1 comentário:
De INCERTO a 7 de Fevereiro de 2008 às 13:38
Boa Tarde D. Lasalete...

Após algumas indecisões em comentar as mensagens colocadas, esta tem algo que diz respeito a todos "nós", mas antes de comentar, quero deixar aqui duas mensagens de autores diferentes, mas que está complementando o "Post" pelo conteúdo e não pela qualidade..

MÁSCARAS [1]

Cada vez que ponho uma MÁSCARA para esconder a minha realidade, fingindo ser o que não sou...

Faço-o
para atrair o outro e logo descubro que só atraio outros mascarados distanciando-me deles devido a um estorvo:
A MÁSCARA.

Faço-o
para evitar que os outros vejam as minhas debilidades e logo descubro que, ao não verem a minha humanidade, os outros não me podem querer pelo que sou, senão pela MÁSCARA.

Faço-o
para preservar minhas amizades e logo descubro que, quando perco um amigo, por ter sido autêntico, realmente não era meu amigo, e, sim, da MÁSCARA.

Faço-o
para evitar ofender alguém e ser diplomático e logo descubro que aquilo que mais ofende as pessoas, das quais quero ser mais íntimo, é a MÁSCARA.

Faço-o
convencido de que é o melhor que posso fazer para ser amado e logo descubro o triste paradoxo;
o que mais desejo obter com minhas MÁSCARAS é, precisamente, o que não consigo com elas.

Ps: Esta é mais a propósito de quando lemos ou vemos algo diferente de nós, fazemos juízos precipitados sobre os outros (A velha máxima de Jesus, sobre a trave e o argueiro) e sentimo-nos superiores com as nossas MÁSCARAS...

MÁSCARAS [2]
Serginho Thompson

Existem diversos tipos de MÁSCARAS.
As mais comuns não são aquelas de rosto.
São aquelas que escondem o nosso interior.

Apesar de, às vezes, não admitirmos, termos diversas máscaras interiores.

Elas podem ser:
inveja, falsidade, egoísmo, indiferença, desconfiança...

Enfim, MÁSCARAS que escondem o nosso coração e que não permitem uma convivência sincera com aqueles que estão ao nosso redor.

Posso parecer-lhe Amigo e te sorrir.
Ao mesmo tempo mascarar algum sentimento por você.
Você pode perceber ou não!

Isso é a coisa mais comum que existe.
Todos temos MÁSCARAS interiores!!!

Mas o que podemos fazer?
Arrancá-las todas de vez?
Isso não é fácil, porém, podemos admitir que as temos e tentar mostrar quem realmente somos.

Isso faz bem.
Não se esconda dentro de você mesmo.

Tente invadir o seu interior.
Descubra-se e mostre-se.
E se isso não te fizer bem, provávelmente estará cada vez mais longe de viver a verdade.

As MÁSCARAS são avessas à verdade.

A verdade nos liberta.

Liberte-se!

Ps: Esta é mais interior que exterior, porque é como irmos ver uma peça de teatro ou um filme, adormecemos sobre a mensagem, porque interiorizamos que não tem nada a ver com nós, mas sim, sobre aquele/a que fazemos juízos e que nos sentimos superiores em defeito e virtude...

MÁSCARAS!!! Que diga o primeiro que não vive com elas, que haja quem se sinta desMASCARAdo nas atitudes interiores e exteriores e sinta que a vida náo é sentida pela MÁSCARA e vivida pela MÁSCARA!!!

Falar dos outros é argueiro que a trave em nosso olhos não nos deixa enxergar..

Mas de MÁSCARAS, está tudo que nos rodeia porque não temos a capacidade de lermos olhos nem rostos, e olhamos para as atitudes com MÁSCARAS que completam a nossa forma de ver...

Abraço... e congratulações por mais uma Abertura em favor dos necessitados...

INCERTO (sem MÁSCARA)

Comentar post