Domingo, 18 de Dezembro de 2011

PARTILHAR A PAZ ... a prioridade actual...

 

 

é neste conceito, não muito distante de todos nós, que a vida vai desenvolvendo os seus interesses essenciais...

 

todavia, verificamos que entre o desejo e a realidade existe efectivamente uma grande diferença...

 

acumular de emoções desregradas, o ser se desconcentra do que são na realidade os seus objectivos principais, e então, manifesta o que gradativamente se vai priorizando,” a sua maravilhosa existência" ... ou seja o superficialismo doméstico-social, que não passa do dar cumprimento às coisas básicas da vida...

para além do básico, poucos são os seres que param para pensar na sua essência...

 

como partilhar então a Paz?...

 

? ... o que é isso afinal, de que falam?...

 

mas nós estamos em paz... no nosso país a guerra não existe...

 

será que sabemos , o que é mesmo a paz?...

 

por mais absurdo que pareça, a Paz na globalidade, ainda é estendível como o parar das armas, o baixar os braços combatentes no campo da batalha... o ceder a negociações territoriais...

 

estamos a falar de paz interior, coisa que os governantes de quase todo o mundo desconhecem, por isso governam tão mal...

 

PAZ, não é concebível na mente daqueles presidentes que decretam invasões a outros países...

PAZ, não é situação comum dos ministros e pares de seus reinos, que matam as esperanças dos povos submetidos à sobrevivência, debaixo da bota da sua governabilidade absurda e ditatorial…

a PAZ, não cede a pressões, não se discute na assembleia, a Paz, não se deixa corromper…

o conceito de PAZ, deve ser ensinado, nos bancos da escola, deve ser estudado nas universidades e deve ser chave mestra de doutoramento mundial...

 

a Paz, deve liderar todos os conhecimentos e deve ser usada  paralelamente à HONESTIDADE...

 

PAZ ,VERDADE e HONESTIDADE, deviam ser categoricamente esculpidas na educação...

 

por isso meus amigos, também na base da educação familiar a PAZ, deveria ser oferecida aos filhos como prenda de vida e deveria ser a jóia de cada família, a herança transmissível de geração em geração…

por  incrível que pareça, é exactamente no seio familiar que se iniciam os conflitos, perigosamente gerados por falta de PAZ...

 

então construamos a PAZ INTERIOR, para poder assim partilhar a PAZ MUNDIAL, que seria neste final de ano e no início do ano que está para vir, a melhor prenda, a melhor partilha do planeta...

 

a Paz deveria ser no final e no principio, o método a seguir para finalmente podermos falar de um mundo melhor…habitados por SERES HUMANOS MAIORES…

 

então citaremos o apóstolo..

(NADA TENHO PARA TE DAR, MAS O QUE TENHO EU DOU … DOU-TE A MINHA PAZ )

 

um óptimo Domingo...

 

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 12:22

link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Agosto de 2011

guerra surda ... para quem não quer ouvir...

 

 

11 horas da manhã...

 

A maior parte dos meus amigos está de férias...

 

Alguns foram até Fátima, na esperança que a Virgem peregrina, operasse um milagre, outros foram agradecer…

 

As  noticiosices de todo o mundo sucedem-se, os apresentadores estão bem penteados, maquilhados e há que vender meias verdades... e contam quase todos eles as mesmas histórias, debulham as mesmas tragédias de sempre, assustam as mesmas mentes e sentem-se senhores do destino da mentalidade humana, formatando em seu redor os raciocínios mais lentos e mais vulneráveis...

 

O impacto económico em todo o mundo, é a nova guerra surda, fomentada quem sabe, em pleno oceano, por uma quantidade (pequena) de loucos, que não sabe nem sequer fazer um chã, mas que em frente a um computador, está a destruir muito mais que Bin Laden...

 

Apanharam desprevenidas a maior parte das bolsas mundiais, espalharam o caos, porque as economias estavam a ser engolidas, por famintos do poder, enquanto os políticos, lhes lambiam as botas besuntadas com a banha de muitos, para quem o sofrimento humano nada significa...

 

Avessos à humanização, pensando que vão viver eternamente neste planeta, nem sequer têm a capacidade de entender que estão neste momento a destruir o que deveriam construir com muito cuidado, pois que o mundo, que estamos a tentar emoldurar, é o mundo dos nossos filhos e dos nossos netos... que bela herança!!!!!!!...

que dirão os nosso netos um dia, quando olharem para trás e perceberem que somos um bando de idiotas, agarrados ás bolsas de valores, neste jogo de monopólio mundial, onde uns têm tudo e outros nada, nem sequer lhes restou a esperança...

 

Se o mundo que trabalha acordasse e se manifestasse, não através da violência, mas através do trabalho, se não quisesse apenas muitos dias de folga e de bailarico e entendesse de uma vez por todas que esta guerra surda e infecciosa é a pior guerra de todas, porque não conhecemos o rosto de quem está a vender e a comprar e que apenas conhecemos uns logaritmos dispersos, umas quantas equações sem quociente e uns quantos números que os noticiários financeiros despejam semeando o caos em todo o mundo...

 

Esta máquina foi bem montada e de certo que não estão tão certos assim de conseguirem os seus intentos…

No fundo, eles sabem que a força está em terra…

Aqui, onde o sol bate mais forte e se sentem todas as tempestades emocionais, onde morrem e nascem crianças todos os dias, onde se partem montras e se incendeiam cidades, onde se assalta e se mata, mas onde se estende a mão, aqui onde em terra firme estão os homens que choram, aqui também reside a esperança…

 

Aqui onde existe o câncer do egoísmo, também existe a cura ( a humanização)… o problema é que neste momento são muito poucos os que se dizem vacinados, são muito poucos os que lutam desesperadamente, para que os ( mortos vivos) se sintam vivos de vez e possam reagir…

 

Quem manipula as informações, é sem sombra de dúvida a sombra inclemente dos que não sentem temor, nem dor, apenas a mesquinha ambição dum poder paralelo que vai fazendo vítimas…

 

Os que fabricam esta guerra surda, são muitas vezes os que depois dos destroços aparecem como grandes e únicos benfeitores…os salvadores da humanidade… esperam as estátuas, os pódios e aí mostram o rosto… esquecem-se porém de que ( a sementeira é livre, mas a colheita é obrigatória )…

 

Ficaríamos abismados se um dia no fosse mostrado o número impressionante de mentes que saíram da universidade e se transformaram em soldados desta guerra económica, matando as perspectivas de futuro, lançando bombas de discórdia económica, violando leis de concertação, lançando roquetes de terror, mísseis dizimadores de vida, sem compaixão por quem trabalha dia a pós dia…

 

As religiões já nada podem e nada fazem… muitas delas também se deixaram corromper…

 

Parece um quadro negro?… é a realidade em que vivemos …

 

Mas ponderemos bem fundo, porque a força ainda está nas nossas mãos…

 

Viremos para a natureza o nosso interesse, estudemos outra vez as teorias do amor, e coloquemo-lo em prática, registemos todos os passos e todos os gestos que por esse mundo fora se traduzem em situações de paz e pacifiquemos o coração…

 

Ajustemos a nossa vontade a uma vontade única, a do progresso integrado ( moral, intelectual e material )… pois que a matéria está aí desde sempre e é necessária ao progresso em todas as situações…

 

O consumismo foi a forma mais elaborada de paralisação… agora que quase todos são devedores, temos que assumir que a escravatura se instalou, levantando fortes muralhas económicas, onde estão encarcerados e algemados às suas dívidas muitos seres humanos, que apenas queriam ser felizes…

 

Só Deus nos pode salvar… não o Deus que as religiões inventaram… não… o Deus verdadeiro, o Deus que está dentro de nós, que nos fala, que não atropela a nossa consciência, o Deus que se chama LIBERDADE, AMOR, HARMONIA e PAZ…

 

Essa ENERGIA DIVINA, tem um poder imenso, o poder de cada um, a força impressionante da mudança…

Essa ENERGIA CÓSMICA, é a Fé que tantos anseiam e que muito poucos sabem pôr em prática…

Essa ENERGI LIBERTADORA, tem o nosso ADN espiritual, diferente para cada um, consoante o percurso que no transcurso dos séculos fizemos e que pode mudar o mundo…

 

Essa energia, liberta-nos do medo…

 

O mundo neste momento está vestido do medo de perder… o quê? …

 

Que mais há que perder?...

 

Daqui para diante só há a ganhar…

Para isso, anule o medo… não se subestime e avance… em novos moldes, mas avance…

 

Faça a partir de hoje uma vida diferente e confie…

 

Um bom fim-de-semana para si … você, eu e quem quiser, temos a força na mão…

 

lasalete

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 11:03

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 1 de Abril de 2011

a maior mentira de todas ................???????????

 

 

o mundo está em paz... nem queria acreditar...

 

apesar de ser dia das mentiras... devia ser verdade...

 

não havia crianças a chorar...

os mais velhos estavam a rir e com o rosto tão feliz...

os adultos que saiam para o trabalho, saiam de suas casas e tão felizes estavam, que se cumprimentavam uns  aos outros sorrindo...

nas ruas jovens felizes cantavam e abraçavam-se sem desconfiança...

os polícias parados, olhavam o céu, como se já não fossem necessários como vigilantes na Terra...

os albergues estavam encerrados e as instituições de solidariedade, quase todas encerradas, por não haver necessidade de existirem...

as filas intermináveis para qualquer situação não existiam e tudo parecia na mais completa ordem...

nas cadeias de quase todo o mundo as celas vazias e os guardas afadigados limpavam o que já estava limpo e então fechavam os últimos trincos das portas enormes das prisões...

as casas de penhores fechadas mostravam já não haver necessidade económica...

 

as notícias em pleno ecrã motivavam quem via e ouvia o noticiário á calma e á solicitude...

 

havia armamento e material bélico estacionado,  que denunciava uma guerra qualquer, mas que cobertos de poeira  mostravam que essa mesma guerra já não fazia sentido e tinha acontecido havia muito tempo...

 

nos hospitais, os corredores sem macas e as enfermarias no mais absoluto silêncio, atendiam enfermos sem dores lancinantes, tratando apenas problemas de fácil solução...

 

ninguém berrava ou gesticulava...

 

as aves voavam quase conscientes de terem encontrado por fim o paraíso...

e no mais belo cenário de sempre a Primavera brotava em cor e aroma como nunca...

 

nas avenidas outrora nuas, o verde borbulhava ao sabor da aragem fresca motivada pela manhã ensolarada...

 

os golfinhos pareciam subir novamente o Douro e por toda a parte as feras selvagens convertidas pela paz reinante sonolentas se entregavam ás suas necessidades habituais, sem choque nem tortura...

 

nas janelas as flores davam elegância a asseio pela cor que exibiam orgulhosas...

 

parecia que a Terra se havia enfeitado para Deus passar...

 

 

nem queria acreditar... nada em meu redor revelava sofrimento ou dor..

 

feliz espreguicei os braços para me integrar neste abraço de beleza e esplendor...

 

verifiquei então que Deus participava do dia das mentiras e permitiu que o sonho brincasse comigo...

acordei e voltei ao dia das realidades mais tensas... no entanto com a esperança de que um dia acordarei e o mundo vai ser assim...

 

até lá ... vamos viver... do jeitinho que o mundo é , mas com a certeza de que se cada um de n+os fizer o seu melhor, tudo será mais perfeito, mais belo e mais são...

 

até lá... beijinhosssssssssssssssss...

 

lasalete

neste momento eu estou ...: bem
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:41

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

o mundo precisa de abraços...

 

Abraços...

braços estendidos...

mãos amigas...

rostos sorrindo...

mentes abertas...

corações solidários...

 

o mundo necessita de paz... onde cada homem adulto, onde cada criança se levante pela manhã e não se sinta ameaçado, na sua integridade física, na sua emoção ou na sua formação moral...

 

o mundo precisa de se sentir bem... o mundo necessita de crescer espiritualmente, mas como estamos a passar a barreira do despertar espiritual , que já não comporta por muito mais tempo, tanta desfaçatez , tanta maldade, tanta inferioridade espiritual e coo a Terra tem de resolver seu impacto espiritual e ascender a um plano diferente, todos estes episódios acontecem e têm que ser entendidos pelos que ao sentirem-se mais esclarecidos compreendem o drama dos humanos terrenos...

 

estou a escrever neste momento... em 2001 neste mesmo horário meus sentidos se colaram perplexos nas imagens de destruição e dor... talvez naquele momento alguém estava a escrever, uma carta comercial, um bilhete de amor, sei lá, amando, quem sabe... e tudo terminou ali...

o mundo parou incrédulo...

 

creio que os anjos choraram, como de todas as vezes que os homens se portam mal...

 

o olhar dos bons e dos maus confundiu-se... as lágrimas misturaram-se eram de toda a gente e não pertenciam a ninguém... eram as lágrimas do mundo...

 

o medo aconteceu... e por algumas horas o mundo transformou-se no maior campo de concentração do mundo... ninguém sabia das intenções de quem ultrapassou o improvável ...

 

hoje o silêncio continua... a vida continua... a maldade continua...

até que o homem deixe cair o seu coração e o corpo já não resista e ultrapasse a altura inatingível do mundo terreno...

 

na psicosfera ficou o medo, a dor , a sensação plasmada de quem partiu e de quem ficou amaldiçoando os que maldosamente vivem, ameaçando tudo e todos... as guerras não são da responsabilidade de ninguém em particular, são da responsabilidade de todos nós que ainda não nos esforçamos o suficiente para formar um mundo de abraços...

 

lasalete 

neste momento eu estou ...: trabalhando em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:27

link do post | comentar | favorito
Sábado, 30 de Junho de 2007

Grito de guerra ... ( poema)

 

" homenagem aos soldados de todas as guerras que as ditaduras impõem ...

que os valentões que governam inventam, mas que não têm coragem de combater"

 

um grito de dor por todos os que tombaram , a mando daqueles que nunca tiveram coragem de pegar numa arma...

 

um abraço poético a todos os mutilados de guerra ... no corpo e na alma ...

 

os abraço com alma e deste jeito lhes presto a minha homenagem...

                         

Gritavam chorosas as mães e os amores,

de nada valendo a quem nada mais podia...

e os mandantes do crime emudeceram,

determinados em tal aleivosia...

tinham na alma a esperança de voltar? ... não,

só alguns diziam ter mais fé...

mas ficaram encurralados nesta vida,

sofrendo uma dor sem volta... sem maré...

 

Rasgados... não sei se lutaram livremente...

mas um dia, alguém ludibriou

dizendo obrigatório defender,

aquilo que afinal nunca se herdou...

longe de casa , sem paz e sem destino,

de armas na mão, chorando em desespero,

foram milhares ... talvez milhões os que ficaram,

de corpo aberto em trilho tão austero...

 

Importa o espaço ou a guerrilha ?

Angola... Guiné ou Moçambique ?

se a guerra que inventaram era filha

da ignomínia da ambição e do terror...

mostrando a todos por fim, o excretor

da morte anunciada dum regime,

que negando pela  vida mais amor

desenvolve arrogante, o medo que os oprime...

 

Todos viajaram... alguns estão mutilados...

e embora a dor, de mesmo assim querer voltar,

são apontados com famélica lembrança,

como soldados dum regime a ignorar...

Pelo amor de  Deus ...rendam-lhes na memória um louvor,

amando o esforço heróico de existir,

porque a bota ditadora que esmagava,

tudo tornava mais difícil ... era impossível decidir...

 

Os que voltaram estão  gritando de  emoção,

desesperam ,não sabem prosseguir,

embalam fantasmas rasgando o coração

e ainda os empurram sem dor e sem respeito...

se  houver história fiel e de direito

e os admitir com verdade, como  heróis sobre esta terra

veremos por bem que existe  em Portugal

o respeito e a verdade que o país encerra...

 

 

Lasalete ... 1 de Julho de 2007... 11 horas

neste momento eu estou ...: em paz no meio da guerra
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:45

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

PARTILHAR A PAZ ... a pri...

guerra surda ... para que...

a maior mentira de todas ...

o mundo precisa de abraço...

Grito de guerra ... ( poe...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags