1 comentário:
De zelia neno a 2 de Março de 2007 às 01:28
.....E Maria partiu ...porque aquilo a que chamamos de Morte a chamou, não tão sorrateiramente para que ninguém ouvisse mas em tom suficiente para que Maria o entendesse. Acredito que a Morte não é aquela figura sinistra que se criou no imaginário dos comuns mortais, talvez pelo receio do desconhecido, já que ela não é mais do que uma porta que nos permite passar para uma outra e nova circunstãncia da vida Eterna. Para além dela, um dia, todos nos voltaremos a encontrar mesmo que cada um logo deva seguir por caminhos diferentes, caminhos que estamos a escolher aqui e agora, pois naquela porta nos será entregue a senha a que temos direito mediante a postura que assumimos nesta vida terrena. De certo que o que Maria está a percorrer nesta nova caminhada ainda poderá ser-lhe estranho mas é concerteza um caminho de luz, inundado não só pelo imenso amor de Deus e de todos os seus "anjos" mas também o de todos que com ela partillharam esta jornada e que, já lá estando, lhe vão estendendo os braços num acto de amor e boas-vindas, aconchegando-a seranamente.porque ela assim o merece. Não tendo tido muitas oportunidades de lidar com ela,tenho a recordação da sua imagem de quando ainda tinha saude e da disposição com que se entregava ao Coração da Cidade.
O passar do tempo é um bom aliado para amenizar a saudade da separação até ao dia em que a Porta se abrir para cada um de nós e então possamos novamente ver todas as Marias que conhecemos esperando por nós.
Até lá, Deus permita a Maria tornar-se num dos nossos anjos!

Zélia Neno

Comentar post