Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

greve geral ...

 

 

seria tão bom que um dia pudéssemos falar assim...

 

o Trabalho como arma de evolução, ainda não é amado, porque assim não é entendido...

 

ontem mesmo um sem abrigo dizia alto e bom som ... amanhã é dia de greve... e eu a brincar disse.-lhe : - então tu vais trabalhar ?...

 

ficou a olhar para mim ... de repente percebeu onde eu queria chegar ...

 

mas o problema não é para fazer piada, mas para reflectir longa e maduramente ...

 

sempre que uma greve se declara  e eu tenho plena consciência de que a greve é a arma do trabalhador, fico perplexa, porque a maioria dos trabalhadores, não entendeu ainda , que ninguém, muito menos o sindicato a que possa eventualmente pertencer, está interessado nas suas regalias ...

 

durante todo o ano, o sindicato nada lhe diz, as regras que regem o seu sector, são por si ignoradas...

em Portugal, existe pouca cultura democrata e solidária , os trabalhadores desconhecem os seus direitos e os seus deveres...

 

para que respeitem os nossos direitos, nós teremos inevitavelmente de nos fazermos respeitar cumprindo nossas obrigações...

 

passamos ao lado de mil situações clandestinas, erradas e até irracionais, mas existimos naquela de... DEIXA LÁ , NÃO É CONNOSCO ...

 

quando a goela aperta vamos a correr desatar o nó ..

 

 

  quanto tempo vai demorar

até que retiremos da nossa visão quadros

como estes?...

 

quanto tempo e quanta dor será  necessária ,  até que entendamos que todas as crianças têm direito á sua infância ...

o trabalho infantil denuncia drástica e dramáticamente até que ponto evoluímos ...

cada um de nós, que não denuncia estas situações  se pode rever no papel infame de predador da inocência e incorre sem que o aceite, nas mesmas situações criminosas de qualquer pedófilo...

porque não sabe amar e respeitar a infância na sua pureza e originalidade ...

 

o trabalho infantil acontece sob o olhar complacente de milhares de adultos em todo o mundo...

 assim   e assim...

 

os sindicatos ,apenas estão preocupados com as suas posições sociais e têm que mostrar serviço...

quando é que um sindicato promove conferências que ensine o trabalhador a trabalhar com segurança, sem vícios de trabalhar negligentemente , com amor pelo que faz, criando dentro do seu circulo de trabalho , melhor capacidade de realização, para que entre patrões e trabalhadores não se criem espaços de conflicto e ódios e percebamos de uma vez por todas que o trabalho faz falta ...

 

a greve não é a forma de nos expressarmos melhor ...

sê-lo-ia por certo depois de esgotadas todas as negociações...

 

 mas,  se pudéssemos escutar as negociatas nos bastidores das ditas negociações, ficaríamos espantados das cedências abomináveis que por vezes acontecem ...

 

os patrões , por sua vez, não sabem pensar e nem acreditam que ser honesto dá lucro ... porque um trabalhador feliz consegue render muito mais e por isso mesmo o dito patrão teria mais rendimento ....

 

os trabalhadores que dentro duma empresa não denunciam irregularidades e pactuam por vezes com acções criminosas , estão por sua vez a colaborar com a usura e com a irracionalidade de quem apenas quer enriquecer e nada mais e se está borrifando para os direitos humanos da comunidade em geral...

 

enquanto não aderirmos á educação salarial e nos entendermos todos ...

 

 

a greve geral será  um salto no escuro...

 

 

 

o sentido corporativista desapareceu e é cada um por si ...

 

 

hoje em dia, as intenções de quem está liderando todo o processo de greve se apresentam bastante duvidosas...

 

 

o amor pelas grandes causas não é aconselhado e por isso mesmo a egoísta posição de cada um, leva ao descalabro a vida de quem trabalha, fomentando o desemprego e lançando na ruína muitos empresários que necessitam de trabalhar também  e que  todos juntos contribuam de forma simpática para a economia nacional...

 

ainda temos muito que aprender ... enquanto não despertarmos para a vergonha endémica da desigualdade entre homens e mulheres no plano laboral, não vamos sair desta situação...

 

mais de trinta anos e continuamos como bestas de carga a carregar um fardo que sabemos pesado mas que não queremos largar...

 

tanta mulher trabalha por uma côdea de pão, sujeita ao assédio despudorado de patrões animalizados e que não se podem queixar, porque  ainda são apontadas de levianas...

as mulheres que não se amam e se gostam de ver como enfeite publicitário diminuindo de forma directa o seu intelecto, reduzindo~se a penas á posição de bibelot e não se satisfaz mas se lança ainda no brutal papel de objecto sexual...

 

sem conhecermos os nossos limites e sem nos manifestarmos pela liberdade de forma concreta, a greve geral, ou qualquer outra greve de nada adianta...

 

ainda ninguém percebeu que os sindicatos estão apenas a maquilhar a sua disparatada forma de distorcer um direito que teria mais força se dependesse com justiça de um dever cumprido...

 

trabalhe bem e tem o direito de exigir óptimo ...

 

é dando que recebemos, ninguém tem o direito de pedir aquilo que não lhe pertence e como diz um amigo meu... uma espiga, não faz uma seara e uma papoila, não fala de uma possa de sangue... é necessário cumprir com a vida para que ela cumpra connosco ...

 

lasalete

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D