Sexta-feira, 4 de Maio de 2007

não posso fechar os olhos...

entre o teu mundo   e o  meu...

 

há uma janela que não consigo abrir...

 

não sei se por medo, se por vergonha... ela continua encerrada...

 

não quero  pensar que está colada por que o egoísmo humano a trancou para sempre ...

 

perguntaste outro dia porque só falo de fome ...

 

é verdade... eu só consigo falar daquilo que vejo todos os dias...

 

entre o teu mundo e o meu, há uma janela que os virtuosos pensam que dá para o céu...

não... não pode ser ... Deus não ia fazer isso comigo...

 

ele enviou-me ao mundo para amparar... mandou-me ao mundo para socorrer...

mandou-me ao mundo para dar esperança...

 

não ... não pode ser ... seria injusto que tudo continuasse assim para sempre...

 

eu tenho que abrir esta janela e tenho que fazer-te despertar comigo, para que vejas com os teus olhos o mundo que eu vejo ...

 

      

 

vem comigo... sai desse aparente bem estar... o mundo precisa de todos nós...

 

não são do teu país ? ... engano o teu ... são teus irmãos...

 

 a fome no teu país tapa o rosto ...

 

 

 

hoje, trouxe ao Coração da Cidade uma mulher grávida, com sete meses de vida a pulsar dentro dela... sem pão... sem casa... sem cama... dormindo no chão...

 

estendeu a mão ...

os filhos que já dera à luz ,foram-lhe retirados para serem acolhidos, porque não tinha nada para lhes dar...

mas o que trazia na barriga não puderam tirar-lhe, porque esse ainda se alimenta dela, do seu ser... do seu sangue... mas depois... quando o ventre se rasgar e só for possível dar-lhe desprezo e dor ?...

 

A Segurança Social retirou-lhe o parco e ridículo subsídio que lhe dera, porque não compareceu à chamada... valha-nos Deus ... dois pesos e duas medidas...

 

no mesmo país... parindo pelo mesmo processo... fazendo parte dos filhos de Deus e com situações tão dispares de tratamento...

 

como dói a diferença entre os seres humanos...

 

porque se afadigam realizando o referendo sobre o aborto se o pretendem instituir através da fome... da dor e do desespero...

 

eu quero abrir essa janela, que o tempo pregou com a indiferença do coração humano e com as lágrimas de outros tantos ...

 

ainda não descobriste quem eu sou ... tão simples ...

 

a consciência ... irmã da caridade... filha do amor ...

 

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: com coragem
publicado por lapieta@sapo.pt às 17:01

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2007

é preciso caminhar ...

Temos discutido várias vezes sobre a caridade, sobre a justiça social, sobre a diferença entre ricos e pobres... mas ainda ninguém se debruçou sobre a possibilidade de nem todos os que lidam com a pobreza estarem efectivamente, motivados ou credenciados para lidarem com ela.

A pobreza é e será sempre como um virus que muda a cada passo e por isso mesmo é preciso senti-la e amá-la para lhe perceber as mutações... é preciso estar perto dela.

Em Portugal ,estamos sem qualificação para lidarmos com os problemas sociais... pior ainda ,somos muitos a não fazer coisa nenhuma e sempre com custos altíssimos.

Não menosprezando o trabalho, de quem com a pobreza se desgasta, não posso contudo dizer que está tudo bem porque estaria a faltar à verdade e a pobreza não merece tudo isto que está a acontecer.

Somos um país estranhamente reunido 60% do tempo em que deveriamos agir... muitos quadros técnicos, estão reunidos constantemente, sem que dessas reuniões possam sair ditectrizes concretas e com valor palpavél para tratar de um problema tão grave como o da pobreza.

O fosso entre pobres e ricos é enorme, por isso mesmo se vai alargando, porque não interessa que seja diferente, porque se a pobreza desaparecesse, os novos pobres seriam aqueles que neste momento são pagos para olharem por ela.

É necessário educar... a isso se chama construir... não podemos viver mais, numa ditadura dissimulada, por um manancial de pseudo sábios, que nada de novo trazem a este problema.

O povo está inquieto, mas também por falta de imaginação e de vontade de progredir.

Existe falta de emprego.... ?...! mas não existe falta de trabalho... o importante também é que cada um se mobilize no sentido de construir sem que disso mesmo tire lucro pessoal, a não ser o lucro imediato, que é a final, o crescimento interior de quem já se dimensiona solidariamente para os outros.

Somos um povo tristemente mal educado e por isso mesmo sem imaginação... e não gostamos de aprovar ideias que não sejam oriundas de pessoas que consideramos importantes, que provenham de alguém com as mesmas ideias religiosas ou políticas, que que eventualmente tenha um curso superior.

Sem vaidade... não tenho nenhum curso suprerior, mas dou cartas em matéria de assuntos sociais e com a pobreza sempre consigo imaginar mais um pouco todos os dias, para dininuir a amargura de quem ainda acredita , tal como eu, que é possivel ser feliz.

A vida pode ser para nós uma enorme universidade onde sempre aprendemos, desde que estejamos prontos para ouvir e aplicar...

O Coração da Cidade vai alargar o seu espaço de trabalho mais uma vez e vai conseguir... o novo programa iniciado há seis meses está a ser um êxito e vai certamente alargar-se a mais cidades do país... mas se os representantes do nosso governo o colocassem em funcionamento em outras localidades onde os desocupados se ocupam com assuntos pouco dignificantes , Portugal não seria lider apenas das questões menos saudáveis do quotidiano.

Neste momento é necessário despenalizar tudo, porque não se educou o povo português para nada e penalizar aqueles que foram formados e indigitados para educar e nunca o fizeram.

É preciso criar estágios ministeriais em bairros de lata, em ilhas do Porto e não só, em avenidas poluidas e em cidades onde se transita a 30 km... é preciso estagiar em mesas sem pão e adormecer no chão das cidades onde o lixo acampa, por incúria camarária, é necessário acordar sem um tostão no bolso... quem sabe assim a imaginação não produzia ministros mais conscientes e activos promulgando e homologando com objectividade e em tempo útil,.

Portugal precisa de crescer ... todos somos Portugal

lasalete

neste momento eu estou ...: muito portuguesa
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:50

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

não posso fechar os olhos...

é preciso caminhar ...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags