Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

ano novo... vida nova...

 

 

 

voltamos todos ao trabalho...

 

guardamos os vidros das garrafas que estoiraram para brindar, lançamos as rolhas no lixo...

sobre as mesas ainda estão restos de doçarias tradicionais...

as roupas que brilharam pousam encostados para nova festa...

contamos as peripécias dessa noite de folia e bem estar...

ou simplesmente ouvimos as novidades de quem foi folião, porque nós resolvemos ficar sós e não quisemos passar a meia noite com ninguém...

 

tudo bem ... cada um escolhe a forma como pretende festejar a passagem de ano...

 

agora como vamos passar este ano novo... 2008 ...

 

até que é um número bonitinho, terminando num número que define o equilíbrio ...

 

ele aí está ... bebé ainda e disposta a ser manuseado pelos inúmeros cérebros que o adoptaram , porque ainda estão vivos no planeta Terra...

 

que iremos fazer deste ano? ...

como iremos alimentar este ano? ... de coisas boas como amor, carinho e solicitude...

 

este ano novo vai  exigir muito de nós e pensando bem a cada ano que passa sempre fomos aprendendo mais um pouco, logo será justo realizarmos as nossas tarefas com mais um pouco de aprumo...

 

neste novo ano seria bom que não fossemos tão radicais, mas mais amorosos e prudentes na nossa forma de ser e que a cada dia que fosse passando traçássemos metas simples e será muito mais fácil viver...

 

muitas novidades irão compor este ano e teremos que estar preparados par muitas situações de tumulto interno e externo...

 

iremos lidar com profundas mudanças a nível mundial e só conseguiremos suportar os vendavais se nos munirmos de paciência e alguma maturidade...

 

este ano vai exigir de nós mais capacidade de acção em situações inesperadas e mais coesão de princípios morais... as solicitações null serão muitas e nós teremos que reagir com muita perspicácia sem a preocupação de querermos enriquecer rapidamente , sem a fobia de querermos atingir parâmetros sociais para os quais muitas vezes não estamos preparados para suportar...

 

se optarmos por reger a a nossa vida por padrões de amor e compreensão , prudência, paciência e tolerância, cumprindo o que nos está destinada com exímio aprumo, de certeza absoluto que não seremos apanhados em falso e os percalços serão melhor...

 

para quase todos aceitar o que não podemos mudar, vai ser a ferramenta chave para conseguirmos viver em paz...

 

grandes mudanças irão acontecer  e nós vamos ter que as aceitar de mãos abertas e para isso teremos que pugnar por uma consciência limpa...

 

vamos ajudar a vida e despertar para solicitações morais mais aceitáveis ...

 

vamos confiar ... vamos desejar progredir e vamos viver de forma mais saudável ...

 

vamos amar... este ano promete...

 

lasalete

S O S ... A CRUZ DOS OUTROS ...

 

ainda o sol se espreguiçava e de um salto, pulei da cama pronta a entrar em funcionamento solidário...

para todos os conhecidos, cujo endereço o meu telemóvel registava...a todos eu dava conta da minha dificuldade

"O CORAÇÃO DA CIDADE NÃO TINHA NEM AZEITINHO PARA O BACALHAU, NEM BRINQUEDOS PARA AS MAIS DE DUZENTAS CRIANÇAS QUE ESTÃO À NOSSA RESPONSABILIDADE..."

a mensagem seguiu plena de esperança...

 

os mais jovens a quem enviei esta dificuldade, responderam de imediato , mas creio que os outros se estarão a mobilizar para ajudar o Coração...

 

os ecos da solidariedade estão a funcionar no coração de muitos homens de boa vontade ...

 

mas, na cidade do Porto a pobreza continua a chegar de forma assustadora...

 

com o aproximar do Natal, de forma declarada, muitas famílias vêm desesperadamente recorrer às instituições na esperança de melhorar a sua mesa natalícia... ou pelo menos não esbarrar com a fome nessa noite de luz...

 

os telefones, trazem-nos os ventos da penúria que se vive na actualidade...

 

COMO SÃO PESADAS AS CRUZES ... AS CRUZES DE QUEM TEM " NADA"

 

não adianta endereçarmos culpas... a fome é sempre o reflexo do egoísmo humano...

 

neste momento, já não há vagas para hotéis de 5 estrelas... mas existe muita mesa sem pão...

 

isto representa apenas a má distribuição da riqueza que existe e da cobertura que os sucessivos governos dão a esta causa de injustiça social...

 

os mais carenciados têm necessidade de ajuda, para encontrarem novo rumo para a sua já tão precária existência... e não é com míseros subsídios que se coloca esta gente novamente na rota da prosperidade...

 

é preciso ter cabecinha para colocar toda esta gente a trabalhar e ensinando a produzir, pouparemos muito mais, para que todos juntos nos possamos orgulhar de um Portugal mais justo e menos perverso como aquele que na actualidade vivenciamos.

 

segundo informações, que me foram chegando, as quotas de leite já excedem o que a UE . previu e então queima-se o leite... 

em alguns mercados da cidade, não se pode comprar o leite que desejamos porque não há para vender... mas,paralelamente, a TV incita ao consumo deste alimento... só mesmo em Portugal.

 

não podemos ensinar como nos devemos alimentar melhor e fazer propaganda à dieta alimentar que nos ajude a viver mais e de forma mais saudável , se não temos para comer o necessário...

 

por vezes parece que o menino Jesus,não nasceu para alguns e só os muito capazes de se desenvolverem economicamente , festejam o aniversário deste Mestre,  que a todos convidou à boa vontade...

 

sem sombra de dúvida, fazem-se convidados, mas não das tarefas solidárias, mas da festa e do brilho que a mesma oferece...

 

que bom, se o Natal fosse uma enorme fogueira onde todos os corações ardessem como brasas solidárias em chamas de amor e compreensão ...

 

mas o que mais me dói, para além das criancinhas que a todos comovem, são os mais velhinhos, que no final da jornada terrena, neste mísero inverno da vida, não sentem conforto para se poderem sentir vivos e prósperos ...

 

vivem miseravelmente , em corpos desnutridos...

no seu semblante, não revelam esperança e já não conseguem acreditar que a vida possa melhorar algum dia....

 

as mulheres grávidas, estão felizes nos seus ventres dilatados e como carregam a vida estão mais felizes que nunca...

a estes seres humanos prenhes de vida palpitante, nós socorremos com muito amor e quase que as obrigamos a acreditar que tudo vai ser festa a vida inteira...

lá terá que ser assim, porque um dia, também vão encontrar as dificuldades que nunca faltam... e nós lá estaremos para as ajudar... mais uma vez....

 

só a sociedade civil para ajudar as instituições a diminuir o drama...

 

que Deus nos ajude a saber agradecer...e a poder acreditar que o mundo um dia será diferente...

 

eu ainda continuo a acreditar num mundo melhor...

 

  lasalete

qual cimeira ... qual carapuça...

somos seres humanos 

Nós estamos aqui com um recado ...

 

queríamos pedir aos senhores da cimeira em Portugal, que não se esqueçam de nós...

 

queríamos pedir se era possível vender alguns palácios para que nós comermos...

 

nós não fizemos mal a ninguém...

 

porque é que nos tratam tão mal...

 

nós já não somos escravos...

 

eles disseram ao nosso povo que os brancos é que eram maus...

 

já não vamos para o tronco, como os avós deles, mas estamos muito mal tratados...

 

mas o que nos dói mais é a indiferença do resto mundo ...

 

nós somos apenas crianças ... nada exigimos... apenas gostaríamos que não nos deixassem morrer lentamente...

 

porque é que os países que até têm que comer, não falam com os senhores que nos governam que parecem os reis dos nossos países e lhes dizem para não nos matarem assim ...

 

afinal não era pela cor da nossa pele que os brancos nos matavam ...

afinal é o coração dos homens que governam que é ruim...

 

nem os homens brancos dos outros países nos vêm salvar e ainda  recebem os homens maus com muita comida e muito luxo ...

será que no mundo da gente branca onde se come todos os dias ser mau é ser bom...

 

olhem o nosso corpo... vocês nem sabem as dores que temos na nossa carne...

 

porque é que nos esqueceram...

 

dizem que vocês tiveram um homem muito bom que se chamava Jesus e que vos pediu que não fizessem mal aos outros...

 

foi ele que vos disse para nos fazerem mal a nós ?...

 

se nós pudéssemos ir ter com ele ... quem sabe ele nos dava de comer...

 

ele também está na cimeira?...

 

se nos dissessem onde ele mora ... mas deve ser muito longe ...

 

venham ajudar a gente... tragam as sobras dessa cimeira... deve sobrar muita comida...

 

eles comeram todos os dias?...

 

a água que gastaram a lavar o chão já dava para a gente beber...

 

vocês puseram tapetes em todo o lugar... e já dava para fazer um tapete para cada um ... só para nós podermos dormir...

 

porque é que nós não temos o que têm os vossos filhos... eles também são brancos como vocês? ... se fossem pretinhos como nós, vocês matavam eles à fome?...

 

as nossas  mães também estão a morrer ...

 

na nossa terra só os senhores do governo é que comem...

 

não se esqueçam de nós ...se vocês estão muito longe e vêm ter connosco ... nós não temos nada para vos pagar ...

 

mas se nos ajudarem depois nós damos um abraço...

 

não é preciso muita coisa... é só dizer a esses senhores a quem vocês estão a fazer muitas festas que nós temos fome...

 

estamos a morrer todos os dias, com fome, com sede e muito doentes...

 

venham depressa

 

lasalete

 

espelho meu ...poema ...

agua-20.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

espelho meu...

 

( poema)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                            

 

 

 

chorei e fiz um espelho

da água do meu encanto

da doçura de meu pranto

chorando meu pranto velho...

 

 

 

chorei por mim e por ti...

chorei por todos os medos,

porque o mundo tem segredos

e não me diz onde os tem...

 

tenho medo do escuro,

das almas que não respeitam,

das mentes que ainda rejeitam

a pureza das crianças...

 

tenho medo de sentir

o que sentem os meninos

devorados sem temor,

por tenebrosas lembranças

que tinham quando crianças

e que não sabem suster...

não compreendo espelho,

se é um problema velho

porque não pode morrer...

 

 

 

Tenho medo de dormir

de brincar, correr, sorrir,

tenho medo de abraçar...

e se meus pais se distraem

e me roubam de repente ?...

que faço, se tanta gente

não sabe onde procurar ?...

tenho medo de brincar

porque os maus quando me falam,

dizem que vêm brincar,

pegam em mim e abalam...

 

 

 

 

Espelho meu, se tu vês

o meu destino assim,

ve se tens pena de mim

e revela o meu futuro,

diz então, onde encontramos

no mundo um lugar seguro ?...

 

tal qual como nas histórias,

onde as fadas boazinhas,

nos ajudam com estrelinhas

e castigam os mauzões...

que são sapos mal cheirosos

esses homens perigosos

que devoram corações...

 

ouve lá, espelho meu...

eles não têm filhinhos?...

têm ? ... não consigo acreditar...

porque há tantas mães que choram

sem poder engravidar...

 

 

Isto está muito confuso...

a polícia tem que agir,

senão, daqui p'ra diante

se me distraio um instante,

já só me resta fugir...

 

 

eu tenho uma solução...

se na vez das coisas feias

o mundo tivesse ideias

de construir outro mundo,

onde os maus já não entrassem

e as crianças brincassem

de tudo o que apetecer...

assim, já não tinha medo

e podia adormecer...

 

ah...... os maus vão acabar...

não sabes ? ... está bem, aceito

e guardo dentro do peito

este conselho ... obrigada...

- sempre que estiveres sozinha

teu anjo vem-te ajudar

na falta duma mãezinha ,

até o mundo mudar...

 

 

espelho meu ... demora muito? ...

 

 

- nãaaaaaaaaao ... seeeeeeeeei ....

 

 

 

 

                                                       

 

 

                                     lasalete ... 12 h... 24 Setembro 2007

perfume da alma ( poema)

tu és o génio da lâmpada            

 

 

 

 

             

 

 

 

perfume

da

alma

( poema)

 

 

 

 

 

  

                          uma lágrima de mim, caiu no chão...

                          dividi pelo mundo o cheiro da minha alma...

                    e o chão tomou de mim a paz e a calma...

todos passavam ao lado,

famintos de aromas,

famintos de amor...

as gavinhas da alma me enredaram,

dividi pelo mundo meu cheiro ... com amor

e o chão tomou de mim a paz... ficou a dor...

a vida passou e perguntou:

- quem és, que fazes ?...

surpreendida confirmei:

-Faço as pazes...

dividi pelo mundo o cheiro da minha alma...

e o choro empapou o chão, levou de mim a calma...

os aromas voltaram,

como quem entrega ao mundo eterna Primavera,

brotaram flores desconhecidas,

a luz da madrugada apareceu despercebida

e na surpresa arrebatou as agonias...

os gemidos gentios,

os aromas de outros dias ...

os céus deixaram-se escrever,

os planos divinos dos deuses apareceram...

e as igrejas gemendo assim cresceram...

rezam os ateus, tocam os sinos,

os virginais planos dos humanos

encontraram ecos,  se elevam em torrente,

os deuses converteram então o mundo empapado

em perfume da alma eternamente ...

quando o mundo acordar...

sentindo aromas  que incrédulo ignora,

vai perceber sem medo que é chegada a hora

e perceberá a luz, que frente às sombras o oprime,

quando o homem se elevar

e a vida deixar de ser a dor ...

da lágrima que dói mas que redime,

quando o homem voltar a ser criança,

e de todos os aromas conservar uma lembrança,

quando os céus não forem mais mistério,

quando o homem quiser viver a sério,

sem perturbar a paz e a harmonia...

então sim...serenamente...

em paz, sem dor, em sintonia,

com brilho no olhar e com firmeza ...

deixar bater seu coração com muita calma...

aí sim... aí sim... tenho a certeza...

que o cheiro espalhado pelo chão

será o perfume de minh'alma ...

 

 

 

 

até lá... um abraço .... lasalete

a matemática da alma ...

 

        o desumano

 

           o inaceitável  

 

 o vergonhoso

 

 a desigualdade

 

 a cirurgia da alma 

 

 o casting perturbador

 

nascemos iguais e lutamos ferozmente por manter as diferenças..

não acreditamos que é possível mudar...

endereçamos aos políticos essa mudança , que tarda e que nos envergonha a todos...

nascemos com consciência, pertencemos à classe dos animais racionais e somos mais irracionais do que aqueles que se mantêm sempre iguais, seguindo o percurso natural da espécie...

morremos do mesmo jeito ... nesse momento ninguém pode barafustar, alegando que é rico e que quer um lugar melhor ...

do outro lado da vida, a lei é divina , imutável, imperturbável e não distingue ninguém ...

as dolorosas diferenças, são abismais, mas doer mais do que as diferenças, é a contínua estupidez de quem como nós, agasalha as ideias absurdas, vota nelas, sofre mais tarde com elas , mastiga-as, sente-se mal, mas nunca as rejeita...

 

o mundo está lamentavelmente em agonia...

é necessário despertar...

na matemática divina, as contas estão certas...

os que mais têm, reencarnaram com a missão de aprender a distribuir...

mais cedo do que imaginam, vão estar frente a frente com os seus terríveis enganos... e aí, vão precisar do amor dos rostos da fome...

 

esgotados os tempos, estamos a entrar na era da reconciliação com a lei...

se continuarmos a voltar as costas ao amor, exagerando a maldade, destruindo com consciência, a vida de milhões de almas, vamos experimentar difíceis provações...

 

não são as religiões que nos vão salvar...

 

na matemática do coração, o amor é inteligente... e a alma o quadro negro onde todos aprendemos a fazer contas

 

o mundo, é a grande escola...

o próximo, o grande caderno de exercícios...

o amor, o painel do inegável raciocínio...

 

na matemática da alma, quem corrige é DEUS...

 

Jesus é o grande MESTRE ... aprenda com ele ...

 

lasalete

o amor à distância de um clik ...

 

até os lobos são capazes de carinho ... até os animais têm expressões de amor ...

porque passa o homem a imagem da dor nos gestos mais diversos ...

 

pasmo...!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 

sobre a preguiça espiritual de muitos que até se dizem evoluídos e que abrem a boca perante os crimes hediondos que estão a ser cometidos diante dos nossos olhos, com a brutalidade que conhecemos...

 

abra as suas asas e desfrute da possibilidade de ser mais objectivo , mais doce, mais terno e corajoso...

siga o seu coração... não obedeça ao seu medo...

 

clik em seu coração...

 

o mundo precisa de todos nós...

 

desejo um bom dia de trabalho

 

um abraço de paz ... lasalete

Grito de guerra ... ( poema)

 

" homenagem aos soldados de todas as guerras que as ditaduras impõem ...

que os valentões que governam inventam, mas que não têm coragem de combater"

 

um grito de dor por todos os que tombaram , a mando daqueles que nunca tiveram coragem de pegar numa arma...

 

um abraço poético a todos os mutilados de guerra ... no corpo e na alma ...

 

os abraço com alma e deste jeito lhes presto a minha homenagem...

                         

Gritavam chorosas as mães e os amores,

de nada valendo a quem nada mais podia...

e os mandantes do crime emudeceram,

determinados em tal aleivosia...

tinham na alma a esperança de voltar? ... não,

só alguns diziam ter mais fé...

mas ficaram encurralados nesta vida,

sofrendo uma dor sem volta... sem maré...

 

Rasgados... não sei se lutaram livremente...

mas um dia, alguém ludibriou

dizendo obrigatório defender,

aquilo que afinal nunca se herdou...

longe de casa , sem paz e sem destino,

de armas na mão, chorando em desespero,

foram milhares ... talvez milhões os que ficaram,

de corpo aberto em trilho tão austero...

 

Importa o espaço ou a guerrilha ?

Angola... Guiné ou Moçambique ?

se a guerra que inventaram era filha

da ignomínia da ambição e do terror...

mostrando a todos por fim, o excretor

da morte anunciada dum regime,

que negando pela  vida mais amor

desenvolve arrogante, o medo que os oprime...

 

Todos viajaram... alguns estão mutilados...

e embora a dor, de mesmo assim querer voltar,

são apontados com famélica lembrança,

como soldados dum regime a ignorar...

Pelo amor de  Deus ...rendam-lhes na memória um louvor,

amando o esforço heróico de existir,

porque a bota ditadora que esmagava,

tudo tornava mais difícil ... era impossível decidir...

 

Os que voltaram estão  gritando de  emoção,

desesperam ,não sabem prosseguir,

embalam fantasmas rasgando o coração

e ainda os empurram sem dor e sem respeito...

se  houver história fiel e de direito

e os admitir com verdade, como  heróis sobre esta terra

veremos por bem que existe  em Portugal

o respeito e a verdade que o país encerra...

 

 

Lasalete ... 1 de Julho de 2007... 11 horas

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D