Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

gaiola dourada ... ( poema)

um dia pedi  à vida que me ajudasse... estava na hora do meu despertar...

necessitava de liberdade ... estava cansada ... 

tinha ânsias de liberdade ...

 

e a minha alma rezou assim...

 

GAIOLA DOURADA

 
Minha gaiola dourada,
onde a chuva e o vento não penetram,
onde o barulho chega diluído e manso...
onde a fome não quer fazer descanso,
onde a desgraça não mora nem se esconde...
 
Gaiola dourada
dos meus sonhos conscientes,
de meus fugazes risos estridentes,
de meus deleites em orações constantes.
Onde bato as asas em voos palpitantes,
onde acordo e adormeço com música de fundo.,
onde a minha consciência almofadada
me guarda e me esconde do resto do mundo.
 
Gaiola dourada
onde tens a porta que eu fechei um dia?
onde ficam as grades que me dão a liberdade?...
 
Gaiola dourada
que envolves meu eu no meio da cidade,
onde a fome, o feio e o vício fazem ninho,
onde as aves de rapina de mansinho,
surpreendem os loucos, os bons e os fracos...
onde as asas se confundem com abraços,
na argamassa de um povo inquieto.
 
Gaiola dourada ...
liberta minhas asas e leva-me à procura,
daquele que ferido não se cura,
porque não tem apoio nem tem pão.
D null me a porta por onde eu vou partir,
em demanda de outros voos outras gentes
de memórias de antanho bem presentes,
de vontades agressivas e vorazes;
deixa-me abraçar aqueles mais audazes
que permanecem em vigília soluçada.
 
 
Eu tenho força eu tenho fé quero voar,
eu sou forte estou de pé e sei amar.
Quebra estas grades, gaiola de ilusão
e deixa-me alcançar o firmamento,
deixa que eu ouça a voz, o som do medo,
deixa que eu conheça do mundo o seu segredo,
onde ele guarda os sonhos ancestrais.
Deixa-me voar como os demais,
deixa-me viver junto dos meus
alcançando com eles o amor ....
Mas ...
Se p’ra voar tiver que ser com dor...
que seja de mãos dadas para Deus.
                                                                         lasalete -1990
 
                                                                           
 nesse dia Ele escutou-me    abriu minhas asas...
perdi o medo... juntamos as mãos e ele ensinou-me
a abraçar o mundo...  bendito seja esse dia...
lasalete ...

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D