fora da instituição, fazendo parte dos luminares, com os quais a instituição pode contar...

Inverta os factores em que gravita habitualmente e revele-se mais cooperante... não sinta vergonha, seja activo, divulgue o quanto puder uma causa, colabore neste espaço meteórico a nível informático e ajude...

Este mês, queremos juntar o máximo de garrafas de azeite que podermos...

apontamos um número ... 1000 garrafas ...

o azeite ainda é um produto difícil de conseguir ... portanto pesquise... em fornecedores, agentes, cantinas, empresas do ramo alimentar e vai ter uma grande surpresa... adira a este desafio...

A NET pode ser o coração electrónico de uma grande causa ...

o essencial você já tem... é alfabetizado, raciocina e tem coração, senão não lia esta mensagem até ao fim... por isso só lhe resta:

DAR DE GRAÇA O QUE DE GRAÇA RECEBEU

Lasalete

para as nossas mães ...

este espaço servirá para colocar as mensagens

de todos os que habitualmente comentam este blog...

 

envie através do seu comentário uma mensagem à sua mãe ...

uma frase que exprima o seu sentimento ...

 

depois eu publico ... mas deixe o seu nome ... ganhe coragem ... e não seja preguiçoso..

PARA   TI  MÃE ...

   1ª mensagem

 

Olá minha mãe
Ainda há pouco lhe deixei um ramo de flores, com uma mensagem, que em poucas palavras lhe dizia o quanto lhe quero...agora fui desafiado , a deixar aqui uma mensagem e, porque não sou preguiçoso, venho deixar aqui a mensagem de alguém, que amava tanto a sua mãe, como eu creio, todos os filhos amam, mas não o sabem exprimir por palavras...

 

escrita por Monsenhor Ramon Angel Lara.

Há uma mulher que tem algo de Deus, pela imensidade do seu amor, e muito de Anjo pela incansável solicitude dos seus cuidados; uma mulher que sendo jovem tem a reflexão duma anciã e na velhice trabalha com o vigor da juventude; uma mulher, que se é ignorante, descobre os segredos da vida com mais acerto que um sábio, e, se é instruída se acomoda à simplicidade das crianças; uma mulher que sendo pobre, se satisfaz com a felicidade daqueles que ama e, sendo rica, daria com gosto o seu tesouro, para em seu coração não sofrer a ferida da ingratidão; uma mulher que sendo vigorosa, treme com o gemido de um pequenino e, sendo débil assume às vezes a bravura de um leão; uma mulher que, enquanto vive não a sabemos estimar, porque a seu lado todas as dores se esquecem, mas, depois de morta, daríamos tudo o que somos e tudo o que temos para a ver de novo um só instante, para receber dela um só abraço, para escutar uma só palavra dos seus lábios.
Dessa mulher não me exijais o nome, se não quereis que cubra de lágrimas o vosso álbum, porque já a vi passar no meu caminho.
Quando crescerem os vossos filhos, lêde-lhes esta página, e, eles cobrindo de beijos a vossa face vos dirão que um humilde peregrino, em paga da sumptuosa estalagem recebida, deixou aqui, para vós e para eles, um esboço do retrato de sua Mãe.


Fernando Correia

 

 

 

 2ª mensagem

MÃE...

Falar da Mãe, é falar do AMOR!!!

Falar da Mãe, é falar de DOR!!

Falar da Mãe, é falar de MÃE !!

MÃE que ao parir foi dor, foi Amor, foi Êxtase de Ter nos braços um AMOR redimido do CRIADOR!!

Mãe, não te encontras na carne, mas estás no CORAÇÃO de um dos teus filhos que sempre te AMOU e isso demonstrou...

Foi tarde que te viraste para quem te AMAva , mas ainda sentiste o carinho no olhar e no afago que antes de partires, me olhaste e eu cego de Amor não te via a partir...
Partiste passado três dias desse olhar e não esperaste que eu chegasse junto a ti, foste embora Mãe, mas tiveste perto de ti quem te Amou como filho e te agradeceu por tudo, ainda disse a tempo que te AMAVA, que se tivesse que nascer outra vez, te queria como Mãe, e hoje neste dia ao longo dos Anos que não estás comigo, penso sempre em TI MÃE...

Mãe, eu que com carinho te chamava velhinha ,com carinho fazia-te festas e era tão natural em mim este gesto que meus irmãos tinham ciúmes de mim...

Ainda hoje eles sentem algo diferente por mim, mas tu Mãe sabias que eu era diferente, diferente deles, diferente da forma como te ajudava porque te amava e hoje.. ainda te AMO!!!...

Mãe, toda vez que preciso de falar, lembro daqueles momentos em que te ouvia depois de eu falar, depois de eu desabafar, ainda sinto a tua falta, mas hoje falo contigo de uma forma diferente, falo com o pensamento que recorda que foste minha MÃE!!!

Que Jesus oiça quando lhe pedes que me proteja, como eu lhe peço que te ilumine, porque na terra foste uma grande Mulher, foste Mãe de quem EU um dia escolhi para nascer...

Era grande a prole, ao todo éramos doze, todos pequenos conseguiste que todos fossemos criados... não esqueço MÃE que foste Mãe muito nova, que sofreste, que seguiste a tua cruzada com Dor mas tinhas em mim um Amor que queria que o teu fardo não fosse tão pesado...

Hoje recordo-te Mãe com saudade e com muito Amor, deste teu filho que sabe que sempre que fala contigo, vê a tua imagem estampada na mente... que te continua a AMAR e sente que é Amado...

Até um dia MÃE...


Teu filho César

 

 3ª mensagem

 

Mãe ... obrigada pela possibilidade que me deste de nascer mais uma vez...

 

a cada dia que passa eu conheço coisas novas, pessoas diferentes e enfrento novas provas... eu agradeço e valorizo a vida que pulsa em mim ...

 

ao aceitares ser minha mãe, permitiste-me ser mãe também ...

 

Por tudo o que tenho vivido ... que Deus te abençoe MÂE ...

 

Lasalete

 

4ª mensagem

 

 

O dia está quase a findar, mas só agora tive oportunidade de visitar este blog, pois é um hábito diário, porque tentei aproveitar o dia de hoje na companhia dos meus dois queridos filhos e da minha querida mãe, que nos seus 88 anos, diz sentir-se a mãe e avó mais feliz do mundo.

BEM HAJAS POR MUITOS E LONGOS ANOS.

 

 


Zélia

 

 

5ª mensagem

 

Ainda vou a tempo para escrever sobre a MINHA MÃE.
Esta Mulher que descobri ter sido eu a escolher para me acolher, e dar tanto Amor de uma forma incondicional...
Mas a minha Mãe, teve outros filhos do coração " os meus meninos e as minhas meninas", como ainda hoje os chama. Mulheres e homens, já com filhos e netos mas que abraçam a Minha Mãe com tanta ternura, e quando estão com ela ficam com os lhos brilhantes. Foi a minha mãe que lhes deu carinho, que os acompanhou e educou porque os pais não tinham tempo...E nesta altura era tão novinha a minha mãe. Depois nasci eu, carinho, ternura, calma e muita experiência, e tempos muito dificeis. E a dificuldade aumentou quando os meus pais adoptaram uma sobrinha e afilhada, ficamos a ser duas filhas em tudo iguais. E eu ganhei o que tanto queria uma irmã e os meus pais ganharam mais problemas, tantas dificuldades.....

A Minha Mãe a 6 dias de completar 70 anos, ouviu a minha filha dizer-lhe ontem, quando lhe entregava uma rosa: " Vó és a Minha 2ª MÃE"

Agradeço a Deus por esta dádiva

AMO-A MUITO MÃE

Cecilia

 

 

 

 

 

 

os partos do coração...

Hoje é dia da mãe...  Abençoada seja ...

 

Mas hoje não quero lembrar as mães que têm uma vida normal com os seus filhotes levando uma vidinha perfeitamente " normal" ... não não é dessas que pretendo levar até ao coração.

 

Nesta p á gina quero lembrar uma mãe que ainda não tem o devido valor na nossa sociedade ... a mãe adoptiva.

 

No Coração da Cidade tivemos este ano a grata satisfação de ver em duas voluntarias distintas a possibilidade de serem mães adoptivas ...

 

Uma adoptou um lindo menino ... j á com cerca de 3 anos e porque era portador de v á rios problemas ao nível da fala e da motricidade , o menino encontrou mais  dificuldade em ser adoptado...

 

Mas um dia o encanto divino preparou um encontro com aquelas três almas e for amor à primeira vista...

 

A vida da criança não tinha sido fácil até então e devido á falta de carinho e de tratamento tão deficiente o estado de subnutrição a que chegou agravaram de tal forma a vida do menino enquanto bebé que ele se apresentava com problemas muito graves...

 

O certo é que depois de encontrar o amor neste novos pais que o fizeram nascer de novo no seu coração ele é um menino muito feliz, apresentando j á progressos consideráveis na fala e anda muito bem embora com algumas dificuldade mas com alegria , prevendo-se que recupere quase a cem por cento...

 

Outra volunt á ria solteira, adoptou uma menina abandonada, crê-se que de etnia cigana ... muito lindo com una belos olhos negros, mas dotada de um carinho infinito... ambas se deslocam na vida com muito amor, revelando nas suas carícias que j á caminham h á muito tempo juntas...

 

Como é difícil a adopção de crianças mais velhas, estas volunt á rias não tiveram dificuldades e são como podemos perceber, muito felizes, mas acima de tudo fizeram felizes aquelas crianças que ninguém queria e que Deus conduziu até elas.

 

Este dia deveria servir de reflexão para que o problema de adopção permitisse entregar a muitas mães bebés que precisam de carinho, para que se formem mais lares felizes, para que as nossas crianças cresçam fora das instituições e em paz.

 

Mas terminar esta p á gina sem lembrar os pais da pequena Esmeralda, não é justo...

Adoptaram essa criança no seu coração cercaram-na de carinho e conforto, revelaram-se pais extremosos pela coragem com que a defendem e neste momento, estão com a espada da justiça sobre eles...

 

O meu forte abraço vai para essa mãe que est á prestes a ser julgada... e tudo em nome do amor...

 

Continua na mão da justiça a problem á tica da adopção e seria muito bom que os Juízes e Magistrados do nosso país pelo critério de julgamento imprimissem por seu turno mais celeridade no problema das adopções e contribuíssem de alguma maneira para " pôr ordem na casa "...

 

Cabe á justiça portuguesa ensinar, optando por sentenças mais justas e justificadas no bem senso e quando o problema tem a vida das crianças em julgado que fosse o interesse duma sociedade mais justa a sair vitorioso, para que futuramente não nos vejamos como tantas vezes na mão de oportunistas, revelando pouco amor e muito interesse próprio e escuso...

 

Quem tem consciência de que os seus filhos estão em primeiro lugar não os transporta duramente para as primeiras p á ginas... mas garante-lhes o direito á estabilidade e ao afecto permanentes.

 

O mau apreço por essa mulher e o meu grande abraço para ela neste dia... abençoada seja por ter adoptado esta menina, gerando-a no seu coração...

 

Que Deus lhe permita a vitória final, sobre a loucura do mundo actual.

 

Lasalete 

não posso fechar os olhos...

entre o teu mundo   e o  meu...

 

há uma janela que não consigo abrir...

 

não sei se por medo, se por vergonha... ela continua encerrada...

 

não quero  pensar que está colada por que o egoísmo humano a trancou para sempre ...

 

perguntaste outro dia porque só falo de fome ...

 

é verdade... eu só consigo falar daquilo que vejo todos os dias...

 

entre o teu mundo e o meu, há uma janela que os virtuosos pensam que dá para o céu...

não... não pode ser ... Deus não ia fazer isso comigo...

 

ele enviou-me ao mundo para amparar... mandou-me ao mundo para socorrer...

mandou-me ao mundo para dar esperança...

 

não ... não pode ser ... seria injusto que tudo continuasse assim para sempre...

 

eu tenho que abrir esta janela e tenho que fazer-te despertar comigo, para que vejas com os teus olhos o mundo que eu vejo ...

 

      

 

vem comigo... sai desse aparente bem estar... o mundo precisa de todos nós...

 

não são do teu país ? ... engano o teu ... são teus irmãos...

 

 a fome no teu país tapa o rosto ...

 

 

 

hoje, trouxe ao Coração da Cidade uma mulher grávida, com sete meses de vida a pulsar dentro dela... sem pão... sem casa... sem cama... dormindo no chão...

 

estendeu a mão ...

os filhos que já dera à luz ,foram-lhe retirados para serem acolhidos, porque não tinha nada para lhes dar...

mas o que trazia na barriga não puderam tirar-lhe, porque esse ainda se alimenta dela, do seu ser... do seu sangue... mas depois... quando o ventre se rasgar e só for possível dar-lhe desprezo e dor ?...

 

A Segurança Social retirou-lhe o parco e ridículo subsídio que lhe dera, porque não compareceu à chamada... valha-nos Deus ... dois pesos e duas medidas...

 

no mesmo país... parindo pelo mesmo processo... fazendo parte dos filhos de Deus e com situações tão dispares de tratamento...

 

como dói a diferença entre os seres humanos...

 

porque se afadigam realizando o referendo sobre o aborto se o pretendem instituir através da fome... da dor e do desespero...

 

eu quero abrir essa janela, que o tempo pregou com a indiferença do coração humano e com as lágrimas de outros tantos ...

 

ainda não descobriste quem eu sou ... tão simples ...

 

a consciência ... irmã da caridade... filha do amor ...

 

 

lasalete

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D