Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2007

negra esperança...

hoje chegaram às dezenas, representando centenas de filhos, de genros e velhinhos acamados.

divisei na maioria deles uma loucura absurda e assustados com a situação ,pareciam ignorar o que diz o país sobre a OPA mais cara, ou o jogador mais requisitado...

também não discutiam as páginas corde rosa, já que essa é uma cor que há muito tempo não faz parte do seu arco iris de vida .

ao olhar para todos eles, lembrei-me de alguém que gostaria de ter conhecido, alguém que como eu um dia disse : 

- EU TIVE UM SONHO      ... eu também tenho um sonho ,

o sonho de arrancar da miséria muita gente, OS ESCRAVOS MODERNOS,  que vergados pelo peso de uma cultura política eivada de exacerbado personalismo e vocacionada em exlusivo para os mais da sociedade, já não sabem como defender a  vida.. alheios a tudo e hávidos por levar os alimentos que lhes faziam falta, sacudiam frases soltas de lamento onde a tristeza transparecia mostrando o rosto gigante que já ninguém consegue ocultar.

e enquanto uns apoiam o sim e outros defendem o não e todos se desunham de uma matéria tão importante como a defesa da vida, eu , perplexa entre as famílias que tinha na minha frente tomei de repente contacto com mais de uma dezena de jovens mães, sem companheiro e com o ventre pulssando de vida... para algumas já não era o primeiro filho, mas nenhuma delas estava apoiada pelo planeamento familiar. Apenas uma, disse rápidamente ,que a médica lhe ia fazer a laqueação de trompas... mas lafou de forma tão rápida e tão simples que ao olhar a idade da jovem, fiquei atónita e perguntei:- LAQUEAÇÃO DE TROMPAS AOS VINTE ANOS ?

e assim nos constituimos escravos da vida moderna, que não tem tempo para ninguém nem capacidade para amar ao ponto de instruir.de pois de tudo lembrei-me dele ...

que pensaria se fosse vivo, ele que retirou da rua tantos meninos que não foram abortados, que a vida criou como os melros das árvores, soltos como pardais ... por aí.

hoje nesta cidade ribeirinha escutamos as gaivotas  e olhamos os pombos que sobrevoam a avenida, ele procurava com o olhar no coração ,os pardais que a vida soltara por aí .

 ainda há pardais no Porto?

amigo ainda há pardais à solta e com fome e sem serenidade no olhar.

filhos de mães já gastas pelo tempo... mas pardais muito jovens com ninho prometido num bairro qualquer.lá...

onde Deus te colocou olha pela nossa cidade..,e já agora amigo, já não há jardim na sala de estar da nossa cidade...

onde se podem acolher os pardais?sem árvores, sem flores, fica tão negra a esperança...

lasalete

 

neste momento eu estou ...: no topo do arco iris
publicado por lapieta@sapo.pt às 17:32

link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Fernando Correia a 10 de Fevereiro de 2007 às 13:13
Olá D. Lasalete
Regressei à nossa cidade; encontrei-a com chuva e, triste como sempre quando chove.
As suas palavras, andam à volta da tristeza que nos cerca, que invadiu aqueles seres que há muito tempo desesperam...e, apesar de haver, pessoas como a senhora e, os restantes voluntários do "Coração", esta tristeza permanece...
A consciência de que é preciso tomar medidas urgentes para erradicar a pobreza... a miséria, direi melhor, ainda não atingiu aqueles que têm o poder para o fazer.
Que pena, que aqueles que distribuem os nossos impostos, não leiam este blog... que não haja, quem tem poder, não escute as suas súplicas, as suas páginas de vida e, a daqueles que como a senhora procuram ingloriamente acabar com esta vil tristeza.
Eu também admiro a obra do Pai Américo e, muitas vezes nos meus pensamentos, lhe peço que continue a olhar pelos pobres e, de algum modo por aqueles, que abnegadamente o fazem.
Ainda não me tinha lembrado, mas lembrei-me agora, de pedir, ao Pai Américo, para no lugar onde se encontra, introduza sentimentos de caridade nesta gente que, chega à noite, fazem um clique e, para eles os problemas desaparecem. No dia seguinte é um novo dia...há coisas importantes a tratar...as acções da bolsa...Sonae, PT, BPI, BCP...e, quejandos.
Resta-nos depois dos desabafos, encarar a realidade, pôr um sorriso nos lábios, arregaçar as mangas e, trabalhar o melhor que soubermos, cada qual à sua maneira.
Um Bem-haja para a senhora e todos os voluntários do "Coração"
Fernando Correia
De INCERTO a 13 de Fevereiro de 2007 às 15:13
Boa tarde D. Lasalete ..

Já era em tempos para comentar o seu sentido triste da cidade que vive fantasmas de desilusão e por achar adequado, permita-me colocar aqui uma mensagem que espelha muito a "Alma" das pessoas da cidade... (em todo o lugar) Existe pardais, existe aves que tal como pardais vivem dependentes dos demais... é uma migalha, é apenas um sentir a força da vida, não talvez a que desejava-mos, mas é melhor nestes tempos e talvez seja melhor (tal como a Senhora e quem a acompanha na vossa Obra) não se importarem tanto com o que nos deixa tristes e nos desalenta nos nossos argumentos de justificar o desinteresse de quem deveria fazer mais, ou então melhor....

´"Máscaras"

Não deixe se enganar por mim.
Não se engane com as máscaras que uso, pois eu uso máscaras que eu tenho medo de tirar, e nenhuma delas sou eu.

Fingir é uma arte que se tornou uma segunda natureza para mim, mas não se engane.
Eu dou a impressão de que sou seguro, de que tudo está bem e em paz comigo, que meu nome é confiança e tranquilidade ;
é meu tema que as águas do mar são calmas e eu que estou no comando sem precisar de ninguém.

Mas não acredite, por favor.

Minha aparência é tranqüila, mas é apenas uma aparência, é uma máscara superficial, mas é a que sempre varia e esconde.
Por baixo não há tranquilidade , complacência ou calma.
Por baixo, está meu mal em confusão, medo e abandono.

Mas eu oculto tudo isso, pois eu não quero que ninguém veja.

Fico em pânico ante a possibilidade de que minha fraqueza fique exposta, e é por isso que eu crio máscaras atrás das quais eu me escondo com a fachada de quem não se deixa tocar, para me ocultar do olhar que sabe.
Mas esse olhar é justamente minha salvação.
Eu eu sei disto.

É a única coisa que pode me libertar de mim mesmo, dos muros da prisão que eu mesmo levantei, das barreiras que eu mesmo tão dolorosamente construo.

Mas eu não digo muito disso a você. Não sorria, tenho medo.
Tenho medo que seu olhar não seja de amor e atenção.
Tenho medo que você me menospreze, que ria de mim, me ferindo.
Tenho medo de que lá dentro do interior de mim mesmo, eu não valha nada e que você acabe vendo e me rejeitando.

Então eu continuo a viver meus jogos, meus jogos de fingimento, com a fachada de segurança de fora e sendo uma criança tremendo por dentro.
Com um desfile de máscaras, todas vazias, minha vida se tornou um campo de batalha.
Eu converso com você uma conversa infantil e superficial.

Digo a você tudo que não tem a menor importância e calo o que arde dentro de mim.
De forma que, não se deixe enganar por mim.
Mas por favor, escute e tente ouvir o que eu não estou dizendo e que eu gostaria de dizer.

Eu não gosto de me esconder, honestamente eu não gosto.
Eu tão pouco gosto de jogos tolos e superficiais que faço.
Eu gostaria mesmo era de ser genuíno, espontâneo, eu mesmo, e você tem que me ajudar, segurando a minha mão, mesmo que quando esta for a última coisa que eu aparentemente necessitar.

Cada vez que você me ajuda, um par de asas nasce no meu coração.
Asas pequenas e frágeis, mas asas.
Com sua sensibilidade, afecto e compreensão, eu me torno capaz.

Você me transmite vida.
Não vai ser fácil para você.
A idéia de que eu não valho nada vem de muito tempo e criou muros fortes.
Mas o amor é mais forte que os muros, e aí está a minha esperança.

Por favor ajude-me a destruir esses muros, com mãos fortes, mas gentis, pois uma criança é muito sensível e eu sou uma criança.

E agora, você gostaria de perguntar quem sou eu?

EU SOU UMA PESSOA QUE VOCÊ CONHECE MUITO BEM
EU SOU TODO HOMEM, TODA MULHER, TODA CRIANÇA, TODO SER HUMANO QUE VOCÊ ENCONTRA!!!

Comentar post

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

AMAR COM AMPLITUDE...

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

receber ajuda, sem ter q...

quer um coração novo... ...

3 B ... O BEM O BOM E O ...

o BEM e os BONS ...

NATAL COM ALMA

quando o amor faz a difer...

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

RESSUSCITAR PORTUGAL

O CRISTO ILUMINADO

TODOS OS CRAVOS FALAM DE ...

A CRUZ DA CONVENIÊNCIA .....

O BANQUETE DAS FERAS

SEMPRE QUE O AMOR ME QUIS...

MOMENTOS DE SOLIDÃO/ SUIC...

SER CIDADÃO É ESTAR ATENT...

EXECUTORES DO DESTINO

A ALMA ÀS RISCAS ... OU A...

estou quase nascer...vai...

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TODOS OS NATAIS SÃO SEMEL...

...

O NATAL DOS ANJOS...

O AMOR É A FORÇA DA BOA V...

UMA ROSA PARA QUEM SABE B...

SE O MUNDO TIVESSE A COR ...

À PROCURA DE UM CAMINHO.....

OS BONS TÊM QUE ACORDAR.....

recolha alimentar com gen...

subscrever a vida com amo...

ser mulher ...É SER LIBER...

obrigada...

MIGALHA --- UMA PIRÂMIDE...

MIGALHAS DE AMOR PARA PRE...

2014... só de mãos dadas

ABRACE UMA MESA DE NATAL....

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HU...

ONDE MORA A LIBERDADE ?.....

uma luz na escuridão...

11 ANOS DE AMOR E DOR…

a química da lágrima e a ...

E VOLTAMOS A FALAR DE POB...

O CORAÇÃO DA CIDADE , tem...

ALIMENTAÇÃO...VERSUS...HU...

Oração da Ternura

os artistas de Deus...

AMAR COM AMPLITUDE…

FOME DE PALAVRAS ...

mais comentados

8 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags