Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

A GRANDE ODISSEIA...

 

 



a grande odisseia, é a grande viagem, o movimento vida que está associado à nossa reencarnação...

ACREDITEMOS OU NÃO NINGUÉM LHE PODE FUGIR...

muitos estudiosos se referem à vida como se ela fosse em si mesma, uma viagem preparada e totalmente programada, parecendo que neste cenário circense tudo estivesse estudado ao pormenor e assim, ninguém consegue fugir do roteiro...

o grande erro, é pensar exactamente assim... 
por isso, é que muita gente procura desesperadamente saber o futuro, pagando fortunas por umas dicasinhas que não conduzem a lado nenhum...

eu até posso saber o que me pode estar destinado, mas não sei de certeza de que modo é que os outros destinos estão, ou vão estar, a colidir com o meu...

para sabermos o nosso futuro, de forma tão certa, teríamos que ter na mão, ou à mão se semear, a certeza de todos os outros destinos, o que à partida é impossível, diga-se até, absurdo...
mas há quem pense que tem esse poder... paciência...

mas a nossa grande viagem, é efectivamente uma odisseia ( A VIDA ) ...dividida em várias etapas, por várias excursões a mundos completamente diferentes...

a nossa excursão neste mundo tão engrandecedor, leva-nos a encontros e desencontros, a manobras de diversão, a derrapagens impressionantes, e a nossa imaturidade, na maior parte das vezes, nos afasta do sítio certo, perturbando a nossa visão, aculturando o nosso emocional...

a irresponsabilidade com que por vezes nos deslocamos na vida, é que faz essa viagem ser bem perigosa...
mas não nos assustemos, porque sempre há a possibilidade de emendar o que na realidade fizemos com menos cuidado...
só há um ponto que o ser humano vai ter que cuidar, que tem a ver com a forma como analisa os factos e as pessoas...

a "pecadologia", ou seja, a capacidade de analisar tudo na base do pecado, torna-nos a seu tempo pessoas incapazes de obter resoluções mais humanas...
daí, os medos que nos agasalham e que se escondem dentro de nós, concorrendo muitas vezes em mentes menos estruturadas, para cenários de grande violência e dor...
se nos formos habituando a ver tudo e todos como capacidades em exercício, vamo-nos habituando a esperar uns pelos outros e a procurar sempre mais possibilidades de agir e de acertar...

a grande dor no mundo, tem sido originada pelo fanatismo , fundamentalismo religioso de tal forma exacerbado e perturbador, que as fogueiras mentais só fazem vitimas...
os executores da humanidade estão espalhados por aí...velhos por dentro, podres no seu emocional, vítimas de si próprios, aparecendo como salvadores de pátrias sem chão...

não seria muito melhor, que ao invés de ensinarem pelo medo, ensinassem os seres humanos a cuidar da vida com elegância e com harmonia...
ensinassem a ver a vida com capacidade de espera e de resolução, e não ensinassem a colocarem as mentes na corda do impossível...

tudo está ao nosso alcance, desde que nós queiramos aprender e trabalhar...
mas nem sempre conseguimos, porque fomos ensinados a erguer defesas contra os outros, a afiar as lanças, e a querer ser mais que o outro... 
e então, entramos numa competição desenfreada e assim embarcamos sem perceber, nesta grande odisseia que nos desgasta e oprime, de maneira totalmente errada...
se não nos amarram os outros, amarram-nos as nossas redes mentais, engrossadas pelos medos, que não temos coragem de assumir e muito menos de confessar...

lamentavelmente, passamos então a conviver, sob o disfarce de bons samaritanos, de bons cristãos, de bons lutadores , de bons homens, mas, no concreto, nem para nós somos bons...

agir pelo medo nunca dá bom resultado...

então amigo, tire a máscara de uma vez... venha para a rua e respire fundo... sinta-se livre ... faça um exame de consciência e verifique aquilo que o amarra...

há uns tempos atrás, aconselhei alguém a fazer este exercício e essa pessoa chegou à conclusão que para se sentir livre, tinha que mudar as suas amizades ( os seus amigos) ... e eu disse: - então que assim seja...
ficou perplexo ,quando lhe mostrei que se vivia em função do que pensavam os amigos... se a opinião deles o amarrava, então ele não tinha amigos, mas carcereiros...
faltou-lhe a coragem para prosseguir nessa mudança... mas, mais tarde, acabou por me dar razão... 
quando a vida o colocou automaticamente numa posição difícil, "os amigos" , desapareceram... e ele percebeu que estava menos rico ou mais pobre, mas mais rico em liberdade, mais lúcido para tomar resolver os seus problemas... e em termos emocionais poupou bastante, porque só tinha que sustentar a sua pessoa e não os outros que lhe roubavam a paz e a alegria...

nesta grande odisseia, nós parecemos mergulhadores numa jaula de ferro, bem no fundo do mar a lutar contra tubarões...

respiremos então à superfície, onde a vida está presente, inventemos um mundo melhor para nós e ajustemos a nossa mente a situações mais amorosas e sublimes...

não podemos negar que uma energia infinita e imutável na sua revitalização, nos transforma e nos transporta a cada momento... 
uns chamam-lhe Deus... outros não sabem o que chamar, e por isso não querem acreditar, mas também não sabem como mostrar que não existe...

não tem importância... essa energia não vai deixar de actuar em nós, porque nós não acreditamos nela... 
há tanta coisa que actua em nós, que nós nem identificamos...

um dia ficaremos surpreendidos, quando as capacidades humanas mais se apurarem e pudermos ver aquilo que hoje negamos, pensando que por estarmos com um computador na mão já temos acesso fácil ao que queremos...

aliás o computador, já nos mostrou, que é o maior mágico, o maior criador de ilusões...

então vamos cair na realidade e nesta viagem usemos de franqueza, assumindo as nossas fraquezas com a certeza de que a seu tempo seremos grandes, maiores do que somos neste momento...

a grande viagem só se justifica, porque aponta para a grande justificativa
( A EVOLUÇÃO)...

pintemos o mundo com cores reais, para não perdermos de vista o nosso trajecto... e assim não nos perdemos...

real... real... é este meu abraço desejando a todos um fantástico Domingo...


lasalete

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:45

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

ser positivo é urgente...

 

 

está quase a ser Natal, mais uma vez...

 

esta frase,  esgota-se de ano para ano, e mais uma vez se sobrepõem as ideias...

 

este ano, talvez com todo a crise que se vende como fonte inesgotável de conversa e de futurismo mal amanhado, as perspectivas vão ser únicas...

 

todavia é necessário incluir no nosso saco de compras um positivismo maior, mais bem arquitectado em ideias novas e renovadoras de uma acção única que ajude , a que , neste Natal a palavra de ordem seja... HUMANIZAÇÃO...

 

para com os mais pobres?... não... para com todos, pobres e ricos, crentes e descrentes, novos e velhos... para com toda a gente, para que todos nos coloquemos em função de pilares progressistas, onde dentro de cada um a ideia de viver em paz se corporifique então, nessa acção progressista...

 

o mundo está em franca mudança, com todos os custos inerentes a um bom funcionamento e a uma melhor integração...

 

existem porém despedimentos, que vão gerar o caos em algumas famílias, que não esperavam um final de ano tão trágico assim...

 

muito embora , não seja possível avaliar capazmente o desespero dessas famílias, o conselho é muito simples de endereçar... NÃO DEIXEM QUE O DESESPERO SE INSTALE NA VOSSA VIDA)...

 

quando a crise bate à porta de cada um é necessário que possamos ajustar o amor que nos une, e que a fidelidade nesse tempo seja estrema...

que não haja condenações de parte a parte, que ninguém culpe seja quem for pela situação...

 

unir esforços no momento de crise é essencial, porque a rotura vem logo a seguir quando as pessoas dentro do mesmo lar, não se equipam de boa vontade...

 

a crise maior de todas é a que acontece depois de se instalar a crise de que tanto se fala...

 

o seio familiar, é isso mesmo, o padrão de conduta que alimenta e que nos faz sentir em paz, mesmo que tenhamos que lutar contra a falta de recursos...

 

acreditem num facto... se todos se unirem, e não desesperarem, a crise da falta de recursos, acaba mais cedo do que alguma vez possamos supor...

 

as provas materiais, são difíceis de suportar... porque são difíceis de compreender...

 

neste Natal, senão no ano que vai nascer, façamos um esforço, por começar a entender, todas as novidades implicadas nesta mudança, que parece assustar toda a gente...

todas as mudanças assustam e esta não poderia ser tratada de forma diferente...

só que há muita gente a aproveitar-se desse medo, que infecta o raciocínio e não nos deixa prosperar, empurrando o nosso dia a dia para um anoitecer prematuro...

 

não deixemos esgotar a nossa luz interior e confiemos...

 

há muito ainda para acontecer e esperando que estejamos mais positivos...

a vida vai efectivamente mudar muito mais, mas se cruzarmos os braços, podemos sofrer mais do que seria de supor...

 

avancemos com toda a força e partamos com a convicção de que seremos capazes de superar tudo e todos...

 

sejamos simples e positivos...

 

a vida espera por nós...

 

 

 

lasalete

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 00:56

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

A GRANDE ODISSEIA...

ser positivo é urgente...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags