Quinta-feira, 18 de Agosto de 2016

3 B ... O BEM O BOM E O BELO

O BEM o BOM e o  BELO

 

abraça.jpg

 

 

Três palavras para redefinir uma actuação humana…

 

O Coração da Cidade, vai caminhando no tempo, com um objectivo único: o de dignificar os estados de pobreza, sejam eles, materiais ou morais  …

 

Para que pudéssemos avançar em 2016 com a certeza de que estamos a fazer o melhor que podemos e devemos, o ano social que se inicia a 1 de Setembro como habitualmente , introduz alterações que são de grande benefício a quem está inscrito nos nossos programas sociais…

 

Apoiar as famílias que se encontram momentaneamente com dificuldades, é para nós fundamental, mas sempre exigimos que quem pede ajuda , também ajude com a sua colaboração…

 

A partir deste ano e com o novo programa 3B – o Bem o Bom e o Belo, todo o cidadão que receber ajuda no Coração da Cidade tem que colaborar com a comunidade… este programa visa:

CONSTRUIR CONSCIÊNCIAS E ANULAR DEPENDÊNCIAS…

 

A inércia e o ócio não fazem parte da nossa formação social…

 

Por isso mesmo precisamos da ajuda de todos os interessados num mundo melhor…a dignificação da pobreza passa por ajudar a viver com interesse pela vida de forma educada ( BEM) , saudável ( BOM) e inteligente que é o ( BELO)…

 

SE QUERES SER VOLUNTÁRIO, VEM TER CONNOSCO…

 

O MUNDO PRECISA DE GENTE AMOROSA…

 

 

 

lasalete piedade

 

publicado por lapieta@sapo.pt às 09:23

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

PORTUGAL... a grande cantina social...

 

 

ouvi a notícia... tristemente ouvi ...950 cantinas sociais...


e fiquei triste... não pela ajuda, mas pelo panorama que a notícia mostra... 
Portugal, tal como eu previ há mito tempo atrás, está a mergulhar na indigência...
assumir a nivel do governo que estas cantinas têm que acontecer e por certo ainda são poucas, é dar aos portugueses a certeza de que Portugal vai viver bem perto do limiar da pobreza durante muito tempo...
vão lá estar os pobres que fazem profissão da arte de pedir, os pobres recentes da classe média, que não estão habituados a pedir, e que estão sofrendo muito... e os licenciados já cá estão, desesperados, pois que não se esforçaram à toa... 
têm outro tipo de mentalidade por isso queriam singrar na vida... caminharam para um estatudo que não o habitual e ficram num tunél vedado, sitiado por escombros ... escombros lançados por um bando de economistas e de gestores mundiais que nada percebem do que estão a fazer, e que andam a reboque duma série de individuos com profissão de políticos, que não têm escrúlupos de lançar na miséria o mundo inteiro... 

e meus amigos a missa ainda vai no adro...

há cinco meses atrás tive um sonho, em que eu estava desesperada no Coração da Cidade, servindo refeições para fora, e uma fila enorme de gente pedindo comida para os filhos...
acordei com a sensação de que realmente tudo isso is acontecer e assim a cozinha que levei anos para montar como por milagre ficou feita em duas semanas...
ainda não entendi como é que consegui colocar no local do meu sonho a cozinha tal e qual ela está... ainda estamos a pagar a cozinha mas ela já funciona...

o certo é que na maioria das cantinas não existe quem cozinhe para dar de comer e tudo se paga, O Coração da Cidade encosta a barriga ao fogão já faz 16 anos e ainda não ouve um governo que nos viesse ajudar...
distribuímos por dia , mais de uma tonelada e meia de alimentos no nosso refeitório social e os nosso utentes já passaram os 700 por dia...

todos os dias nos parecem cerca de treze rostos novos que aterram pela primeira vez num refeitório social...

até quando vamos assistira este drama ?...
até quando os governos sucessivos vão continuar com as politicas económicas e sociais que já deram provas de nos estarmos a assemelhar a um panorama social semelhante ao da segunda grande guerra...

estamos à beira dum colapso social e ninguém trava este sistema...
nunca assisti a tanta falta de coragem como hoje em dia...

este holocausto social, só para quando os mais ricos começarem a sentir na pele a todos os níveis o eco desta miséria que está ser distribuída e que ninguém quer assumir que é produto dum bando de mentecaptos que nos estão gerindo à distância camuflados de benfeitores da Europa...

até quando nós nesta vida vamos suportar esta requisição de escravos em que todos nós nos estamos a colocar...

é bom que as cantinas aconteçam, mas seria muito melhor que inventassem forma de encontrar recursos para todos os que têm que ser obrigados a estender a mão num país que um dia nos disse que a Liberdade tinha o cheiro de progresso...

nunca ninguém me disse que a liberdade era oferecida com as algemas da pobreza...

eu sou efectivamente a fundadora duma obra que já deu e continua a dar ajuda a milhares de pessoas, mas o dia mais feliz da minha vida será quando eu fechar O Coração da Cidade com a certeza de que já não há ninguém com fome...

era preferível dispensarmos algumas das mordomias que temos, das auto estradas por onde transitamos e que nunca mais acabamos de pagar, e termos pão na mesa de toda a gente...

meu Deus até quando ?....

lasalete

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 15:52

link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Agosto de 2011

programa de emergência social...

 

 

Vai para muito tempo que não escrevo uma linha neste blog, mas, durante muito tempo transformei este espaço num filho dilecto do meu coração...

 

Hoje voltei ao blog e espero fazê-lo sem interrupção…

 

Depois das medidas de emergência social preconizadas pelo governo actual, senti que rejuvenescia…

 

Não fiquei surpreendida…

 

  • Depois de O Coração da Cidade ter lutado ferozmente pelo voluntariado...
  • Depois de O Coração da Cidade ter lutado  por uma medida inovadora, que pedia  algumas horas semanais de trabalho voluntário a quem recebia ajuda alimentar e tinha á sua disposição um minimercado social para realizar as suas compras e lojas sociais para adquirir roupa, calçado e outros bens … que espanto ?...

O Coração da Cidade, criou para isso mesmo, um programa social, o VER - vidas em risco, programa esse, que foi considerado por algumas assistentes socais de negativo e até de perverso, apenas porque estávamos a oferecer ajuda e queríamos que, aqueles que a recebiam fossem autónomos e se defendessem sozinhos, sem estarem á porta das instituições é espera do cabaz alimentar, queríamos que dessem do seu tempo... e assim acontece o programa está a ser um sucesso...

 

 

e agora como vai ser?, se é o próprio governo a adoptar tais medidas ?...

existem muitos homens e mulheres que tudo recebem e nada fazem, porque nunca foram motivados...

 

Quando apresentei pessoalmente esse programa social, fiz essa apresentação num grande hotel do porto, com pompa e circunstância…  para a comunicação social, poder falar sobre o assunto, mas acima de tudo para o governo que na altura estava em funções...

 

Tudo isto se passou em 18 de Abril de 2006, e aí, tive a oportunidade de vincar os programas sociais  que O Coração da Cidade estava a concretizar, mostrei que um dia, iriam ser adoptados pelo governo, mas quanto mais tarde pior, porque as pessoas tinham que ser educadas e envolvidas em todas as mudanças... riram-se de mim, como se eu fosse uma lunática...

 

Por essa altura também pedi ajudas, ou incentivos, para o voluntariado, para aqueles que dão voluntariamente horas do seu tempo ao longo da sua vida...  quem sabe alguns incentivos fiscais a sociais  sensibilizassem um pouco mais ? … voltaram a rir,  disseram que era impossível… 

agora aí está, o voluntariado olhado de forma diferente e de maneira mais concreta os incentivos vão acontecer...

 

O Coração da Cidade que já deu alimentação a quase mil pessoas por dia, ainda não tem acordo com a Segurança Social...

primeiro, porque apenas trabalhava com voluntários...

depois porque a Câmara não dava licença...

depois porque a técnica social vinha e a cafetaria não estava completa,

depois porque não tinha elevador do rés do chão para o primeiro andar...

depois porque tinha que ter determinadas pessoas assalariadas...

sempre aparece algo que não está totalmente bem, vai para 10 anos que isto acontece, já para não falar no assunto mais que gasto de nos quererem fechar as instalações...

 

eu olhava em redor de mim e pensei que estava a enlouquecer...

 

 

 

fiz convites a todos os governantes, até ao presidente da República, mas nunca era oportuno, só nos visitavam os políticos da oposição para poderem bater nos outros políticos... Santo Deus...

 

Neste exacto momento estamos a iniciar uma campanha para recolha de fundos, coisa que nunca fizemos desde que nascemos em 1996…

nem a campanha para a compra da casa surtiu efeito... porque todos pensavam que o presidente do FCP estava a dar dinheiro para a instituição...

neste momento já ninguém se interessa pelo Coração da Cidade, os amigos que encheram a boca a dizer que apoiavam os pobrezinhos, estão mais longe que os pobrezinhos que todos os dias vêm de todos os lados para se abastecer nas instalações da Rua Antero de Quental...

 

neste exacto momento,  estamos a necessitar de ajuda, já não aguentamos mais…

nunca cobramos nada fosse a quem fosse...

 

vamos voltar a arrancar com uma campanha que ficou no bolso em 2005 …

 

um euro ,uma razão para ajudar o coração …

 

Depois de tudo ultrapassado, vemo-nos com uma capacidade de ajuda descomunal, com utentes a solicitar de tudo e com toda a razão...

abrimos os braços a toda a conflitualidade do momento e com alguma alegria, já apoiamos muitas famílias com apoios sociais e outras ajudas dentro das nossas possibilidades...

criamos lojas sociais, que permitem essa ajuda e a divulgação da instituição...

mas tudo isto está a ser criado apenas com o esforço dos voluntários, que se têm escudado na sua força e na sua fé,  para  apoiar a instituição, contra ventos e marés...

                                                                                                                                             

Ao ouvir falar o Sr. Ministro, fiquei satisfeita, por ver que afinal sempre tínhamos razão, mas ficaria mais feliz,  se os governos deixassem para trás os partidarismos...

se as pessoas mais carenciadas  tivessem sido ensinadas a trabalhar e a querer prosperar, e as pequenas e médias empresas tivessem sido mais apoiadas tudo seria diferente...

é muito importante não criar dependências, mas explorar o que o ser humano tem de maior valor...

 

Convençam-se meus amigos, que nada disto é novidade e para ajudar Portugal,  O Coração da Cidade tem ainda mais programas inovadores a nível social...

 

A farmácia social ? ... que bela medida, mas já é uma realidade e todos os dias distribuímos medicamentos a quem necessita deles e recolhemos pela população os medicamentos que já não são usados…

 

As medidas deste governo em matéria de emergência social, para nós, não são novidades, mas muito mais ainda há que fazer, porque a prevenção social é muito urgente de acontecer…

 

na altura em que apresentei o programa mostrei que podíamos poupar cerca de 73% com a despesa das pessoas que nada fazem ... riram mais uma vez...

 

propus que inventasse um cartão Multibanco e que não dessem para mão das pessoas sem abrigo tanto dinheiro como faziam, porque só durava nas suas mãos um bom par de horas e que maioria dos casos ia para á mão dos que vendiam droga em todos os locais da cidade... impossível de criar o cartão... parece que desta vez vai acontecer...

 

 

Se tivermos que ajudar, então perguntemos como podemos fazê-lo e em todas as instituições há lugar para ajudar... mas aqui temos um grande problema... é que as instituições sociais não estão preparadas para receber um número elevado de pessoas com rendimento mínimo que não estão minimamente preparadas para trabalhar e que não levam incentivo algum para o fazer, a não ser o medo de perderem o subsídio...

 

A grande asneira na educação, é que não estão a apostar no potencial humano e não ajudam as pessoas em investir em sincronias, não as motivam a prosperar e não as ensinam a inventar situações prósperas e coerentes com o meio em que vivem...

 

Deixemos que elas façam juízo da sociedade em que estão inseridas e que vejam com todos os seus sentidos o que está mal e o que está bem, e o que na sua opinião poderia melhorar…  e como poderia melhorar...

 

Deixem que cada um sinta o seu pedaço de vida para que o possamos a ensinar a viver melhor...

 

O Coração da Cidade, tem sido pioneiro em muitos programas sociais, mas como eu, La Salete, apesar de ser fundadora da obra e directora da mesma, não sou formada em coisa nenhuma, sou autodidacta, ninguém quer perder tempo comigo e incomodo muita gente, porque sempre defendo a neutralidade, politica, religiosa, filosófica e racial...

            Um dia numa reunião, alguém bem colocado no mundo das instituições sociais, veio ter comigo, e sabendo que não tínhamos acordo, me disse em surdina ( sabe que a senhora está a pôr em cheque a gestão de muitas instituições, porque? Perguntei, então não tem acordo e sustenta tanta gente e eu a brincar disse … (o meu Gerente é muito Rico… é Deus)…

 

Para mim, todos são iguais, o que nos torna diferentes são as coisas boas ou más que fazemos... então aproveitemos o momento para ajudarmos Portugal... Portugal somos todos nós...

Portugal não são apenas os impostos, as medidas menos gostosas de cumprir, isso é apenas o real do incumprimento, da omissão que alguns usam e abusam durante a sua existência e só despertam nas horas mais apertadas... pena é que estas medidas atinjam também os que sempre cumprem e se preocupam com os outros...

 

Se todos fossem mais activos, nem a pobreza existia porque ela seria denunciada...

 

É necessário colocar a trabalhar muita gente, toda a gente... é necessário fazer muita força para que todos aprendam algum ofício, alguma arte e dela se possam valer a través dela possam ser úteis á sociedade...

 

Gastaram biliões que a UE mandou para cá a formatar e mal cidadãos que nada aprenderam... isso é enganar... é necessário obrigar a trabalhar...

 

Ninguém manda partir pedra, ninguém está a ser enviado a trabalhas forçados… sabemos que muita gente não gosta de trabalhar, pois então que fique exactamente como quer estar e assim nem sequer se cansa a gastar aquilo que não lhe compete por direito...

É necessário e urgente ensinar, que quem tem direitos, também tem deveres…

 

É necessário deixarmo-nos de reuniões constantes, onde apenas se discutem assuntos já discutidos, mas que na prática nunca se executam...

 

Muitos directores, nunca pegaram pesado em nenhuma situação e só por vergonha é que não dizem que alguns trabalhos não são para eles...

Todos os directores deveriam estar temporariamente nos sectores que dizem dirigir... então sim, aí podiam dirigir com mais eficácia...

 

Este governo tem muito em que economizar e não deve enveredar por dar esmolas... não, isso seria aberrante... deve ajudar, não abaixo dos 500 euros, mas acima e deve exigir trabalho correspondente... o trabalhador mostra que prosperou, então que seja aumentado segundo a sua produtividade, o outro não quer trabalhar, então come do que produziu...

 

Neste exacto momento, é necessário usar a razão com um grande coração...

 

 

 

Atenção, nem todos os corações servem para ser voluntários, daí que muitos chegam e partem... ser voluntário é ter nas mãos um trabalho muito responsável... na maioria dos casos com enorme escassez de meios, mas com superior responsabilidade todos dão conta do recado...

 

Não precisamos  de senhoras dondocas, ou doutorzinhos no voluntariado,  com parlapiê social, que não ajuda ninguém...

Portugal necessita de gente que saiba arregaçar as mangas e que tenha consciência que o momento actual, é apenas uma batalha entre muitas outras que ainda teremos que travar , porque a guerra está instalada... chama-se egoísmo...

 

Despertemos, já chega de marasmo...

Façamos brilhar o sol em todas as latitudes e construamos um mundo melhor...

 

            Estou aqui para ver quem é que neste momento tem a coragem de ajudar O Coração da Cidade…

 

Um abraço muito sincero a todos os que lêem estas linhas

 

 

lasalete

 

 

neste momento eu estou ...: bem
publicado por lapieta@sapo.pt às 15:45

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

3 B ... O BEM O BOM E O ...

PORTUGAL... a grande cant...

programa de emergência so...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags