Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

QUERO SER AMADO Á LUZ DO DIA ... poema

 este poema leva-nos a entender um pouco mais a alma de quem na rua tem o seu estado permanente... obrigado pelo egoismo que ainda veste a humanidade...

 

 

 

se a humanidade me permite querer...

eu.....................

quero ser amado á luz do dia,

sem o frio do chão que á vida faz doer,

quero ter como todos a louca fantasia

duma cama onde possa adormecer...

não quero ser acordado pela noite

pelos olhos mecânicos de alguém,

que me dá de beber e de comer

mas que no fundo chega e parte

e eu fico sem ninguém...

 

quero ter uma porta onde entrar

um número qualquer só para mim,

para onde Deus por amor manda recados

em cartas perfumadas de jasmim...

quero ser como aqueles que passam pela rua

ligeiros com certezas guardadas em seu peito

quero ser a verdade deles, quase nua,

de que se chegam a mim sem preconceito...

quero fugir do chão sujo e molhado,

que guarda em si os pecados de ninguém...

porque os de toda a gente sem saber

é o meu louco coração que os retém...

 

quero dizer de frente á madrugada,

que fugi da noite e sonhando adormeci,

numa cama com lençóis e perfumada

tal e qual o berço onde outrora assim dormi...

quero louca e sofregamente possuir

um lugar para amar como um qualquer,

um lençol amarrotado  de suor

e a recordação em minha pele de uma mulher...

quero sentir  na mão uma cortina amarrotada

daqueles que vêm á janela para olhar

a lua que se esconde envergonhada

quando alguém rouba o direito de sonhar...

 

por tudo isto...

não me dês um cobertor... dá-me os abraços...

que o mundo não me deu por ser sincero,

não me dês meias para os pés, porque os meus passos

tomam sempre a direcção que eu nunca quero...

eles ?... oh !...já conhecem as ruas como a alma

da cidade que nunca está dormente,

que acorda a cada hora quem sossega

no chão onde passa toda a gente...

 

não me dês de comer... dá-me a certeza,

de que tudo pode mudar para melhor,

e que todos os filhos da desgraça

vão poder fugir de vez a tanta dor...

demora-te em mim um segundo... amigo... eu sou humano...

não me evites, nem me olhes assim tão de repente...

não sou divino... amigo ... eu sou profano...

mascarou-me a dor ,sou pobre, mas sou gente...

 

sou o rosto do amor ignorado

que sepultou a caridade em agonia,

eu só quero um lençol amarrotado

eu quero ser amado á luz do dia...

 

 

lasalete ... ( poemas do fundo da alma)... 1-12-2009 ... 3 h 

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 01:14

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Dezembro de 2009

dia do voluntário ... dia do amor...

 

 

dia do voluntariado, são todos os dias...

 

hoje , aqui, quero dar os parabéns a todos os voluntários que em qualquer parte do mundo se têm esforçado, para que nos momentos mais difíceis da vida, quer dos animais , quer dos homens, o carinho e o aconchego cheguem sem medida...

 

quero aqui e muito particularmente abraçar a equipa de voluntários d?d?O Coração da Cidade que de frente para a vida, têm mostrado corajosamente que a última situação seria desistir...

voluntários que mesmo sem recursos estão sempre presentes incondicionalmente...

homens e mulheres de todas as idades sem mãos a medir, quer junto das pessoas sem abrigo, quer junto das famílias mais carenciadas e muito especialmente daqueles que sem idade e sem saúde para se deslocarem, recebem nas suas casas os "Voluntários Ave", que a sua casa levam tudo o que é necessário e o carinho muito particular que alegra as suas vidas tão solitárias...

 

homens e mulheres de coragem que até hoje já repartiram pelos mais necessitados em 15 anos de actividade ofereceu:

  • 1.620.000 refeições
  •      14.400  ajudas a famílias carenciadas de alimentos todos os meses
  • mais de 50 toneladas de roupa e calçado
  • mobiliário e bens de apoio doméstico incontabilizáveis
  • mais de 3 500 alojamentos
  • e mais de 10,700 € em medicamentos

incontabilizáveis são o carinho , os sorrisos, as lágrimas, mas principalmente os momentos felizes que também acontecem, quando a vida daqueles a quem ajudamos floresce de prosperidade...

 

por tudo isto nós não podemos parar...

 

um grande abraço para todos...

 

com carinho e agradecida pelo apoio e pelos ensinamentos que particularmente e pessoalmente eu recolhi de todos eles...

 

lasalete

neste momento eu estou ...:
publicado por lapieta@sapo.pt às 08:50

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

quero ser amado á luz do dia... ( poema)

 

se a humanidade me permite querer...

eu.....................

quero ser amado á luz do dia,

sem o frio do chão que á vida faz doer,

quero ter como todos a louca fantasia

duma cama onde possa adormecer...

não quero ser acordado pela noite

pelos olhos mecânicos de alguém,

que me dá de beber e de comer

mas que no fundo chega e parte

e eu fico sem ninguém...

 

quero ter uma porta onde entrar

um número qualquer só para mim,

para onde Deus por amor manda recados

em cartas perfumadas de jasmim...

quero ser como aqueles que passam pela rua

ligeiros com certezas guardadas em seu peito

quero ser a verdade deles, quase nua,

de que se chegam a mim sem preconceito...

quero fugir do chão sujo e molhado,

que guarda em si os pecados de ninguém...

porque os de toda a gente sem saber

é o meu louco coração que os retém...

 

quero dizer de frente á madrugada,

que fugi da noite e sonhando adormeci,

numa cama com lençóis e perfumada

tal e qual o berço onde outrora assim dormi...

quero louca e sofregamente possuir

um lugar para amar como um qualquer,

um lençol amarrotado  de suor

e a recordação em minha pele de uma mulher...

quero sentir  na mão uma cortina amarrotada

daqueles que vêm á janela para olhar

a lua que se esconde envergonhada

quando alguém rouba o direito de sonhar...

 

por tudo isto...

não me dês um cobertor... dá-me os abraços...

que o mundo não me deu por ser sincero,

não me dês meias para os pés, porque os meus passos

tomam sempre a direcção que eu nunca quero...

eles ?... oh !...já conhecem as ruas como a alma

da cidade que nunca está dormente,

que acorda a cada hora quem sossega

no chão onde passa toda a gente...

 

não me dês de comer... dá-me a certeza,

de que tudo pode mudar para melhor,

e que todos os filhos da desgraça

vão poder fugir de vez a tanta dor...

demora-te em mim um segundo... amigo... eu sou humano...

não me evites, nem me olhes assim tão de repente...

não sou divino... amigo ... eu sou profano...

mascarou-me a dor ,sou pobre, mas sou gente...

 

sou o rosto do amor ignorado

que sepultou a caridade em agonia,

eu só quero um lençol amarrotado

eu quero ser amado á luz do dia...

 

 

lasalete ... ( poemas do fundo da alma)... 1-12-2009 ... 3 h 

neste momento eu estou ...: + ou -
publicado por lapieta@sapo.pt às 16:24

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 31 de Maio de 2009

a vida a preto e branco...

Insatisfação

 

 

não sei quem nos condenou...

não sei quem tem interesse em que sejamos assim

não sei quem inventa o dia mundial da criança...

não sei porque tenho que pagar pelas asneiras dos adultos...

não sei porque pagam a muita gente para tratar do meu futuro e me deixam sempre assim...

 

assim ?... muito triste...

triste porque tenho fome...

triste porque tenho frio...

 

triste porque sei que me vão roubar a infância...

triste porque me roubarão a inocência cedo demais...

triste porque ninguém se lembra das crianças sem abrigo...

 

há meninos que têm quartos bonitos...

roupa limpinha...

mães que cheiram bem...

mães que não gritam... que não se drogam... que não bebem...

 

os quartos onde ás vezes dormimos cheiram mal... têm muito barulho...

e a comida são os restos de quem já está farto de comer...

 

na rua tenho que andar depressa ao passo cambaleante da minha mãe...

 

ninguém quer saber de mim...

 

para que inventam o dia das crianças...

 

os adultos não falam verdade... e não têm sentimentos amorosos, porque senão não haveria uma só criança infeliz...

 

como querem que eu quando crescer não minta?... se  eu só assisto a mentiras todos os dias...

 

mesmo assim tenho que viver...

 

quem sabe quando eu crescer, estudo muito e assim posso descobrir onde os adultos têm o coração...

 

até lá só peço ... a rua para as crianças .. não ?...

 

 

lasalete

neste momento eu estou ...: incredula
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:39

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

campanha de sensibilização...

amanhã O Coração da Cidade vai estar na Praça da Alegria

 

a campanha de sensibilização para o problema da pobreza dentro dos moldes em que se desenvolve na actualidade, está em quase todas as televisões nacionais...

 

a sociedade civil está a despertar da forma mais difícil para um problema que sempre existiu e que não é dos mais pobres mas de todos nós...

 

angariar fundos para levarmos a efeito todos os programas de apoio é também o nosso grande objectivo...

 

se você é um pólo humanizador, junte-se a nós e promova a solidariedade em todos os sentidos...

 

nós precisamos de ajuda para ajudar...

faça-se "AMIGO DO CORAÇÃO"  inscreva-se para que o Coração da Cidade não pare de bater...

 

 

com carinho

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: nas nuvens
publicado por lapieta@sapo.pt às 13:20

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

para que se conste ...

 

fazer um esforço para não falar de fome, tem sido o meu esforço...

não tanto para não agravar o medo crescente, ou o desfraldar da bandeira da crise, mas também porque já cansa de tanto falar de fome e de perceber que afinal as instituições, que continuam a resolver de forma dramática o flagelo da pobreza, que vai dia a dia trazendo à superfície  novos rostos com fome, continuam em situação de programação autista que em nada beneficia o país...

 

no meu humilde entender seria de prever, porque é necessário que os representantes do país, se dirigissem a esses locais para constatar " in loco" , o que afinal se está a passar...

 

não estamos necessariamente a produzir uma encenação de La Féria, mas continuamos a protagonizar a peça mais brava de sempre no nosso pais " OS MISERÁVEIS " que em cena está há tanto tempo que já lhe perdi a memória, mas que pelo que está a acontecer está para durar e não sei quando vai encerrar este cenário de dor e sofrimento...

 

ainda hà pouco mais de um mês O Coração da Cidade, retomou as refeições diárias, com 9 horas de trabalho diário e consecutivo e já atingimos os 300 utentes...

 

não são os mesmos rostos, não têm as mesmas maneiras dos sem abrigo, são homens e mulheres que nada têm a ver com a pobreza habitual e não sabem como comer sem que tenham que se dirigir a uma instituição...

 

no Coração da Cidade tudo é gratuito...

na sala onde comem, foi montado um esquema de self - service , para que quem chega para se alimentar possa fazê-lo sem constrangimentos e assim pegando num pratinho as pessoas que lá vão possam servir-se com vontade e naturalidade e dirigir-se para o seu lugar sem ser interpelado...

 

alimentam-se sem atropelos e sem barulho... deixamos à disposição de quem precisa muitas possibilidades em termos de ementa e assim com amor , tentámos resolver a crise da fome de muita gente...

 

está na hora de sermos mais uma vez visitados... e agora em época de crise, para que de uma vez por todas o tão famigerado pavilhão amovível, possa ser instalado no referido terreno, que não tem serventia nenhuma...

 

ser político tem muito que se lhe diga ...e mais do que perceber de leis, é necessário entender de humanização e não deixar à sua sorte aqueles que num dia programado, ofereceram o seu voto para passarem fome depois de algum tempo...

 

na sua maioria são homens os que procuram alimentar-se fora de casa e não é raro surpreender-lhes as lágrimas nos olhos, olhando de baixo para quem está a seu lado, porque a vergonha ainda é um traje que se usa forçadamente...

 

com as famílias carenciadas a postura é semelhante, mas aqui são as mulheres que vêm em nome dos filhos , porque está seu cargo, o encher a dispensa que tem ar e vento por todos os lados...

mães, avós e amigas, são as mulheres que chorando se dirigem ao Coração da Cidade implorando alimentos e medicamentos que já não conseguem comprar...

 

neste sociedade moderna em que aparentemente alguns estão instalados, a fome é o maior crime de sempre e a maior fraude consentida por todos...

 

escravos de paredes brancas, magros salários e açoites no tranco da crueldade que uma Europa que se diz evoluída não deveria consentir...

 

alimentar o polvo do desemprego deveria dar prisão, não só para os que desempregam de forma fraudulenta, mas para aqueles que criam regras e leis que permitem quando oportuno, levantar os troncos das senzalas que se chamas cidades ...

 

no tórrido calor dos conflitos domésticos as enormes depressões e o exaustiva atropelo nos corredores da Segurança Social...

 

ainda assim para que se conste... o povo continua a acreditar num mundo melhor...

 

eu sou uma das pessoas que ainda não perdeu a capacidade de sonhar que alguém cm capacidade de pensar desperte um dia...

 

lasalete

neste momento eu estou ...: sem tempo para respirar
publicado por lapieta@sapo.pt às 21:11

link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Janeiro de 2009

o silêncio das horas... na mão de Deus ...

 

não são  de alguma forma malfeitores...

têm o rosto igual ao de muita gente...

trazem no olhar a desesperança e albergam nas palavras silêncios que vocabulário algum conseguirá traduzir...

informam quem passa que estão felizes porque O Coração da Cidade os voltou a acolher...

consideram que são atendidos com carinho e preocupação ...

 

mas... estão tristes e desesperados...

os rostos que agora nos visitam, tirando um ou outro, já não são os rostos dos " sem abrigo"...

são homens que perderam a oportunidade de trabalhar e tentam sobreviver a qualquer preço...

queixam-se que só conseguem entrevistas que não levam a lado nenhum...

estão a habituar-se à ideia de que depender de uma instituição vai ser para sempre a sua herança, como almas vivas de uma crise mundial que traçou destinos de gente honesta e que se desenvolveu pela mão de gente desonesta...

 

viver a qualquer preço, não era bem o que estava nos seus horizontes...

a queixa mais dolorosa é que recorrem às assistentes sociais e as entrevistas só daqui por três meses e com muita sorte...

mas todos eles dizem que só queriam trabalhar...

 

não estão a dormir na rua mas estão durante o dia a tentar a sua sorte...

a rua está a chamá-los para que possam viver no submundo dos que apelam à morte e à corrupção... e de dor em dor... estamos a assistir à absorção completa de seres humanos honestos que se vão ver envolvidos em histórias desonestas...

 

dizem que das 30 penitenciárias , 16 estão superlotadas...

mas, a passividade com que se assiste ao desenvolvimento de mentalidades sem estrutura emocional temperada de coragem, declinando em temperadas reacções de vicio e sofrimento, é que vai engrossar e de que forma os numerosos processos judiciais que estão lotando por completo as cadeias do nosso país...

 

se a justiça social acontecesse e os que nos governam, prestassem mais atenção aos que honestamente contribuem com a força do seu trabalho para o desenvolvimento do país, despertando para enriquecer as suas vidas de um prazer inaudito em termos de cidadania activa, então estaríamos neste momento frente a frente com pessoas desenrascadas e com frontalidade e discernimento capazes de desenvolver novas competências e outras actividades sem a recorrência desesperada aos serviços públicos de apoio...

 

as micro sociedades emergentes que estão a surgir desesperadamente e aparentemente do nada e já se devoram pelas ruas, não são ainda em números reais do domínio de quem de direito...

 

é necessário e urgente que neste momento se faça um rastreio real em termos de emprego e se criem estruturas que permita a homens e mulheres muito válidos que não têm como ocupar o seu tempo, meios de trabalho para que não desesperem de vez...

 

O Coração da Cidade está durante todo o dia sem parar a servir refeições quentes a todos os que nos procuram...

a porta está aberta todo o dia e não se para nesta casa ...

 

hoje muitos seres humanos de boa vontade e puderam constatar sem impedimento algum a azafama que por lá acontecia...

 

algumas pessoas comovidas voltaram com alimentos e foram oferecer o seu contributo pessoal...

 

aumentam à média de vinte pessoas por dia e numa semana ficamos de um momento para o outro com mais de 200 pessoas para alimentar...

 

9 horas de trabalho alimentar diário, é serviço social activo que em muito está a contribuir para o estado aflitivo de uma população desprotegida...

 

se puderem mandem o vosso contributo , porque em qualquer momento esta número subirá...

 

no Coração da Cidade a vida chama-se ... URGÊNCIA ALIMENTAR ...

 

venha até nós ... será bem recebido...

 

um bom fim de semana... e se tem trabalho, agradeç a Deus por essa fantástica oportunidade...

 

lasalete

 

 

neste momento eu estou ...: incrédula
publicado por lapieta@sapo.pt às 02:11

link do post | comentar | favorito
Sábado, 10 de Janeiro de 2009

não dês a tua vez a ninguém ...

 

 

não dês a tua vez a ninguém...

não fujas da oportunidade de ser feliz...

não te demovas por medo ou por falsa convicção...

não desistas apenas porque não entendes muito bem a opinião dos outros...

 

vai em frente e decide da tua vida...

 

 

tudo isto para te dizer... faz-te voluntário e experimenta a oportunidade de trabalhar com aqueles que de certa maneira estão pior que tu e que precisam de auxílio...

 

existem no país  e por esse mundo fora, inúmeras oportunidades para ti e muitos seres humanos , na esperança de que despertes para essa oportunidade, que a vida coloca na tua frente...

 

ao alcance da tua mão, a luz imperecível que ilumina o caminho de quem ajuda e de quem é ajudado...

 

Deus na sua imensa bondade, configura para todos nós a possibilidade de sermos mais e de nos conscientizarmos de que, a nossa vez não a devemos dar a ninguém...

 

todos temos uma hora marcada , até para nos encontrarmos com a felicidade de fazermos os outros felizes...

 

a vida espera por ti... se quiseres vir até ao Coração da Cidade... todos te esperamos...

 

agora que temos 9 horas diárias, de atendimento às pessoas sem abrigo... a tua ajuda seria excelente...

 

até já... um abraço do tamanho do mundo e um bom fim de semana...

 

não dês a tua vez a ninguém...

 

lasalete

 

neste momento eu estou ...: bem
publicado por lapieta@sapo.pt às 19:16

link do post | comentar | favorito

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

QUERO SER AMADO Á LUZ DO ...

dia do voluntário ... dia...

quero ser amado á luz do ...

a vida a preto e branco.....

campanha de sensibilizaçã...

para que se conste ...

o silêncio das horas... n...

não dês a tua vez a ningu...

não me roubem o meu sonho...

casa de cartão...

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags