Quarta-feira, 25 de Março de 2015

O BANQUETE DAS FERAS

imagesjjjjjjjjjjjjj.jpg

 

de que se alimentam os chacais ?

da distracção de muitas almas…

dos minutos de espera que os mantém embrulhados no frio e na dor da inclemência…

apanham as presas quando elas quase exaustas, vão tacteando o chão para ir beber à esperança…

percebem que estão enfermas… exangues…

sabem que estão com fome…

furam-lhes os olhos com torturas alucinantes de comédia barata…

absurdamente, os mais frágeis se deixam entontecer…

 

e na alta comédia humana, os chacais e os abutres usam fato e gravata…

passeiam-se em carros topo de gama, até dizem que estudaram e querem cargos que lhes garantam mais tarde, reformas chorudas, na possibilidade de eterna vampirização daqueles que continuam a sangrar para um cálice sem fundo a que chamam país…

 

os chacais abundam por aí…

eles sabem onde encontrar as vítimas…

homens , mulheres e crianças, velhos e novos, tudo serve para o repasto da realeza sanguinolenta, onde se banqueteiam os que levaram tudo e não deixaram nada…

 

no fundo todos sabiam, que se estava a rapar o fundo…

 

hoje dizem que têm a pança cheia…

arrotam a vitória…

é exactamente o que fazem os chacais…

morrem dentro e enrolados com as suas próprias vísceras…

 

este é o mundo horrendo dos humanos, que apenas se sustenta, porque a indiferença dum povo os alimenta…

 

até quando????????

 

Lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 19:25

link do post | comentar | favorito

SEMPRE QUE O AMOR ME QUISER

 

 

 

309432_344012702341534_839894652_n.jpg

 

Dois minutos de conversa, deu para perceber que:

ela nem sempre foi assim…

conserva na memória a infância dolorida…

lembra com um certo brilho no olhar o esforço dos progenitores, para que ela estudasse , se formasse e depois estivesse bem colocada, com uma boa profissão e se possível um bom cargo de chefia…

até à formação eles ainda conseguiram…

 

mas depois, foi bem difícil…

a profissão nunca foi a que ela que sonhava…

seu amor pela investigação preenchia e creio que ainda preenche o seu coração…

 

mas o cargo alto que os pais esperavam para el, muito menos…

 

caiu desamparada após a morte dos pais…

pode dizer-se que ficou só no mundo…

pode dizer-se que o mundo ficou com ela de vez enquanto…

também podemos confirmar que a profissão que mais dinheiro lhe entregou, não era bem a que ela escolheu…

 

então ela, era uma menina estudada, com capacidades únicas, e neste momento nas mãos da mais velha profissão do mundo ?...

ninguém imagina que assim seja…

 

que voltas que a vida dá…

quem mundo este, que não tem espaço para mais um…

um de cada vez… um que sempre sonhou… para mais um que gostaria de passar seus dias num laboratório de pesquisa…

 

hoje longe dos livros, cansada e destruída, sem nada para fazer durante o dia, espera a noite para trabalhar, nas emoções das sombras …

 

mas com muita nostalgia à mistura, quando lhe pergunto, quando muda de actividade, diz: eu trabalho , SEMPRE QUE O AMOR ME QUISER…

 

e a vida está assim… num mundo difícil… frequentada por gente que ao dizer-se adulta não percebe como alimenta a sua demência infantil, contratando vítimas, que não têm coragem de cortar as algemas…

 

e então perguntamos: QUE TEM O AMOR A VER COM TUDO ISTO ?...

 

 

Lasalete

neste momento eu estou ...: trabalhando
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:45

link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Março de 2015

MOMENTOS DE SOLIDÃO/ SUICIDA

31007_487494714627893_1663693221_n.jpg

 

 

Todos falamos de solidão…

Mas com mais ou menos conhecimento, a grande maioria das pessoas não sabe identifica-la, nem se sabe achar dentro dum quadro de solidão…

Solidão não é estar só… é estar sozinho, dentro da sua própria alma…

A solidão é uma loucura momentânea, que não nos permite andar pelos meandros da paz e da felicidade, onde se passeiam os demais…

E de tal forma se desenha essa loucura, que funcionamos como se fossemos trôpegos, quase paralíticos às vezes, incapazes de andar pelos próprios pés…tão certo o que eu digo, que a solidão por vezes nos paralisa…

Ficamos, quedos, firmes e hirtos…

Parece que as palavras não chegam sequer, para articularmos pensamentos…

Damos connosco a ensurdecer…

E o pensamento, se cruza com muitos silêncios difíceis de entender…

E aparece o medo de ficar só, ou a solidão já dentro do medo nos assusta, o que vai empurrar muita gente, para fazer as suas escolhas erradas…

Escolhas erradas, que depois não se podem apagar, como quem passa uma borracha num texto que se quer simplesmente destruir para ninguém ler…

Mas a solidão que mais fere, é a solidão acompanhada, por silêncios ósseos, suspiros, lentos tremores, risos ou sorrisos, vozes sussurradas, que denunciam a presença humana, mas fora do nosso labirinto emocional onde está esculpida a nossa solidão…

Hoje em dia, são inúmeros os casos de solidão, que se manifestam em pedidos contínuos de auxílio…de tal forma, que as lágrimas brotam, na vez das palavras…

Considero a solidão uma brutalidade, quando podíamos estar mais juntos do que nunca para podermos ultrapassar todas as crises do mundo, que se veste de egoísmo e se passeia disfarçadamente de cristão bem-aventurado…

 

Resolver-se-iam muitos suicídios… porque o suicídio não passa duma crise violentíssima de solidão, que ninguém detectou a tempo…

 

Estejamos mais atentos a quem nos rodeiam para evitarmos a solidão suicida…

 

Lasalete piedade

publicado por lapieta@sapo.pt às 16:59

link do post | comentar | favorito

SER CIDADÃO É ESTAR ATENTO...

63690_327265170714255_579587310_n.jpg

 

EDUCAÇÃO CIVICA , não passa apenas
por não deitar-mos papeis ao chão...por sermos atentamente ecológicos...
há ainda um longo caminho a percorrer na direção de todos os outros..
a maioria dos cidadãos, pensa, erradamente, que a cidade está por conta do Presidente da Câmara, e de todo e elenco de executivos, que laboram no domínio autárquico...engano nosso...
todos somos responsáveis por todos......
devemos por isso estar com mais atenção, a tudo o que nos rodeia...
observa:
se não podes ajudar, vê quem pode...
informa-te, de quem na realidade ajuda...onde se ajuda e que tipo de ajuda prestam as instituições da cidade...
e quando passares na rua, informa aqueles que passam visivelmente mais desfavorecidos...e faz o teu encaminhamento...
anota os números de emergência social...
isso também vai obrigar, a que as instituições, comecem a cuidar das suas tarefas com mais e maior cuidado...
são os cidadãos que pela sua insistência, obrigam os organismos a organizarem-se melhor...
faz a tua parte... não deixes ninguém à deriva ...
os humanos menos favorecidos não são esculturas de pedra dispersas na paisagem... eles precisam da atenção de todos nós...

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 16:09

link do post | comentar | favorito

EXECUTORES DO DESTINO

 

 

10377_212799258871674_961937504_n.jpg

 

EXECUTORES DO DESTINO ou facilitadores do karma...
sempre que passas por alguém com fome, com frio ou com dor...
sempre que alguém cruza a tua vida, em situação de rotura emocional...
de cada vez que diante de ti aparecer alguém, precisando de ajuda, tu nem imaginas o que a vida te está a enviar...
se não socorres, tu és o responsável pelo prolongamento da dor daquele ser......
apenas porque decidiste que ela se iria prolongar...
aquele momento era apenas teu...
estás diante de uma prova e não a venceste...
por isso pensemos... as dores dos outros podem ser as nossas dores...
está na hora de cada um de nós, refletir e começar uma etapa de amadurecimento espiritual...
a religiosidade e a espiritualidade são coisas diferentes...
as religiões não são responsáveis por ti, mas tu és responsável pela tua espiritualidade...
cada um de nós, mesmo que não queira, está implicado na execução das dores dos outros......
ainda há tanto para entender, na construção humana...

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 15:59

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015

A ALMA ÀS RISCAS ... OU AS RISCAS DA VIDA...

 

 

imagesBCZ0CJPV.jpg

 

creio, que nem todas as pessoas compreenderam o que aconteceu na alma de quem, de forma brutal, se viu de um momento para o outro proibida de viver...

e obrigada a vestir-se às riscas…

 

não sei se alguma vez, vamos conseguir classificar este acto hediondo...

porque, nem a raça, nem a religião, nem o DNA de alguém, justifica semelhante atrocidade...

resta-me apenas pensar que durante esse tempo, o mundo ficou nas mãos de seres perfeitamente anormais, espíritos perturbados e perturbadores, que tinham com as trevas um pacto infernal...

mesmo como reencarnacionista, me custa a aceitar que fossem exterminados milhões de pessoas e continuadamente, sem que para tanto existisse um grupo de seres sobre a Terra que parassem esse holocausto...

 

o mesmo pergunto hoje, como é possível, que estejamos a ver morrer milhões de pessoas à fome, num extermínio lento, dolorosíssimo e não façamos nada, camuflando esses horrores com cenas agradáveis, momentos aprazíveis e parangonas jornalísticas que parecem orquestradas exactamente para que não se pense a sério, nos horrores, que hoje em dia de forma mais elaborada, se cometem por aí...

 

se há 70 anos atrás as notícias custavam a chegar, hoje estamos assistindo à morte em directo e nada fazemos…

 

medimos o tempo da morte, o som da dor…

hoje traçamos as riscas da vida de forma mais programada, mas disfarçamos…

uns vão rezar, outros viram o rosto…

são muito poucos os que dão as mãos para libertar…

 

só quando do plano terreno, forem afastados, os ditadores, os bizarros governantes que existem por aí, os déspotas da história, que grava a ferro e fogo os sentimentos humanos, aí sim, talvez de verdade, mudemos a cor das riscas da vida…

 

a vida a preto e branco, dói muito…

 

se me perguntassem o que queria neste momento, eu respondo…

TER PERMANECI COM ELES ATÉ AO FIM…

 

Peço perdão, por não viver nesse tempo…cheguei já no fim da guerra…

 

La Salette

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 16:09

link do post | comentar | favorito
Domingo, 28 de Dezembro de 2014

estou quase nascer...vais dar-me um número ... 2015

 

transferir (1).jpg

que possas nascer também comigo...

um ser renovado... um ser distinto daquilo que és...

que possas nascer comigo...

que venhas repartir comigo esta aventura de viver...

a cada ano eu venho com a esperança de te encontar diferente...

estou a falar para ti humano...

vem renascer para uma vida sem medo e com mais acção...

deixa-te de palavras e aventura-te...

ama sem aviso, sem cobrança...

ama simplesmente ...

 

lasalete

 

 

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 10:46

link do post | comentar | favorito

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

553666_427308380637853_490837465_n.jpg

 

Acordei esta manhã no meio de um sonho fantástico…

Havia festa na minha rua…

 

Toda a gente bem disposta , muita alegria… e eu perguntei : - mas o que se passa ????....e percebi que era o dia da festa na minha rua…

 

Estava na cidade do Porto, a minha cidade berço…

todos tinham concordado que todas as ruas tinham durante o ano um dia de festa…

 

Gostei do que me contaram e perguntei qual era a razão…

 

Diz-me uma senhora muito simpática, que com os tempos modernos, os vizinhos se afastaram e era necessário voltar a aproximar as pessoas…

Que alguns viviam sós e já nem sabiam uns dos outros…

Que muitos viviam desconfiados, porque perderam o hábito de se encontrarem e formarem as grandes e simpáticas conversas de passeio…

 

Que muitos jovens nem sabiam quantos idosos e quantos jovens existiam na sua rua…

 

Achei interessante a ideia e percebi que esta iniciativa era também uma forma de detectar quem estava em situação de pobreza…

 

Soube também, que generosamente, para esses casos, toda a rua contribuía…

 

Então havia UM GABINETE DE RUA, que providenciava o necessário para essas pessoas…

Que o que tinham era generosamente repartido por quem não tinha tantos recursos…

 

Parecia o paraíso… sabiam assim nessa festa que ninguém estava só…

 

Então na cidade, sendo que existem tantas ruas, todas elas tinham um dia de festa, e como são tantas ruas as festas eram na cidade uma constante…

 

Percebi que eram festas solidárias em todos os sentidos…

 

O Porto, uma cidade fantástica , a cidade dos meus sonhos mais amorosos, mais solidários, mais ternos, que se possam imaginar…

 

Acordei, quase com a certeza de que na realidade, quando queremos, pode haver festa na nossa rua…

 

Vou pensar nisto muito a sério…

 

 

Lasaletepiedade

 

 

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 10:43

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

receber ajuda, sem ter q...

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

O MEU PEDAÇO DE CHÃO

RESSUSCITAR PORTUGAL

O CRISTO ILUMINADO

TODOS OS CRAVOS FALAM DE ...

A CRUZ DA CONVENIÊNCIA .....

O BANQUETE DAS FERAS

SEMPRE QUE O AMOR ME QUIS...

MOMENTOS DE SOLIDÃO/ SUIC...

SER CIDADÃO É ESTAR ATENT...

EXECUTORES DO DESTINO

A ALMA ÀS RISCAS ... OU A...

estou quase nascer...vai...

HÁ FESTA NA MINHA RUA ...

TODOS OS NATAIS SÃO SEMEL...

O AMOR É A FORÇA DA BOA V...

UMA ROSA PARA QUEM SABE B...

SE O MUNDO TIVESSE A COR ...

OS BONS TÊM QUE ACORDAR.....

recolha alimentar com gen...

subscrever a vida com amo...

MIGALHA --- UMA PIRÂMIDE...

MIGALHAS DE AMOR PARA PRE...

2014... só de mãos dadas

ABRACE UMA MESA DE NATAL....

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HU...

ONDE MORA A LIBERDADE ?.....

uma luz na escuridão...

11 ANOS DE AMOR E DOR…

a química da lágrima e a ...

E VOLTAMOS A FALAR DE POB...

O CORAÇÃO DA CIDADE , tem...

ALIMENTAÇÃO...VERSUS...HU...

Oração da Ternura

os artistas de Deus...

AMAR COM AMPLITUDE…

FOME DE PALAVRAS ...

PROJECTO LEI ... LER ...E...

O CORAÇÃO DA CIDADE NÃO P...

quem é O CORAÇÃO DA CIDAD...

MIGALHAS DE AMOR ...

TRIPEIRA COM MUITO ORGULH...

o amor precisa de palavra...

a fome atravessa a ponte ...

CORAÇÃO DA CIDADE EM EXPA...

tenho as mãos cheias de p...

rasguem a alma, mas não s...

Domingo de Páscoa...com c...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags