O Coração da Cidade precisa de amigos... seja amigo do coração...

o seu donativo é muito importante para nós...

MILLENIUM- BCP ... 0033 000000 239551298 05 

Sábado, 3 de Junho de 2017

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

terceira-idade.jpg

 

os olhos dos velhos em luto permanente...

avultados de dívidas á vida que mal aproveitaram...

estão sugados pelo tempo, que sem tempo os empurrou de forma labiríntica e os calca ... e os esquece... e já nem para eles olha como em outros tempos...

o Inverno da vida é severo, rigoroso e implacável...

um dia o meu Tel. tocou...uma voz chorosa, com muita idade chorava aflita, com frases decoradas por tanta insistência em serem repetidas e a voz que chorava sabia a coração dorido de tanto desgosto...

o filho já com idade respeitável, transformara-se no seu carrasco...

os gritos e as agressões constantes, são o pão nosso de cada dia...

mas, não se pode queixar, não pode dizer que a agressão física acontece e sabe de antemão que se o filho souber que se queixa, as agressões serão maiores...

esteve internada para uma operação melindrosa e não deixou o cartão de crédito na mão do filho, já que de vezes anteriores ele simplesmente gastou todas as suas economias...

viver em conjunto com ele, para ela, é um suplico enorme, mas ninguém a pode ajudar...

ela apenas se quer lamentar e fê-lo durante uma hora...

depois se despediu duvidando da existência de Deus, e angustiada, pedia que o filho partisse rapidamente deste mundo, para ela ter sossego...

arrepende-se de escolher a companhia do filho , mas tem que viver com ele...

o álcool a que o filho se entrega diariamente, agrava a sua má disposição para com aquela, ela que lhe deu a vida...

já muito de noite, lá consegui que fosse dormir, e no meio de muita desculpa, desligou para ver se descansava.. 

quando a vemos a passar percebe-se que carrega uma dolorosa cruz...

cambaleia e chora mal encontra os nossos olhos...

pergunta sempre que mal fez a Deus para ter uma velhice tão difícil...

aconselhei o apoio á vitima, mas ela tem medo...

assim caminham muitos idosos neste mundo, sovados pelos menos velhos e por alguns bem mais novos...

as lágrimas confundem-se com as rugas e sempre que choram pensamos que são as dores próprias dum corpo cansado... mas não... são as dores da alma, bem fortes quando são provocadas por filhos sem coração...

 

o Inverno da vida ????... quem lhe chamaria assim...

que bom seria que com a experiência acumulada pudéssemos na idade mais avançada, voltar a ser Primavera ou Verão... como o mundo seria diferente...

o Inverno da vida, gelado de amor e quente de preocupação e desgostos, ainda é o que espera a maioria dos mais velhos neste mundo...

 

por isso eu sempre recomendo, que se esforcem por se manterem activos, física e mentalmente, e parem apenas quando a vida de forma declarada e concreta assim o exigir...

até lá, mantenham a força viva que os trouxe até aqui e vivam, vivam todas as loucuras, todos os amores, sem vergonha e com mais energia...

nós, os que ainda não estamos velhos, semeemos a Paz e não permitamos que ninguém, nem mesmo um filho nos retire essa paz...

um abraço do tamanho do mundo ...

e se você que está a ler esta página tem junto de si alguém mais velho, que simplesmente ignora, corra para ele, abrace-o e fique a contemplar de mente limpa, o Inverno da vida, porque há rosas que ainda florescem no Inverno, mantendo o seu perfume inigualável...

 

 

 

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 21:27

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2015

SEMPRE QUE O AMOR ME QUISER

 

 

 

309432_344012702341534_839894652_n.jpg

 

Dois minutos de conversa, deu para perceber que:

ela nem sempre foi assim…

conserva na memória a infância dolorida…

lembra com um certo brilho no olhar o esforço dos progenitores, para que ela estudasse , se formasse e depois estivesse bem colocada, com uma boa profissão e se possível um bom cargo de chefia…

até à formação eles ainda conseguiram…

 

mas depois, foi bem difícil…

a profissão nunca foi a que ela que sonhava…

seu amor pela investigação preenchia e creio que ainda preenche o seu coração…

 

mas o cargo alto que os pais esperavam para el, muito menos…

 

caiu desamparada após a morte dos pais…

pode dizer-se que ficou só no mundo…

pode dizer-se que o mundo ficou com ela de vez enquanto…

também podemos confirmar que a profissão que mais dinheiro lhe entregou, não era bem a que ela escolheu…

 

então ela, era uma menina estudada, com capacidades únicas, e neste momento nas mãos da mais velha profissão do mundo ?...

ninguém imagina que assim seja…

 

que voltas que a vida dá…

quem mundo este, que não tem espaço para mais um…

um de cada vez… um que sempre sonhou… para mais um que gostaria de passar seus dias num laboratório de pesquisa…

 

hoje longe dos livros, cansada e destruída, sem nada para fazer durante o dia, espera a noite para trabalhar, nas emoções das sombras …

 

mas com muita nostalgia à mistura, quando lhe pergunto, quando muda de actividade, diz: eu trabalho , SEMPRE QUE O AMOR ME QUISER…

 

e a vida está assim… num mundo difícil… frequentada por gente que ao dizer-se adulta não percebe como alimenta a sua demência infantil, contratando vítimas, que não têm coragem de cortar as algemas…

 

e então perguntamos: QUE TEM O AMOR A VER COM TUDO ISTO ?...

 

 

Lasalete

neste momento eu estou ...: trabalhando
publicado por lapieta@sapo.pt às 18:45

link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Março de 2015

SER CIDADÃO É ESTAR ATENTO...

63690_327265170714255_579587310_n.jpg

 

EDUCAÇÃO CIVICA , não passa apenas
por não deitar-mos papeis ao chão...por sermos atentamente ecológicos...
há ainda um longo caminho a percorrer na direção de todos os outros..
a maioria dos cidadãos, pensa, erradamente, que a cidade está por conta do Presidente da Câmara, e de todo e elenco de executivos, que laboram no domínio autárquico...engano nosso...
todos somos responsáveis por todos......
devemos por isso estar com mais atenção, a tudo o que nos rodeia...
observa:
se não podes ajudar, vê quem pode...
informa-te, de quem na realidade ajuda...onde se ajuda e que tipo de ajuda prestam as instituições da cidade...
e quando passares na rua, informa aqueles que passam visivelmente mais desfavorecidos...e faz o teu encaminhamento...
anota os números de emergência social...
isso também vai obrigar, a que as instituições, comecem a cuidar das suas tarefas com mais e maior cuidado...
são os cidadãos que pela sua insistência, obrigam os organismos a organizarem-se melhor...
faz a tua parte... não deixes ninguém à deriva ...
os humanos menos favorecidos não são esculturas de pedra dispersas na paisagem... eles precisam da atenção de todos nós...

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 16:09

link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Outubro de 2013

ONDE MORA A LIBERDADE ?...

 

é de espantar a forma pouco cordata como vivemos e nos desenvolvemos hoje em dia…

 

todos dizem que gostam de liberdade, de serem livres para fazerem o que bem lhes apetece, pois que ninguém gosta de estar preso, muito menos encurralado…

 

foram muitos, os que em nome da liberdade se amotinaram, se revoltaram, se manifestaram de forma mais directa, guerreando e oferecendo a vida por esse estado de alma, que no fundo tão mal compreendemos…

 

há muitos anos atrás éramos livres, quase selvagens, e com a civilização, o homem inventou as grades, as algemas, as prisões para tudo e para todos…

hoje não podemos falar sem sermos escutados, não podemos andar de um lado para o outro sem sermos vistos, não podemos efectuar um movimento em nossos afazeres sem que uma máquina registe os passos de vida  que efectuamos…

 

somos um número em movimento e dizemos que somos livres…

porque teimamos em dizê-lo?... até quando?...

no fundo, somente é livre o pensamento…

esse,  ninguém amortalha, ninguém veda, ninguém queima…

 

seria bom que o homem se mantivesse integro, tanto quanto pudesse a sua dignidade, para que em verdade lhe fosse possível gritar que era um homem livre…

 

olhar o mundo actualmente, e sabê-lo aprisionado na ganância financeira de uns quantos, no egoísmo económico de grupos perfeitamente organizados e escolasticamente formados, para estraçalhar as vidas humanas, que em silêncio os servem, sem se desmancharem por dentro, leva-nos até às lágrimas, e nos faz perguntar: - afinal onde mora a liberdade?,,,

 

pensamo-nos civilizados, mas apenas aperfeiçoamos as garras …

pensamo-nos modernos, mas apenas catalogamos sentimentos atávicos de ódio…

pensamo-nos livres, mas apenas ignoramos os carcereiros…

pensamo-nos humanos, mas somos bem menos que a natureza…

 

no fundo, nós somos apenas indigentes, mendigando um destino mais próspero…

 

lasaletepiedade…

neste momento eu estou ...: vivendo
publicado por lapieta@sapo.pt às 17:43

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011

Tu não paras o meu rumo… poema

 

 

ninguém me rasga o ventre, que pariu

um amor verdadeiro, sem medo  e tão sincero,

ninguém me arrasta no escárnio, se rugiu,

porque eu não quero, apenas…  eu não quero…

 

eu sou filha da luz, da vida, do universo,

eu sou filha do amor, razão da vida,

eu não sou perturbação , minha vida é feita em verso,

sou poema de  Deus e filha muito querida…

 

eu não sou mais folha ao vento, que desmaia,,

sem saber aonde cai, ou permanece…

não sou gota d’água numa face que desmaia…

sou abraço, sou beijo, sou calor, que se oferece…

 

nas almas mais tristes que encontro, deixo rosas…

e na voz de quem fala sofrendo, eu ponho amor,

não sou lava de vulcão, não queimo rosas,

eu sou eu, eu sou eu, não causo dor…

 

não sou mentirosa, nem fria, nem astuta,

torno visíveis meus gestos quando quero,

sou fã de quem é justo, de quem luta,

por um mundo amoroso e não austero…

 

ainda são pálida imagem, num mundo tão cruel,,

sou ainda uma voz trémula falando,

mas, quando o coração fala mais alto,

levanto minha voz e vou amando…

 

crio raízes longas, e em todos me alimento,

tenho folhas soltas cantando em alegria,

sou bela se apareço, ou se me ausento,

dou frutos de amor , quer de noite quer de dia…

 

crio raios de luar , de luz, de sol, de infinito,

tenho braços fortes , e abraço sem temor…

ninguém morre comigo ou por mim, que eu não permito,

porque sou a face voluntária do amor …

 

por isso mesmo te aviso… terror… fera ou maldade,

não perturbes quem trabalha, quem se oferece,

num trabalho solidário, sem barreiras, nem idade,

porque eu sou a força de quem luta e permanece…

 

eu sou a força do tempo, que Deus ama e aumenta,

sou o aviso prévio, de que o mundo está à espera,

sou o coração fraterno de quem  ama e aguenta,

para que na cidade, haja sempre  Primavera…

 

por ordem divina, muitas vidas voluntárias,

se vieram   oferecer, por caridade,

e fiz elos bem fortes, de  mãos bem  solidárias,

que  formam,  o coração desta cidade …

 

 

eu sou a SOLIDARIEDADE…

por isso te deixo um aviso, sem medo e não me escondo…

 

desiste…  que és fera que ruges escondida…

não paras o meu rumo, não consegues…

porque louca, desconheces, que á partida,

é  somente o amor , que tu persegues…

 

lasalete…24.10.2011…16h

neste momento eu estou ...: em paz
publicado por lapieta@sapo.pt às 16:49

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2011

Jovens sem esperança... geração sem norte... geração do Norte...

 

 

Se há cinco anos atrás disséssemos que em Londres tudo quanto estamos assistir iria acontecer, ninguém acreditaria...

 

 Logicamente que a nossa voz não chegou a Londres, mas por aqui, no espacinho á beira mar plantado a que pertencemos, já fomos alertando de que se não pusessem mão sobre a juventude …  isto mesmo, aqui, poderia acontecer...

 

 

A juventude e não só está á beira de um ataque de nervos...

 

Mas será que estão sem esperança?...

 

O grande perigo, prende-se com a falta de legislação que não consegue conter o consumo excessivo, não educou a juventude para que o trabalho fosse valorizado e acima de tudo não se encarregaram os pseudo sábios de educar segundo as capacidades e anseios de cada um...

 

Todos formam doutores e ninguém se preocupa em formar operários, gente que trabalhe e se orgulhe da sua profissão, que pretenda prosperar através do seu esforço e não de práticas abusivas e contrárias aos bons princípios da sociedade ...

 

Em quase todos os países sempre se preocupam em ganhar eleições e os senhores do poder se passeiam para mostrar de sobremaneira a sua suposta democratização...

Mas ignoram que quase todos eles estão a governar sobre um barril de pólvora e pelas imagens que pudemos ver, a juventude já não mostra medo de ninguém e pretende fazer vingar a sua opinião...

 

É necessário criar leis que não tragam a reboque os grandes senhores do poder económico, mas que ajustem os tempos de todos nós, não á miséria mas á prosperidade e que ajudem o mundo a pensar...

 

A Europa ainda não viu uma pequena parte de tudo o que é possível de acontecer , se não recuarem nos seus nefastos métodos financeiros e nos seus pouco convincentes meios e estudos  económicos...

 

A necessidade de viver em paz também faz parte da juventude...

 

Mas atendamos ao seguinte, é que em todo este cenário de insubordinação, ocultos estão outros senhores que não são jovens e empurram os jovens para a linha da frente...

 

É necessário salvar o mundo europeu duma guerra civil e não é com as medidas de austeridade que ninguém está disposto a pagar...

 

Não podemos pôr a falar quem é mudo, nem a ver quem é cego...

 

Alimentamos todas estas mentes com tudo o que era negativo e agora queremos retirar deles acções justas e honestas, quando nós mesmos os mais adultos, fomos desonestos com esta geração...

 

Eles não se sentem donos de nada, muito menos do futuro e por isso mesmo destroem e não olham a meios para atingir os fins...

 

 Vivem em guetos e se as cidades se destruírem, nem se importam… eles entendem que as cidades servem apenas os mais ricos e como eles são desfavorecidos há que partir e destruir, e disso tudo nem pena lhes fica...

 

Talvez ainda possamos ajudar a juventude, senão a inglesa, quem sabe em Portugal possamos fazer alguma coisa...

 

É necessário avançar com medidas de maior justiça social e evitar que os mais carenciados entrem em pânico... quem os deterá depois ?...

 

As instituições estão a fazer o que podem e ainda ninguém se aproximou para saber como as situações estão a acontecer... se há mais gente a pedir auxílio, ou se tudo não passa de uma fantasia, se afinal a fome de que tanto se fala não é invenção ...

 

Os governos deviam fazer o que nós fazemos, evitar as férias e aparecer para verificar o barómetro do tempo de espera de quem está desesperado vai para muito tempo...

 

Senhores ministros venham, ajudar... o Porto está com muitos casos de injustiça social... é necessário actuar quanto antes...

 

 

 

É preferível prevenir que remediar...

 

 

 

lasalete

publicado por lapieta@sapo.pt às 00:57

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Março de 2010

o Inverno da vida ...

 

 
os olhos dos velhos em luto permanente...
avultados de dívidas á vida que mal aproveitaram...
estão sugados pelo tempo, que sem tempo os empurrou de forma labiríntica e os calca ... e os esquece... e já nem para eles olha como em outros tempos...
 
o Inverno da vida é severo, rigoroso e implacável...
 
ontem o meu Tel. tocou...
uma voz choroso, com muita idade chorava aflita, com frases decoradas por tanta insistência em serem repetidas e a voz que chorava sabia a coração dorido de tanto desgosto...
 
o filho já com idade respeitável, transformara-se no seu carrasco...
os gritos e as agressões constantes, são o pão nosso de cada dia...
mas, não se pode queixar, não pode dizer que a agressão física acontece e sabe de antemão que se o filho souber que se queixa, as agressões serão maiores...
 
esteve internada para uma operação melindrosa e não deixou o cartão de crédito na mão do filho, já que de vezes anteriores ele simplesmente gastou todas as suas economias...
 
viver em conjunto com ele, para ela, é um suplico enorme, mas ninguém a pode ajudar...
 
ela apenas se quer lamentar e fê-lo durante uma hora...
 
depois se despediu duvidando da existência de Deus, e angustiada, pedia que o filho partisse rapidamente deste mundo, para ela ter sossego...
arrepende-se de escolher a companhia do filho , mas tem que viver com ele...
o álcool a que o filho se entrega diariamente, agrava a sua má disposição para com aquela, ela que lhe deu a vida...
 
já muito de noite, lá consegui que fosse dormir, e no meio de muita desculpa, desligou para ver se descansava...
 
quando a vemos a passar percebe-se que carrega uma dolorosa cruz...
cambaleia e chora mal encontra os nossos olhos...
pergunta sempre que mal fez a Deus para ter uma velhice tão difícil...
 
aconselhei o apoio á vitima, mas ela tem medo...
 
assim caminham muitos idosos neste mundo, sovados pelos menos velhos e por alguns bem mais novos...
 
as lágrimas confundem-se com as rugas e sempre que choram pensamos que são as dores próprias dum corpo cansado... mas não... são as dores da alma, bem fortes quando são provocadas por filhos sem coração...
 
o Inverno da vida... quem lhe chamaria assim...
 
que bom seria que com a experiência acumulada pudéssemos na idade mais avançada, voltar a ser Primavera ou Verão... como o mundo seria diferente...
 
o Inverno da vida, gelado de amor e quente de preocupação e desgostos, ainda é o que espera a maioria dos mais velhos neste mundo...
 
por isso eu sempre recomendo, que se esforcem por se manterem activos, física e mentalmente, e parem apenas quando a vida de forma declarada e concreta assim o exigir...
 
até lá, mantenham a força viva que os trouxe até aqui e vivam, vivam todas as loucuras, todos os amores, sem vergonha e com mais energia...
 
nós, os que ainda não estamos velhos, semeemos a Paz e não permitamos que ninguém, nem mesmo um filho nos retire essa paz...
 
um abraço do tamanho do mundo ...
e se você que está a ler esta página tem junto de si alguém mais velho, que simplesmente ignora, corra para ele, abrace-o e fique a contemplar de mente limpa, o Inverno da vida, porque há rosas que ainda florescem no Inverno, mantendo o seu perfume inigualável...
 
 
lasalete
 
neste momento eu estou ...: bem
publicado por lapieta@sapo.pt às 19:17

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

violência ... versus amor ?

 

seguindo o que o povo diz, e há quem diga que o povo é sábio, é vulgar ouvir dizer " quanto mais me bates mais gosto de ti".

 

a violência doméstica tem sempre um factor de retaguarda que esconde um domínio privado onde o agressor se refugia, e descobre que pode manipular a sua emoção, batendo e maltratando a todos os níveis aqueles que aparentemente são mais fracos e que na maioria dos casos dependem de si...

 

mas já presenciei casos em que o dominador não era economicamente mais forte do que a vitima, ela pelo contrário era mais poderosa que ele, mas ao mesmo tempo mais frágil em termos emocionais...

 

o lado económico mais forte, levava-o a realizar na vítima todas as sujeições que não pudera realizar com os pais que eram cruéis e dominadores, manifestando sobre ele um poder , cerceando todas as suas economias, dando-lhes um destino próprio e invalidando assim o seu território particular...

vem , depois de casado encontrar alguém dominador pelo lado económico e então domina a esposa pelo lado emocional, exemplo que retirou do convívio familiar e que o marcou desesperadamente...

 

este é um exemplo verdadeiro e muito comum... mas o que mais me confunde na actualidade é a violência que se inicia muito cedo, e não só da parte dos homens , mas também da parte das jovens namoradas que batem nos namorados sem dó nem piedade...

 

as agressões iniciam-se na escola e prolongam-se á vista desarmada sem que ninguém ponha termo e indique ajuda para estes jovens casais...

 

a ideia de que dependemos de alguém para sermos felizes é um mito...

 

para sermos felizes dependemos de toda a gente ao mesmo tempo...

ninguém depende de uma só pessoa...

 

o " amor" a que todos nós aludimos em momentos mais ou menos propícios eivados de um romantismo quase sempre exacerbado pela paixão ou até pelo ciúme, leva-nos a acreditar que aquela pessoa é a eleita do nosso coração...

 

mais preocupante ainda é que muitas vezes a violência acontece dentro da família, irmãos que espancam as irmãs e os pais acham muito bem, pais que batem nos filhos e estes já constituíram família, e fazem-no por hábito...

 

tudo isto é bastante desumano, e execrável, quando todo este panorama de violência se apresenta diante dos filhos pequenos, criando um clima de terror, que quando acontece, o coração acelera, e o medo toma conta de todos naquela hora...

 

a violência é também um problema que a sociedade poderia ajudar a debelar, porque fica perante muitos casos estanque e não reage, mas as autoridades quando são chamadas a intervir. s´+o se manifestam quando existe flagrante delito...

 

diz-se por aí, e lembrando o povo mais uma vez " entre marido e mulher não metas a colher" , depois levamos a mão á cabeça quando percebemos que os homicídios estão a aumentar e que muitos de nós poderíamos ter evitado muita aflição...

 

é necessário agir , mas principalmente educar as mulheres no sentido de que ninguém fica só na vida... sempre há uma saída e não se deve colocar deliberadamente na mão do agressor...

 

ninguém cala a violéncia apenas porque lhe destina um dia para falar sobre ela, ou porque lhe estuda as causas...

 

a violência é uma triste herança, que foi sendo alimentada e guardada em segredo dentro dos  nossos lares, até mesmo dos mais conceituados...

 

todos juntos não somos demais para travar este flagelo...

 

dia da não violência tem de ser todos os dias...

 

 

lasalete

 

 

neste momento eu estou ...: atenta
publicado por lapieta@sapo.pt às 19:42

link do post | comentar | favorito

CONHEÇA MELHOR



mais importante que verbalizar doutrinas é humanizar atitudes


 

e-mail gifs

coracaocidade@gmail.com


free html visitor counters
hit counter




<




body

CORAÇÃO DA CIDADE ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ MOVIMENTO ECUMÉNICO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ VOLUNTARIADO EM ACÇÃO ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥


a nossa sede na Rua Antero de Quental, nº 806- Porto

desde a inauguração desta casa que os voluntários têm sido um marco de coragem e abnegação




saiba porquê.....


O Coração da Cidade é:

é um espaço de solidariedade universal

com preocupações constantes de actualização

ao serviço permanente da comunidade onde está inserido

de conforto e amparo, servido apenas por voluntariado

onde todos os serviços prestados são e serão sempre gratuitos

promotor do voluntariado e intercâmbio associativo

O Coração da Cidade,

já estendeu a sua acção

a outros espaços do distrito do Porto

criando para o efeito

uma cadeia de Lojas Sociais ,

que lhe permitam

uma maior sensibilização

para o vuntariado

e ao mesmo tempo

detectar

novos focos de pobreza

venha até ao Coração da Cidade

faça-se voluntário

e ajude a servir,

os que mais necessitam de auxílio



CADEIA SOLIDÁRIA um euro uma razão para ajudar o Coração


é o que estamos necessitando neste momento ...

O Coração da Cidade inicou um pedido de ajuda para que seja posivel ultrapassar as suas dificuldades

associe a sua vontade de ajudar á nossa causa e contribua comnosco...

seja um amigo d'O Coração da Cidade

esperamos o seu

ajude-nos a ajudar ...

apenas um euro

Millenium BCP

0033 000000 239551298 05


gifs

ainda que eu fale a linguagem dos anjos e dos santos... se não tiver caridade nada sou...

posts recentes

A AVENTURA DO ENVELHECER ...

SEMPRE QUE O AMOR ME QUIS...

SER CIDADÃO É ESTAR ATENT...

ONDE MORA A LIBERDADE ?.....

Tu não paras o meu rumo… ...

Jovens sem esperança... g...

o Inverno da vida ...

violência ... versus amor...

saramaguisses...

o lado oculto do coração ...

aventura humana em corpo ...

pouco a pouco...

flores no chão...

neste momento estou a cho...

o amor à distância de um ...

escravos de pele clara .....

mais comentados

arquivos

tags

portugal

vida

porto

portoblogs

eu

amor

parlamento

actualidade

pobreza

solidariedade

politica

país

política

eu pensamento poesia blogs

blogs

poesia

eu pensamento blogs vida solidão pobreza

pensamento

solidão

pensamentos

todas as tags