Domingo, 3 de Novembro de 2013

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HUMANIDADE...

o amor sublime ainda não é deste mundo...

ainda falta à natureza humana, o desejo inconfundível de alcançar esse amor...

 

mas também não podemos estancar as forças eternamente, não podemos fazer de conta todos os dias, não vamos, por muito mais tempo dizer não ao amor, não será possível viver fazendo de conta que está tudo bem...

 

esse amor sublime existe e ele é que nos está atraindo para o seu núcleo...

verifique como a cada dia que passa a sua sensibilidade está a incomodar-se com o mal que vai acontecendo...

é o sinal de que está a ser atraído a esse amor sublime...

por isso pense em si com mais carinho, ame-se e deixe fluir essa força que ainda de forma embrionária o requisita amorosamente para o seu centro...

 

olhe para todos em redor e experimente ser dócil, gentil, enobrecendo os seus actos com compreensão...

vai verificar que de cada vez é mais fácil...

 

e os outros, também não têm que mudar?... porque não mudam?...

é verdade vão mudar, mas cada um de nós tem a sua hora e o mais importante é não perder essa hora...

 

APANHE O TRANSPORTE E FAÇA PARTE DESSE AMOR ...

 

 

lasaaletepiedade 

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 14:02

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

os artistas de Deus...

 

 

não deixes que os rios levem a tua emoção,

nem deixes que a chuva chore as tuas lágrimas,

não deixes que o vento leve teu pensamento

nem deixes tão pouco, que o sol possa emitir o calor da tua alma,

não deixes que a lua faça os teus versos...

não deixes que alguém tente imitar teu coração...

 

segura nas tuas penas,

faz delas duas asas para voar...

 

se alguém tiver que imitar algo, que sejas tu...

imita tu o vento e espalha a tua esperança...

imita o calor do sol e aquece o coração daqueles que estão gelados de solidão...

imita a paz imersa na natureza,

imita a velocidade dos rios, levando com prontidão a tua ajuda, onde a tristeza parece fixar-se ...

imita acima de tudo a imensidão do mar e faz-te imensa...

 

sim... é para ti alma querida, que ainda não despertas-te, que eu estou a escrever...

é para ti,  que ainda não percebes o que estás a perder...

 

nem imaginas como é bom ser-se universo...

 

corre, corre veloz, pois que na Terra está tudo por fazer e o Deus do Universo, todos os dias envia artistas para retocar a sua obra...

 

um desses artistas és tu...

 

faz-te livre … quebra as algemas ..

 

VEM... VEM APENAS ...

 

lasaletepiedade

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:12

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Março de 2011

dia da mulher ... dia da mudança ...

 

 

 

 

 

 

                                                              

 

Aprende mulher…

 

 

Não importa se és a fonte…

Importante é que sejas a água…

 

Não importa se és o pássaro…

O importante é que saibas voar…

 

Não importa se és o vento…

O importante é que saibas comunicar…

 

Não importa se és a máquina…

O importante é que sejas a força…

 

Não importa que sejas o Sol…

O importante é que sejas o calor…

 

Não importa que sejas a estrela…

Importante mesmo, é que não percas o brilho…

 

Não importa se te amam…

Mas o mais importante é que nunca percas a força de amar…

 

Mulher acorda … prossegue… respira a mudança que está a acontecer em teu redor…

 

Transpira … e deixa que a tua voz coloque de vez a tua força em movimento…

 

Olha como o mundo nunca prescinde de ti… se tu soubesses a força que tens…

 

Não te preocupes em mexer as ancas… mexe as pernas ...

 

Não te preocupes em levantar o peito… enfrenta o mundo elevando o coração…

 

Não te demores tanto no corte ou nas madeixas do cabelo… mas constrói conhecimento e faz-te ao mundo, renova o pensamento …

 

O mundo não é o “teu pequeno mundo” … o mundo é o grande mundo de toda a gente… dos pobres e dos ricos , dos feios e dos bonitos, dos  cultos e dos analfabetos… dos maus e dos bons… este é o mundo… mas só não é melhor, porque tu, mulher,  ainda não tomaste consciência do papel que te foi distribuído…

 

Vê a publicidade… vê como eles já descobriram a importância que tens, para vender, para convencer e até para converter…

 

Ilumina o teu coração… e faz “ AMOR COM  INTELIGÊNCIA”  … abre a tua alma… sem religião á mistura, mas faz um acordo cósmico… abre os braços e absorve a energia que tem o teu … ADN … AGORA DIZ NÃO … esse é o teu ADN … diz não á inoperância… ao facciosismo e diz… ou sou mulher … vê o que é ser MULHER… o que implica … de uma vez por todas dá novo rumo ao teu caminho…

 

Mudança

Unificação

Liberdade

Humanização

Energia

Resolução

 

 

Tudo isto é ser mulher, mas mulher deste tempo… porque é que o mundo está como está ? … já perguntas-te… vais dizer que é porque os homens não sabem governar… não é porque as mulheres não querem ter trabalho…

 

Vamos fazer um movimento… já começou hoje…

 

                                          MCM

                  MULHERES com CORAÇÃO em MOVIMENTO

 

 

DIVULGA E INSCREVE-TE … ajuda a mudar o mundo… implica-te nesta mudança…

 

 

Um grande abraço a todas as mulheres

 

 

Lasalete

neste momento eu estou ...: bem e com muita força
publicado por lapieta@sapo.pt às 14:02

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 29 de Junho de 2010

UM DIA FOMOS ASSIM ...

 

um dia fomos assim...

ternos amorosos, sem medos que acrescentassem mais medos,

tão ternos e amorosos que era fácil acreditar que o mundo estava preparado para nos amar eternamente...

 

se nos dissessem que iríamos crescer, nós nem tão pouco compreendíamos o que nos estavam a fazer entender...

porque na nossa cabecinha, não cabia a ideia de um mundo cruel e infeliz, onde a maior parte dos seres humanos fazem de conta de que tudo está bem e onde de vez enquanto fazem de conta que amam e cantam canções que Parecem eternizar esse mesmo amor...

 

tão ternos e amorosos nós eramos,que mesmo a dormir apenas sonhavamos coisas de sonho, sem suspeitarmos que que os adultos sonhavam coisas de dor e de pranto e que por vezes tinham medo de adormecer, para não terem que sonhar os sonhos que ninguém quer...

 

mas o mundo não pediu licença, apenas cumpriu uma ordem universal de vida...

e nós crescemos, e fomos enfrentar o mundo dos homens que sonham sonhos que não querem sonhar...

o mundo dos homens que não sabem como dizer não, quando devem dizer sim...

o mundo dos homens que precisam de amar , mas que têm vergonha de o fazer...

o mundo dos homens que não se assumem, em qualquer aspecto da sua personalidade e que tentam disfarçar, teimosamente, permanecendo infelizes...

o mundo onde os homens dizem que têm pena dos mais pobres e onde inventam rácios para que a fome continue e eles assim possam enriquecer mais depressa...

o mundo dos homens que ensinam democracia, mas que governam calcando os mais desprotegidos, deixando apenas a imagem na memória de alguém que deixou de existir mas que não interessa...

o mundo dos homens que faz registos de morte, mais rápido do que os registos de vida...

o mundo dos homens que quer filhos, mas que se esquece deles quando eles crescem e se mutilam por dentro destruindo os sonhos que aprenderam a sonhar enquanto eram crianças...

o mundo dos homens que falam de inocência, em paralelo com a pedofilia, com a prostituição e o trabalho infantil...

o mundo que recorda as canções de embalar , mas que tece nuvens de ilusão onde ninguém quer permanecer, porque já não sabe cantar...

 

um dia todos os homens foram assim, onde ficou portanto a sua inocência e a sua ternura?

 

para onde caminham os pés que chutavam á bola?

para onde se estendem os braços que procuravam a mão dos amigos com verdade?

o que agarram as mãos que outrora colhiam flores?

onde pára o sorriso, que em tempos acompanham o canto dum passarinho?

onde estão os rostos que antigamente se lambuzavam de algodão doce?

 

quem se permitiu a apagar o perfume da alma com o cheiro fétido do oportunismo, do pessimismo e da escassez de carinho...

 

quem se atreveu a parar o canto da sua voz inocente e hoje diz impropérios que a vida registo chorando?...

 

onde pára a criança que havia dentro de nós?...

 

hoje não aguentamos o peso da vida, outrora o mundo cabia inteirinho na nossa mão...

 

descubram essa criança, brinquem e perfumem a alma, o mundo necessita de nós...

 

lasalete

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 16:44

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

deixa p'ra lá ... é mais um dia...

 

não pense que na sua vida... um dia, é apenas mais um dia...

quantos pensaram assim e descobriram, que afinal, aquele dia acabou sendo um dia bem especial...

 

os dias na nossa vida são todos diferentes, até porque, todos os dias nós acordamos de forma diferente...

muito embora não pareça, a cada dia que passa o ser humano é diferente, está mais crescido interiormente, aprendeu, ainda que não o reconheça, nem desse saber dê visível testemunho...

 

a cada dia que passa a vida se apresentra com outros contornos...

 

um dia, é o amor que bate á porta...

outro dia, é a fortuna a esbarrar connosco...

outro dia, é o luto de um ente querido que nos entristece...

um novo amigo que entra na nossa vida...

um outro que sai de forma inglória...

uma dor, uma alegria, uma doença... enfim... um mundo de novidades que fazem por isso mesmo os dias todos diferentes...

 

se me está a ler e para si os dias parecem todos iguais, então é qorque nada faz para que possa encontrar a tal diferença a que me refiro...

 

esteja atento a si próprio...

verifique se por acaso está numa fase menos criativa e por isso mesmo de maior inércia, e que até parece que está de mal com a vida...

 

visite-se por dentro, e observe como e onde coloca a sua emoção...

 

há quanto tempo não dá uma boa gargalhada...

há quanto tempo não observa uma flor...

há quanto tempo não segue o voo de um pássaro...

há quanto tempo não se demora no silêncio abençoado da natureza...

há quanto tempo não fica em silêncio perfumado ( em paz) e ora a Deus...

 

não acredita em Deus? ... não tem importância... porque Ele continua acreditando em si e não adianta insistir, porque nada pode fazer para que Ele anule a importância que você tem no espaço universal...

 

a cada dia que passa, alguém, onde você menos imagina, está programando algo que vem ao seu encontro... mas... por vezes, essa programação se distancia, porque tudo faz para lhe fechar a porta...

 

sabe que, se se envolver em verdade com a vida, sem sofismas, sem falsas intenções, consegue ser mais feliz, e a vida lhe retribuirá com a mesma capacidade...

para colher é preciso semear...

 

venha viver com os outros a vida tal qual ela é...

 

erradamente, a maioria pensa que ser rico é o que de melhor a vida tem... mas, hoje em dia, já se começa a despertar para outros valores, e já se inicia o dia a valorizar, o sorriso, a voz, o olhar, e tudo parece diferente...

 

o bem o bom e o belo são espaços de sabedoria, como aromas de vida que já não podemos dispensar...

 

visite o seu interior e disponha-se a iniciar esta semana com outra disposição...

 

nem tudo é como nós queremos, mas chega até nós na medida em que precisamos...

 

administrar a nossa emoção é bastante complicado... confiemos na vida... e não desistamos...

 

o amor nos espera... ainda que seja apenas no refrão duma canção que já não cantamos há muito tempo...

 

aprendamos a sorrir para a vida ... valorizando cada dia que passa...

 

tornemo-nos em amor... irmãos agradecidos do Tempo...

 

uma  boa semana de trabalho...

 

 

lasalete

neste momento eu estou ...: vivendo
publicado por lapieta@sapo.pt às 09:25

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

veste-me de flores ... ( poema)

 

 

veste... veste  de flores a minha alma

pensando em mim com amor sentido e calma,

veste-me de flores como se os olhos,

fossem sob as lágrimas as pétalas dos molhos

das flores que com amor compras-te para mim...

como se o perfume das flores fosse a lembrança

de um amor que não morre nem  tem fim...

 

veste-.me de flores a campa dura e fria

mas não deixes escorrer pelo coração a agonia

que sepultou o  teu olhar quando parti...

veste-me de flores e estende a tua mão

para que eu poise sobre ela o coração

que sofrendo por amor  bate  por ti...

 

veste-me de flores em paz, sentidamente,

sem chorares por mágoa o amor ausente

porque ainda te amo, te amo, meu amor...

veste de flores  e em paz, o chão dourado,

de todos os erros e amores de meu passado,

porque não deixei de errar ou de amar por ter morrido...

 

veste também de flores o céu da tua alma

e oferece nessa oferta florida

a dor e a ausência assim sentida;

e ao olhares a campa  branca e orvalhada

meu amor...meu amor...meu amor...

pensa, que a vida é apenas pó, é cinza e nada...

 

faço parte dos poetas e das dores,

dum mundo que não quer apenas mais flores,

nem mais lágrimas das dores adormecidas...

faço parte dos que amam mais amores

que algum dia, vocês hajam percebido...

mas meu amor, se tens esse desejo

de me dares uma flor na vez de um beijo,

então, com amor,  eu cedo ao beijo oferecido...

 

 

lasalete ( poemas da minha alma) - 30 -10-2009 - 17,11 h

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 17:19

link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Setembro de 2008

marcas do coração ... ( poema)

 

 

ninguém disse adeus... ninguém se despediu,

apenas passos ligeiros, e firmes... quase certos

levavam para longe a chorar, braços abertos,

levavam para longe a chorar a solidão...

e uma a uma as lágrimas vão soltando o coração

molhando a areia dourada de forma tão real...

conforme as lágrimas caem, há flores no areal ,

que sem desejo sofrendo falam de pranto e dor 

e o sol não se afasta não se ausenta é escaldante

tudo espreita, tudo afaga num abraço docemente

vestindo a areia de espuma ,com  lágrimas de  amor...

 

os passos denunciavam sem querer longos silêncios

que só Deus sabia entender e acarinhava...

dentro dessa alma aflita e perturbada

que corria pela  praia amedrontada...

com ela corriam recordações já tão distantes

que esvoaçavam ao vento ondulantes

como plumas do pensamento incontrolado

como cavalos à solta lado a lado,

que sem freio ninguém pára, nem aguenta

indomáveis ,velozes, quase loucos

e alados subiam a um céu quase estrelado...

 

que denunciam as lágrimas ?...quem lê os passos da dor?...

nada... nada, nem ninguém apenas a dor profunda

da alma que não se acalma ,nem consegue respirar...

dorme em desejos sepultados onde fecunda,

amor e dor, denúncias de  tumular emoção,

onde se julgam aqueles que ébrios ainda tem coração...

junto deles ninguém reza, ninguém coloca flores...

sobre os desejos ninguém fala, não existem orações

nem se podem profanar as nossas almas tão cansadas

nem se podem invocar os  Deuses que estão surdos

aos rogos dolorosos de nossos corações...

 

se aos homens é proibido avançar dentro dum sonho,

onde se guarda então imaculada a  emoção ?

se existe um solo negro e tão agreste que nos fere

onde partido e quase exangue cai cansado o coração...

quebrando as regras do amor ,quebro granito em pedaços

o meu pensamento corre veloz e cria espaços

depois de muito chorar, ajoelho e suplico...

e minhas mãos se estendem e  bailam comovidas

e quando não  podem amar são recolhidas

num sacrário onde oculto, o meu Deus,

sabendo o tamanho da dor de tanto amar,

me permite então dizer adeus...

 

os poemas fluem sem esforço, traduzem todas as dores

e então brincando infantilmente com a vida 

pedem aos  homens que baptizam  seus  amores...

e o amor de mão em mão , soa a desdém 

se alargam  assim os gestos que são de despedida,

que tristemente não  completam mais ninguém...

 

não entendo então, mesmo que queira,

como as luas vão iluminar a noite fria...

pois se o amor adormeceu, já não existe

de modo algum se justificam os luares

nem se justifica que o calor do Sol inclemente,

seque  os pingos de chuva sem querer

pois são eles as lágrimas de dor de toda a gente...

 

entre um sonho e outro assim, se engana a beatitude,

a denúncia de nossos  sentimentos é sincera

como quem num altar coloca paramentos de virtude

onde celebra um ritual de amor e primavera...

onde anjos e demónios convivem sem emoção

sem vergonha de serem consagrados

na elegia da vida, entre graças  e pecados

que Deus absolve por amor, em cada coração ...

 

as distâncias, são cadafalsos que matam o amor

o adeus a fogueira onde vão arder todos os sonhos

e o amor  virginalmente em ascendência

sem mácula consagrado em sua essência,

num lago de paz  translúcido e manso,

vai ao  lugar que lhe é próprio... o coração de Deus...

pois só aí o Amor encontra por fim o  seu descanso...

 

 

lasalete - 6 -09-08 ...   (coisas do fundo da alma)

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 11:17

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

rosas... recados de amor... POEMA

 

triste sorte a de uma rosa

que sem querer foi ao chão...

jogada sem dó nem dor

ali ficou  sem falar,

tremendo muito e a chorar

muitas palavras de amor...

 

que triste sorte meu Deus

a sorte de tantas rosas,

que se querem abraçadas,

a seguir são esquecidas

parecem as mãos erguidas,

feridas,  no chão pisadas...

 

quando as rosas desfolhadas

já não conseguem falar

diriam, julgo eu bem,

que um dia mesmo a chorar

só p'ra poderem amar ,

choravam por mais alguém...

 

um dia vi uma rosa

triste caída no chão,

olhei-a ficou mais calma,

beijou-a  o meu coração

apertei-a em  minha mão

entrou-me dentro da alma...

 

sei que trazia um recado

a rosa triste no chão...

sofria só por amar

pediu a Deus que a salva-se

pediu a Deus que a beija-se

 e Deus beijou-a a chorar ...

 

percebendo-a sozinha

com carinho a  entendi...

ergui-a estava formosa

levei-a ao meu coração,

o gesto não foi  em vão

 e meu coração fez-se rosa...

 

o meu coração se  abriu

desfolhou-se em minha mão

com lágrimas de embaraço...

e a rosa ficou sem jeito

e sempre junto ao meu peito

me envolveu num longo abraço...

 

lasalete ... ( coisas do fundo da alma)... ( 25-8-08 )

 

neste momento eu estou ...: com alma de poesia
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:16

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

O AMOR ESTÁ CHAMANDO A HU...

os artistas de Deus...

dia da mulher ... dia da ...

UM DIA FOMOS ASSIM ...

deixa p'ra lá ... é mais ...

veste-me de flores ... ( ...

marcas do coração ... ( p...

rosas... recados de amor....

permite... ( poema)

máscaras...

tudo isto para quê ? ...

perfume da alma ( poema)

eco libertador... ( poema...

o quarto escuro...

carinho...

dentro de mim ... ( poema...

mais importante que verba...

para além do medo...

amar a Deus sobre todas a...

se a alma respirasse Prim...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags