2 comentários:
De INCERTO a 15 de Março de 2007 às 15:46
Boa tarde D. Lasalete ....

(Está mesmo difícil escrever sem ver o que se escreve, mas com trabalho tudo se consegue, com persistência vai se conseguindo...

Ao falar de Primavera, relembra sempre a força energética da Libertação, a energia que persiste em ser renovada a cada primavera, assim é quando comemoramos o nosso Aniversário, a cada Primavera da Vida renovamos o caminho em que nos sustentamos na Libertação do "SER"

Vem mesmo a propósito que andava eu navegando pela Net , encontrei esta Mensagem rica em "Teor" que mais não é ir ao encontro da mensagem deixada aqui pela D. Lasalete .. a cada Primavera que em nós habita...

"Libertação

A finalidade precípua e mais importante da reencarnação diz respeito ao processo de auto-iluminação do Espírito.

Herdeiro de suas próprias experiências mantém atavismos negativos que o retêm nas paixões perturbadoras, aturdindo-se com frequência , na busca frenética do prazer e da posse.
Como consequência , as questões espirituais permanecem-lhe em plano secundário, em conceder-se ensejo de crescimento libertador.

Indispensável que se criem as condições favoráveis ao desenvolvimento dos seus valores éticos e espirituais que não devem ser postergardos.
Somente através desse esforço - que é o empenho consciente para o auto-encontro, o denodo para romper com as amarras selvagens da ignorância, da acomodação, da indiferença - que o logro se torna possível.

Há pessoas que detestam a solidão, afirmando que esta lhes produz depressão e angústia, sensação de abandono e de infelicidade.
Outras, no entanto, buscam-na como terapia indispensável ao refazimento das forças exauridas, caminho seguro para o reexame de atitudes, para a reflexão em torno dos acontecimentos da vida.

A solidão, todavia, não é boa nem má.
Os valores dela difluentes são sentidos de acordo com o estado de espírito de cada ser.

O silêncio produz em alguns indivíduos melancolia e medo.
Parece sugerir-lhes um abismo apavorante, ameaçador.

Em outras pessoas, faculta a paz, o processo de readaptação ao equilíbrio, abrindo espaço para o auto-conhecimento.
O silêncio, no entanto, não é positivo ou negativo.
Conforme o estado íntimo de cada um, ele propicia o que se faz necessário à paz, à alegria.

Muitos homens se atiram afanosamente pela conquista do dinheiro, nele colocando todas as aspirações da vida como sendo a meta única a alcançar.
Fazem-se, até mesmo, onzenários.
Inúmeros outros, todavia, não lhe dão maior valor, desperdiçando-o com frivolidade, esbanjando-o sem consideração.

Terminam, desse modo, na estroinice, na miséria econômica.
O dinheiro, entretanto, não é essencial ou secundário na vida.
Vale pelo que pode adquirir e segundo a consideração de que se reveste transitoriamente.

É indispensável que inicies o processo da tua libertação quanto antes.
Faz um momento habitual de solidão, onde quer que te encontres.

Não é necessário que fujas do mundo, porém que consigas um espaço mental e doméstico para exercitares abandono pessoal e aí fazeres silêncio, meditando em paz.

Não digas que o tempo não te faculta ocasião.

Renuncia a alguma tarefa desgastante, a alguma recreação exaustiva, ao tempo que dedicas ao espairecimento saturador e aplica-o à solidão.

Nesse espaço, isola-te e silencia.
Deixa que a meditação refunda os teus valores íntimos e logre libertar-te das paixões escravizantes.

Considera o dinheiro e todos os demais valores como instrumentos para finalidades próximas, cuidando daqueloutros de sabor eterno e plenificador , que se te fazem essenciais para o êxito na tua jornada actual, a tua auto-iluminação libertadora."

Joanna de Ângelis


Certo de que muitas vezes precisamos apenas de uma pétala da "Flor" da vida em que todas as primaveras nos sangram a "Alma" renovada nos propósitos de renascermos...

Bhaja D. Lasalete e desculpe o pequeno contributo desta Mensagem...

INCERTO
De zélia neno a 16 de Março de 2007 às 01:25
A mensagem de hoje, 5ª feira , 15 de Março, fala-nos da Primavera que se aproxima e que parece promissora na oferta de uma temperatura agradável que nos torna mais sorridentes e mais leves, deixando para trás o ar taciturno que o frio e as roupas invernais nos obrigaram a assumir. É tempo de renovação na natureza, o que torna esta estação a mais florida, a mais colorida, a mais bem cheirosa. Pena é que o ser humano, tecnicamente mais desenvolvido, não se renove também, não só a nível exterior de estética, pois uma nova estação traz sempre novas tendências, novas modas, mas sim uma renovação interior, a nível dos seus sentimentos mais profundos, sentimentos estes que estariam estruturados no pleno amor ao seu semelhante e que poderiam transformar, para melhor, este mundo que teima em guerras consecutivas, alimentadas pelo egoismo, pelo ódio, pela ganância.
...Como o mundo seria maravilhoso!...
Eu, limito-me a alimentar o sonho de que um dia tal possa vir a acontecer e humildemente vou tentando fazer a minha parte, tal como Xico Xavier, deixou dito nesta sua mensagem:

"Que DEUS não permita que eu perca o romantismo, mesmo eu sabendo que as rosas não falam.
Que eu não perca o optimismo, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre.
Que eu não perca a vontade de viver, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos dolorosa...
Que eu não perca a vontade de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.
Que eu não perca a vontade de amar, mesmo sabendo que a pessoa que mais amo, pode não sentir o mesmo sentimento por mim...
Que eu não perca a luz e o brilho no olhar , mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo, escurecerão meus olhos...
Que eu não perca a garra, mesmo sabendo que a derrota e a perca são dois adversários extremamente perigosos.
Que eu não perca a razão, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.
Que eu não perca o meu forte abraço, mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...
Que eu não perca a beleza e alegria de ver, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...
Que eu não perca o amor por minha família, mesmo sabendo que ela, muitas vezes, me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia.
Que eu não perca a vontade de ser grande, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...
E, acima de tudo, que eu jamais me esqueça que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois...
A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR! "
Zélia

Comentar post