Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

ecos da solidão...

 

 

porque se inventou o dia dos namorados?...

 

nem todos podem amar-se e, afinal são tão difíceis de definir os ecos da solidão...

 

hoje, olhei de perto os olhos dos que se aproximaram para recolher alimentos que a solidariedade humana distribuiu sem perceber a quem...

 

olhei os rostos de muitas cores e percebi no éter a solidão oculta, compernas , braços e coração...

 

os olhares cruzados sobre uma sopa quente e a ausência de calor humano, apenas cifrável enquanto permanecem naquele espaço que se chama Coração...

 

borboleteando entre os homens , as mulheres sem abrigo, passeiam-se indiferentes, tal qual eles a um suposto acasalamento...

 

 

 

ninguém troca olhares amorosos e parece que até se confundem num executado bailado de indecifráveis figuras...

 

olhei-os, pensando ... -que será da intimidade destes seres humanos ?, que não têm entre eles maneiras mais bonitas e mais amorosas mas vivem aparentemente uma relação muito física de sobrevivência dolorosa, mas emocionalmente descontrolados ao ponto de ferirem se preciso for...

 

...entre os muitos ali presentos, se contavam também aqueles a quem chamo " administradores", sem  ofensa para ninguém ,  mas aos quais quando me é permitido recuso ajuda, por explorarem mulheres indefesas que a noite sonega ao dia e deturpa nos seus mais leais sentimentos para com a vida humana...

 

estas mulheres nunca chegam a ser as namoradas de ninguém, mas ficam na retaguarda dos sentimentos humanos , à mercê das mentes doentias que não sabem namorar, dos predadores que na noite se ocultam para devorar os corpos esqueléticos destas mulheres até dizer... B A S T A ....

 

sem dentes, magras, cambaleando, ainda lhes é possível perceber traços duma beleza oculta que o tempo fez derreter como de cera se tratasse, por suposto holocausto que a desumanização ergue em praça pública...

 

mas, se pudermos observar, lentamente os sorrisos começam a definir e é possível ver os ecos da solidão...

 

pude verificar isso mesmo num episódio simpático que hoje aconteceu no domínio privado das sensações únicas que podemos experimentar com as pessoas sem abrigo...

 

ontem, um jovem , por certo o mais desordeiro do nosso espaço de acção solidária, pediu papel para desenhar a carvão...

 

o certo é que, desde que a Livraria AMA abriu, muitos são os utentes que por lá passam ...

ou para orar no auditório e ficarem um pouco em paz, ou para verificar os livros nas prateleiras e ler um pouquinho, ou até mesmo para conversar e revelar seus gostos no domínio da arte...

 

o nosso jovem utente, vinha visitar-nos desde que abrimos e formulou o desejo de se ligar à arte , porque... dizia ele... tinha muito jeito para desenho...

 

hoje, pela hora de almoço , oferecemos ao nosso jovem um caderno A3 e o respectivo carvão com a laca fixante...

pelas 4 horas da tarde, aparece ele muito simpático, de alma lavada, com um sorriso de orelha a orelha, cheio de felicidade , a exibir os primeiros traços duma paisagem que não é de todo perto da cidade do Porto, mas possivelmente duma província alentejana...

 

os montes rasos e extensos , o poço num deserto  imenso, a palhota isolada e uma igreja isolada,compunham a paisagem que o jovem oferece à nossa apreciação...

mas, o que mais chama a atenção, são as árvores dispersas sem folhagem e ressequidas ...

 

uma voluntária lhe diz...-faltam as folhas... ele responde...-as minhas árvores não têm folhas eu sinto-as assim... o desenho ainda não está completo , mas as árvores já estão...

 

pediu-me de seguida que lhe desse umas paisagens para ele ver e conseguir copiar, porque a ideia dele não tinha registos de nada e ele tinha dificuldade em desenhar, porque a mente dele estava deserta...

 

olhei aquele jovem e percebi na sua resposta os ecos da solidão que ele carrega nos seus 25 longos anos...

 

apenas a rua e o desespero namoraram aquela alma, que sempre se transmite em agonia e provocação...

 

os ecos de solidão também são a violência no quotidiano , a dor extravasada a golpes que a mente humana desfere nos mais próximos e mais ajustáveis ao nosso horroroso mal estar...

 

os ecos da solidão passam de nós para os outros , porque o amor se faz ausente...

 

hoje, a esta hora tenho a certeza que o nosso jovem está feliz , amando o caderno repleto de folhas  brancas e oferecidas, que a sua mente vai desenhar, porque lhe demos cópia de paisagens sublimes, de mar e sol, pedra e verde, que Deus pintou para todos nós...

 

tenho a certeza que está feliz, pela afirmação que lhe surgiu:

- hoje ao desenhar tive hora e meia de felicidade...

 

há quem diga que os namorados não têm fome, porque se alimentam de beijos e de amor... mas os mais pobres e esquecidos desse painel de enamoramento, também podem sonhar...

 

a arte não nos deixa sós e permite sermos  felizes em dia de namorados...

 

a arte com coração é tão fácil de acontecer...

 

mas não terminamos por aqui...

recebemos no nosso espaço de leitura, um livro já em segunda edição de Júlio Allen , também ele utente do Coração da Cidade a quem não é possível atribuir a poesia directa e acutilante do seu livro que se devora num ai ...

 

ser pobre e ser artista, os atributos certos aos ecos da solidão dos quais fazem e fizeram parte tantos artistas deste mundo...

 

de descoberta em descoberta, a arte anda fazendo das suas por aí...

 

fazendo ouvir os ecos da solidão que maioria não sabe escutar...

 

lasalete ...

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 22:37

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

AMAR COM AMPLITUDE...

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

receber ajuda, sem ter q...

quer um coração novo... ...

3 B ... O BEM O BOM E O ...

o BEM e os BONS ...

NATAL COM ALMA

quando o amor faz a difer...

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

RESSUSCITAR PORTUGAL

O CRISTO ILUMINADO

TODOS OS CRAVOS FALAM DE ...

A CRUZ DA CONVENIÊNCIA .....

O BANQUETE DAS FERAS

SEMPRE QUE O AMOR ME QUIS...

MOMENTOS DE SOLIDÃO/ SUIC...

SER CIDADÃO É ESTAR ATENT...

EXECUTORES DO DESTINO

A ALMA ÀS RISCAS ... OU A...

estou quase nascer...vai...

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TODOS OS NATAIS SÃO SEMEL...

...

O NATAL DOS ANJOS...

O AMOR É A FORÇA DA BOA V...

UMA ROSA PARA QUEM SABE B...

SE O MUNDO TIVESSE A COR ...

À PROCURA DE UM CAMINHO.....

OS BONS TÊM QUE ACORDAR.....

recolha alimentar com gen...

subscrever a vida com amo...

ser mulher ...É SER LIBER...

obrigada...

MIGALHA --- UMA PIRÂMIDE...

MIGALHAS DE AMOR PARA PRE...

2014... só de mãos dadas

ABRACE UMA MESA DE NATAL....

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HU...

ONDE MORA A LIBERDADE ?.....

uma luz na escuridão...

11 ANOS DE AMOR E DOR…

a química da lágrima e a ...

E VOLTAMOS A FALAR DE POB...

O CORAÇÃO DA CIDADE , tem...

ALIMENTAÇÃO...VERSUS...HU...

Oração da Ternura

os artistas de Deus...

AMAR COM AMPLITUDE…

FOME DE PALAVRAS ...

mais comentados

8 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags