Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

máscaras...

 

 

proporcionalmente à capacidade de cada um, o ser humano se oferece mascarado à sociedade conforme a sua necessidade de não exclusão...

 

a falta de insegurança exterior ou o forte desejo de se sobrepor ao meio em que vive e com o qual tem forçosamente que conviver, obrigam a que se usem máscaras pesadas e fantasiosas, que a seu tempo serão difíceis de sustentar...

 

a dificuldade que o ser humano tem em apresentar-se como ele pensa que será mais agradável aos olhos dos outros, a dificuldade que tem em  mostrar-se na sua condição, tem contribuído de maneira assustadora para o insucesso de maior tranquilidade, que deixaria qualquer pessoa mais apta à sua transformação interior...

 

quando a máscara cai o sofrimento é enorme...

 

desacreditados, aqueles que durante muito tempo, com imenso esforço se apresentaram perante os outros de forma quase intocável , passeiam agora, nus de qualquer disfarce  e acima de tudo impossibilitados de enganar mais alguém...

 

mas afinal a quem enganavam? ... a eles próprios somente...

somente a eles convenciam e de forma assustadora viviam na sombra de si próprios...

esqueletizados na sua consciência, rendilhadas de crónicos desregramentos  e terriveis emoçoes, arrastando o cadáver carnavalesco de seus actos, dormindo e acordando dentro dos seus próprios enganos...

 

lamentávelmente, encontramos muitos seres humanos fantasiados de muito boas almas, porém ignóbeis atitudes os definem nas mais simples atitudes do quotidiano ...

outros usam a máscara de durões implacáveis , mas assustados e temerosos nas mais simples decisões do dia a dia...

os pseudo sábios se desmoronam perante as mais pequeninas e simples opções que a vida oferece ao raciocínio...

 

afinal... quem somos nós?...

apenas frágeis embarcações, que o vento das dificuldades arrasa , se não estivermos atentos, se não nos precipitarmos, se não formos simples e humildes, senão formos generosos e bondosos em nossas atitudes no convívio diário com os outros seres humanos...

 

a todos sem excepção a vida pede respostas...

simples respostas que definem o nosso crescimento...

mas, por vezes, queiramos deslumbrados pelo sucesso dos outros, adoptamos a máscara que não cabe em nosso rosto e passeamo-nos com dificuldades imensas... até um dia...

ninguém suporta a mascara por muito tempo...

 

por vezes a máscara não está em nós com o propósito de enganar ninguém, mas apenas porque pensamos que assim é melhor e mais fácil... puro engano... vestir à medida é sempre mais confortável ...

 

aqueles que não são francos nas suas atitudes, mesmos que sejam erradas, não são credíveis aos olhos da vida, que atenta os desmascara , pela urgência que ele próprio tem de se transformar verdadeiramente...

 

a necessidade evolutiva está para o espírito, como o oxigénio para o corpo...

 

retirar a máscara é urgente... é preciso respirar tranquilidade...

o carnaval da vida tem que passar sem que um de nós participe como figurante, mas como figura autêntica e dentro da sua própria autenticidade confira a si próprio a possibilidade de se auto construir e elevar...

 

a vida passa a cada momento, fazendo a chamada de quem foi convidado a viver...

 

numa época tão conturbada como a época em que vivemos, estar atento e sem máscara é fundamental...

 

sejamos puros de coração para que a vida nos utilize no seu serviço de forma simples e correcta, para não sermos chamados à fila dos foliões, loucos e aparentemente divertidos, porém mascarados e sangrando por dentro...

de cara descoberta, sem máscara é muito mais fácil e divertido...

o sol bate no rosto, as lágrimas caem directamente nas mãos, mas os olhos vem mais longe e brilham mais e os beijos chegam mais perto do nosso rosto...

sabemos a quem abraçamos e assim a vida passa com mais prazer e sobretudo com mais consciência...

 

vale a pena viver sem máscara... para que a depressão não tenha tempo nem se atreva a tomar o nosso lugar...

 

como se consegue tudo isto?... muito simples ...

seja igual a si próprio...

 

um bom dia e um enorme abraço...

lasalete ...

neste momento eu estou ...: feliz sem máscara...
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:49

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

máscaras...

mais comentados

1 comentário

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags