Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

Crónicas d'O Coração da Cidade

a instituição que o povo do Porto elegeu para si ...

preciso de adormecer ... ( poema)

 

 

Senhor... conta-me uma história...

preciso de adormecer,

a noite já está cá dentro,

em minha alma, quieta...

eu preciso de aquecer

esta tristeza secreta,

segura e inteligente,

que só quer adormecer

mas sem medo do presente...

 

podes contar-me uma história?...

não daquelas de encantar...

uma história interessante

daquelas que toda a gente

quer saber sem perguntar...

uma história bem humana,

que fale da nossa vida,

que nos diga sem rodeios

se os medos e receios,

não têm razão de ser...

e se afinal o papão

que nos trava o coração

um dia pode morrer...

 

conta Senhor, uma história,

daquelas que na memória

nos falam de amor e paz...

quando pequenos demais,

olhando p'ra nossos pais

tudo parecia diferente...

o mundo dava voltinhas,

e a missa das alminhas

era gostosa de ver...

e sem medo de morrer

nós fazíamos asneiras,

e de todas as maneiras!...

sempre arranhados no rosto,

nas pernas e nos bracitos,

corriam soltos os gritos

das traquinices de então...

o bolor sabia a pão

e o pão a quase nada,

mas na mão da pequenada

sempre dava p'ra mais um...

ninguém ficava em jejum,

porque as árvores do jardim

criavam frutos sem fim

e todos empoleirados

nos ramos quase quebrados

e a barriguita colada,

os olhos esbugalhados

se enchiam de tal prazer,

que á noite, mesmo  sem histórias

era bom adormecer...

 

hoje Senhor... é diferente...

custa tanto p'ra dormir...

não há bonecas de trapos,

mas há crianças sem mãe,

sem carinho, sem desvelo...

não há fitas no cabelo,

mas há crianças doentes,

e há almas indiferentes

á dor dos mais pequeninos...

não há peões pelo chão,

nem sameirinhas laranja,

nem bonecos de papel,

com as repinhas em franja...

 

já não há canções de roda,

não há vestidos aos folhos...

há gotas dentro dos olhos,

com medo da luz do dia...

por isso antes de dormir

as gotas querem fugir,

rolam pela cara,  e molhando

de pranto lá vão contando

histórias que ninguém quer...

contadas por tanta mãe,

histórias tristes de dor,

que nem Tu mesmo Senhor

contarias a ninguém...

 

os homens sabem trair,

e já não sabem sorrir,

estão  com medo de amar,

preferem ficar á espera

que uma nova Primavera,

venha na vez dum Verão...

têm medo de aquecer

por amor o coração...

por isso Senhor á noite

muitos dormem pelo chão ...

 

se as pedras de tanta rua,

pudessem assim contar

a dor de quem passa nelas,

abriam todas as portas

e em todas as janelas

as almas quando inquietas

viriam sempre escutar

essas histórias secretas

que ninguém ousa contar...

 

Senhor... mesmo ocupado,

fica um pouquinho ao meu lado,

e diz-me  a sussurrar,

se o mundo atarefado

precisa de estar calado

perante tanta maldade...

conta a todos uma história,

que lhes avive a memória

e assim os chame á razão...

para que em todas as  mesas

sempre haja calor e pão...

e que na alma dum crente

não haja meia verdade,

para que em toda a cidade

o amor esteja presente...

 

vou trabalhar , porque assim

ficas mais perto de mim,

mas não Te vais esquecer:

_ eu chego a casa cansada,

mas depois de estar deitada

preciso de me aquecer...

abraça-me qual criança

e quentinha de esperança

ajuda-me a adormecer...

 

 

lasalete ... ( poemas do fundo da alma) ... 6-11-2009 ..... 12,00h

 

 

 

 

uma carta para DEUS ...

DOS HOMENS AINDA IMPERFEITOS MAS QUE QUEREM ACERTAR

 

Senhor meu Pai...

venho por este meio escrever-Te...

não Te pergunto se estás bem, já que és infinitamente perfeito, por isso não tens doenças, nem dores, nem problemas, porque não estás sujeito ás molestias, fisicas, morais, emocionais dos humanos...

sendo que és a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas, logo se depreende que tudo está bem em teu redor...

 

só que... na Terra as coisas estão um pouco complicadas...

não pela fome que já estás farto de conhecer, e, quando querem falar contigo, sempre Te falam dos mais pobres, dos doentes, dos infelizes, dos deserdadpos, dos desamparados de carinho, dos sós...enfim ...

 

não é dessas dores que eu quero falar-Te...porque dessas dores,só de falar já doi...

 

quero falar-Te da indiferença...

quero falar dos que vêm a este mundo com capacidades de ajudar os que precisam de auxílio...e se mantêm indiferentes...

dos que deveriam  ajudar os povos a progredir e para eles fomentam a guerra...

dos que aprenderam que, amar é essencial , e semeiam a discórdia entre toda a gente...

dos que recebem medalhas em nome da paz , e voltam as costas aos conflictos, dizendo que estão a trabalhar em Teu nome...

 

daqueles que acendem fogueiras , cremando inocências , derrubando ternuras , matando a Fé...

 

daqueles que são proeminentes oradores em nome da democracia e legislam de forma a que sempre existam escravos...

 

dos que forgam leis para que os mais pobres fiquem mais pobres, e os mais ricos mais distantes ainda, no planalto da sua quase intocável riqueza...

 

daqueles a quem permites intelectualmente um passo mais em frente, e que usam a inteligência para semear a doença e a peste que fabricam em laboratório, e que depois espalham por toda a parte...

 

dos que se esquecem que o amor é a maior de todas as energias e sustentam as sociedades na desconfiança, matando a esperança de quem quer ser feliz...

 

dos que sabem dirigir, mas com medo de empobrecer, forjam falta de trabalho para quem apenas queria trabalhar para sobreviver...

 

falo daqueles a quem deste mar e terra, alimentos para distribuir e jogam fora esses recursos em nome dum estudo económico , matando a vida de tanta gente com fome...

 

eu ainda não entendi porque é necessário matar pessoas para que os outros possam comer, se afinal se deitam tantos alimentos fora...

é verdade Senhor... nos hipermercados todos os dias toneladas de alimentos em bom estado vão para aprensa do lixo...

 

também Te quero falar, daqueles que nasceram com o dom de amar, intuir , alertar e forjam poderes que não têm para tiranizar e empobrecer as mentalidades...

sabes que em Teu nome, vendem a vida, a morte, o céu... é verdade ... e as pessoas acreditam... dizem que se colocarem umas velinhas para Ti , são atendidas... e que Tu Senhor, as ajudas se assim fizerem...diaem que têm o dom de ver o futuro e como todos andam com muito medo do futuro, deve ser para ver se ele lhes vai fazer mal...

 

por isso é que quem não Te conhece, quando qualquer coisa de mal acontece, diz que a culpa de tudo isto é Tua...

 

por tudo isto e por muito mais, que de certeza eu desconheço, eu Te peço Senhor meu  Pai, faz-Te á Terra e vem ver como estão a viver os homens a quem confiaste o planeta azul...

 

nem respeitam os animais e muito menos as plantas...

imagina... levam plantas para dentro de casa e lá dentro fumam todo o dia...

querem ter filhos e não se privam das drogas para dormir, para acordar, das dietas disparatadas, do fumo , do álcool, sabendo que assim podem gerar filhos imperfeitos...

 

quando amam e não podem possuir... matam... e dizem que foi por amor...

vê se tem jeito semelhante afirmação...

 

inventaram a Net, para conseguirmos comunicar mais facilmente e aprender muitas coisas em tempo real...

mas, sempre conseguiram , uns quantos, tornarem-se predadores, da infancia e juventude...

ninguém que aconteça mal aos seus filhos, mas não se privam de fazer mal aos filhos dos outros...

 

Senhor Deus... muita coisa está mal... mas o que mais me doi... é mesmo a indiferença...

 

os que falam em teu nome, só querem ter a primazia da verdade absoluta, como se a sua religião é que fosse a melhor e a mais certa...

os que governam... esses não conseguem diminuir o egocentrismo e politicamente errados, se conduzem por um pretenciosismo sem precedentes... e  nem admitem que podem errar...

 

se der para pôr um termo nisto tudo, eu agradeço... e já agora , se puderes passar pelo Coração da Cidade, traz também uma ajudazinha, porque necessitamos de construir um pavilhão para colocar os mais carenciados a fazer a sua refeição em paz e já vai para oito anos que estamos á espera que isso aconteça...

 

Senhor agora era boa altura... vem aí o Natal e como é a festa do teu filho Jesus, assim Ele tinha uma grande prenda...

 

mas prenda mesmo, mesmo a sério,era abrir os olhos da humanidade que parece que não quer acordar...

 

já me estava a esquecer, se vieres com tempo, quero apresentar-Te um senhor que se chama José Saramago, porque ele diz que não Te conhece...

eu até acho que ele está certo... é que lhe têm apresentado alguém em teu nome e tão mauzinho, que ele diz que não acredita em Ti...

mas quando ele Te conhecer até vai ficar de queixo caído, quando perceber que foste Tu que lhe pagaste os estudos e o fizeste escritor...

há! ... é verdade... essa também ele não sabe... que a casa dele também foste tu que lha deste... que grande partida que Tu lhe pregas-te ...

e ele que têm a mania que é esperto...

olha Pai, mas foi do jeito que pôs toda a gente a falar de Ti...

até aqueles que não falam de Ti por vergonha, vieram dar a sua opinião...

coisas de gente pequena... mas eles vão crescer...

 

Pai, um abraço e um beijinho, por tudo o que me tens proporcionado e que tem contribuido para o meu crescimento...

 

há pouco descobri que aqueles remédios amargos que me deste para tomar, afinal foram para curar umas dorzitas da alma...

 

és o máximo... por isso é que Te chamam Deus...

 

amo-Te muito

 

da tua filha traquina

 

lasalete

 

saramaguisses...

 

DEUS

 

nunca falta oportunidade para um pé de conversa, nem mesmo para deputados cristianizados ou para cristãos que por tudo e por nada se sentem muito insultados com as opiniões, contrárias ao seu suposto acreditar...
 
mas... até que ponto se defende com dignidade e fidelidade os propósitos proféticos ou as advertências do mestre Jesus?...
 
com que caracterização, fomos assistindo, século após século, a todo um conjunto de barbaridades que em nome de Deus e depois da cristandade, manifestamente, levaram ao cadafalso inúmeros seres humanos, que não professando a mesma fé, ou que supostamente comunicavam com o além, de imediato eram maltratados e martirizados, restando-lhes apenas serem recebidos no outro lado da vida, por espíritos amorosos, que compreendendo a pouca evolução dos chamados crentes, vão ficando na certeza de que a própria evolução fará o resto...
 
todos nós, qualquer que seja a nossa evolução espiritual de que somos portadores, temos direito á nossa opinião… sobre Deus, sobre a vida, sobre qualquer aspecto do mundo espiritual...
 
acreditar em Deus é muito difícil...
 
A inteligência de Deus se revela em suas obras como a de um pintor em seu quadro, mas as obras de Deus não são o próprio Deus, assim como o quadro não é o pintor que o concebeu e executou. Livro dos espíritos - capítulo - 1
 
as opiniões dividem-se, e, de forma controversa, nós assistimos diariamente a  atitudes estranhas, que declaradamente desvirtuam por parte dos crentes, o "AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI" ...
 
como podemos insistir com os que não crêem que Deus existe, se fomos nós cristãos, que pelo exemplo, ao longo dos tempos, mostramos que Deus para nós valia tão pouco… com as atitudes pouco dignificantes que não foram mais do que, tormentos e padeceres infligidos aos nossos irmãos de jornada...
 
não necessitamos de invocar comunidades anómalas,  para termos alguma razão, como  a inquisição, as cruzadas, as fogueiras ou outro tipo qualquer de excomunhão ou arbitrariedade sacrossanta…
 
basta observarmos o comportamento do mundo cristão...
nem necessitamos de apontar o mundo islâmico e todos os fundamentalistas que pululam por aí, pertencentes aos mais variados cultos e crenças...
 
no fundo, Saramago mostrou, sem mesmo ele perceber, que acreditar é realizar...
e foi pela palavra aquilo que nós cristãos somos pelo exemplo…
ferir para vencer...falar sem ponderar...
ninguém é senhor da verdade... todos temos direito á nossa opinião...
 
quem sabe se os ateus, estão é espera de que os cristãos demonstrem o seguinte…
se acreditas no amor... ama...
se acreditas no perdão ... perdoa...
se tens fè ... acredita ajudando...
se acreditas na Caridade ... sé caridoso...
se falas em esperança... então porque retiras a esperança a tantos seres humanos...deixando-os á fome, ao frio, sujeitos á dor, sem instrução e torturando-os nos seus conceitos de liberdade...
 
aqueles que criticam Saramago, ou outros Saramagos por aí, nada percebem de Teologia...
Deus é infinitamente perfeito, e, acreditar é também uma ciência...
 
não é fácil ser-se fraterno ou solidário...
 
se Saramago é ateu, quem sabe, não o é,  porque os que dizem acreditar em Deus, desse Deus deram muito mau exemplo? ...
 
Deus é infinitamente perfeito... Deus é ...
 
quando o homem deixar de perguntar… quem é Deus? … e aprender a perguntar ... o que é Deus ?...
então aí, pode obter a resposta, que os espíritos deixaram á humanidade...
"DEUS É A INTELIGÊNCIA SUPREMA CAUSA PRIMÁRIA DE TODAS AS COISAS "
 
cabe-nos a nós, sermos o efeito dessa causa suprema , amando tudo e todos, e esperando a sua evolução, porque o mundo está a evoluir, e crentes e não crentes fazem parte desse conscencial colectivo, a que nenhuma vontade pode furtar-se, e, donde nenhum movimento pode fugir...
 
que importa que quem é ateu não acredita em Deus ?...
o importante é que Deus continua a acreditar neles...
 
na vida tudo é movimento, e, mais dia menos dia, todos estaremos na mão Deus, cumprindo a sua vontade...
 
mas até lá, fiquemos com a certeza... as trevas não são eternas e Deus está acima das vãs opiniões humanas...
 
provar que Deus existe é difícil...
provar que Ele não existe é impossível...
 
saramaguisses, que sempre ajudam a falar de algo... neste caso de Deus...
graças a Deus... e também a Ele o Prémio Novel do Amor Universal...
 
lasalete
 
 

um dia atrás do outro...

 

 

um dia atrás do outro ?

não é bem o sistema de vida que seja a opção da maioria das pessoas que eu conheço...

mas eu tenho feito um esforço enorme, para convencer quem de mim se aproxima, que vale a pena viver dessa forma...

 

tudo fica mais leve e mais claro...

 

o peso das situações se esvazia, quase na certeza de que no intervalo das nossas preocupações, alguém com mão poderosa, toma o nosso lugar e se encarrega dos nossos problemas...

 

fica difícil convencer os que estão no centro de uma confusão, de que parar para olhar para outro lado, é por vezes o caminho mais correcto para debelar a situação que tanto nos incomoda ...

 

sempre que enclausuramos um problema dentro da nossa , já enorme , confusão mental, estamos a potenciar negativamente o problema, plasmando em nosso redor espessas camadas de fluido negativo...e daí por vezes o resultado negativo do mesmo...

 

habituei-me a contornar os meus problemas de forma mais directa e simples...

tomei o hábito de olhar o meu problema como se fosse gente, a quem eu tenho que dar atenção, com calma, em harmonia e olho o problema do modo como gostaria de o ver  solucionado...

 

entrego a Deus a parte negativa do mesmo e peço protecção para mim para que eu não seja afectada pelo lado negativo que todos os problemas comportam...mas que seja feita sempre a Sua vontade...

 

tenho obtido resultados fantásticos...

e outros dos truques que inventei para mim mesma, é olhar o problema como se ele fosse o problema de outra pessoa qualquer e então parece que não sofro tanto dentro dele... não afectando a solução do mesmo...

 

tenho assim obtido resultados surpreendentes e percebi que o mesmo problema fica esperando por mim, mas sobretudo pela altura certa para poder ser resolvido...

 

Deus na sua infinita misericórdia dotou o ser humano de poder de resolução, mas para ser usado esse poder o ser humano tem que usar outro dom muito simpático que passa pelo simples acto de parar e meditar...

integrar-se num todo onde ,amar, descobrir, distribuir, cooperar, são também atributos do mesmo ser e devem ser usados com consciência e acção continuada...

 

à minha vida têm vindo muitas ajudas, muitos amigos, pessoas conhecidas que eu percebo, serem enviadas por Deus e que altura certa, ali estão cumprindo a sua missão, ou seja, dar-me um pouco mais de alento e vida, para que a minha jornada não seja tão difícil...

 

tento entregar-me de alma e coração a todas as minhas tarefas e amo-as mesmo que elas se apresentam com um grau de dificuldade aparentemente insolúvel, mas na altura certa , eu, ou alguém enviado para me ajudar, vem resolver o meu problema...

 

é necessa´rio ponderar-mos no seguinte:

  • entender o mundo e entendermo-nos dentro desse mundo...
  • gostarmos de nós, amarmos o nosso percurso, é urgente de acontecer em todos os seres humanos...
  • dar-mos pouca importância a pequenas questões que em nada contribuem para o nosso crescimento espiritual e nada ajudam o meio que que estamos inseridos... 
  • abrirmos todas as manhãs com um sorriso ...
  • colocarmos cada pessoa que nos rodeia dentro do nosso coração com um abraço , mesmo que seja a pessoa que nos desagrada, que nos agride e que de modo algum corresponde àquilo que nós esperávamos dela...

 

os problemas não são para nos desesperar-mos e existem na nossa vida para que com eles possamos aprender...esperando de todos nós uma resolução construtiva...

 

também vivi situações menos amorosos, mais ou menos suportáveis , durante toda a minha vida ... nem sempre tinha da vida uma compreensão tão elaborada... e aí sai prejudicada...

hoje sei que os problemas que vivi, me ajudaram a entender os problemas dos outros, com contornos semelhantes aos meus e, na bagagem da experiência que a vida me doou, consigo aconselhar e operar na vida de muitos dos que me rodeiam,a paz e a harmonia...

 

a verdade com que vivermos, o amor com que nos deslocarmos na vida é na realidade o garante da nossa intensa jornada...e sem que queiramos, a lei está do nosso lado e ajudar-nos-á a encontrar soluções menos aflitivas para tudo quanto tenhamos que resolver...

 

portanto, se você está num daqueles dias, para " deitar fora " , não faça isso, recicle os seus pensamentos, pese as suas opções e confie...

peça a Deus que o aconselhe e encontrará com toda a certeza a sua solução, pode não ser a solução que gostaria, mas espere e vai conferir que foi a solução certa...

 

não se precipite e actue na vida, como se estivesse a representar para uma grande plateia, onde de verdade tem que dar o seu melhor, não pelos aplausos, mas pela certeza de que valeu a pena, dinamitar no coração dos que nos rodeiam,... é muito importante...

aqueles rochedos que os medos constroem e que a nossa incredulidade aguenta, são obstáculos que estão presentes na vida de todos nós...

 

vamos então seguir em frente... sem medo, sem barreiras... confiando ...

 

para todos um bom dia de trabalho e um abraço do tamanho do mundo...

 

um beijo no vosso coração

 

lasalete

 

para além de mim... ( poema )

 

para além de mim ... apenas uma mão poderosa

que segura a minha fragilidade..

 

para além de mim ... apenas um sopro de vida

e um irradiar completo da cosmicidade absoluta...

 

para além de mim ... a imensidão do éter

e o plasmar constante das emoções que ainda não comando...

 

para além de mim ... um horizonte curvilíneo

e a oferta permanente da rectidão espiritual...

 

para além de mim ....  a sombra do incompleto interior

e  a luz abrangente da força resolutiva da minha consciência...

 

para além de mim... o eu perdido ... o eu encontrado...

o renascer permanente com novas asas...

com novos sentimentos que se usam abertamente...

com novo querer que se projecta sem pensar...

com transparências que se motivam com flores...

com fragrâncias que se recolhem na poesia dispersa...

com permanências que se completam ao adormecer ...

tudo para além de mim espera por mim constantemente...

 

para além de mim ... a certeza absoluta

dum Deus que incondicionalmente me ama...

dum anjo que cuida de mim...

duma voz secreta, inconfundível, que me chama...

transportando-me... para além de mim...

 

lasalete ... ( coisas do fundo da alma) - 22-08-08

dentro do silêncio... ( poema)

 

dentro do silêncio, há um quê que sabe a solidão...

uma denúncia velada que fala de tudo,de todos e de ninguém,

um misto de fraqueza e de coragem

e uma certeza de que só Deus

tem de verdade a chave do nosso coração..

 

dentro do silêncio se embriagam os sentidos

com uma vontade mórbida de os arrebatar de dentro de nós

tornando a nossa paz o único paraíso

onde sofrega e serenamente  desejamos estar...

sem máscara ... sem dons... apenas o nosso eu para embalar...

 

dentro do silêncio existem músicas que só o vento toca para nós

e que somente a nossa alma consegue escutar ...

porque o silêncio tem a nossa voz e sabe como saciar-nos

esvazia os sons que não sabem a melodia

e oferece diálogos que só habitam na nossa imaginação...

 

dentro do silêncio erguem-se montanhas

que  nós sabemos intransponíveis

e tão altas que nos dão a certeza

de não estarem ao nosso alcance...

existem mares navegados por rostos estranhos

que marginam o nosso querer

e denunciam agressão à nossa intimidade...

 

dentro do silêncio existe a noite que ninguém acorda

e que nos tenta justificar os fracassos...

a noite de amores que nunca viveremos

e  luas de madrugada que nunca soubemos entender..,

mãos peregrinas que não sabem onde moramos

sentimentos misturados com lágrimas de dor...

sonhos que assustam a nossa pálida existência...

 

dentro do silêncio também se escrevem orações

para os deuses que não são de religião alguma,

para os orixás em que não acreditamos...

e dentro desse silêncio ardem velas

de promessas que dificilmente conseguiremos cumprir...

os nossos joelhos doem por rolarem no chão

na procura de outros silêncios que sangram em paralela união...

 

dentro do silêncio há gritos abafados

que se assemelham aos nossos gritos,

blocos de gelo que chocam de frente com o nosso ardor...

que esbarram com a nossa emoção

e tentam colar-se à nossa alma

tentando adivinhar onde mora o nosso querer...

 

dentro do silêncio há pedaços de céu

com nuvens votivas tecidas de encanto

esperando que  dentro delas plantemos flores...

estão prenhas de sons de maresia

onde elas também bebem e choram o nosso sofrimento...

 

dentro do silêncio as areias da praia

formam conchas de ilusão a que chamam beijos de mar...

o quente do sol oferece um brilho que confunde a magia do silêncio

mas que termina pela noite com o conforto sem pensar...

devolvendo ao silêncio a solidão timidamente,

com gelo tumular dos gritos surdos ao amar... 

 

dentro do silêncio onde mora o amor

onde mora a magia do acontecer

onde mora também a vontade de viver ,

dentro do silêncio onde quase tudo se pode esconder...

há uma fonte de saudade onde as lágrimas se podem disfarçar...

 

dentro do silêncio de cada alma que sente e se faz sentir

há mãos que se entrelaçam há gestos que se alongam no olhar

porque os sons são proibidos e não se podem usar...

há mais silêncios dentro do silêncio

com palavras que não se podem pronunciar...

em maior silêncio que  os silêncios que se possam imaginar...

 

dentro do silêncio só cada um pode morar

dentro do silêncio só cada um pode existir e penetrar...

dentro do silêncio cada um guarda segredos que nunca irá revelar...

dentro do silêncio há um canto para descansar

um quarto escuro onde as lembranças vão para sonhar

onde  uma luz  cor de  fogo  indescritivel

ilumina de forma  irresistivel  o verbo para  amar...

 

 

lasalete ... 18-8-08 ... ( coisas do fundo da minha alma)

 

o meu pedaço de céu... (poema)

 

o meu pedaço de céu

é o véu por onde Deus fala verdade,

é o jeito que Ele tem de amar

de abraçar e beijar a humanidade...

o meu pedaço de céu

que vem pela minha janela

é um abraço divino

que fala de outros valores,

de outros rostos e amores

que a Terra deixou por terminar...

 

o meu pedaço de céu

é palco das andorinhas

que voam quase bailando...

com cheiro a terra molhada

da chuva que cai chorando....

como se aberto gemendo

o coração se partisse

e então a chuva surgisse

me aconselhando a viver...

no meu pedaço de céu

para eu adormecer...

 

o meu pedaço de céu

onde os anjos livremente

dizem adeus quando passam

acenando a toda a gente...

não tem Sol está sofrendo

estão sós as nuvens brancas

quais noivas abandonadas

que dizem que vão morrendo...

o meu pedaço de céu

quando sorrir vai dizer

que mesmo abandonados

nós não devemos morrer...

 

o meu pedaço de céu

guarda um segredo profundo,

que a chorar contei a Deus

e não ao resto do mundo...

 

lasalete...( poemas do fim do dia) ... 11-08-08

obras em casa...

 

não precisa encerrar para obras... não precisa deixar de viver...não exagere...

 

arrumar a nossa casa requer uma certa habilidade e também um pouco de tempo... gosto para decorar, mas acima de tudo força e vontade para limpar...

 

não basta dizer eu quero, ou eu preciso... assumir com determinação que é urgente e que está na hora, é o mais necessário...

 

obras na nossa casa... na nossa casa interior...

 

iniciemos sem pressa uma vista de olhos a todos os departamentos...

  • os gostos
  • os pensamentos
  • os anseios
  • os sentimentos
  • os relacionamentos

ficaremos logo com uma panorâmica abrangente, mas que só é possível se partimos com disponibilidade total para tal empreendimento...

 

a sós não conseguimos?... não tem importância... recorramos a um especialista e assim debatemos o problema com alguém que possa oferecer um pouco do seu tempo, alugar o seu ouvido, onde vamos depositar o que está errado e logo saímos com um conselho sobre decoração interior que depois poderemos aproveitar ou não...

 

partindo do princípio que aceitamos a ajuda, vamos reunir os materiais necessários...

mas, atenção...

não deite nada fora sem que parta da sua vontade ...

não violente o seu interior...

assuma de uma vez por todas se é efectivamente isso que quer...

tudo no nosso interior tem significado... por isso mesmo revisite-se pela última vez apenas para testar se está apegado de forma ridiculamente ilusória a situações do passado ... há pedaços de vida que só permanecem para complicar a nossa decoração...

 

esvaziemos  então a casa interior de todos os sentimentos menores, deitemos fora também apontamentos antigos... de rixas que não resolvemos, de mágoas que teimosamente conservamos... de saudades que já nada trazem de bom e de novo e só nos fazem sofrer...

reunamos  o que estiver partido e que faz parte do lixo mental e joguemos fora...

isso não vai ser aproveitado para ninguém... o que não serve para nós , também não serve para os outros...

 

depois vejamos  com atenção... há aspectos em todas as casas que com um toque diferente e aproveitados de outro modo, até  mostrariam a todo o mundo um ser humano mais aprazível, sereno e a quem todos teriam desejos de visitar mais vezes...

 

o que vamos reparar? ...

as paredes? ... elas representam os nossos alicerces, a nossa educação, os nossos princípios e nunca é demais descobrir se ao longo do tempo, por distracção, deixamos que pequenas fendas do nosso carácter se alonguem e abram brechas enormes...

solidifiquemos a nossa postura interior, reforçando com generosidade e solidariedade a nossa forma de estar... sem queixume... e com firmeza, as paredes engrossam na ausência do medo...então arrumemos de vez com os medos que enchem de caruncho os nossos alicerces...e os podem fazer ruir...

 

 

as janelas?... os nossos olhos... responsáveis pelas nossas emoções pois que registam as imagens boas e mais que a vida oferece... recebem e devolvem e nem sempre a melhor imagem... alugam a nossa mente e distorcem emoções revelando fraquezas e fracassos nossos e de outros também... limpemos os vidros das janelas e passaremos a ver a vida com outros olhos e de certeza a descobrir na paisagem, encantos que outrora nem perceberíamos...

 

a porta ? ... a nossa porta é muito importante... é por ela que entra tudo quanto permitimos... ele representa a nossa mente ... os nossos sentimentos ... o nosso consciente activo... que por vezes, indolente, se deixa penetrar por todos os que desejam aproveitar-se da falta de disciplina mental que é mais comum do que o que podemos imaginar... é também por ela que quem habita espiritualmente nas proximidades,  entra facilmente e passa a fazer parte do nosso condomínio espiritual... levando perturbação e dor... ajustemos portanto a nossa porta... pintando-a de novo... para que ela inspire quem dela se aproximar a realizar também as suas reparações...

 

depois decoremos com gosto a nossa casa interior...

no quarto ... coloquemos em situação de destaque os nossos pensamentos para que após louvarmos e agradecermos a Deus por mais um dia tenhamos a possibilidade de fazer um sono repousado... aí ,decorado a gosto não ficaria mal uma flor branca agradecendo ao nosso anjo pela sua companhia...a flor da gratidão

 

no banho ... a serenidade seria o ideal... banhemos então a nossa emoção sem pressa e com calma deixemos que a nossa personalidade se adopte às novas nuances que estão a acontecer...e que as lágrimas aceitem cair, por amor, embelezando o rosto...

 

na sala ... uma novo tom de verde mar que espelhará a confiança e a solicitude , deixando transparecer o cuidado para com os nossos familiares e amigos... a festa permanente do nosso coração que nos mostra de imediato o propósito de mudar e assim permanecer...aí não desperdice energia ... é muito importante cuidar do amor...sem pressa, sem egoísmo, sem sentimento de posse... o amor quer-se tranquilo onde apetece permanecer constantemente...o maior esperança... confiante... perfumado...

 

na cozinha ... o carinho, a coragem de uma higiene  comportamental sem precedentes onde os sentimentos se exprimirão de forma declaradamente mais sólida... sem emoções desregradas e onde as variadíssimas cores rapidamente lembrarão a disposição imediata de quem se está a alimentar de novidades frescas e salutares...a satisfação plena e consciente de que fazemos parte da natureza e por isso aprendemos a ser naturais e iguais a nós mesmos...

 

no conjunto e sem dúvidas, em toda a casa, o branco da paz  vai ser o motivo dominante e todos os que nos visitarem vão perceber que estivemos realizando modificações visiveis e que ficamos com muito melhor aspecto...

 

desapareceu o homem velho e surge de forma mais interessante um homem novo...

 

é verdade ... estava esquecendo algo muito importante...

um pequeno canteiro de flores, sempre empresta à nossa decoração exterior, um ar bem agradável e aprazível... então aqui , recomendamos a humildade dos miosótis, a elegância e a força dum belo jacarandá e a beleza lúcida e permanente das rosas ... a determinação dum salgueiro ondulante e a frescura dum amor perfeito... mas, tudo necessita da sua atenção...não se esqueça de colocar aqui o mais belo e doce sorriso... os braços estendidos dos pinheiros de Natal que todo o ano inspiram solidariedade e fraternidade, dirigindo o seu perfume a quem passa...

 

bem de frente ,não se esqueça de solicitar uma luz na entrada da sua porta e dentro de sua casa... aí, só um especialista ,"DEUS", iluminará a sua casa e você permanecerá nela confortável pronto para qualquer vendaval...quente e com a sensação de ser embalado ...

 

sente-se desenhe com o pensamento borboletas e solte a criança adormecida... convide as andorinhas e ensaie a primavera dos sentidos... e voe... tanto quanto seja possivel... sem limites...

 

convive então seus amigos, faça uma festa e diga... AQUI ESTÁ UM SER NOVO... diga-lhes como gosta deles, prepare os seus melhores petiscos, dance, cante e siga em frente...

 

a vida continua... e o trabalho de cada um é imenso...

 

todo aquele que se quer melhorar está em obras constantemente...

 

um bom dia e um abraço do tamanho do universo ... eu também estou em obras...

 

lasalete

 

 

 

 

 

nova oportunidade...

 

 

a cada dia que passa ...
a cada momento que nos abraça...
a vida se desdobra em mil razões para nos ensinar...
 
de novo o fim de semana ?...
 
se durante a semana nos dizemos pressionados por razões de ordem laboral, no fim de semana se não temos a nossa emoção bem arrumadinha, dizemo-nos pressionados pela família... porque não nos entendem, porque nos consomem... porque .... porque ... porque… enfim...
não será, porque nós mesmos, já não estamos verdadeiramente  ligados aos que fazem parte do nosso círculo mais próximo ?...
 
ou então...
porque destruímos a capacidade de nos encantarmos com coisas simples ?...
porque consentimos paulatinamente a destruição da inocência e a pureza de carácter das nossas emoções ?...
porque deixamos que tomem conta de nós, os desejos reprimidos que nos castraram as emoções e os anseios ?...
porque nos permitimos envenenar pelos medos alheios, tecidos no manto de leis de moral social, que Deus não criou ?...
porque esquecemos como é bom gritar " eu quero a liberdade"...
ou porque ignoramos um laboratório fantástico e muito particular que se chama consciência... onde de forma sequencial realizamos e guardamos as fórmulas secretas das nossas experiências?...
 
 
tudo porque, por ignorância... 
arrumamos erradamente na nossa ideia, que temos um plano Kármico que se cumpre com enorme sacrifício... errado...
o plano kármico de cada um de nós é nada mais nada menos que a súmula do passado, do presente e do futuro, apenas a pedir brilho espiritual...
então, o karma é o nosso despropósito e o nosso propósito, daí que estejamos e ser solicitados constantemente para darmos respostas cada vez mais elevadas, por isso mesmo os nossos problemas sobem de grau de dificuldade, ou se apresentam repetidamente, porque a vida nos quer  mostrar que sobre o assunto ainda não demos  a resposta adequada...a mais correcta...
 
a fragilidade do nosso ser, ainda se mede pela falta de compreensão sobre a missão de cada um no seu plano kármico... é afinal é tão simples ... é darmos à vida uma resposta mais consciente... menos egoísta e mais dinâmica...
 
não temos que aguentar nada, nem ninguém, pois que este tipo de raciocínio se constitui num apreciar medíocre da nossa razão de viver e até da bondade divina...
cada um de nós tem uma ferramenta de acção utilíssima que se chama livre arbítrio...
 
entender o que nos é solicitado e entendermos quem somos e ao que viemos, é o grande desafio das geração actual…
todos reencarnamos numa época áurea… viemos à Terra na era de novo conhecimento, onde nada está oculto, onde nada está vedado e onde tudo está à espera dum parecer conclusivo...
 
a nossa escolha é por isso mesmo a batuta kármica que vai permitir a modelação duma obra maravilhosa... da sinfonia de vida que espelhará a nossa elevação
no painel de opções que se desdobra à nossa frente, fazermos a escolha certa, é na realidade um alívio… e pelas escolhas que fizermos podemos aferir do grau de adiantamento que temos...
 
o percurso de cada um de nós dita portanto a cada dia, nova oportunidade...
é só querer saber quem são os que nos rodeiam, observá-los e entendê-los dentro das suas dificuldades e carências afectivas e espirituais...
 
a cada momento a sua oportunidade...
a cada oportunidade a sua resposta...
a cada resposta o seu conhecimento...
a cada espaço de conhecimento a sua aplicação...
a cada aplicação a sua escolha...
a cada escolha a devida protecção...
a cada protecção o seu merecimento...
 
a sementeira é livre... a colheita obrigatória...
 
navegamos num mar de indecisões, apenas porque nos assiste ainda a ausência de esperança e de consciência absoluta de que somos um ser cósmico, a trabalhar para o bem do universo...
 
não nos quedemos porque as nossas resposta ainda são menores de conceito... mas arrisquemos mais, que logo, logo, nos observaremos a dar respostas mais completas e de maior ordem de grandeza espiritual...
 
neste fim de semana... pensemos... será que até têm razão... quem sou eu afinal ?... o que vim cá fazer ?... quais são afinal os meus anseios ?...
 
não acreditemos, que tantos sacrifícios são apenas o ensaio para o grande espectáculo da nossa incompetência, onde os nossos ideais se sintetizam no querer uma casa nova e mais bonita que a dos amigos, ou no desejar a todo o custo o carro de última marca... tudo isto é muito pouco, para quem foi criado por Deus...
 
nós somos grandes… então tenhamos desejos de sabor divino ...
nós somos grandes… então tenhamos atitudes de características universais...
nós somos deuses... assim o disse o Mestre de Nazaré... então coloquemo-nos nos parâmetros de grandeza de que dispomos...
 
todos os dias um pouco de cada vez e estaremos cumprindo o que Deus destinou para nós.. sermos inevitavelmente felizes...
 
avancemos vida fora, com consciência e vontade resolutiva de abraçar-mos as novidades que a vida tem para nos oferecer… acreditemos em nós…
 
acreditemos ou não… quer queiramos ou não… somos vida em movimento e cada um dos nossos gestos mentais influi grandemente na vida do universo…
 
solto de mim  o desejo eterno de que esta mensagem atinja quem a ler no maior manto de felicidade possível...
 
um abraço de paz ...  lasalete

 

inquietas e sós... poema

sobram palavras...

os gestos diluem-se no vazio

os braços procuram abraços

que não tocarão nunca...

os sons arrastam lembranças

e a mente faz poemas de embalar...

 

a música monta o seu palco

e na penumbra da tarde

as almas inquietas afastam o nevoeiro do medo

e vêm falar encostadas ao meu ouvido...

 

os medos são os mesmos

os anseios mantêm-se intactos...

falam de seus amores,

falam da saudade que não conseguem ignorar...

rezam e pedem que reze com elas...

as almas não são virtudes,

são apenas almas de gente

que sugou e mitigou sua dor...

almas disponiveis para parar ,

defronte para os homens que as ignoram...

 

o Sol que as libertará ainda tarda..

está na hora das Avé-Marias...

mas na cidade os sinos não tocam,

as mulheres não se vestem de negro como na praia,

os homens já não tiram o chapéu por respeito... 

e eu digo :- os homens já não usam chapéu...

e elas perguntam : -então já não respeitam ninguém...

 

longe ... longe ainda ouço a voz

preciso de um abraço... estou só...

enrolado no amor infinito dos anjos

uma oração se estende qual manto,

porque as almas ainda precisam de se agasalhar...

mesmo em outra dimenção a dor e o sofrimento,

o amor e a saudade, a raiva e a vingança ,

vestem as mesmas cores da Terra...

 

as mentes se entrelaçam em ideias

que não as satisfazem e não compreendem

indiferentes às almas que se cruzam perto

chorando por estarem ausentes...

 

sem rimas... sem medos

com amor e com carinho

as almas passaram por aqui...

 

eu escrevi por elas e para elas...

saudades das almas inquietas e sós...

 

lasalete...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



gifs

CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D