Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

Vamos vestir a Avenida...

Carta a um homem inteligente…
 
A quem se escreveria esta carta ?…
onde encontrar um homem inteligente, que vislumbre numa cidade sem alma , motivos suficientes para a recolocar na sua mais digna , invicta e nobre situação?...
 
Um homem inteligente é na realidade o que o Porto necessita…
 
A cidade parada, velha e ininteligentemente desertificada, dói a todo aquele que ama a sua cidade…
 
A cidade do Porto, sofre de paralisia , não tem músculo citadino, não tem sangue nas veias e os que na realidade poderiam lutar por ela estão com a cabeça muito cheia das suas preocupações particulares…
 
 É necessário criar um movimento autónomo, sem princípios os colagens partidárias, um movimento do povo, onde todo aquele que ama o Porto se reveja…
 
Não adianta dizer que defendemos o Norte se afinal nos escondemos nos momentos mais sérios para não macular a nossa imagem social…
Aquele que tem medo de ser beliscado não presta para servir um movimento que retire o Porto da anormalidade em que está a mergulhar…
 
É difícil não perceber que estamos simplesmente esquecidos do resto da população e sendo o Porto a segunda cidade do país, não se justifica viver assim…
 
É necessário revitalizar o tecido urbano, com primazia e amor, deixando saltar para as ruas os pregões e colocando a funcionar em plena baixa as esplanadas que podemos perceber em outros países , tal qual acontecia na cidade por volta de 1940 ou 1950 onde era possível em plena Avenida da Liberdade , ver pares de namorados e casais que despreocupadamente passeavam tomando a sua cervejinha na Sá Reis e na Imperial…
Pela volta da meia noite também não era de estranhar beber o seu galãojinho no Embaixador e isto não vai há muito tempo atrás, estamos a falar de 1970…
 
Hoje a cidade parece um túmulo onde todos se ignoram, as luzes se apagam parecendo até que alguém, está fazendo um convite à solidão…
 
Os velhos que ainda habitam as casas que conservaram de pé sentem medo e tristeza por existirem paredes meias com tantas casas velhas, emparedadas com tijolo ou simplesmente abertas como depósitos de lixo…
 
Porque fizeram isto ao Porto, uma cidade tão bonita, tão carismática, que recebia tão bem…
 
Diversificar o espaço onde nos possamos deslocar com capacidade de sentir a cidade é a grande proposta …
 
Onde haverá um homem inteligente, que não se poupe a esforços e que dinamize de tal forma a cidade que todos se sintam felizes e com vontade de voltar a habitar dentro dela…
 
A Avenida necessita de ser recolocada no seu brilho anterior , plasmando no seu centro as flores e as grinaldas verdes que a ornavam tão bem…
 
O cimento no chão parece espelhar o interior de quem na realidade aprova tão estranho projecto paisagístico… dizem que foi um arquitecto famoso?... acredito que sim, mas olhando a Avenida dos Aliados estou em crer que a pessoa que a colocou assim, não sabe o que é brincar no chão, não ter mais nada para olhar e procurar um jardim, não sabe de certeza amar esta cidade que não é fácil de colocar fora do nosso coração…
 
Eu amo tanto a minha cidade…
 
Não sou arquitecta… sou apenas mulher… uma mulher simples… do povo e com alma de gente… mas vou ter o prazer de entrar na Avenida  com um enorme tapete de retalhos , que personifique a cidade e os seus jardins, a cidade e as suas ruas velhinhas, retalhadas de mil cores, nuançes de muitas vidas solitárias e dolorosamente estraçalhadas pela modernidade……
Um tapete que atapetará a Avenida dos aliados e a Praça da Liberdade…
 
Já está em execução… para que cada um daqueles que ama a cidade possa segurá-lo e por momento mostrar como a cidade é sua e como é belo demais emprestar colorido a quem passa…
Mais de um kilometro de retalhos estão a ser confeccionados e esperamos que muitos braços humanos segurem essa manta que certamente ficará no Guinness com a urgência maior de colorir uma cidade…
 
Então pelo que vejo vamos precisar não de um homem inteligente, mas de muitos seres humanos inteligentes e pouco egoístas…
 
O Porto precisa de nós… vamos agasalhar o Porto… tal qual como a uma crianças que alguém despiu por ignorância…
Avenida dos Aliados
o que era a Avenida dos aliados em tempos bem diferentes...
 
 
lasalete
neste momento eu estou ...: teimosamente portuense
publicado por lapieta@sapo.pt às 20:59

link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Março de 2008

quando cruxificaram o amor... ( poema)

 

quando um dia maltrataram o amor

o Sol baixou e a Lua aconteceu

a Terra suspirou e estremeceu,

o Amor a chorar cerrou os olhos

e a alma do mundo emudeceu...

 

todos perguntaram, porquê?...

porque se crucifica o Amor se na verdade

apenas vinha a ajudar a humanidade ?...

longe de saber responder, o Mundo apenas disse:

-nunca imaginei que assim fosse possível ,

mas os homens têm medo de aprender,

que é mais  fácil ver  o Amor tal qual a Vida,

têm medo que ele cresça e ao viver 

do mal tenham que fazer a despedida...

 

a Lua, escutando e lacrimosa,

pergunta em sobressalto e aturdida:

-não sabem então os homens entender

que o amor é bom, que o Amor é Vida?... 

a Verdade , que escutava atentamente,

chegou-se paciente e esclareceu:

- não julguem mal os homens ... nada disso,

o Amor, é apenas compromisso

que os leva pouco a pouco à mão de Deus...

até lá, teremos que esperar

teremos que servir e ensinar,

olhando o progresso com ventura,

está a nosso cargo deixar acontecer

e quando os homens quiserem despertar

 feliz, a Terra  passa a receber

aqueles que em verdade vão amar...

 

Jesus, escutava embevecido ,

ouvindo falar sobre os homens, sobre a Vida...

levantou-se, com ternura e disse assim:

- ninguém semeia campos sem lavrar,

ninguem  enche  as eiras sem suor,

assim, ninguém ensina a trabalhar

senão servir os homens com amor...

ainda  teremos que esperar a hora certa,

para que todos na Terra consigam despertar,

mas até lá em nome do Amor,

vamos orar... vamos orar ... vamos orar...

 

perplexos todos se interrogaram...

-então quanto tempo teremos que esperar?

Jesus calmamente respondeu:

- venham para aqui e fiquem a meu lado,

porque não quero que o Mundo tal qual eu,

termine com dor crucificado ...

a dor duma cruz dói... ai como dói,

tal qual como dói a ingratidão,

mas de tudo o que mais dói, é a certeza

de ninguém entender o coração...

muitos anos vão passar como tormento

e os homens lembrarão com muita dor

o terrível testemunho do momento

quando crucificaram o amor....

 

lasalete ... (poemas do fim do dia) 21-03-08

 

neste momento eu estou ...: orando com amor
publicado por lapieta@sapo.pt às 00:52

link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

simplesmente ... divino...

simplesmente divino...

foi assim que se expressou a maioria das pessoas que estiveram presentes na abertura do espaço da cultura e estudos espíritas... AMA... e daqueles que também ali se deslocaram para ver a livraria que abria ao público com o o objectivo de ajudar jovens sem recursos na sua formação académica...

 

os que apenas se deslocaram para ver a Livraria AMA, inesperadamente  aderiram ao ambiente e ocuparam os mais de duzentos lugares que a todos se ofereciam...

 

a sala iluminada de azul e violeta, emprestava ao ambiente a sublimidade necessária para criar o ambiente propício ao acto que ali se iria realizar..

 

para abertura pudemos escutar ... Ave-maria de Schubert ... cantada pela fadista Irene Vieira, falaram logo após os convidados da Federação Espírita Portuguesa , nomeadamente Presidente Coronel Arnaldo Costeira, Vice Presidente Vítor Féria e Alexandre Ramalho Delegado da FEP para a zona do grande Porto...

 

a reunião sucedeu-se de improviso e assim toda a noite até às 24 horas pudemos ficar na companhia de poetas e escritores do mundo espiritual que ali estavam presentes, mas o fado que ali se deslocou, ofereceu a possibilidade de expor o lado sublime e espiritual desta melodia , deste choro de alma que os fadistas e guitarristas presentes executaram melhor que ninguém...

 

a surpresa da inauguração tocou a todos, pelo insólito da mesma, pois que não é vulgar fazer uma abertura dum espaço espírita com fado... já que a maioria dos conceptualistas  religiosos não entendem que tudo é divino , o necessário é ver com olhos doces e sublimar o efeito...

 

o ambiente era sublime e então cuidadosamente os elementos presentes ofereceram a sua voz aos cantos do povo em honra de Nossa Senhora...

 

cantou-se Florbela Espanca e Amália...

 

o perfume a flores invadiu a sala repleta de gente expectante que bebia cada gesto, cada som...

quando a fadista na sala cantou " a lágrima" de Amália Rodrigues ... nesse  momento um fenómeno visual acontece... a água que corria da fonte instalada no local solta-se da pedra onde escorre lentamente e começa a cair afastada da fonte em gotas que lembram grossas lágrimas, enquanto um enevoado vapor sai da fonte sem que o possamos explicar... quando a fadista termina a fonte volta ao normal e quem presenciou o fenómeno notou visivelmente a diferença...

 

tudo quanto aconteceu deixou no ar um clima de paz e harmonia e foi difícil fazer com que todos os que ali compareceram abandonassem o local...

 

simplesmente divino... obrigada... digo eu neste momento, pela ajuda que homens e mulheres de boa vontade emprestaram a mais uma odisseia de construção, para que este maravilhoso espaço possa estar aberto a todos quantos precisam de encontrar a paz...

 

todo o conjunto de situações transformaram esta reunião espiritual, num momento especial e só entendido  por quem tem sensibilidades maiores...

experimentou-se todo o tempo uma vibração fora do vulgar ...

 

graças a Deus por todos so que ajudaram a criar aquela livraria  transformando-a num espaço igualmente simpático vestido com muita honestidade e beleza...

 

agora é só continuar e esperar atingir os objectivos propostos a evolução moral e intelectual de todos quantos ali pensam encontrar as suas respostas...

 

a Deus, a Jesus e aos bons espíritos ... obrigada...

 

 

lasalete ...

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:59

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

neste momento estou a chorar ...

 

tenho a vida de muita gente na minha mão ... que responsabilidade ...

 

mas ...

 

hoje fiquei a olhar no fundos dos teus olhos ... VIDA ...

 

 

perguntei a mim mesma porque se agridem os homens, se no fundo são todos iguais...

perguntei se o amor é assim tão difícil, que não seja possível amar guardando silêncio, sem tentar levantar o bastão, como se sempre fossemos policias na vida dos que connosco privam e que de nós esperam mais e melhor...

 

eu hoje estou a chorar, porque a luta que travo é imensa e preciso de grandes seres humanos perto de mim para conseguir vencer esta luta, que não é apenas minha , mas de todos os que comigo vivem, dia a dia ...

 

tenho acompanhado diversas facetas de pessoas próximas, que exibem o seu lado pior e de forma gratuita e tenho sentido alguma dificuldade, em entender porque se comportam de forma tão violenta...

 

estou neste momento a deparar com a violência descontrolada, não por parte daqueles que dia a dia tememos e de quem esperamos o pior, mas por parte dos que dizem que combatem o mal...

 

porque são violentos os que se dizem bons?...

 

está a doer tanto dentro da minha alma...

 

neste momento, precisava que Deus fosse homem, preciso de lhe dizer umas coisas que tenho guardadas dentro de mim...

 

não estou conseguindo entender tanta maldade , não consigo perceber porque se ferem os seres humanos e se espezinham as pessoas apenas porque precisam de nós...

 

como dói viver com alguém violento... principalmente quando esperamos mais dessa pessoa...

 

o mundo está diferente , todos estamos a notar essa diferença... é necessário entender que já nem perservamos os amigos da nossa mesquinhez... quando o melhor da vida são os amigos...

 

eu hoje estou a chorar... tenho uma dor tão grande dentro de mim...

 

vocês estão a pensar ... como é possivel que uma mulher que tem a seu cargo esteja tão em baixo... não, não estou em baixo... estou  simplesmente a chorar, porque neste momento a dor que experimento é violenta demais ...

 

se há dor que não aguento é a maldade gratuita sobre os que mais precisam de nós..

 

meu Deus liberta esta minha dor...

 

lasalete ...

publicado por lapieta@sapo.pt às 23:43

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007

espelho meu ...poema ...

agua-20.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

espelho meu...

 

( poema)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                            

 

 

 

chorei e fiz um espelho

da água do meu encanto

da doçura de meu pranto

chorando meu pranto velho...

 

 

 

chorei por mim e por ti...

chorei por todos os medos,

porque o mundo tem segredos

e não me diz onde os tem...

 

tenho medo do escuro,

das almas que não respeitam,

das mentes que ainda rejeitam

a pureza das crianças...

 

tenho medo de sentir

o que sentem os meninos

devorados sem temor,

por tenebrosas lembranças

que tinham quando crianças

e que não sabem suster...

não compreendo espelho,

se é um problema velho

porque não pode morrer...

 

 

 

Tenho medo de dormir

de brincar, correr, sorrir,

tenho medo de abraçar...

e se meus pais se distraem

e me roubam de repente ?...

que faço, se tanta gente

não sabe onde procurar ?...

tenho medo de brincar

porque os maus quando me falam,

dizem que vêm brincar,

pegam em mim e abalam...

 

 

 

 

Espelho meu, se tu vês

o meu destino assim,

ve se tens pena de mim

e revela o meu futuro,

diz então, onde encontramos

no mundo um lugar seguro ?...

 

tal qual como nas histórias,

onde as fadas boazinhas,

nos ajudam com estrelinhas

e castigam os mauzões...

que são sapos mal cheirosos

esses homens perigosos

que devoram corações...

 

ouve lá, espelho meu...

eles não têm filhinhos?...

têm ? ... não consigo acreditar...

porque há tantas mães que choram

sem poder engravidar...

 

 

Isto está muito confuso...

a polícia tem que agir,

senão, daqui p'ra diante

se me distraio um instante,

já só me resta fugir...

 

 

eu tenho uma solução...

se na vez das coisas feias

o mundo tivesse ideias

de construir outro mundo,

onde os maus já não entrassem

e as crianças brincassem

de tudo o que apetecer...

assim, já não tinha medo

e podia adormecer...

 

ah...... os maus vão acabar...

não sabes ? ... está bem, aceito

e guardo dentro do peito

este conselho ... obrigada...

- sempre que estiveres sozinha

teu anjo vem-te ajudar

na falta duma mãezinha ,

até o mundo mudar...

 

 

espelho meu ... demora muito? ...

 

 

- nãaaaaaaaaao ... seeeeeeeeei ....

 

 

 

 

                                                       

 

 

                                     lasalete ... 12 h... 24 Setembro 2007

neste momento eu estou ...: confiante
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:35

link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Setembro de 2007

é quase Segunda Feira ...

 

 

estamos quase na segunda feira... mais uma semanita para podermos provar a nós próprios que estamos no caminho certo...

 

mais uma semanita para conseguirmos crescer mais um pouco...

 

novas provas vêm até nós e novas oportunidades de mostrarmos que afinal, isso de crescer interiormente até acontece connosco...

 

sempre que termina o fim de semana a vontade de voltar ao trabalho, parece que é um pouco aborrecido...

 

em tempos privei com um colega de trabalho, que encarava a segunda feira como um sofrimento e dizia com alguma graça... ( o fim de semana devia começar ... rápido...segunda feira à tarde)...

 

mas com mais adultez todos sabemos que trabalhar faz parte do crescimento e que o mundo necessita de braços fortes e vontades vigorosas, que não quebrem ao primeiro impacto...

 

e para este dia eu atrevo-me a lembrar os amigos e a fidelidade e respeito que lhes devemos...

 

amanhã aproveite para telefonar a um amigo com quem já não fala vai para muito tempo...

 

todas as semanas repita o gesto e pode ser que encontre verdadeiras surpresas, ficará com a certeza que a vida não queimou as sementes de amizade que semeou...

 

quem é amigo mesmo... como aqueles amigos do peito, não precisa de estar perto para estar dentro do nosso coração...

 

e é tão bom estarmos apaixonados pelos nossos amigos...

 

eu adoro todos os meus amigos... a vida sem eles não tinha valor nenhum...

 

que Deus abençoe os meus amigos, que amanhã vão trabalhar , os que não vão trabalhar também... enfim todos os meus amigos e conhecidos ... melhor ainda que Deus abençoe todos os que prezam o trabalho ... que iniciem a semana com muita energia, muito vigor, muita coragem e a todos desejo muito êxito em todas as suas actividades...

 

uma óptima semana... massssssssssssssssssssssssssssssss ...

 

atenção, nós no Coração da Cidade já iniciamos grandes mudanças...

 

estamos a preparar o consultório médico , porque vamos passar a contar com a presença de uma equipa de saúde muito simpática:

  • 1 médica
  • 4 enfermeiras
  • 1 enfermeiro
  • 2 psicólogos ... psicologia clínica
  • 2 tecnicos da acção social

quando levamos aos nossos amigos sem abrigo a possibilidade de terem um medico mesmo à mão e passarmos a cuidar da sua saúde e medicação, foi um júbilo que só visto...

 

mas atenção que a nossa equipa também tem nas suas fileiras

  • 1 juiz
  • 2 advogadas
  • 3 economistas
  • vários licenciados em ciências de educação
  • 3 biólogas
  • e um número muito grande de voluntários com as profissões mais interessantes

O Coração da Cidade está a entrar numa fase de intensa actividade...

 

amanhã trago notícias fresquinhas... grandes novidades... até lá vou deixar um abraço do tamanho do mundo...

 

lasalete 

neste momento eu estou ...: com muita coragem
publicado por lapieta@sapo.pt às 21:24

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

recolha alimentar com gen...

MIGALHAS DE AMOR PARA PRE...

a massificação dos desejo...

rasguem a alma, mas não s...

criança... versus AMOR

a natureza no seu melhor ...

generosidade sem nome...

Tarde de mais?!...

Vamos vestir a Avenida...

quando cruxificaram o amo...

simplesmente ... divino.....

neste momento estou a cho...

espelho meu ...poema ...

é quase Segunda Feira ...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags