Domingo, 25 de Setembro de 2011

não se deve violentar as crianças...

 

 

não sei onde estudaram os ministros que ao longo do tempo vão de lá para cá...

mas uma coisa eu sei... todos eles foram crianças abastadas ou pelo menos não foram necessitadas...

nunca tiveram de esconder o rosto, perante o saco de pano onde levavam os parcos haveres que era possivel juntar...

 

quando eu ouço dizer que o ensino é obrigatório, eu pergunto com quem é que eles estão a brincar...

sabem que nem todas as crianças têm as mesmas possibilidades e divertem-se a esconder contas e a tapar buracos económicos para que alguns palermas votem neles quando necessitarem de fazer valer a sua pouca ciência...

 

nunca se deve cortar num orçamento escolar e o estado já teve tempo de criar uma editora que permitisse , a seu tempo que todas as crianças tivessem os livros no dia marcado...

 

é uma violência o que se está a passar com os manuais escolares e uma prepotência do estado, colocar violentamente algumas crianças na chacota dos outros colegas... e todos nós sabemos que há crianças que não perdem oportunidade de masacrar os que menos podem...

 

cabe aos adultos proteger as crianças, já que a Constituição Portuguesa é letra morta... 

 

os senhores ministro e os seus secretários nem imaginam como doi, olhar os livros dos outros meninos, novinhos, canetas bonitas , borrachinhas tão interessantes e termos que esconder o material, gasto, sujo e sem conformidade com o exigido...

 

depois as professores não têm coragem de exigir pela prática mais honestidade e revelam falta de senso ao pedir uma lista de material exagerado...

 

tudo istio é revelador de pessoas que necessitam urgentemente de tratamento e que de certeza não estão no lugar correcto...

 

como é possivel entregar um rendimento a uma família de 415 euros e pedir-lhe uma lista de livros de 565 euros para os filhos que estão na escola...

 

as pessoas que colocam o país neste estado, deveriam estar presas, não foi para isto que o 25 de Abril aconteceu... que liberdade é esta que está a algemar as suas crianças... que estão a crescer neste mundo tão cruel... 

 

depois a criança não tem aproveitamente e lá vem a srª. psicologa assustar os pais e amedrontar a criança...

 

neste momento são inúmeras as crianças que , como dizem os pais ( andam no psicólogo) ... onde pára o amor...

quando falamos destas crianças não estamos a falar dum colégio privado, duma faculdade... estamos a falar dos primeiros anos do ensino obrigatório...

 

cortam os livros na infância... cortam o emprego na juventude...cortam o pão na idade adulta... cortam na saúde na 3ª idade...

 

e ainda falamos do terceiro mundo...

 

parece que chegou a hora de classificar os ministros ... porque não?... 

publicado por lapieta@sapo.pt às 19:54

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

bbbbbbaaaaaaaasssssssttttttttaaaaaaaaa...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

B de burocracia
B de burrice
B de basta
 
 
 
 
 
certamente nem me ficará bem criticar... pensarão alguns que vão ler este blog... mas dentro das capacidades que tenho para observar as atitudes alheias e  que por inerência das minhas actividades não posso abdicar, de observação em observação lá vou descobrindo casos caricatos...
 
dizem á boca cheia que o funcionalismo público é muito mau...
também não será tanto assim já que eu mesma fui funcionária pública e prezava muito a minha profissão e sempre fiz o melhor que pude por aqueles a quem servia e dei o melhor de mim dentro das limitações que o sistema impunha...
 
mas... e agora ?... como vai o desempenho daqueles que estão ao serviço público e que devem prestar contas do seu trabalho...
 
dizem que não há dinheiro para realizar coisas, para cuidar da população mais carenciada e sem querer deparamos com um desperdício de verbas e de recursos humanos que no finalzinho é a mesma coisa...
 
como sabem no Coração da Cidade está em funcionamento desde 2006 um programa de apoio social ... o VER - vidas em risco, que se destina a apoiar famílias carenciadas com crianças a cargo, a quem em troca de serviço comunitário os beneficiários do programa podem abastecer-se em géneros alimentares , para suprir as necessidades familiares que neste campo são exíguas, os mais velhinhos e os doentinhos também beneficiam do mesmo programa mas sem qualquer obrigação...
 
através deste programa os utentes do mesmo têm que procurar serviço comunitário em organismos públicos e depois O Coração da Cidade vai ao local com o utente e faz um Protocolo de Parceria  e aí esse organismo apoio dando ao utente a possibilidade de o integrar em pequenas tarefas que em muitos locais são de grande valia...
 
assim as 32 horas de serviço mensal são abençoadas...
 
para chegarmos até aqui é tudo muito fácil é só alguém responsável dar o seu aval e tudo está certo...
 
ontem mesmo fomos abordar um estabelecimento de ensino na área do grande Porto, que se comprometeu a aceitar a utente e com o qual fomos celebrar o dito protocolo...
 
o que em outros locais é um acto simples e rápido, aqui tomou contornos de europeísmo exacerbado... então era bom de observar que para uma assinatura no mesmo local estavam:
  • a utente
  • duas voluntárias do Coração da Cidade 8 como exige o programa)
  • mas... sete professores da mesma escola mais o director...
depois da grande reunião que sempre é muito breve, aqui como podemos ver, muito demorada, as voluntárias vieram embora e os professores, á boa portuguesa... ainda ficaram a deliberar sobre o assunto...
 
como é que o país pode andar para a frente?...
 
fez-me lembrar a anedota que sempre corre entre o povo, que para abrir um buraco são preciso sete...
 
em Portugal existe actualmente a mania das reuniões... sempre se está em reunião... parte do ordenado de funcionários e administradores é gasto em reuniões e ninguém trabalha...
 
passamos a vida a estudar  aquilo que á partida está explicito por natureza...
 
como não havemos de estar na cauda da Europa se somos tão atrasadinhos...
 
por isso é que quando alguns funcionários vão para junto dos voluntários do Coração da Cidade dizem( ai, aqui trabalha-se tanto) e ouvem então... e vocês ainda não viram nada...
 
a vida não pode contar com pessoas assim, que têm bons ordenados apenas para estar reunidos e depois dá no que dá... quando as confusões se instalam, podemos ver que os que são detidos apenas assinavam de cruz...
 
é necessário ser generoso com a vida e trabalhar mesmo em benefício da vida para que ela também nos beneficie...
 
para levar este país para a frente é urgente crescer á medida das suas necessidades...
 
todo este discurso , apenas para reflexão...
 
um bom dia de trabalho...
 
deixe a reunião e passe á acção...
 
lasalete
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

neste momento eu estou ...: em alta
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:22

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 31 de Março de 2008

passadeira vermelha...

 

 

hoje retomamos o curso normal de vai e vem de alunos e professores...

 

seria bom que os alunos não regressassem às aulas pela passadeira vermelha , mas que se colocassem de uma vez por todas com os olhinhos abertos e os ouvidos à escuta para tudo quanto se vai desenrolar em matéria de ensino e educação...

 

os comentários serão mais que muitos e todos nós sabemos que se dermos largas à imaginação até onde pode ir a violência juvenil...

 

quando noticiaram a falta de educação de uma aluna para com a sua professora, nesse quadro doloroso que todo o mundo observou, também estava explicito de forma verbal e emocional a violência de quem impávido assistia a tudo quando pudemos testemunhar...

 

não foi então difícil lembrar o que aconteceu a um sem abrigo transexual " Gisberta ", que sofreu nas mãos de jovens da mesma idade desta aluna, as sevícias continuadas que levaram à sua morte...

 

a falta de  aprimoramento moral de muitos pais, ou a falta de impotência de muitos em matéria de educação , tende permanentemente a todo o tipo de delinquência que vemos nas escolas , nas ruas e nos próprios lares...

 

em atendimento pessoal, tenho recebido pais, que se queixam da violência física de alguns jovens adolescentes para com eles, mas a violência inicia-se na maior parte das vezes quando o aluno inicia o seu ciclo preparatório de ensino...

 

não sei o que fazem os psicólogos nas escolas, nem sei o que fazem os pais em casa, mas o certo à que se está a assistir a um desarrumar de casa que ninguém quer denunciar...

 

temos assistido através da televisão a uma desinformação constante, no que reporta a séries televisivas, nomeadamente as de língua portuguesa que denunciam a forma verbal , mais incorrecta e violenta , sensibilizando os jovens " e até as crianças", a tomarem certas atitudes com pais e educadores, porque entendem que assim é que está certo e porque é moderno , pondo em prática todas as suas atitudes de acordo com o que vêm nos écrans ...em casa vemos as imitações perfeitas dos idolos televisivos ( gritos e expressões comportamentais) irrealistas, mas que ficam registadas no dia a dia, em dor permanente ...

 

tudo terá que ser modernizado... claro que sim... mas em matéria de educação estamos a voltar para traz ...

 

à semelhança dos caça cigarros, as escolas deveriam criar pólos dinamizadores, levando os alunos a despertar a consciência dos seus colegas para a não violência e a descobrir focos de desestabilização e violência dentro da escola...

 

o policiamento dentro da escola não fica mal a ninguém... e se a tropa tivesse que ir lá para dentro porque não ?...

 

estamos em guerra entre o dever de ser bem educado e o direito de desrespeitar tudo e todos...

 

está na hora de colocar a fazer serviço cívico e voluntário os alunos mal comportados... e já agora como no meu tempo... um período numa casa de reeducação não faz mal a ninguém... mas sem mordomias...

 

a legislação não permite que os jovens trabalhem no mercado normal de emprego, mas no entanto vemos jovens a medir força com pais e professores e com a sociedade em geral , com uma forma física bastante robusta, mas ninguém tem coragem de admitir que se esse jovem não quer estudar, então ingressa no mercado de trabalho...

 

trabalhar não faz mal a ninguém e não vejo onde está o aproveitamento dos jovens que passeiam os livros e tiram aproveitamento quase nulo do tempo escolar...

 

as comissões de pais deveriam estar atentos aos pais que de forma explicita e declarada incitam os filhos a seguir o seu exemplo desferindo nos professores todo o tipo de impropérios inimagináveis de ensinar a um filho...

 

é necessário estar atento e ver efectivamente de onde vêm os rastilhos de violência nas escolas e multar severamente os pais que estão concorrendo para esse tido de acções...

 

vejamos a escola por outro prisma... e quem paga aos prejuízos emocionais das crianças e jovens que vêm para casa aterrorizados por esses mesmos colegas e que diariamente têm que assistir a tudo o que lhes é imposto?... quem os ajuda?... ninguém... mas o estado insiste que não podem faltar e todos sabemos, que existem crianças e jovens a caminharem para as escolas com o coração apertado, porque sabem que para eles a escola não passa de um horário durante o dia que os molesta a todos os níveis...

 

quem por exemplo já tentou estudar a violência sexual nas escolas sobre alunos mais novos?... quem se atreveu a fazer esse exame?...

 

pois é... são situações que não queremos enfrentar e depois , ficamos perante a televisão escutando notícias de aliciamento, pedofilia e crime na pessoa dos mais indefesos...

 

à que mudar a política de ensino... quer estudar ,estuda... não quer, procura outro rumo ... e mais tarde sofrerá as consequências de tudo quanto semeou...

 

todos sabemos que na altura própria estaremos com mais maturidade a procurar habilitações certas...

 

ajudemos a juventude , mas não mostrando à juventude apenas o que é bom e moderno... ajudemos a juventude, mostrando que todos sem excepção colhem o que semeiam e que a educação como diziam nossos avós, cabe em tudo o lugar e é necessária em todos os aspectos de relacionamento...

 

os alunos prevaricadores, não podem regressar às aulas pela passadeira vermelha, como quem em apoteose de desvirtuamento , faz à vista desarmada o papel do regresso do herói...

 

pensemos madurinho e com os pés bem assentes na Terra " serão necessárias mais Gisbertas "? para pararmos com a delinquência juvenil... travando a qualquer preço a violência entre os jovens...

 

foi para isso que elegemos ministros... que deveriam estar mais atentos a este problema, já que ganham o suficiente para o trabalhar e senão estivessem preocupados com os assuntos de ESPIONAGEM POLÍTICA E ECONÓMICA , POR CERTO TERIAM MAIS TEMPO PARA OLHAR A JUVENTUDE DE FRENTE...

 

lasalete

neste momento eu estou ...: trabalhando
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:01

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Janeiro de 2008

a primeira consoada do ano...

já lá vão vários anos...

 

tudo se desenrolava como se fosse Natal...

 

o presépio ainda se mantinha, as luzes ainda não estavam apagadas e o cheiro a canela e a bacalhau cozido, apareciam no ar a anunciar a primeira consoada do ano...

 

depois do dia de Reis ... o presépio voltava para o seu lugar de sempre... deitávamos o musgo fora e o menino ficava bonitinho até ao próximo ano... para nova quadra natalícia...

 

estamos muito distantes desse tempo... e, embora o referisse a uns amigos próximos, muitos ainda me perguntaram, mas o que é isso...

 

isto na realidade já não é o que era, está tudo muito diferente...

 

o dia de Reis... que para a maioria simbolizava a celebração da visita dos Reis Magos ao menino Jesus, como visita de cortesia ao Rei Salvador do Mundo, que acabava de nascer em Belém, já ninguém liga...

 

muito poucos ainda celebram a última consoada do ano que seria na véspera de Ano Novo e a primeira que seria hoje, dia 5 de Janeiro véspera de Reis...

 

o mundo efectivamente mudou e implicados nessas mudanças estão os hábitos de cortesia, de educação, de solicitude , de honra, de trabalho, de tudo o que representava atitudes cívicas e morais...

 

o respeito pelos direitos humanos, deixou de ser observado, embora se reivindique a necessidade, a educação deixou de existir, onde o respeito pelos mais velhos se esbateu como se fosse urgente fazê-lo desaparecer...

a autoridade de alguns órgãos de supremacia deixou de fazer sentido, como por exemplo, os pais e os professores, já para não falar na autoridade policial e governamental...

todos estes marcos deixaram de merecer o respeito...

servem de escàrno e maldizer e são trazidos à cena nacional como fantoches que cada um a seu jeito manipula para com elles se divertir...

os escândalos das suas vidas particulares e a ausência de senso moral no que reporta à distribuição de riqueza e de bens essenciais, coloca-os nas primeiras páginas de forma menos coerente e simpática...

 

a televisão prestou a esta desordem um papel fundamental e instrutivo...

a rebeldia passou a ser a farda adoptante de quem se diz jovem ou adolescente e quer equiparar-se aquilo que se convenciona moda...

 

os próprios pais aderiram a esta panóplia de desregramento educacional e como estão ausentes dos filhos na maior parte do tempo, nem se apercebem, que estão a criar, em alguns casos, uns monstrosinhos muito rebeldes...

 

as crianças e os adolescentes, passando depois pelos jovens adultos , deixaram de lado a cortesia, começam por gritar desalmadamente enquanto crianças, depois passam à agressão verbal e fulminam com o olhar, a seguir adoptam a fase de se excluírem da vida familiar e escolar por decisão própria e, ausentes da educação que lhes faz falta, descambam nos marginalzinhos que conhecemos, sejam oriundos de famílias pobres ou de famílias com algum estatuto social economicamente definido ...

 

a hegemonia de educações e remoques ao nível da educação não cria fissuras e os hábitos vestem-se com muita facilidade...

 

ontem, interroguei-me sobre um adolescente, rapazote de 12 anos, que sentidamente e com despropositada agressividade, dizia diante de mim, que ia desfazer o director de turma quando estivesse com ele , apenas porque ele, o professor em questão , chamou a mãe para lhe pedir explicações sobre a ausência do filho na escola...

 

ela encolheu os ombros e dizia ... - eu não sei o que dizer ele faz o que quer...

 

e a senhora não tem uma mãozinha para lhe dar duas surras...

- ele não liga nenhuma ... e hoje em dia vamos presos por bater nos filhos...

 

a minha intervenção não se faz ausente e olhei-o nos olhos, que ele enfrentou, mas cujo olhar desviou ao perceber a firmeza dos meus...

- se tu faltares à escola e não te portares em condições, não dou mais alimentação , nem a ti nem à tua mãe e passas a sentir a fome que sentias quando vieste para cá... entendeste?... se eu souber que és mal educado e que faltas à escola, quem ajusta as contas contigo sou eu...

 

parece que entendeu esta linguagem...

 

interroguei a mãe, sobre os piercings que ele usava e sobre os brincos que ele ostentava apenas com 12 anos...

- ele gosta e aparece com isto  lá em casa...

 

uma mãe ausente, distante dos interesses do filho , porque também não teve educação nem acompanhamento...

 

não foi capaz de dizer ao filho que o professor era uma autoridade e que é preciso ter respeito e acatar as suas ordens...

não sabe dizer-lhe como é necessário frequentar a escola e conseguir educação e formação...

 

ela não sabe ... está tudo por fazer... esta é uma imagem pálida da população mais fragilizada que habita os bairros e ilhas do Porto...

 

muito pobres de tudo, muito ausentes de quase tudo, ficam por decisão própria à margem de todas as oportunidades...

 

no Coração da Cidade a educação tem que começar com os pais para conseguirmos chegar aos filhos... e posso dizer que não é fácil educar os pais...

 

as tradições foram passando e a educação parece que também tende a acabar , a não ser que a escola realize o circuito inverso , educar os novos formandos, mostrando um mundo diferente, sem guerras , desde o berço até aos bancos da faculdade...e fiscalizando os órgãos de comunicação que investem na deseducação amestrando para a rebeldia e o conflito ...

 

os valores sociais não se respeitam, nem se investe neles, mas os subsídios se reclamam e se oferecem, mesmo percebendo que vão ser investidos na má formação da juventude, eles acontecem por aí...

 

se ao contrário de cobrarmos impostos, cobrássemos serviços, ganharíamos muito mais...

 

tal como diz o povo e voltando à tradição...

não gastamos na farinha e mais tarde gastamos no farelo...

 

deixem os Reis Magos este ano algumas prendas para o nosso país...

educação, saúde e justiça social...

 

estas são na realidade as necessidades reais de Portugal...

 

como dizia ontem um emigrante brasileiro...

HAJA QUEM SAIBA GOVERNAR... A COISA ESTÁ PRETA...

 

                                                                                               

 

 

 

talvez investir de verdade seguindo outros exemplos não fosse mau de todo...

 

 

 

 

 

 

 

 

               lasalete ...

neste momento eu estou ...: acordada...
publicado por lapieta@sapo.pt às 05:24

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

não se deve violentar as ...

bbbbbbaaaaaaaassssssstttt...

passadeira vermelha...

a primeira consoada do an...

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags