Domingo, 4 de Novembro de 2007

aproveite o Domingo... para ...

vou sugerir mais uma vez um dia diferente...

Venha até ao Coração da Cidade...

 

já não há nada que não tenha visto...

a corda do mar é sempre a mesma , embora a maravilhosa paisagem que diariamente Deus pinta para nós...

as ruas estão desertas, porque quase todos estão dentro de suas casas a ver T V... sempre com os mesmos programas...

os que não estão a ver T V , estão enfiados nos centros comerciais e não fazem outra coisa, senão gastar o cartão de crédito ...

na sua maioria os museus estão fechados...

e, vá para onde for ao Domingo, todos vão fazer a mesma coisa...

por tudo isto prevê-se um passeio sem imaginação... o habitual...

 

aqui vai uma sugestão...

 

porque não meter-se no carrinho, no metro ou no autocarro, rumar até à Rua Antero de Quental e visitar O Coração da Cidade...

mil sugestões ao seu alcance... para um dia inesquecivel...

 

  • pode ter um passeio aéreo com a sua imaginação e colocar-se na pele daqueles que observa...
  • faça um mergulho maravilhoso até ao imaginário dos que estão dependentes da sua boa vontade... muito dificil por sinal...
  • passeie de para-pente por cima dessa paisagem humana e verifique que não se ausentam até que os ampare...
  • estique os músculos do corpo, porque vai surpreender-se com emoções intimas que nunca experimentou... a dor falada é uma coisa ... a dor observada é outra bem diferente...
  • tome o transporte mais directo para o coração, porque vai precisar de travões bem rijos para travar a vontade de abraçar e mudar a vida dos que vão querer falar consigo... nem sempre é possivel...
  • leve um lenço... equilibre-se... mesmo que seja homem vai sentir uma vontade enorme de chorar...
  • por fim , tome o transporte da alma... suba até ao cimo do edifício ... como quem sobe em escalada consciente até ao coração de Deus... e lá, no salão da paz, agradeça pela sorte que tem...
  • aqui tem um S P A ... maravilhoso...

 esta é apenas uma simples sugestão...

 

ao Domingo recebemos aqueles cidadãos anónimos que nunca contactaram com as carências humanas e muitos têm aparecido e vão servir às mesas, lavar a louça, levantar as mesas, distribuir os suplementos alimentares, separar roupa, etiquetar roupa, visitar simplesmente o coração, do Coração da Cidade, onde incertos estão todos os corações das cidades, vilas e aldeias que preocupados com as carências da população mais abandonada, para aí enviam, tudo quanto pensam que pode ajudar...

 

aprender a ser solidário deve fazer parte do nosso roteiro de vida...

é perante a dor alheia que nos tornamos grandes e melhores interiormente...

 

é perante o infortúnio dos outros que aprendemos a valorizar o que a vida nos distribuiu, mesmo que não tenhamos, igual ao nosso vizinho e na quantidade que gostaríamos de ter...

 

o  mais rico de todos é que nada quer... nada pretende e basta-se com o necessário...

 

se você é um homem e uma mulher com letra grande... avance, saia dessa cadeira e lute por um mundo melhor... seja solidário...

 

não importa que se diga, que tudo está mal... o importante é que você se deite com a consciência tranquila de que a sua parte foi realizada e que de forma consciente pagou à vida o tributo devido, pela luz, pelo calor, pela vontade, pelo afecto, pela energia... enfim... por tudo quanto usufruiu...

 

se então quiser fazer um programa diferente... cá estamos ... até já...

 

um bom domingo...

lasalete ...

neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:08

link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Outubro de 2007

o mundo está nas tuas mãos ... observa...

 

depois de pegares no mundo em teu olhar e tomá-lo nas mãos observando tudo e todos, tirando as tuas conclusões , inicia nova caminhada , sem que ninguém te pressione, com filosofias ou religiões...

utiliza a tua própria consciência e vê se podes interagir , com a vida que corre em teu redor...

 

amanhã , será de novo Domingo...

 prevê-se , como é habitual, que o descanso , o lazer e o prazer de algumas situações que a semana de trabalho não permite, visitem a tua vida...

 

aproveita e abre o teu coração, chama a primavera da esperança, mesmo que não seja essa a estação que estás vivendo e sopra ao ouvido da vida ... diz-lhe que a queres ajudar...

 

deixa entrar uma lufada de ar fresco para dentro de ti e deixa que a brisa da boa vontade visite o teu coração e penetre o teu espírito.,..

 

não adies por mais tempo essa promessa que já fizeste à vida...

vem... temos tanto trabalho para ti...

 

se soubesses o que foi este dia no Coração da cidade...

 

se visses as vidas que hoje conseguimos roubar à pobreza...

 

gente de todas as profissões que vieram bater à nossa porta...

 

não queriam falar, vinham apenas para almoçar, foram chamados à parte e conseguimos que se entendessem connosco depois de terem baixado o pano da vergonha...

o último daqueles a quem falamos , era desenhador de arquitectura e não tem emprego, vive numa pensão, mas não consegue adaptar-se à situação

de ter que mendigar um prato de comida...

 

propusemos que se fizesse voluntário e não andasse a pedir fosse o que fosse, enquanto procura emprego ajudava outros seres humanos que estão também eles em situação dificil...

 

ficou contente, não sabia que O Coração da Cidade

tinha esta proposta tão interessante... aderiu...

 

vem também, se souberes que alguém perto de ti está com dificuldades, indica o caminho desta instituição...

 

se não quiseres ser voluntário, encaminha para nós ajudas, que serão sempre bem vindas... móveis, alimentos, medicamentos, roupas ... enfim tudo o que entenderes...

 

se conheceres fábricas que tenham de parte restos de colecções , canaliza para nós esses produtos que nós transformamos tudo em dinheiro que nos vai permitir comprar alimentos que não nos são doados e que fazem falta no nosso mercadinho ...

 

mesmo que não queiras ser voluntário vem visitar-nos,

 eu teria imenso prazer em falar contigo...

 

estou a tratar-te por tu ?... é verdade ...

só uma pessoa muito jovem, consegue aguentar a leitura do meu bloguinho ...

 

 

uma beijoca e tudo de bom...

 

 

um excelente fim de semana ...

 

borbo036.gif

que a brisa da felicidade entre na tua vida ... lasalete

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 20:30

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

Maria de Ninguém...

                                                                     MARIA DA NOITE   

 

 

vive nos sonhos de ninguém...

e é de qualquer um...

 

tomei conhecimento dela vai para 10 anos...

apenas sabia que era prostituta e que dela muitos homens fugiam...

 

tinha um corpo másculo e grande, percebia-se rapidamente que media força com qualquer um que a desafiasse , como ela costumava dizer...

 

vou chamar-lhe Maria de Ninguém... mas é de toda a gente ... é uma Maria do Porto...

 

Maria não é de trato fácil... mas gosta de abraçar e beijar todos os voluntários quando vem jantar...

 

é temida pelas mulheres da rua, que com ela disputavam os lugares do pinhal , onde o "amor" acontece entre a ramagem ...

diz ,que  raras vezes se mantem adormecida, com medo que a roubassem ou lhe fizessem mal...

 

um dia, Maria vê seu ventre avolumar-se sem perceber o motivo... a gravidez aconteceu e vai desenrolar-se entre tormentos e dor...

 

uma tarde, em que se preparava para jantar, um homem sem avisar, bateu em Maria e atingiu fortemente o seu ventre, onde ela carregava o seu tesouro...

a alegria de Maria acabou ali... a ambulância levou a Maria e as lágrimas pesavam mais que ela própria...

no hospital, alguém deixou escapar que o menino não tinha vida, faltavam apenas 2 meses para ele nascer... Maria não esperou pela confirmação e a raiva tomou conta dela... fugiu do hospital e percorreu a cidade para vingar o seu menino...

 

ao fim de três dias , tombou exausta e o seu menino foi separado dela, deixando Maria no mais completo estado de embriaguez emocional...

 

um ano depois, Maria vive de novo a alegria da maternidade...

annunciam uma menina a Maria...

tudo decorre com mais cuidado, mas Maria, tem dentro dela a morte anunciada...

está com SIDA...,

a sua menina nasce e os serviços de adopção vem buscar o seu tesouro...

relutante , entrega a menina, que também está doente ...

a bebé necessita de cuidados especiais...

Maria , depois de ter alta, aceita a situação e é visita diária da

instituição em que a sua filhinha se encontra ...

Maria não sabe cuidar de uma criança...

a vida da bebé corre perigo se ela ficar junto da mãe...

dizem-lhe que a menina foi adoptada

e Maria deixa de compareceu no pedaço de céu da sua existência...

 

todos os dias vem jantar ao Coração da Cidade e chora...

Maria chora demais e não consegue viver com a dor que a domina...

enfraquece de tal maneira que a tuberculose logo a toma para si...

 

hoje, é uma sombra da mulher corajosa que foi em tempos...

a rua que a trata por tu, certamente nem a reconhece...

 

Maria arrasta-se... parece um farrapo humano, como é comum ouvir-se dizer quando passa...

aranca lágrimas aos voluntários...

come muito devagar e tosse muito...

é internada muitas vezes e vem convalescer à rua...

 

Maria não tem repouso, quando fala, fala da sua menina

e tenta convencer-nos que está a sorrir...

Maria ri a chorar... porque começou a morrer quando lhe retiraram o seu pedacinho de céu...

 

a rua é madrasta, mas não deixa morrer os filhos da noite, onde se escondem os pecados que a negra sobrevivência elege como estátuas nuas...

 

hoje, Maria veio até nós mais uma vez ... almoçou na varanda e ficou a apreciar o jardim...

mas, os olhos de Maria pousaram no céu...

será que Maria ainda tem esperança... e fé...

ajudamo-la a descer a escada... afastou-se devagar ...

emagrecida... triste... sem perceber quem passava por ela e a olhava com tristeza...

Creio que só Deus entende o olhar de Maria...

só Ele sabe quando ela voltará a  sorrir ...

a Maria de Ninguém, sem saber, só a Ele pertence...

 

lasalete ... 

neste momento eu estou ...: serena
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:05

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2007

meus amigos são raizes... ( poema)

   MEUS AMIGOS SÃO RAÍZES

Meus amigos são raízes

dum tronco que tem raiz,

comigo são aprendizes

em luta por um país...

 

meus amigos são sinais

de são e franco progresso

lutanto por muitos mais

que se pensam sem sucesso ...

 

lutam de mãos sobre o peito

sem dia ou hora marcada,

e trabalham com efeito

de dia ou de madrugada...

 

soltam ais, quando acontece

ter na mão vidas desfeitas,

e a coragem permanece

por essas ruas estreitas...

 

são de luta os meus amigos,

são como aves em bando,

acodem sempre aos perigos

que estão na vida soprando...

 

Tem assas , são reais

voam em voo picado

meus amigos ...são demais,

fazem voluntariado...

 

não se alugam,  nem se vendem,

são voluntários da vida,

falam da dor porque a entendem,

travam a dor à partida...

 

sabem chorar ,sabem rir

e amam como ninguém,

se eu pudesse parir,

eu deles queria ser mãe...

 

dou-lhes leite de coragem,

dou-lhes o mel da alegria,

todos temos a vantagem

de termos Deus como guia...

 

 

dedico este poema a todos os meus amigos que incondicionalmente caminharam comigo apesar da minha inferioridade e nunca me abandonaram....

são eles a seiva que me alimenta, a certeza de que a solidão neste roteiro que eu escrevi para mim, a solidão não é possível ...

aos bravos do pelotão d'O Coração da Cidade, um imenso obrigado...

estamos hoje de parabéns, porque faz hoje anos que a luz travou uma dolorosa batalha com as trevas e venceu...

agradeço a Jesus a vida que me deu para dar vida à vida de outros que caminham sem esperança...

 

lasalete ... 26 de Setembro de 2007 ... 17 horas

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 14:57

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2007

perfume da alma ( poema)

tu és o génio da lâmpada            

 

 

 

 

             

 

 

 

perfume

da

alma

( poema)

 

 

 

 

 

  

                          uma lágrima de mim, caiu no chão...

                          dividi pelo mundo o cheiro da minha alma...

                    e o chão tomou de mim a paz e a calma...

todos passavam ao lado,

famintos de aromas,

famintos de amor...

as gavinhas da alma me enredaram,

dividi pelo mundo meu cheiro ... com amor

e o chão tomou de mim a paz... ficou a dor...

a vida passou e perguntou:

- quem és, que fazes ?...

surpreendida confirmei:

-Faço as pazes...

dividi pelo mundo o cheiro da minha alma...

e o choro empapou o chão, levou de mim a calma...

os aromas voltaram,

como quem entrega ao mundo eterna Primavera,

brotaram flores desconhecidas,

a luz da madrugada apareceu despercebida

e na surpresa arrebatou as agonias...

os gemidos gentios,

os aromas de outros dias ...

os céus deixaram-se escrever,

os planos divinos dos deuses apareceram...

e as igrejas gemendo assim cresceram...

rezam os ateus, tocam os sinos,

os virginais planos dos humanos

encontraram ecos,  se elevam em torrente,

os deuses converteram então o mundo empapado

em perfume da alma eternamente ...

quando o mundo acordar...

sentindo aromas  que incrédulo ignora,

vai perceber sem medo que é chegada a hora

e perceberá a luz, que frente às sombras o oprime,

quando o homem se elevar

e a vida deixar de ser a dor ...

da lágrima que dói mas que redime,

quando o homem voltar a ser criança,

e de todos os aromas conservar uma lembrança,

quando os céus não forem mais mistério,

quando o homem quiser viver a sério,

sem perturbar a paz e a harmonia...

então sim...serenamente...

em paz, sem dor, em sintonia,

com brilho no olhar e com firmeza ...

deixar bater seu coração com muita calma...

aí sim... aí sim... tenho a certeza...

que o cheiro espalhado pelo chão

será o perfume de minh'alma ...

 

 

 

 

até lá... um abraço .... lasalete

neste momento eu estou ...: volitando
publicado por lapieta@sapo.pt às 09:24

link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Setembro de 2007

as lágrimas dum dia feliz...

 

hoje deveria estar feliz...???????????? ... !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

feliz , porque faz anos que fui mãe pela última vez ... pelo menos na última reencarnação ...

 

vou fazer um almocinho gostoso, para que eu e as minhas filhas e o meu neto, ainda possamos sentir que a família existe...

 

triste... muito triste... porque me sinto só ...

 

de manhã senti um percurso de solidão sobre a minha alma...

 

as famílias naturais nunca deveriam deixar de o ser...

 

sei que não devo fazê-lo, talvez nem deva sentir-me assim... mas estou profundamente triste...

 

talvez por pensar que como eu, existem mães que também estou sós e eu ainda tenho os amigos e um elo de ligação muito forte a Deus, que me permitiu uma família...

uma casa ...e na mesa ainda tenho alimentos e os sorrisos daqueles que Deus me destinou...

 

a solidão aparece até no meio de uma grande multidão...

 

neste momento, eu estou a sentir esse friozinho ... afinal sou humana...

 

perdoem o desabafo... mas a técnica de parar as lágrimas ainda não a descobri...

 

mas se as minhas lágrimas, não se perderem no tempo, que pelo menos sirvam para diluir o sofrimento das mães que têm fome, frio , das que não têm casa...

das mães que nunca tiveram filhos...

 

ás vezes parece que a vida nos convida a chorar o choro dos que já nãm têm força para o fazer...

 

se posso dar um presente a alguém, envio meu desejo às mães que neste momento estão a dar à luz ... que sejam muito felizes... que os seus filhos venham viver em nome da paz e no seio dela...

 

que Deus abençoe todas as mães do mundo...

 

que Deus abençoe os meus filhos...

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: mãe
publicado por lapieta@sapo.pt às 11:09

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2007

está quase a anoitecer...

 

ainda não surgiram as estrelas...

porém, há almas que se movimentam na imensidão dos contratos divinos, preparando a noite, para brilhar, para iludir, para ensinar, para curtir, para sossegar...

 

para tudo, todos encontram sítios diferentes... o importante é que se acomodem... porque estou a anoitecer...

 

todos me chamam Terra ...

há também quem me chame Terra-mãe... a todos espero ...

 

mas, como a qualquer mãe... dói saber que há filhos meus que vão adormecer com fome...

que amanhã, quando o firmamento recolher as estrelas, sei que elas testemunharam a desumanização com que a noite aconteceu...

a lua, ao recolher-se, vai  a chorar, leva no olhar plúmbeo, a esperança dos que nasceram antes de amanhecer, mas com aflição, a lua contará aos astros, como partiram aqueles que dela nada sabem, ou porque nunca amaram, ou porque estavam demasiado ocupados consigo mesmos, que nem perceberam, que o céu é um espectáculo belo e diferente a cada dia que passa...

 

quando o sol despertar, o sol seca as gotas sangrentas da violência que a noite ocultou...

 

os que não se alimentaram,  despertarão do mesmo jeito, com fome...

 

os corpos da solidão, lívidos de desprazer, secarão no esperma da violência moral a que se entregaram...

 

as almas sem esperança, virão espreitar às janelas, mas não conseguirão contar os que passam, porque passam apressados... cabisbaixos, ensimesmados, fazendo lembrar figuras equestres, mas que o mais leve deslize pode derrubar...

 

porém, para descansar e continuar a acreditar que o Criador me criou para voos mais altos, com meticulosa ciência, eu procuro a natureza virginal, onde as águas, as árvores, as flores e os animais se constituem em paz ,segundo a sua espécie...

deles, nada mais espero, que o ciclo normal do seu acontecer...

 

mas dos homens, espero muito mais...

 

entre eles, fico à sombra de esperança e respiro as fragrâncias solidárias dos que não adormecem sem o dever cumprido...

esses, são música para os meus ouvidos, que de cansados, ouvem constantemente gemidos e estalidos secos, da pólvora dispersa nas armas sem alma , que me assustam ao falar...e das chamas inclementemente ateadas, que rasgam meu ventre infinitamente fecundo...

 

na torrente de lava que escondo dentro de mim, guardo a vida que um dia autorizada exporei, para consolo dos homens...

 

as minhas lágrimas formam oceanos sem fim, que salgo de coragem para me aguentar, por mais uns milhares de séculos, sempre com a esperança, de que, serei amada por seres conscientes e felizes...

 

também sei orar... as minhas orações leva-as o vento... e as aves voltam com a certeza de que Deus recebeu o meu recado, cantam melodias que só o coração entende...

todos os dias, renovo o meu contrato com Ele... não me deixar abater...

 

perante a firmeza de meu querer, Ele, criou guerreiros capazes de estar a meu lado ...chamou-lhes voluntários...

então, sendo assim,  já posso adormecer feliz...

não estou só... obrigada pela colaboração... não se deixem abater...

 

ao vosso dispor - TERRAMÂE

 

lasalete

neste momento eu estou ...: bem
publicado por lapieta@sapo.pt às 19:23

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

o mundo precisa de abraços...

 

Abraços...

braços estendidos...

mãos amigas...

rostos sorrindo...

mentes abertas...

corações solidários...

 

o mundo necessita de paz... onde cada homem adulto, onde cada criança se levante pela manhã e não se sinta ameaçado, na sua integridade física, na sua emoção ou na sua formação moral...

 

o mundo precisa de se sentir bem... o mundo necessita de crescer espiritualmente, mas como estamos a passar a barreira do despertar espiritual , que já não comporta por muito mais tempo, tanta desfaçatez , tanta maldade, tanta inferioridade espiritual e coo a Terra tem de resolver seu impacto espiritual e ascender a um plano diferente, todos estes episódios acontecem e têm que ser entendidos pelos que ao sentirem-se mais esclarecidos compreendem o drama dos humanos terrenos...

 

estou a escrever neste momento... em 2001 neste mesmo horário meus sentidos se colaram perplexos nas imagens de destruição e dor... talvez naquele momento alguém estava a escrever, uma carta comercial, um bilhete de amor, sei lá, amando, quem sabe... e tudo terminou ali...

o mundo parou incrédulo...

 

creio que os anjos choraram, como de todas as vezes que os homens se portam mal...

 

o olhar dos bons e dos maus confundiu-se... as lágrimas misturaram-se eram de toda a gente e não pertenciam a ninguém... eram as lágrimas do mundo...

 

o medo aconteceu... e por algumas horas o mundo transformou-se no maior campo de concentração do mundo... ninguém sabia das intenções de quem ultrapassou o improvável ...

 

hoje o silêncio continua... a vida continua... a maldade continua...

até que o homem deixe cair o seu coração e o corpo já não resista e ultrapasse a altura inatingível do mundo terreno...

 

na psicosfera ficou o medo, a dor , a sensação plasmada de quem partiu e de quem ficou amaldiçoando os que maldosamente vivem, ameaçando tudo e todos... as guerras não são da responsabilidade de ninguém em particular, são da responsabilidade de todos nós que ainda não nos esforçamos o suficiente para formar um mundo de abraços...

 

lasalete 

neste momento eu estou ...: trabalhando em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:27

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

perfumes de madrugada... ...

de vez em quando... ( poe...

se ... ( poema)

quando cruxificaram o amo...

é preciso deixar-se amanh...

a Páscoa está aí...

uma dor + uma dor, faz um...

vamos falar de amor... só...

que seja eterno... " poem...

meus versos... poema

minhas lágrimas poema... ...

tão fragéis... meu Deus.....

o brilho do coração...

as vidraças da alma...

o anjo dos gatos tristes....

a melhor oportunidade...

aproveite o Domingo... pa...

o mundo está nas tuas mão...

Maria de Ninguém...

meus amigos são raizes......

perfume da alma ( poema)

as lágrimas dum dia feli...

está quase a anoitecer...

o mundo precisa de abraço...

Não se devia chorar ao Do...

poema a meu pai... ( poem...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags