Quarta-feira, 24 de Agosto de 2016

receber ajuda, sem ter que esmolar ...

LOGO 3B ...MMM.jpg

 

longe vai o tempo em que para receber ajuda, os mais pobres tinham que ser muito pobres, muito sujos e muito esfarrapados...

é necessário mudar o paradigma e abençoar as boas práticas de voluntariado activo e plenamente solidário... 

hoje em dia, tudo muda ao momento e o rosto da pobreza também mudou...

" JÁ NÃO POBRES" como antigamente?... por certo que os há...

mas as famílias que abordam O Coração da Cidade solicitando ajuda, empobreceram pelos mais variados factores...e desses factores, nós temos descartar a pobreza governamental, a ruina das estruturas sociais que se sentem incapazes de oferecer planos de paz laboral a quem investiu, muitas vezes, tudo o que tinha para ser gente com LETRA GRANDE...

este novo programa social, funcionará no sentido da resiliência, e na reestruturação familiar , para que os cidadãos inseridos no programa possam abraçar uma vida mais saudável a todos os nivéis...

todo o cidadão que recebe auxílio, dá de si mesmo, contribuindo também com o seu tempo solidário...

a participação de todos nós no amparo a uma sociedade mais justa, é um dos pontos deste programa...

educar para a cidadania é urgentíssimo...

por tudo isso apelamos a todos os cidadãos de boa vontade que se juntem a nós, para ser sempre possivel ajudar sem que tenham que esmolar...

 

lasalete 

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 16:48

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

Até que a voz me doa...

  A Páscoa vai ficar para trá s...
até que ponto resolveu nas consciências cristãs as nossos questões com Deus e até que ponto exorcizou os nossos medos e as frustrações da nossa vida...
Será que tudo vai continuar na mesma ?...
 
A perplexidade de confrontos directos com a vida humana e a complexidade de que se reveste, vai trazer novamente à superfície dos raciocínios mais solidários, a pergunta : - ... com vamos ajudar?...
Esta pergunta eu faço-a todos os dias...
Esta pergunta percorre o meu cérebro há longos anos..
 
Não tivemos nesta quadra a visita de ninguém com responsabilidades no país...
Eu até entendo, já que a miséria humana é tão grande que contagia os que nada têm e atinge inexoravelmente os que tudo possuem...
A indiferença de quem tem tudo na mão para construir um Portugal digno e operante, dói-me no fundo da alma...
 
Soube que o colégio parlamentar, saiu de férias durante alguns dias e eu pensei... ( quem sabe, com um jeitinho vêm até ao Coração da Cidade ajudar neste quadra...) enganei-me... não vieram... nem enviaram amêndoas nem pão de ló ..
Mas recebemos ajuda de muitos seres humanos que estiveram mais uma vez connosco, gente anónima que não tem nome nas primeiras páginas, que não ocupa cargos públicos, mas que tem alma e sabe que nada custa, para adoçar a vida de quem na vida só conhece momentos amargos...
 
Se a Páscoa serve para meditar, a mim não me é indiferente e Jesus merece da minha parte o melhor de mim, já que sou uma mulher de fé e Ele é o meu ÍDOLO ... não espero pelo compasso... eu ando a passo com Ele...
Por Ele reparto os pedaços desta alma feminina que romanticamente , mas com lucidez, acredita que ainda é possível construir um Portugal democrata, que a democracia, não é parlapatice de pacotilha e tão mal amada como tem sido... 
que o voto do povo serve para colocar tudo no seu devido lugar...
que a democracia serve para respeitar quem governa...
 e que quem governa tem que construir sobre si próprio uma imagem de respeito, responsabilizadora, mostrando que é honesto ...
que trabalha e não desperdiça recursos, anímicos, emocionais, exemplares, materiais, ...
porque mesmo com a evolução que se propaga aos quatro ventos, ainda não temos como democratas a coragem de levantar o tapete e verificar...
afinal o que está lá debaixo ?...
 
As instituições como a que está a meu cargo, tem sido causticadas, com
a indiferença a todos os níveis...
sempre aparecem os pseudo-sábios que dizem : estão a ajudar quem não precisa... 
a esses, eu reitero sempre o convite... não fale sem saber, porque revela estupidez e falta de senso... venha trabalhar connosco e verifique como lutamos para gerirmos com justiça aquilo que nos entregam para distribuir...
 
A destreza com que lutamos, é bem calculada e a nós diariamente chegam sempre os espertos, que vêm pedir o que não necessitam...
mas aí estamos nós... para verificar e admoestar quem assim procede, pois que são muitos os que necessitam de ajuda...
 
Continuo a lutar por um banco de dados sobre a pobreza e se me permitam sugeria a quem governa que em vez de mudarem de carro para o ano que vem ... gastassem essa verba a modernizar informaticamente as instituições, criando uma base de dados que nos permitisse trabalhar correctamente... exigindo das instituições não só as contas anuais, mas garantindo meios para que possam trabalhar bem...
 
Nós temos a nosso cargo a miséria que os governos não têm querido assumir...
nunca me perguntaram como estava o panorama da pobreza dentro do espaço em que ajudamos ... o Distrito do Porto... nunca.
 
Algo também me confunde na consciência dos portugueses... sempre encontram maneira de criticar os mais pobres... só bebem... não querem trabalhar... roubam tudo ... calma ... não é bem assim...
nós já sabemos isso tudo ... mas eu também pergunto... e os outros? ... não bebem? ... trabalham honestamente ?... não roubam ?...
 
se analisarmos muito bem e formos honestinhos verificamos que :

Ø      Os pobres bebem vinho verde e se embriagam...

       Os ricos bebem bebidas finas e estão a descontrair

Ø      Os pobres vêm para a rua e todos percebem

       Os ricos ficam em casa porque têm casa e dentro de portas tudo à possível... a violência, o mau humor...  enfim ,tudo o que a natureza humana permite em situações que todos nós lamentamos..

Ø      Os pobres não trabalham...

              Mas há ricos que fazem o mesmo:

Ø      Chegam ao seu posto de trabalho á hora do almoço para nada fazer e depois de almoço assinam o que têm para assinar... que a secret á ria fez... recebem, mais que o Presidente da República e ninguém denuncia.

Ø      Outros têm duplos empregos, avenças por todo o lado e ninguém denuncia, por vezes passam meses sem entrarem no local de trabalho... mas recebem...

Ø      Quando têm que declarar os seus bens pessoais... omitem ... alguns somos nós que pagamos os seus chorudos ordenados...

Ø      Outros se não a maioria, foge aos impostos ... existem mil formas de o fazer... essa escola todos frequentam, até acham que é normal...

 
Como temos coragem de denunciar os hábitos dos que nada têm ... como? ...
 
Sempre pergunto... :
 - como reagiria humanamente os que tudo possuem, se de repente se vissem sem nada... sem pão e sem tecto ?...
 
E se a vida nos obrigasse a trocar...
Ø      a pasta de executivo .........por um saco de plá stico
Ø      a cama .....................................por um chão duro
Ø      a mesa farta .........................pela fila de apoio social
Ø      o frigorífico .........................pelo contentor do lixo
Ø      livro de cheques...................pelo rendimento mínimo
Ø      o ordenado chorudo ..........pelo ordenado mínimo
Ø      a empregada diária ............pela fila do supermercado
Ø      o carro ................................... pelo autocarro a abarrotar
Ø      a roupa nova .........................pela roupa usada que os outros dão
Ø      os bons hotéis ......................pela vão de uma escada
Ø      os edredões fofinhos .......pelos jornais que tapam o frio
Ø      o médico pessoal .................pela consulta marcada daqui a um ano
Ø      a dor física .......................... pelo centro de saúde às 4 h da manhã
Ø      a certeza de uma reforma vitalícia em confronto com o trabalho incerto, o desemprego e a possibilidade de encerramento da empresa que nos emprega...
 
Tudo é relativo ... mas a verdade deve ser encarada a cima de todas as convenções sociais... chega de criticar sem entender o que se passa...
 
Não somos seres de outro planeta... estamos num mundo onde se nasce e se morre sempre de modo igual... desenganem-se aqueles que pensam que tudo vai ser sempre assim... vir á o dia em que prestaremos contas... do desperdício que fizemos da nossa inteligência... do cargo que ocupamos e das responsabilidades que nos distribuíram...
 
Quando olho as crianças e as sinto dramaticamente confiantes nos adultos sob cuja tutela têm que crescer... fico perplexa... pois que muito poucos adultos se esforçam por uma grande causa...
 
As crianças não podem perder o respeito pelos adultos e pela vida e essa parte á responsabilidade nossa e tem que ser ensinada pelo exemplo di á rio...
 
Ainda tenho na mente a hipocrisia do referendo sobre o aborto ... e tenho que encaixar o número assustador de crianças em instituições à espera e adopção ... 15000 ... esta também é uma forma de abortar a vida, a esperança de crescer como os outros meninos, num lar digno e amoroso...
 
Quando olho alguns adultos tenho pena que não sejam crianças... gostaria de lhes assentar umas palmadas para que cresçam e não se portem pior que crianças...
Adultos com o cérebro tão perto do umbigo ... que vergonha...
 
Quando o tempo melhorar, faremos uma vigília, onde estaremos juntos por uma causa muito justa e urgente de levar a efeito... uma campanha de não desperdício ... alertando o país para que não queime alimentos, nem deite fora, nem destrua bens essenciais a quem nada possuiu...
A vigília estará  subordinada ao tema “ até que a voz me doa”
 
Não consigo viver calada perante tanta avareza ... foi-nos distribuída uma consciência e funcionamos com uma base de inteligência tão pequena, com características medievais...
 
Portugal tem que crescer ... todos somos Portugal...
 
Juntem-se a mim... levem esta ideia mais longe... mas por amor de Deus não me mandem calar, impondo que eu apenas fale o que é politicamente correcto...
Não se atrevam a falar de correcção ... trabalhem ao meu lado...
 
guitarras do meu país ajudem-me a cantar um fado ...
   Lasalete ...
neste momento eu estou ...: fortalecida na fé
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:50

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

receber ajuda, sem ter q...

Até que a voz me doa...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags