Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

uma cartinha... uma carinha... do outro lado do mundo...

 

Por favor...

Por Deus ... não me ignores...

não te esqueças de mim...

 

não sou teu irmão ?

 

então não sabes nada... não sabes que na mão de Deus todos somos irmãos...

 

tenho na mão as lágrimas que a Terra me devolveu em grão, mas se necessitares eu te dou o pouco que eu tenho,

para que nada te falte...

 

se pudesses avaliar a fome

de quem nada tem ...

 

mas já agora... no vosso mundo, que deve ser bem longe do meu, as crianças também estendem a mão ?...

já perguntei à minha mãe, mas ela não me sabe responder...

eu estou sempre de

 

ontem zanguei-me com o sagui... ele roubou as raízes de batata doce que eu levava para o meu pai comer...ficamos com fome...

hoje de manhã, magoei os dedos... estive a contar do chão os grãos que caíram do carro da milícia e que os soldados deitaram na terra...

 

como sou pequenino, fico sempre para o fim e fico muito tempo à espera que todos vão embora , para levar os grãos para casa...

 

este ano a terra está dura... não choveu... foi difícil... diz o meu pai...

 

vocês não sabem quem eu sou? ...

mas também, se soubessem ia ser a mesma coisa...

afinal dizem que a nossa terra já tem fome há muito tempo e que a Terra é muito antiga... então vocês deveriam saber que aqui onde eu moro, os meninos morrem de fome...doentes e tristes...

 

os meninos que jogam comigo ao arquinho, estão doentes... não há remédios para nós... vocês têm remédios quando estão doentes?..

a minha mãe também não sabe responder a esta pergunta e então eu fico calado...

aqui não se sabe nada do mundo onde dizem que moram os homens... que têm a pele mais branca que a nossa...

 

ontem um menino pegou num papel para dizer-me como se escreve...

mas não sabia muito bem...

vocês aí aprendem a escrever e a ler?...

deve ser muito bom fazer isso...

os brancos que nos vêm ver... olham par nós desconfiados e depois vão embora e deixam no chão papeis brilhantes e latas que têm letras... isso é que deve ser ler... porque o meu pai pega nas latas e fica a falar para elas em voz alta... a minha mãe diz que ele está a ler...

vocês no vosso mundo também têm latas para falar em voz alta e fazer de conta que estão a ler?...

 

uma tia que eu tenho, diz que há muitas folhas juntas e que são livros ... com muitas letras...e desenhos... gostava de ter um...

 

eu faço desenhos na terra molhada e tenho barquinhos de folhas que passeiam no rio...

tenho também passarinhos azuis que estão sempre ao pé de mim...

mas tenho medo das águias... elas comem os passarinhos azuis...

 

porque é que os pássaros grandes comem sempre os mais pequeninos?...

 

isto é que eu não compreendo.... e também não entendo porque é que os homens soldados estão sempre com armas nas mãos... eu não faço mal a ninguém  e os meus amigos também não...tenho medo dos soldados... quando for grande, não quero ser soldado...

 

ontem fiquei com sede... o poço da roça já não dá água há muito tempo e a água que tinha no balde já acabou...

 

está tudo muito mau... mas se for preciso ainda tenho uns grãozinhos guardados que posso mandar para vocês...

 

sempre querem saber o meu nome ... chamo-me Inocência... há quem me chame Ternura... dizem que é por eu ser pequenino e por acreditar que um dia de muito longe alguém virá socorrer os meninos de toda a Terra que como eu não sabem ler, não podem comer todos os dias e têm sede quando a água acaba porque o poço secou...

 

só me resta mesmo pedir a um senhor muito velhinho, que dizem que se chama Deus e que criou o mundo todo, para que nos venha ajudar...

 

vamos lá a ver... quando passar o grande pássaro, que voa no céu e é de metal, muito maior do que a águia,  eu vou pedir que chegue mais alto e que fale a esse Deus para olhar para os meninos como eu...

nesse dia sou capaz de lhe mandar um beijinho...

 

então, até qualquer dia... um beijinho da Inocência...

 

lasalete

 

 

neste momento eu estou ...: em paz...
publicado por lapieta@sapo.pt às 17:42

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

uma cartinha... uma carin...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags