Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Deus e a cidade...

 

 

 

descobrir Deus dentro da cidade não é difícil...
porém descobrir que Ele desperta mais cedo do que qualquer um de nós, já não chama à atenção de muita gente...
 
mas ao  interiorizarmos  a obra divina , nos apercebemos de que afinal Ele não desperta connosco... mas oferecendo um pouco do nosso conhecimento diremos , tal como o povo diz …Deus não dorme... e é tão fácil de perceber... ao deslocarmo-nos para a cidade que nos espera para os mais diversos afazeres, nós deparamos logo pela manhã com um quadro maravilhoso... e todo o trabalho divino se estende diante de nós…
 
Deus no seu maior enlace ...
 
o céu oferecia-se bem alto bordado por algumas nuvens brancas que o decoravam divinamente...
ao longo da via do Freixo a paisagem então se estende de forma surpreendente e o Divino Pintor nos dá uma cromática e  deliciosa paisagem, onde os verdes e os amarelos, passando para os castanhos e o lilás de quando em vez… e assim se eleva a voz das cores que nos falam da Sua riqueza luxuriante...
 
entes mesmo de chegar à cidade, os melros e os deliciosos pardais, com ninhos bem recentes, mostravam a sua afadigada vida levando no bico a ementa do dia para as crias que de certeza os esperam ansiosos...
 
as andorinhas indiferentes ao barulho, notadas pelo seu voar quase eléctrico e  rectilíneo, cruzam a paisagem deixando a ideia concreta de que o homem não as consegue parar...
 
a cidade aproxima-se, denunciando aqui e ali, através das ruínas ainda existentes, antigos feudos, que já tiveram o seu tempo de glória…
bem perto da cidade e já por cima da ponte do belo Rio Douro, as gaivotas de forma estridente, anunciam a sua passagem e a certeza de que algum alimento se encontra nas imediações... vai para muito tempo que as gaivotas fazem parte da cidade dos homens...bandos de pombas roliças chamam a nossa atenção pela forma solidária como caminham no céu...
 
sob a ponte, o rio estende-se de forma fluorescente, brilhando no seu leito como vidro que se oferece ao céu, para que ele também possa espreitar a sua beleza, nessa imagem azul que nele  reflecte...
 
por fim a cidade... e Deus em todos os rostos...
seminus da presença divina, alguns se esquecem-se de sorrir e parecem autómatos ... somos capazes de dizer que o carro sabe mais que o próprio dono, já que o único brilho é mesmo o da própria viatura...
 
numa mais cuidada observação, descobrimos  em alguns rostos, que as preocupações são lactentes e bem pela manhã, já se vêm muitas vozes que se elevam através do bichinho telemóvel que sustentam na mão, mesmo que para isso sejam forçados a fazer uma travagem mais brusca... e nessa brusquidão, enredam a sua alma, pois que não firmaram com Deus nenhum compromisso de serenidade...
 
Deus porém, desloca-se no rostinho amoroso de muitas crianças traquinas, que se encaminham com os pais rumo à cidade, para se juntarem por certo ao número de pardais que em alguns infantários ainda tem um recanto para brincar...
 
na tela gigantesca que a cidade oferece, destaca-se imponentemente mais belo, o verde que o arvoredo oferece, bordando a paisagem entre as telas humanas de betão lapidado na imaginação e esforço de gente anónima...os caramanchões deixam-se cair indolentes grávidos de rosas bravas , brancas e vermelhas, colorindo os velhos muros de granito…
 
a cidade dos anjos sem asas, dos heróis anónimos, dos idolatrados ídolos e dos impenetráveis impérios financeiros, a cidade dos miseráveis sem pão nem educação, sem saúde e sem preparo anímico, a cidade dos amores e das paixões desregradas... enfim ... a cidade camiliana no seu melhor … afinal , mais uma cidade igual às cidades de todo o mundo... administrada por um rosto de cantaria e extremamente belo...
 
Porto em Portugal...  a cidade do trabalho e do império emocional, que conta histórias que se perdem no tempo, mas que recupera sempre a tempo o humor, a dramaticidade e o bairrismo de quem vive e revive em cada dia a sua vida sacrificada mas eterna...
 
Deus assim fez mais esta viagem, apenas para verificar se os homens estavam, a tratar bem a paisagem...
e na sua infinita bondade, quer pelo som, pela cor e pela luz Deus não se cansa de surpreender os homens...
 
graças a Deus...
 
lasalete
neste momento eu estou ...: tremendamente feliz...
publicado por lapieta@sapo.pt às 12:16

link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Maio de 2008

as loucas e ilusórias preocupações...

 

 somos demasiado velhos , existimos há muito tempo neste planeta, para sermos pigmeus pensantes...

 

foram deixadas nas nossas mãos, heranças dificeis de administrar...

 

mas... mal falamos das nossas capacidades... nem se quer nos queremos descobrir interiormente... perdemos a garra e ainda que digamos , que hoje em dia não temos tempo para nada, sobranos em preguiça no entanto, muito daquilo que poderíamos efectivamente realizar...

 

a indiferença paralizou os nossos braços, que deveriam ser lestos e solidários...

 

em contraste porém...

 

nesta altura do ano, já se começam a notar as preocupações acrescidas com a silhueta e os bronzeados artificiais, iniciam a sua temporada, para depois poderem competir à luz do dia com o bronzeado natural que na praia se pode adquirir...

 

a energia despendida em preocupações desmedidas e inadequadas com estas, em detrimento das preocupações actuais, que nos levam desesperadamente a procurar meios cada vez mais escassos , para colmatar as necessidades alimentares de milhares de pessoas, atesta sem sombra de dúvida, que o ser humano ainda vai ter muito que aprender até chegar ao patamar da solidariedade...

 

a indiferença com que muitos se passeiam perto do caos a que assistimos no nosso país, reflexo do caos mundial, é deveras preocupante...

 

as empresas que nos ajudam, estão também elas com dificuldades enormes...

 

as pessoas já são aconselhadas nos centros de emprego a fazer contas ao que o Estado oferece como subsídio e o salário que se vai ganhar quando se tem a "pouca sorte " de se encontrar algum trabalho ainda que temporário...

 

os quadros médios de algumas empresas estão a chegar ao Coração da Cidade a pedir auxílio, mas, as preocupações de todos eles é que se de repente são chamados para trabalhar, quanto irão receber, porque estão a ser oferecidos trabalhos com salários muito inferiores ao salário mínimo nacional e é para quem quer...

 

não existe fiscalização que pare este tipo de arbitrariedade, mas porque não há interesse...

 

as populações estão cada vez mais aflitas e já nem o bichinho da emigração os satisfaz...

 

a desilusão está a tomar conta da maioria e o desespero tem levado para o hospital muita gente que entope os consultórios e as consultas de rotina, porque já não sabem como resistir a tanto sofrimento...

 

continuamos porém, a gastar milhões em coisa de ninguém, não aparece no Norte ninguém do governo a procurar saber como vai a situação... estou em acreditar que certamente visitam aqui o blog, e isso já lhes chega...

 

eu apostaria até em levar o Sr. Primeiro Ministro, a visitar como eu fiz ontem, a cidade do Porto... vazia na hora de ponta, do frenesim de outros tempos... as ruas de comércio tradicional, enlutadas de lojas vazias...

 

esta semana que vai entrar, vou com algum trabalho fazer o levantamento da baixa para perceber quantos estabelecimentos estão fechados...

 

o Porto parece uma cidade fantasma, onde é possível perceber a desilusão e tristeza... ninguém ama esta cidade, que lhe possa emprestar um pouco de vida e de luz...

 

eu daqui faço um apelo, aos naturais do Porto, para que não deixem morrer a sua cidade e se unam num movimento capaz de fazer explodir o amor por esta cidade ?...

 

apenas a fome encontrou o caminho da cidade... quem nos salvará ...

 

nem aqui no blog aparece ninguém a comentar, não aparece ninguém educadamente a falar construindo paz e amor...

 

se amas o Porto cidade , fala aqui e junta-te ao movimento da cidade berço que te recebeu...

 

não consintas que apenas a fome te mostre um Porto sem abrigo, sem paixões, sem ideias, sem alegria...

 

não queiras fenecer como as árvores da avenida... vem fazer aparecer a cidade ...

 

não adiras apenas às ilusões transitórios de um período de verão...

 

                                                          

                      

 

  O Porto é belo demais para ser esquecido...

 

a Vida preciosa demais para ser votada ao abandono

 

 

 

 

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: amando a vida
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:27

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 3 de Maio de 2008

mãe ... minha mãe...

 

Mãe amanhã é o teu dia... 

   
O dia em que confirmamos a vida…
O dia em que de verdade, eu posso chamar-te... Mãe…
O dia de todas as mães…
O dia do grito eterno…
O dia do direito de nascer…
Mãe …
Vás tu para onde fores , estejas tu onde estiveres, vivas da forma que quiseres, sejas tu quem fores… serás sempre minha mãe…
E eu ?...
Vá para onde for levo o teu cheiro comigo…
Nos meus ouvidos , ainda que de forma indelével, vai o som do teu coração, que eu gravei quando me embalavas em teu ventre…
Nas minhas veias corre o teu sangue…sangue que me segurou à vida…
Em meu coração pulsa a vida batendo como me ensinaste, ao ritmo do teu amor…
Não és mais a menina jovem de outros tempos, mas, vida da minha vida, ainda que velhinha o teu coração fala de ti…
Na minha pele ainda pode notar-se a sombra da tua pele…
Os teus cabelos irão embranquecer e eu copiarei por eles o dom de envelhecer docemente…
Mãe, minha mãe…
Em ti como em mim… há vida que jamais alguém cortará…
Os vínculos da vida são eternos e tu serás minha mãe pela eternidade…
O meu tributo eterno às mães que deixaram acontecer a vida...
Lasalete … 4.4.08 
neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 19:20

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

aniversário do AMA

faz neste exacto momento 13 anos que a Associação Migalha de Amor inaugurava na Rua do Almada as suas primeiras instalações...

 

aí iniciava uma nova aurora abrindo toda a sua boa vontade à luz consoladora da Doutrina Espírita ...

 

aqui como fundadora deste espaço de luz, que mais tarde em 1996 deu lugar ao Coração da Cidade, agradeço a Deus, a Jesus e aos Espíritos Superiores, por esta oportunidade e também pelos amigos da primeira hora e por todos os que a seu tempo vieram como anjos ao meu tão difícil caminho...

 

abraço a todos os que passaram por este espaço de amor, pedindo perdão por todas as falhas que possa ter cometido...

 

a todos os que de qualquer forma ajudaram a cimentar este projecto de luz, o meu imenso obrigada e que a todos a Luz divina favoreça em seus projectos de vida...

 

ao mentor deste espaço de paz e oração " SAMUEL" e ao meu  guia espiritual " AURO" o meu beijo de eterno agradecimento...

 

Lasalete ...

neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 15:07

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 1 de Abril de 2008

mãos de fada...

 

o Coração da Cidade está a precisar de mais mãos para trabalhar...

 

mãos de fada, que se esforcem em nome do amor por uma causa que é de todos ...

 

uma causa que parece ser uma eterna herança " a pobreza"...

 

uma causa que todos nós causamos com a nossa indiferença...

 

o Coração da Cidade está a necessitar de mais mãos generosas...

 

venham até nós e façam explodir o vosso coração de amor...

 

o mundo está a necessitar de amor...

não fique em casa...

  • experimente amar fora do casamento...
  • experimente amar os filhos dos outros...
  • experimente amar outros, que não você mesmo...

assim pode descobrir como é um ser humano com sorte e com sorte os seus familiares vão ser apreciados , porque ao contactar com os mais frágeis do caminho passamos a dar mais valor à família que temos...

faça um pouco pelo mundo... e como Jesus aconselhou..." amemo-nos uns aos outros como Ele nos amou"

 

o amor ao próximo ainda não é um gesto diário...

se na realidade já está a despertar para a solidariedade...

venha... nós precisamos de si...

 

faça-se voluntário...

 

faça o seu parto solidário...

 

"ser voluntário é estar grávido de amor e fazer nascer a esperança todos os dias"

 

lasalete

neste momento eu estou ...: amando
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:52

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Março de 2008

atenção às práticas de bruxaria ...

a vida não é um filme...
acordemos de uma vez por todas e encaremos a vida com realidade...
PSP deteve "Bruxos" que
convenceram mulher a endividar-se
para lhes pagar 250 mil euros

Dois indivíduos de nacionalidade brasileira foram detidos em Lisboa por agentes da PSP do Porto por fortes suspeitas de terem sido os autores de uma burla de que foi vítima uma mulher do Porto que recorreu a serviços de espiritismo. A vítima chegou a entregar a um dos indivíduos 250 mil euros em dinheiro como "pagamento" pelas supostas práticas de "bruxaria". Parte da verba (50 mil euros) foi recuperada no passado sábado, aquando das buscas e detenções dos suspeitos
( este notícia vem na página 12 do Jornal de Notícias )
è pena que nas  bancas de jornais,  ainda possamos ler noticiadas burlas destas, autênticos casos de polícia, mas que nesta altura da vida ainda sucedem para espanto da maioria...
pena é também, que os jornais e revistas não divulguem e não estudem algo sobre a Doutrina Espírita, para saberem separar o trigo do joio e assim a palavra "espiritismo", não apareceria nesta notícia...
a Doutrina Espírita, nada tem a ver com estas práticas e não tem necessidade de criar prosélitos, pois que todas as informações e ensinamentos, são gratuitos e se envolvem na prática cristã de amor ao próximo...
em qualquer Centro Espírita Kardecista, ninguém deve, nem pode cobrar nada a ninguém... mas quando sabemos de tal prática, estamos na presença de alguém que nada sabe da doutrina ou está a proveitar-se da denominação para negociar... então, devemos de imediato denunciar o caso  às autoridades competentes, porque estamos perante um caso de burla que incorre automaticamente num crime punido pela lei...
O ESPIRITISMO, nada tem a ver com este tipo de notícia e assim os senhores jornalistas deveriam saber escrever de forma a informar correctamente e não a desinformar...
mas, o que mais me espanta, é que são os próprios jornais e revistas, incluindo o JN que dão a estes senhores, peritos nestas burlas, páginas diárias de anúncios, ao invés de informar a opinião pública, alertando para este tipo de coisas, que no mundo do sobrenatural anunciado, nem é das mais alarmantes...
observemos, que sempre que a vida se complica em matérias, como a saúde, o amor e o dinheiro, a maioria das pessoas, que ainda acredita que "DEUS" se vende por um punhado de notas e os espíritos estão aí como empregados domésticos para satisfazer os caprichos dos homens na Terra no imediato de todas as questões, dão qualquer quantia, fazem seja o que for, para que as dificuldades sejam desviadas da sua vida...
vendo bem a questão ( até com o alto se tentam tráfico de influências)...
na generalidade, os que agora são enganados, foram pessoas que em vidas anteriores mentiram à vida , burlando também outros, que incautos foram desesperadamente enredados na sua teia)...
é preciso com urgência visitar uma casa espírita e pedir informações, é necessário adquirir esclarecimento e não ter vergonha de procurar informação no local correcto...
não entrem por aí às escuras... quem assim teima em caminhar, é natural que caia e tropece no primeiro esperto que aparece...
aprendamos com Fé a ter Esperança... mas lembremo-nos que a Caridade ainda não é amada pela maioria dos homens...
a Doutrina Espírita Cristã - Kardecista - é um alerta pormenorizado de tudo quando devemos fazer e evitar...
deixemos de uma vez por todas de visitar, bruxos e adivinhos...
tentemos crescer naturalmente, rogando a Jesus coragem e discernimento para os momentos mais difíceis da nossa vida, quando esta simplesmente nos pede respostas difíceis, frente às inúmeras provas que temos que prestar...
arrumemos a nossa casa mental e deixemo-nos de práticas atávicas que nada trazem de Bem, de Bom e de Belo à nossa existência...
um bom dia para todos e muita luz...
lasalete
neste momento eu estou ...: acordada
publicado por lapieta@sapo.pt às 10:55

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

ecos da solidão...

 

 

porque se inventou o dia dos namorados?...

 

nem todos podem amar-se e, afinal são tão difíceis de definir os ecos da solidão...

 

hoje, olhei de perto os olhos dos que se aproximaram para recolher alimentos que a solidariedade humana distribuiu sem perceber a quem...

 

olhei os rostos de muitas cores e percebi no éter a solidão oculta, compernas , braços e coração...

 

os olhares cruzados sobre uma sopa quente e a ausência de calor humano, apenas cifrável enquanto permanecem naquele espaço que se chama Coração...

 

borboleteando entre os homens , as mulheres sem abrigo, passeiam-se indiferentes, tal qual eles a um suposto acasalamento...

 

 

 

ninguém troca olhares amorosos e parece que até se confundem num executado bailado de indecifráveis figuras...

 

olhei-os, pensando ... -que será da intimidade destes seres humanos ?, que não têm entre eles maneiras mais bonitas e mais amorosas mas vivem aparentemente uma relação muito física de sobrevivência dolorosa, mas emocionalmente descontrolados ao ponto de ferirem se preciso for...

 

...entre os muitos ali presentos, se contavam também aqueles a quem chamo " administradores", sem  ofensa para ninguém ,  mas aos quais quando me é permitido recuso ajuda, por explorarem mulheres indefesas que a noite sonega ao dia e deturpa nos seus mais leais sentimentos para com a vida humana...

 

estas mulheres nunca chegam a ser as namoradas de ninguém, mas ficam na retaguarda dos sentimentos humanos , à mercê das mentes doentias que não sabem namorar, dos predadores que na noite se ocultam para devorar os corpos esqueléticos destas mulheres até dizer... B A S T A ....

 

sem dentes, magras, cambaleando, ainda lhes é possível perceber traços duma beleza oculta que o tempo fez derreter como de cera se tratasse, por suposto holocausto que a desumanização ergue em praça pública...

 

mas, se pudermos observar, lentamente os sorrisos começam a definir e é possível ver os ecos da solidão...

 

pude verificar isso mesmo num episódio simpático que hoje aconteceu no domínio privado das sensações únicas que podemos experimentar com as pessoas sem abrigo...

 

ontem, um jovem , por certo o mais desordeiro do nosso espaço de acção solidária, pediu papel para desenhar a carvão...

 

o certo é que, desde que a Livraria AMA abriu, muitos são os utentes que por lá passam ...

ou para orar no auditório e ficarem um pouco em paz, ou para verificar os livros nas prateleiras e ler um pouquinho, ou até mesmo para conversar e revelar seus gostos no domínio da arte...

 

o nosso jovem utente, vinha visitar-nos desde que abrimos e formulou o desejo de se ligar à arte , porque... dizia ele... tinha muito jeito para desenho...

 

hoje, pela hora de almoço , oferecemos ao nosso jovem um caderno A3 e o respectivo carvão com a laca fixante...

pelas 4 horas da tarde, aparece ele muito simpático, de alma lavada, com um sorriso de orelha a orelha, cheio de felicidade , a exibir os primeiros traços duma paisagem que não é de todo perto da cidade do Porto, mas possivelmente duma província alentejana...

 

os montes rasos e extensos , o poço num deserto  imenso, a palhota isolada e uma igreja isolada,compunham a paisagem que o jovem oferece à nossa apreciação...

mas, o que mais chama a atenção, são as árvores dispersas sem folhagem e ressequidas ...

 

uma voluntária lhe diz...-faltam as folhas... ele responde...-as minhas árvores não têm folhas eu sinto-as assim... o desenho ainda não está completo , mas as árvores já estão...

 

pediu-me de seguida que lhe desse umas paisagens para ele ver e conseguir copiar, porque a ideia dele não tinha registos de nada e ele tinha dificuldade em desenhar, porque a mente dele estava deserta...

 

olhei aquele jovem e percebi na sua resposta os ecos da solidão que ele carrega nos seus 25 longos anos...

 

apenas a rua e o desespero namoraram aquela alma, que sempre se transmite em agonia e provocação...

 

os ecos de solidão também são a violência no quotidiano , a dor extravasada a golpes que a mente humana desfere nos mais próximos e mais ajustáveis ao nosso horroroso mal estar...

 

os ecos da solidão passam de nós para os outros , porque o amor se faz ausente...

 

hoje, a esta hora tenho a certeza que o nosso jovem está feliz , amando o caderno repleto de folhas  brancas e oferecidas, que a sua mente vai desenhar, porque lhe demos cópia de paisagens sublimes, de mar e sol, pedra e verde, que Deus pintou para todos nós...

 

tenho a certeza que está feliz, pela afirmação que lhe surgiu:

- hoje ao desenhar tive hora e meia de felicidade...

 

há quem diga que os namorados não têm fome, porque se alimentam de beijos e de amor... mas os mais pobres e esquecidos desse painel de enamoramento, também podem sonhar...

 

a arte não nos deixa sós e permite sermos  felizes em dia de namorados...

 

a arte com coração é tão fácil de acontecer...

 

mas não terminamos por aqui...

recebemos no nosso espaço de leitura, um livro já em segunda edição de Júlio Allen , também ele utente do Coração da Cidade a quem não é possível atribuir a poesia directa e acutilante do seu livro que se devora num ai ...

 

ser pobre e ser artista, os atributos certos aos ecos da solidão dos quais fazem e fizeram parte tantos artistas deste mundo...

 

de descoberta em descoberta, a arte anda fazendo das suas por aí...

 

fazendo ouvir os ecos da solidão que maioria não sabe escutar...

 

lasalete ...

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 22:37

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2008

Domingo após Domingo...

Mensagens, frases e poemas para orkut

´

lendo a mensagem se percebe porque a vida nos entregue um Domingo após o outro para que tomemos fôlego e assim possamos encetar as emendas na nossa vida que vão sendo necessárias ...

 

viver reflectindo e aprimorando o nosso carácter é essencial para que possamos evoluir na certeza de que crescendo estaremos a fazer crescer o mundo...

 

quando olho uma criança fico parada a pensar como irá crescer e se terá junto dela alguém que a ajuda nessa escalada, que nunca é fácil...

 

quando olho um adulto que apresenta fissuras na sua personalidade, e dia após dia experiencia maldades e convive com os seus defeitos pensando que está tudo muito bem e não avança, parecendo inclusive recuar na sua qualidade de vida, peço a Deus que o ajude e que um dia eu possa cruzar com ele mas possa observá-lo com mais qualidade e precisão de carácter ...

 

Doçingo após Domingo a vida se abre em repetido descanso e quem tem a oportunidade de o fazer pode experimentar, meditação e conforto espiritual se assim o quiser...

 

é muito importante que cada um de nós dê a si próprio a oportunidade de apenas se debruçar sobre si e tentar uma auto descoberta para que também seja possível fazer as suas emendas pessoais, já que na maior parte do tempo estamos atentos ao comportamento dos outros...

 

a vida porém, pede sistematicamente acertos pessoais e só desses acertos teremos que 

 dar contas...

 

a personalidade com algumas deficiências em qualquer ser humano está sempre em construção até à perfeição... a tolerância é sem sombra de dúvida o cinzel a utilizar nessa moldagem psíquica que tanto nos aflige...

 

Domingo após Domingo  cá estamos nós a tentar emendar...

 

você ... parou para olhar dentro de si?... ainda está a tempo... coragem...

 

uma semana de trabalho espectacular...

 

se tem trabalho neste momento óptimo ... se não tem não desespere, enquanto procura emprego faça-se voluntário  numa instituição e colabore com a humanidade...

 

lasalete  

neste momento eu estou ...: feliz... pensando
publicado por lapieta@sapo.pt às 19:44

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

Deus e a cidade...

as loucas e ilusórias pre...

mãe ... minha mãe...

aniversário do AMA

mãos de fada...

atenção às práticas de br...

ecos da solidão...

Domingo após Domingo...

ai, se... OS HOMENS TIVES...

desperte... descubra-se.....

2008 ... o ano das energi...

meu presente de Natal... ...

ceia de Natal 2007---

movimentos ... A LUZ QUE ...

lágrimas do tamanho do mu...

a melhor oportunidade...

a cidade dos anjos...

aproveite o Domingo... pa...

se dessemos as mãos...

TUDO POR UM MUNDO MELHOR

hoje é terça feira ... ??...

é preciso dizer b a s t a...

caridade ...????????????

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags