Sábado, 28 de Junho de 2008

SOLIDÃO...

 

 
Estendi-lhes a mão
Levava na minha  mão migalhas de amor que não enxugariam lágrimas, nem secariam , nem de longe nem e perto, uma só das lágrimas, das rugas, das vozes roucas que a droga e álcool tornaram quase imperceptíveis…
 
Ao meu encontro, vinham as mãos calejadas, os braços enegrecidos, do sol que é de toda a gente mas que os veste diariamente, por falta de tecto para morar…
Denunciadas as tatuagens, que rompem desabridamente, mostrando os registos de dias seguidos, numa cela isolada, num presídio qualquer…
 
As mulheres que vendem o corpo , a vida e a alma, não se mostram tão diferentes... assim parecendo anjos de negras asas, suando a dor , dor de momentos, que julgados fáceis, são sem dúvida espelhos de almas intensamente torturadas…
 
As dores misturadas com a tristeza , em folhos de gargalhadas, enfeitadas com palavras de agradecimento … iam e vinham devolvendo olhares que dificilmente se apagam da alma de quem os serve por amor…
 
Estes são os filhos de ninguém… os que tudo pedem… apenas porque só têm deles aquela hora… e esta é a hora de fazer amor…
 
O sol beijando sem piedade, está alheio à dor, às queimaduras internas, que mostra o gelo da humanidade… onde tudo é mal dividido… onde uns têm mais que os outros… onde uns têm direito a tudo e os outros direito a coisa nenhuma…
 
Perguntei a Deus se era servido… creio que me respondeu… que eu já O estava servindo…
 
Retirei-me para escrever… coloquei música suave para atenuar o sofrimento… mas as lágrimas correram…
 
Os dedos colaram às teclas para falar da dor que não consigo esconder…
 
12 anos a estender a mão… pedindo que aceitem nossas migalhas de amor…
Pedindo que não envelheçam, porque vai ser mais difícil viver…
Nós não damos nada… é tão pouco o que fazemos…
Amenizamos apenas momentos difíceis…
 
As vielas da vida, escondem os fracos…
As prostitutas mais velhas, já ninguém as requisita…
Os que se drogam há mais tempo, já estão cansados, trôpegos e doentes..olham para nós por uma nesga de vítreo, fixando o olhar para tentar compreender o que se passa em redor…
 
A música de S. João não foi suficiente para mudar o painel, não…
não mudou o tom da solidão…
 
À vista de quem atento estava, percebia-se a necessidade de se ser igual a toda a gente…
 
Somente Deus assim o reconhecia… nós estávamos apenas a aprender…
 
Hoje senti saudade da infância… aquele ponto em que para nós tudo está bem e o mundo não tem maldade e nem inspira maldade também…
 
Hoje senti saudades dum mundo diferente, onde todos seremos iguais e o bem se espelha e se espalha como fragrância indispensável para viver …
 
Hoje senti saudades do amor … hoje por um instante, não quis viver entre os homens desta terra… senti vergonha de estar a dar de comer, porque o meu gesto denunciava a falta de amor da humanidade…
 
Falta de amor, porque não soubemos, nem sabemos educar convenientemente…
Falta de amor, porque distribuímos a riqueza de forma torpe e egoísta…
Falta de amor, porque não nos colocamos ao lado de qualquer causa, para defender e mudar o rumo daquilo que percebemos errado…
Falta de amor, porque ainda não aprendemos a amar do jeitinho que desejamos, que todos sem excepção nos amem a nós…
 
………………………………….
 
Depois parei para pensar que mais logo, quase à noitinha, eu teria de estar em outro lugar …
falando de tudo isto, mas com consciência de que viria novamente ao encontro de outras dores… talvez não muito diferentes…
Outras almas… outras dores e outros propósitos de vida…
Dores com tecto… dores sem fome física…
Dores com roupa, mas mostrando o gelo interior de quem necessita de aquecer por dentro …
Dores com fome de beijos, de abraços…
Dores com fome dos filhos, dos pais, dos amigos…
Dores com fome de alguém que nos deixou de amar…
Dores com fome de alguém que nos mentiu… e não voltou nunca mais…
 
Sabia que viria ao encontro das dores com fome de amor…
 
As dores mais humanas e os apelos mais divinos que conheço …
 
Mas para essas não tenho migalhas de amor, nem braços, nem pão…
Para essas dores trago apenas a missão de apontar um caminho DEUS…
 
 
 
28 de Junho de 2008 … 16 horas
 
 
 
 
neste momento eu estou ...: à espera de uma mudança...
publicado por lapieta@sapo.pt às 16:33

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

AMAR COM AMPLITUDE...

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

receber ajuda, sem ter q...

quer um coração novo... ...

3 B ... O BEM O BOM E O ...

o BEM e os BONS ...

NATAL COM ALMA

quando o amor faz a difer...

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

RESSUSCITAR PORTUGAL

O CRISTO ILUMINADO

TODOS OS CRAVOS FALAM DE ...

A CRUZ DA CONVENIÊNCIA .....

O BANQUETE DAS FERAS

SEMPRE QUE O AMOR ME QUIS...

MOMENTOS DE SOLIDÃO/ SUIC...

SER CIDADÃO É ESTAR ATENT...

EXECUTORES DO DESTINO

A ALMA ÀS RISCAS ... OU A...

estou quase nascer...vai...

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TODOS OS NATAIS SÃO SEMEL...

...

O NATAL DOS ANJOS...

O AMOR É A FORÇA DA BOA V...

UMA ROSA PARA QUEM SABE B...

SE O MUNDO TIVESSE A COR ...

À PROCURA DE UM CAMINHO.....

OS BONS TÊM QUE ACORDAR.....

recolha alimentar com gen...

subscrever a vida com amo...

ser mulher ...É SER LIBER...

obrigada...

MIGALHA --- UMA PIRÂMIDE...

MIGALHAS DE AMOR PARA PRE...

2014... só de mãos dadas

ABRACE UMA MESA DE NATAL....

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HU...

ONDE MORA A LIBERDADE ?.....

uma luz na escuridão...

11 ANOS DE AMOR E DOR…

a química da lágrima e a ...

E VOLTAMOS A FALAR DE POB...

O CORAÇÃO DA CIDADE , tem...

ALIMENTAÇÃO...VERSUS...HU...

Oração da Ternura

os artistas de Deus...

AMAR COM AMPLITUDE…

FOME DE PALAVRAS ...

mais comentados

8 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags